A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Www.CursoSolon.com.br Professor Nelson Guerra Ano 2014 CONHECIMENTOS BANCÁRIOS: Correspondente bancário & Produtos Bancários (parte 1): Londrina(PR) –

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Www.CursoSolon.com.br Professor Nelson Guerra Ano 2014 CONHECIMENTOS BANCÁRIOS: Correspondente bancário & Produtos Bancários (parte 1): Londrina(PR) –"— Transcrição da apresentação:

1 Professor Nelson Guerra Ano 2014 CONHECIMENTOS BANCÁRIOS: Correspondente bancário & Produtos Bancários (parte 1): Londrina(PR) – Maringá(PR)

2 CORRESPONDENTE BANCÁRIO - COBAN Exemplos: São empresas que atuam como agente intermediário entre bancos e seus clientes finais. Regulamentação: Resoluções BACEN 3110 e 3156/2003. Valores reduzidos: Nas operações, operam em pequenos valores conforme quantificado em contrato com o banco ou instituição financeira (IE). Acertos financeiros: Ocorrem todo dia ou a cada dois dias, no máximo, junto ao banco/IE.

3 CORRESPONDENTE BANCÁRIO - COBAN Principais serviços Obrigações Proibições Abertura de contas: depósitos à vista (c/c), depósitos a prazo (CDB/RDB) ou poupança; Recebimento e pagamento de contas; Aplicações e resgates em fundos de investimento; Ordens de pagamento; Pedidos de empréstimos e financiamentos; Pedidos de cartões de débito e de crédito; Análise de crédito e cadastro; Operações de câmbio até US$ 3 mil: compra, venda e ordem de pagamento. Serviços de cobrança e outras atividades acessórias.

4 CORRESPONDENTE BANCÁRIO - COBAN Principais serviços Obrigações Proibições Garantir total responsabilidade pelos serviços prestados. Conceder amplo acesso do BACEN às suas operações.

5 CORRESPONDENTE BANCÁRIO - COBAN Principais serviços Obrigações Proibições Efetuar adiantamentos de recursos a serem liberados pelo banco/IE. Emitir a seu favor carnês ou títulos relativos aos seus serviços. Efetuar cobrança de qualquer tarifa, por sua conta, pelos serviços de intermediação prestados. Dar garantia nas operações prestadas.

6 CORRESPONDENTES DA CAIXA Pagamento de boletos/água/luz/fone/tributos/fatura cartão Caixa/convênios/carnês e assemelhados até R$ 1.000,00 (R$ 500 para boletos de outros bancos); Pagamento de prestação habitacional até R$ 2.000,00; Transferência entre contas da Caixa até R$ 1.000,00; Depósitos em dinheiro até R$ (até 3x por dia); Recebimento de benefícios sociais: Bolsa Família, INSS, FGTS (até R$ 600,00), PIS, Seguro Desemprego etc. Outras atividades acessórias.

7 CORRESPONDENTES DA CAIXA São pessoas jurídicas que encaminham as propostas de financiamento imobiliário à CAIXA, recebendo uma comissão pela prestação de serviço. Atualmente encaminham também propostas de outros produtos, como abertura de conta, empréstimos, cartões, seguros, títulos de capitalização etc. OBSERVAÇÃO: Esse tipo de COBAN foi criado porque a Caixa fecha em torno de novos contratos de financiamento imobiliário por dia (média de dois por agência).

8 CORRESPONDENTES DA CAIXA Além de vender bilhetes de loterias, as lotéricas também fazem pagamentos, depósitos, abertura de conta, venda de títulos de capitalização e outras atividades similares ao correspondentes Caixa Aqui.

9 Conforme o último edital da Caixa, somente precisaremos estudar alguns produtos Eis alguns exemplos de produtos e serviços oferecidos pelos principais bancos no país (são dezenas): PRODUTOS BANCÁRIOS

10 Itens cobrados para o concurso da Caixa: Cartões; Crédito Rural - Agronegócio; Programa Minha Casa Minha Vida; Microcrédito Produtivo Orientado; Penhor; Loterias; Financiamento Estudantil (FIES). Nesta apresen- tação. Em outra apresen- tação. PRODUTOS BANCÁRIOS

11 CARTÕES MAGNÉTICOS Com muitas vantagens os cartões magnéticos substituem o dinheiro e o talão de cheques, sendo um grande estímulo ao consumo (são dinheiro de plástico). Há cartões para pagamento à vista (cartões de débito) e a prazo (cartões de crédito). Todos esses cartões são intransferíveis. Para os cartões de crédito, o cliente possui um limite de crédito e escolhe o dia de vencimento de sua fatura para realizar compras parceladas. A quantidade de parcelas depende da oferta anunciada pelo lojista.

12 CARTÕES DE CRÉDITO A entidade financeira que trabalha com as bandeiras Visa, Mastercard, AmericanExpress etc é denominada administradora ou emissora do cartão (pode não ser um banco), enquanto o comerciante ou prestador de serviços se chama fornecedor ou lojista, e o cliente é o titular ou portador do cartão. A administradora é remunerada pelo lojista e também pelo titular do cartão de crédito, justamente para facilitar a estes dois a transação comercial e por correr o maior risco na operação. O titular, que paga a anuidade do cartão, poderá também pagar juros e demais encargos se não efetuar os pagamentos parcelados nas datas de vencimento, pois é com os recursos dos pagamentos do titular que o emissor paga o fornecedor do produto ou serviço.

13 CARTÕES DE CRÉDITO Até a data de vencimento, o portador deve efetuar o pagamento mínimo (15%) do valor total da fatura, assumindo os encargos financeiros para pagamento posterior do restante. Mesmo os cartões básicos podem ser de uso nacional ou internacional. Neste último caso, a fatura é emitida em dólares e deve ser liquidada na cotação de venda do segmento turismo na data de vencimento. Cartões Cobranded: Para aumentar a quantidade de portadores de cartão, as administradoras fizeram convênios com empresas de marca para ofertar os cartões do tipo afinidade: Instituto Ayrton Senna, Corinthians, Palmeiras, Ford, Gol, TAM etc.

14 CARTÕES DE CRÉDITO Anuidade: É paga pelo titular anualmente (pode ser parcelado) para poder usufruir do sistema. Comissão: É paga pelo lojista como percentual que lhe é subtraído a cada recebimento financeiro proveniente de suas vendas. Remuneração de garantia: É paga pelo titular à administradora do cartão na forma de JUROS quando não recolhe os pagamentos conforme parcelamento definido no ato da compra. Taxa de administração: É paga pelo titular à administradora mensalmente quando o titular financiar sua dívida junto à administradora do cartão.

15 CRÉDITO RURAL - AGRONEGÓCIO É o suprimento de recursos financeiros para produtores rurais ou cooperativas. Divide-se em três modalidades: 1) Custeio: Financia as despesas para um ciclo operacional da produção (agricultura ou pecuária); 2) Investimento: Financia bens fixos duráveis (máquinas, equipamentos, imóveis e benfeitorias), beneficiando vários ciclos de produção (vários anos); 3) Comercialização: Financia o abastecimento e o armazenamento da produção agrícola já colhida.

16 CRÉDITO RURAL - AGRONEGÓCIO Em virtude de seu grande valor na economia, compete ao CMN traçar as diretrizes determinantes da política do crédito rural, bem como o estabelecimento de termos, prazos, juros e demais condições das operações de crédito rural. As regras do crédito rural estão no Manual de Crédito Rural (MCR), elaborado pelo Banco Central do Brasil, de acordo com as diretrizes do CMN. Conforme o MCR, todas as operações de crédito rural exigem garantias e outras providências por parte do beneficiário.

17 CRÉDITO RURAL - AGRONEGÓCIO Além do produtor rural (PF ou PJ) e cooperativas, também são beneficiários do crédito rural os pesquisadores ou produtores de mudas ou sementes, os pesquisadores ou produtores de sêmen animal e embriões, os medidores de lavouras, os profissionais nas atividades florestais e afins. O PRONAF - Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar foi criado pelo governo federal para dar apoio financeiro nas atividades agropecuárias e não agropecuárias (turismo rural, produção artesanal, agronegócio familiar).

18 CRÉDITO RURAL - AGRONEGÓCIO FONTES DE RECURSOS PARA O CRÉDITO RURAL: Os bancos operam, obrigatoriamente, neste segmento por meio de recursos próprios, oriundos de 25% dos volumes médios dos depósitos à vista e outros recursos obrigatórios. Muitos dos bancos privados preferem repassar seus recursos destinados ao crédito rural ao Banco do Brasil, mediante o DIR - Depósito Interfinanceiro Rural. Também são fontes de recursos: Os oriundos da caderneta de poupança rural do Banco do Brasil, do Tesouro Nacional, do FAT (Fundo de Amparo ao Trabalhador), do BNDES e os subvencionados pela União.

19 CRÉDITO RURAL - AGRONEGÓCIO Por intermédio do Finame Rural, o BNDES financia a compra de máquinas e equipamentos para o setor, garantindo até 90% do investimento total nas regiões incentivadas e 80% nas regiões não incentivadas. Há também o Empréstimo do Governo Federal (EGF) que visa proporcionar ao beneficiário condições para a comercialização do seu produto em época de preços mais favoráveis.

20 PROGRAMA MINHA CASA MINHA VIDA O MCMV é um programa social de financiamento habitacional do governo federal que ocorre em parceria com estados, municípios e entidades sem fins lucrativos. Público-alvo: Família com renda bruta de até R$ 5 mil. Agentes financeiros: CAIXA e BB. Tipos de imóveis residenciais: novos, em construção ou na planta. Vantagens: Taxas reduzidas, descontos no seguro do financiamento e subsídios que podem chegar a R$ 25 mil.

21 PROGRAMA MINHA CASA MINHA VIDA OUTRAS INFORMAÇÕES: Valor máximo do imóvel: R$ 190 mil. Prazo: Financiamento em até 360 meses (30 anos) Taxa de juros: a partir de 5% a.a, passível de redução de 0,5% para trabalhadores que possuam FGTS. FGHab - Fundo Garantidor da Habitação: Seguro que fornece cobertura parcial em caso de perda de renda ou capacidade de pagamento. Carência: Prazo de 24 meses para começar a pagar quando se tratar de imóvel na planta. Modalidades: Setor urbano e Setor rural. Veja a partir da próxima tela.

22 PROGRAMA MCMV PARA O SETOR URBANO Para famílias com renda bruta mensal até R$ 1.600,00 há mais vantagens (menores taxas e mais subsídios), podendo ocorrer de três formas: 1.VIA PREFEITURA (somente capital ou cidade com mais de 50 mil habitantes): Seleção feita pelas prefeituras as quais constroem as unidades residenciais e marcam data para sorteio e assinatura de contrato. Há cotas para idosos, deficientes e pessoas com mobilidade reduzida.

23 PROGRAMA MCMV PARA O SETOR URBANO Continuação... 2.VIA ENTIDADE ORGANIZADORA (cooperativa, associação ou sociedade civil sem fins lucrativos): A entidade se responsabiliza pela execução das obras, com decisões de cada etapa e critérios de sorteio através de assembleia com os beneficiários, que precisam ser filiados à entidade.

24 PROGRAMA MCMV PARA O SETOR URBANO Continuação... 3.INDIVIDUAL (quando não se encaixa em nenhuma das situações anteriores): Nesse caso, o interessado deve procurar uma agência do BB ou da Caixa ou correspondente imobiliário para receber instruções e entrar individualmente com seu projeto. ATENÇÃO: Para famílias com renda mensal superior a R$ 1.600,00 e até R$ 5.000,00 somente é possível utilizar a FORMA INDIVIDUAL referida anteriormente.

25 PROGRAMA MCMV PARA O SETOR RURAL Para as famílias rurais com renda bruta ANUAL até R$ ,00, o agricultor familiar ou trabalhador rural pode obter subsídios de até R$ ,00 para aquisição de material de construção exclusivamente destinados à produção de sua moradia, ou de até R$ ,00 para reforma, ampliação ou conclusão de sua casa. Condição: O acesso ao programa só é possível para grupos de 4 a 50 famílias, as quais devem se organizar por uma entidade sem fins lucrativos ou pelo poder público municipal e estadual, os quais devem ter seus projetos aprovados pela Caixa ou BB.

26 PROGRAMA MCMV PARA O SETOR RURAL SITUAÇÃO ESPECIAL: Para as famílias rurais com renda bruta ANUAL acima de R$ ,00 e até ,00, o MCMV somente pode ajudar o agricultor familiar ou trabalhador familiar, dentro do Programa, para aquisição de material de construção para sua moradia. OBSERVAÇÃO FINAL: Proibições: Obviamente as normas do MCMV não permitem que o beneficiário do programa VENDA, ALUGUE, CEDA, TROQUE ou NEGOCIE o imóvel.

27 TESTES DE CONCURSOS 01. (BB 2011) Sobre operações de crédito rural é correto afirmar: a) Podem ser utilizadas por produtor rural, desde que pessoa física. b) Não podem financiar atividades de comercialização da produção. c) É necessária a apresentação de garantias para obtenção de financiamento. d) Não estão sujeitas a Imposto sobre Operações de Crédito, Câmbio e Seguro, e sobre Operações relativas a Títulos e Valores Mobiliários - IOF. e) Devem ser apresentados orçamento, plano ou projeto nas operações de desconto de Nota Promissória Rural. Resposta: c

28 TESTES DE CONCURSO 02. (BRB 2004) Dentre as operações de crédito especializado, o crédito rural tem como objetivo estimular e fortalecer o setor rural, destinando financiamentos aos produtores e suas associações. Sobre as características dessa modalidade de crédito, considere as afirmações abaixo: I. podem ser financiadas pelo crédito rural as atividades de custeio, investimento, comercialização, industrialização e exportação de produtos agropecuários; II. todos os recursos para financiamento do crédito rural são provenientes das instituições financeiras oficiais federais; III. o Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (PRONAF) tem por finalidade apoiar as atividades agrícolas e não agrícolas desenvolvidas por agricultores familiares no estabelecimento ou aglomerado rural urbano; IV. o financiamento do PRONAF está limitado a R$ 3.000,00 (três mil reais), por produtor, em cada ano. >>> continua...

29 TESTES DE CONCURSO... Marque a alternativa CORRETA: a) são verdadeiros os itens I e IV. b) são verdadeiros os itens I e II. c) são verdadeiros os itens II e III. d) são verdadeiros os itens III e IV e) apenas o item III é verdadeiro. Resposta: e

30 TESTES DE CONCURSO (BB 2007) O BB tem importância primordial na concessão de crédito rural no país. Desde a institucionalização do crédito rural por meio da Lei n.º 4.829/1965, passou a integrar o sistema nacional de crédito rural. Na safra 2005/2006, o BB destinou R$ 26,9 bilhões ao setor rural. Os recursos foram distribuídos em mais de 1,3 milhão de operações de investimento, custeio e comercialização. Para a safra 2006/2007, está prevista a liberação de R$ 33 bilhões. Desse montante, R$ 27 bilhões serão destinados à agricultura empresarial e R$ 6 bilhões à agricultura familiar. (Banco do Brasil - Balanço 2006). No que diz respeito a crédito rural, julgue os itens a seguir, assinalando C=Certo ou E=Errado: 03. [___] Um dos objetivos específicos do crédito rural é incentivar a introdução de métodos racionais de produção, visando ao aumento da produtividade, à melhoria do padrão de vida das populações rurais e à adequada defesa do solo. Resposta: 14-C

31 TESTES DE CONCURSO [___] Os recursos obrigatórios (decorrentes da exigibilidade de depósito à vista), os oriundos do Tesouro Nacional e os subvencionados pela União sob a forma de equalização de encargos são fontes de recursos para o crédito rural no Brasil. 05. [___] Os financiamentos rurais caracterizam-se, segundo a finalidade, como de investimento, quando se destinarem a inversões em bens e serviços cujos desfrutes se realizem no curso de vários períodos. 06. [___] A cédula de produto rural (CPR) é um título negociável no mercado que permite ao BB, ao emiti-lo, obter recursos diretamente dos grandes investidores para o financiamento de pequenos produtores rurais. Respostas: 04-C, 05-C, 06-E (quem emite a CPR é o produtor rural).

32 TESTES DE CONCURSO [___] Os recursos controlados se originam da exigibilidade dos depósitos a vista, da poupança rural, do fundo de amparo ao trabalhador e do tesouro nacional. 08. [___] É objetivo do crédito rural estimular o incremento ordenado dos investimentos rurais, inclusive para armazenamento, beneficiamento e industrialização dos produtos agropecuários, quando efetuados por cooperativas ou pelo produtor na sua propriedade rural. 09. [___] Por ferir o princípio da isonomia, é vedada a prática de subsídio à produção agropecuária. Respostas: 07-C, 08-C, 09-E (O Governo do Brasil subsidia o crédito rural).

33 QUESTÕES DE CONCURSOS 10. (BB 2012) Nos dias de hoje, o uso do dinheiro de plástico está superando cada vez mais outras modalidades de pagamento, que, com o passar dos anos, estão ficando obsoletas. Um tipo de dinheiro de plástico muito utilizado no comércio de rua é o a) cartão cidadão b) cartão de crédito c) cartão de senhas d) talão de cheques e) internet banking Resposta: b

34 QUESTÕES DE CONCURSOS 11. (BB 2006) Sobre cartões de crédito, analise: I. Permitem compatibilizar as necessidades de consumo dos titulares às suas disponibilidades de caixa, à medida em que a data de vencimento da fatura coincida com o crédito dos seus salários. II. Oferecem aos titulares a possibilidade de parcelar o pagamento de suas compras, concedendo-lhes um limite de crédito rotativo. III. Podem proporcionar benefícios adicionais aos titulares, à medida em que realizem parcerias com empresas reconhecidas no mercado (cartões cobranded). >>> CONTINUA...

35 QUESTÕES DE CONCURSOS... É correto o que consta em a) I, apenas. b) II, apenas. c) III, apenas. d) II e III, apenas. e) I, II e III. Resposta: e

36 QUESTÕES DE CONCURSOS (BRB 2011) O cartão de crédito é um serviço de intermediação que permite ao consumidor adquirir bens e serviços em estabelecimentos comerciais previamente credenciados mediante a comprovação de sua condição de usuário. Essa comprovação é geralmente realizada no ato da aquisição, mediante apresentação do cartão ao estabelecimento comercial. O cartão é emitido pelo prestador do serviço de intermediação, chamado genericamente de administradora de cartão de crédito, que pode ser um banco. Acerca desse assunto, julgue os itens subsequentes, informando C=Certo ou E=Errado. 12. [___] É permitida a cobrança da tarifa de anuidade ainda que o cartão de crédito seja o básico. >>> Respostas: 12-C

37 QUESTÕES DE CONCURSOS [___] Conforme regras do Conselho Monetário Nacional, os cartões de crédito básicos podem ser tanto nacionais quanto internacionais. 14. [___] O percentual para pagamento mínimo é superior a 10% do valor da fatura do cartão de crédito. 15. [___] (BB 2002) Quando o usuário do cartão de crédito opta por não pagar total ou parcialmente a fatura mensal, as instituições financeiras são as únicas que podem conceder financiamento para a quitação desse débito junto à empresa administradora. Respostas: 13- C 14-C (sim, atualmente o percentual mínimo é de 15%), 15-C

38 Fim da apresentação Prof. Nelson Guerra Reprodução permitida desde que citada a fonte:


Carregar ppt "Www.CursoSolon.com.br Professor Nelson Guerra Ano 2014 CONHECIMENTOS BANCÁRIOS: Correspondente bancário & Produtos Bancários (parte 1): Londrina(PR) –"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google