A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

PLANO DE TRABALHO DOCENTE QUAL É A SUA IMPORTÂNCIA NO COTIDIANO DE SALA DE AULA ?

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "PLANO DE TRABALHO DOCENTE QUAL É A SUA IMPORTÂNCIA NO COTIDIANO DE SALA DE AULA ?"— Transcrição da apresentação:

1 PLANO DE TRABALHO DOCENTE QUAL É A SUA IMPORTÂNCIA NO COTIDIANO DE SALA DE AULA ?

2 Plano de Trabalho Docente É uma tarefa docente que inclui tanto a previsão das atividades pedagógicas em termos de organização e coordenação em É uma tarefa docente que inclui tanto a previsão das atividades pedagógicas em termos de organização e coordenação em face dos objetivos propostos, quanto da sua revisão e adequação no decorrer do processo. face dos objetivos propostos, quanto da sua revisão e adequação no decorrer do processo.

3 IMPORTÂNCIA DO P.T.D. Deve ser um trabalho consciente e sistematizado; Deve ser um trabalho consciente e sistematizado; Não se restringe ao espaço da sala de aula; Não se restringe ao espaço da sala de aula; Está diretamente ligado a exigências sociais e à experiência dos alunos; Está diretamente ligado a exigências sociais e à experiência dos alunos; Está atravessado por influências econômicas, políticas e culturais; Está atravessado por influências econômicas, políticas e culturais; Não pode ser apenas o cumprimento de uma exigência administrativa; Não pode ser apenas o cumprimento de uma exigência administrativa;

4 IMPORTÂNCIA DO P.T.D. Contém a previsão das ações docentes, fundamentadas em concepções e tendo como referência permanente as situações concretas (problemática social, econômica, Contém a previsão das ações docentes, fundamentadas em concepções e tendo como referência permanente as situações concretas (problemática social, econômica, política cultural que envolve a escola, os professores, os alunos, a comunidade, os pais ). política cultural que envolve a escola, os professores, os alunos, a comunidade, os pais ).

5 Elementos que compõem o P.T.D. Objetivos; Objetivos; Justificativa; Justificativa; Conteúdos (Estruturantes, Básicos e Específicos); Conteúdos (Estruturantes, Básicos e Específicos); Encaminhamento Metodológico; Encaminhamento Metodológico; Avaliação ou Critérios de avaliação; Avaliação ou Critérios de avaliação; Recursos ( humanos, tecnológicos, didáticos...); Recursos ( humanos, tecnológicos, didáticos...); Referências Bibliográficas. Referências Bibliográficas.

6 O que expressa o P.T.D. ? O POSICIONAMENTO FILOSÓFICO, POLÍTICO, PEDAGÓGICO E PROFISSIONAL; O POSICIONAMENTO FILOSÓFICO, POLÍTICO, PEDAGÓGICO E PROFISSIONAL; A COERÊNCIA DO TRABALHO DOCENTE : A COERÊNCIA DO TRABALHO DOCENTE : PARA QUE ENSINAR? PARA QUE ENSINAR? O QUE ENSINAR ? O QUE ENSINAR ? A QUEM ENSINAR ? A QUEM ENSINAR ? COMO ENSINAR ? COMO ENSINAR ? POR QUE AVALIAR ? POR QUE AVALIAR ?

7 P.T.D. RÍGIDO OU FLEXÍVEL ? O P.T.D. Não pode ser um documento rígido, pois o processo de ensino está sempre em movimento; O P.T.D. Não pode ser um documento rígido, pois o processo de ensino está sempre em movimento; Deve considerar a objetividade, ou seja, corresponder à realidade; Deve considerar a objetividade, ou seja, corresponder à realidade; Deve conter previsões possíveis; Deve conter previsões possíveis; Flexível : permite a sua reorganização; Flexível : permite a sua reorganização; Deve ser colocado em prática. Deve ser colocado em prática.

8 OBJETIVOS ESTÃO LIGADOS ÀS NECESSIDADES DE DESENVOLVIMENTO CULTURAL DE TODOS OS ALUNOS; ESTÃO LIGADOS ÀS NECESSIDADES DE DESENVOLVIMENTO CULTURAL DE TODOS OS ALUNOS; JUSTIFICATIVA JUSTIFICATIVA Deve responder à seguinte pergunta: qual a importância da disciplina ou conteúdo a ser ensinado ? Deve responder à seguinte pergunta: qual a importância da disciplina ou conteúdo a ser ensinado ?

9 Encaminhamento Metodológico É o componente do P.T.D. Que dará vida aos objetivos e aos conteúdos; É o componente do P.T.D. Que dará vida aos objetivos e aos conteúdos; Indica os procedimentos que o professor e os alunos desenvolverão no decorrer das aulas; Indica os procedimentos que o professor e os alunos desenvolverão no decorrer das aulas; Não é suficiente pois, passar o conteúdo; é preciso problematizá-lo para que os alunos investiguem, procurem as causas, as possíveis soluções e atinjam a aprendizagem e sistematização. Não é suficiente pois, passar o conteúdo; é preciso problematizá-lo para que os alunos investiguem, procurem as causas, as possíveis soluções e atinjam a aprendizagem e sistematização.

10 Avaliação e Critérios de Avaliação É uma tarefa necessária e permanente do trabalho docente e desempenho do discente; É uma tarefa necessária e permanente do trabalho docente e desempenho do discente; É o indicador dos progressos e dificuldades É o indicador dos progressos e dificuldades de aprendizagem e de ensino; de aprendizagem e de ensino; Fornece dados que devem ser interpretados não para classificar ou marcar - bons ou ruins ( e outros adjetivos...). Fornece dados que devem ser interpretados não para classificar ou marcar - bons ou ruins ( e outros adjetivos...).

11 Dimensão Legal Aparece no Artigo 13, II e IV da LDB nº 9394/96 como Plano de Trabalho que deve ser feito pelo professor. Isso justifica o termo Plano de Trabalho Docente. Aparece no Artigo 13, II e IV da LDB nº 9394/96 como Plano de Trabalho que deve ser feito pelo professor. Isso justifica o termo Plano de Trabalho Docente.

12 Edital de concurso para o magistério Descrição das atividades genéricas dos professores de 5ª a 8ª séries do Ensino fundamental e do Ensino Médio da Rede Estadual do Paraná: Descrição das atividades genéricas dos professores de 5ª a 8ª séries do Ensino fundamental e do Ensino Médio da Rede Estadual do Paraná: Contribuir para o desenvolvimento da Proposta Pedagógica Curricular dos estabelecimentos de ensino em que atuar; Contribuir para o desenvolvimento da Proposta Pedagógica Curricular dos estabelecimentos de ensino em que atuar;

13 Elaborar o Plano de Trabalho Docente E trabalhar pelo seu cumprimento em consonância com a proposta pedagógica do estabelecimento de ensino, com os princípios norteadores das políticas educacionais da SEED e com a legislação vigente para a Educação Nacional. E trabalhar pelo seu cumprimento em consonância com a proposta pedagógica do estabelecimento de ensino, com os princípios norteadores das políticas educacionais da SEED e com a legislação vigente para a Educação Nacional.

14 Estrutura do P.T.D. TEMPO DO P.T.D. : DE ACORDO COM A ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO PEDAGÓGICO DA ESCOLA; TEMPO DO P.T.D. : DE ACORDO COM A ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO PEDAGÓGICO DA ESCOLA; ORGANIZADO DE FORMA: ORGANIZADO DE FORMA: Mensal; Mensal; Bimestral; Bimestral; Trimestral; Trimestral; Semestral. Semestral.

15 1. Conteúdos Estruturantes São saberes – conhecimentos de grande amplitude, conceitos ou práticas - que identificam e organizam os diferentes campos de estudo das disciplinas escolares, sendo fundamentais para a compreensão do objeto de estudo das áreas do conhecimento (Arco – Verde, 2006) São saberes – conhecimentos de grande amplitude, conceitos ou práticas - que identificam e organizam os diferentes campos de estudo das disciplinas escolares, sendo fundamentais para a compreensão do objeto de estudo das áreas do conhecimento (Arco – Verde, 2006)

16 Desdobramento dos Conteúdos Estruturantes em Conteúdos Específicos Será feito pelo professor em discussão com os demais professores da área que atuam na escola; Será feito pelo professor em discussão com os demais professores da área que atuam na escola; O professor deve dominar o conteúdo escolhido em sua essência, de forma a tomar o conhecimento em sua totalidade e em seu contexto, o que exige uma relação com as demais áreas do conhecimento; O professor deve dominar o conteúdo escolhido em sua essência, de forma a tomar o conhecimento em sua totalidade e em seu contexto, o que exige uma relação com as demais áreas do conhecimento;

17 Processo de Contextualização Esse processo de contextualização visa a atualização e aprofundamento do conteúdo pelo professor, possibilitando ao aluno estabelecer relações e análises críticas sobre o conteúdo. Esse processo de contextualização visa a atualização e aprofundamento do conteúdo pelo professor, possibilitando ao aluno estabelecer relações e análises críticas sobre o conteúdo A contextualização do conteúdo não se faz pelo desenvolvimento de projetos. - A contextualização do conteúdo não se faz pelo desenvolvimento de projetos.

18 2. Objetivos (Justificativas) Referem-se às intenções educativas. Expressam as intenções de mudanças no plano individual, institucional e estrutural; Referem-se às intenções educativas. Expressam as intenções de mudanças no plano individual, institucional e estrutural; Estão voltados aos conteúdos e não às atividades; Estão voltados aos conteúdos e não às atividades; Explicita a escolha dos conteúdos estruturantes e específicos como opção política, educativa e formativa. Explicita a escolha dos conteúdos estruturantes e específicos como opção política, educativa e formativa.

19 3. Encaminhamentos metodológicos e recursos didáticos/tecnológicos Conjunto de determinados princípios (regras, preceito, teoria) e recursos para chegar aos objetivos, o processo de investigação teórica e de ação prática. Conjunto de determinados princípios (regras, preceito, teoria) e recursos para chegar aos objetivos, o processo de investigação teórica e de ação prática.

20 4. Critérios de avaliação Definem os propósitos e a dimensão do que se avalia; Definem os propósitos e a dimensão do que se avalia; Para cada conteúdo precisa-se ter claro o que dentro dele se deseja ensinar, desenvolver e, portanto, avaliar; Para cada conteúdo precisa-se ter claro o que dentro dele se deseja ensinar, desenvolver e, portanto, avaliar; Refletem de que forma vai se avaliar; Refletem de que forma vai se avaliar; Deve constar proposta de recuperação de estudos. Deve constar proposta de recuperação de estudos.

21 5. Referências Bibliográficas Permitem perceber em que material e em qual concepção o professor vem fundamentando seu conteúdo; Permitem perceber em que material e em qual concepção o professor vem fundamentando seu conteúdo; Fundamentar conteúdos de forma historicamente situada implica buscar outras referências, não sendo portanto o livro didático o único recurso. Fundamentar conteúdos de forma historicamente situada implica buscar outras referências, não sendo portanto o livro didático o único recurso.

22 OBSERVAÇÃO: Os docentes fazem o Plano de Trabalho Docente por série / disciplina; Os docentes fazem o Plano de Trabalho Docente por série / disciplina; As especificações quanto aos demais encaminhamentos que variam de turma para turma, devem constar no Livro Registro de Classe. As especificações quanto aos demais encaminhamentos que variam de turma para turma, devem constar no Livro Registro de Classe.


Carregar ppt "PLANO DE TRABALHO DOCENTE QUAL É A SUA IMPORTÂNCIA NO COTIDIANO DE SALA DE AULA ?"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google