A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

XIX JORNADA DOCENTE DO SERVIÇO PHÝSIS DO IMH ÉTICA E EXPERIMENTAÇÃO Antônio Carlos G. Cruz I SIMPÓSIO MINEIRO DE HOMEOPATIA 2008.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "XIX JORNADA DOCENTE DO SERVIÇO PHÝSIS DO IMH ÉTICA E EXPERIMENTAÇÃO Antônio Carlos G. Cruz I SIMPÓSIO MINEIRO DE HOMEOPATIA 2008."— Transcrição da apresentação:

1 XIX JORNADA DOCENTE DO SERVIÇO PHÝSIS DO IMH ÉTICA E EXPERIMENTAÇÃO Antônio Carlos G. Cruz I SIMPÓSIO MINEIRO DE HOMEOPATIA 2008

2

3 DA AUTO-EXPERIMENTAÇÃO (AE) COMO NECESSIDADE DO MÉTODO HOMEOPÁTICO (MH) PARA MEDIAÇÃO DA SAÚDE.

4

5

6 1796: Aparição da Homeopatia (momento) Jenner e Hahnemann - Experimentação em terceiros. - Auto-experimentação.

7 AUTO-EXPERIMENTAÇÃO (AE) Pro-cura do um medicinal. - do um de medição, de mediação, de remediação. - - um de medida: da medicação, do médico e do medicado: como UM - comUM - comUNhão. Inclui o medidor na mediação do melhor semelhante: individualização da re-mediação. UNIResulta em reconhecimento: comUNIcação ou moderação de representação.

8 Pro-cura do UM medicinal Reflexão ética tornada em método homeopático de mediação e re- mediação do transformismo saúde. Resulta na busca do UM de todas as coisas que ocasionalmente são: filosofia moral. Fundamento da moderação que se traduz em democracia de medição: todos podem auxiliar e a ajuda é sempre possível, como o que convém, com suspensão do juízo (epoché).

9 MODERAÇÃO UM das coisas várias (temporais) como ser do meio parido (partid0) aí: PAI. Pai: saúde – Parricídio: doença. Parricídio: aparição: origem mítica gemelar. Coisa vária: varão de vara, de (pro)porções (porcões) e de justiça. Meio entre contrários: Éter – manifestação do parricídio (vazio?).

10 AUTO-EXPERIMENTAÇÃO Experiência dO UM. Contínuum. Singularidade / universalidade. Democracia / equidade. Mediação - Semelhança. Disponibilização aporética de modos. Mito hahnemanniano da mão. Certeza suficiente para assimilação. Base da individualização na medição. Ética otimista: moderação do dano. Mediação representativa: pharmakós.

11 EXPERIÊNCIA DO UM RESULTA EM Compreensão de Phýsis e Dynamis. Comunhão ou semelhança – democracia Verossimilhança: certeza suficiente que se perfaz. Continuum – conexão e tratamento da distância (extensão - gravidade). Necessidade médica do quantismo? Física do pequeno – Physiologia do infinitesimal.

12

13 DA AE COMO NECESSIDADE DO MH PARA MEDIAÇÃO DA SAÚDE.

14 SAÚDE - VITALISMO Grandeza fluídica que representa a vida: movimento susceptível de ser medido. (VIDA: representação da emanação dO UM: realização dO SUBSTANCIAL ou SIMPLES. Parição dO UM. Totalização doO UM: C-ONE) Saída reflexiva: rotação e translação espiral: r-espiro. Doença: impedimento ao fluxo da vida: violêmcia.

15 SAÚDE - DOENÇA Saída possível. Perfeição. Composição. Organização. Integração. Sensação para UM. Medida de mundo. Ilusão de entrada. Imperfeição. Decomposição. Desorganização. Fragmentação. Sensação para a parte. Necessidade médica.

16 SAÚDE Movimento ou Motivação. Motor / Alma. - Mudança para melhor ou pior, favorável ou desfavorável – Ética. Emanação: experiência - manejo (fora) evocativo do UM (suposto) – MODOS. Força vital: forma fora e transforma - energia. Experiência: hermenêutica, discurso, tradição – quatro empedocleano. Discurso: fala representativa - (re)verbo. C-ONE: intuição supondo a razão: meio.

17 SAÚDE Objeto de moderação. Manifestação de semelhança. Expressão hermenêutica de potência em permanente atualização. Saída reflexiva: espiral fenomenológica de re-subjetivação (C-ONE).

18 SINGULARIDADE reconhecimento representação assimilação comunhão mooderação ética política estética poética

19

20 HOMEOPATIA H medicina da experiência, do meio, do quatro ou força conversiva, do tempo ( horas, minutos e segundos) miniistra da natureza. Enigma de Heráclito aos médicos. Ho-miniminização ? NARCHOMEOPATIA: Saúde médica. ? ECHOMEOPATIA: Saúde cosmo-polita Tratamento da distância

21 AUTO-EXPERIMENTAÇÃO (AE) pharmakós hypocrités

22 DA AE COMO NECESSIDADE DO MH PARA MEDIAÇÃO DA SAÚDE.

23 MEDIAÇÃO –Medição, remediação, moderação. –Recondução do substancial ponto do meio. –Parto do meio (PAI): par sujeito e objeto. –Dynamis se reconduzindo em Força ou Princípio Vital; em Energia Vital; em Organismo e em Sintomas: poder empedocleano de quatro manifestando a oponência entre amor e ódio. –Dynamis como TEMPO (exame histórico) –Suspensão de juízo. –Medicina (comunhão).

24 DYNAMIS Princípio de Semelhança. Ponto do meio. Tempo: melhor remédio, brevidade (cronólise), ocasião, (com)temporização, tornação (conversão, substituibilidade), minimização (Ho-minimização), sincronia (ressonância), com-senso (espelhamento), epoché. Princípio antrópico: ética.

25 PRINCÍPIO DE SEMELHANÇA Constitutivo universal: como um das coisas que são, enquanto são. Princípio de oponência: modos e mãos. Continuum. Arché de presença: momento - éter. Foco de representação: Eu Sou. Singularidade: denominação do todo. Átimo que modera a medição e pacifica tensões do discurso fenomenológico.

26 DA AE COMO NECESSIDADE DO MÉTODO HOMEOPÁTICO PARA MEDIAÇÃO DA SAÚDE: PARA MEDIR SENSAÇÃO: Fratricídio do semelhante pelo mais forte semelhante

27 DA AE COMO NECESSIDADE DO MH PARA MEDIAÇÃO DA SAÚDE: PARA MEDIR REGIME: Força de conversão - Dialética como método ou caminho da saúde.

28 MÉTODO HOMEOPÁTICO Racionalização de brevidade: cronólise ou agudização do crônico, (com)temporização. Caminho de promoção de saúde: auto-cura. Roteiro de assimilação: moderação. Medição e mediação do discurso emanativo dO UM. Compreensão do empirísmo: da experiência dO UM. Curva do com-senso fenomenológico. Solução de Édipo (parricídio e reificação).

29 CONHECER OU RECONHECER? De-cifrar enigma?

30

31 AUTO-CURA Cura como saída reflexiva: anagnórisis. Medicina do suave e simples semelhante como parteira de saúde. Cura da representação de doença ou da sensação de doença. Compreensão dos sintomas como linguagem da natureza. Fratricídio do semelhante / cura suficiente.

32 RE-PRESENTAÇÃO. DE SAÚDE. DE DOENÇA

33 ANAGNÓRISIS Representação: singularidade supondo a totalidade – oponência do polegar: por minimização o UM supõe a força do quatro. Fundamento de contágio, comunicação e promoção de saúde. Comportamento de pharmakós ou de hypocrités.

34 REPRESENTAÇÃO DE DOENÇA. Re-presentação: parricídio como descomedimento (démesure, hýbris).. Ferida do modo: imoderação.. Ferida do tempo: violência.. Assimilação de representações semelhantes: artificial e natural.. Reconhecimento: passado e futuro.

35 DA AE COMO NECESSIDADE DO MH PARA MEDIAÇÃO DA SAÚDE.

36 AE leva a Matéria Médica, que se reduz a Memória Sintética Experimental (MSE). A assimilação da representação de doença [artificial (MSE) e natural] leva à moderação (promoção de saúde).

37 MATÉRIA MÉDICA Primária. Secundária. Terciária. Registro de memória experimental: registro de sensação. Curva de singularidade: relação com auto-experimentação, que inclui a clínica. Produto histórico, atualizável.

38 MSE Síntese atualizável da MM. Representação de singularidade. Representação de ho-minimização: reminiscência. Instrumento de mediação, de representação que se perfaz.

39 Cesium choratum AE de junho de 2006 MSE: representação artificial de doença. Consciência ampliada de Silêncio: oponência de barulho e silêncio como representação de doença (hýbris). - relação entre fala e mudez. Relação com familiaridade e estranheza.

40 ... ao falar ao telefone com conhecido os sintomas mentais se abrandaram.... (As,31º Dia, Passiva). Comecei a tentar enfrentar a situação ao invés de fugir (Sa 33º Dia, Passiva) -... evitando lugares com desconhecidos...(Sa 45º Dia,Passiva). Cr...ponderei muito nos últimos dias sobre o valor do silêncio(Cr 2° dia, Passivo). AE de Cesium chloratum CH30 Início 01/06/2008 CH30 1/10 18

41 CESIUM CHLORATUM Caso: representação natural de doença. 1- Gestos e falas de sofrimento por ruídos; não se desgruda da avó. Evolução com localização de representação de doença no ouvido (otites) e moderação. 2- Respiração bucal (ruidosa). Medo de estranhos e de barulhos. Mudez a principio e loquacidade depois. Evolução com diarréia, melhora respiratória e moderação dos medos. Contágio em gêmeo fraterno que positivou diarréia e moderação de temperamento afetuoso. 3- Cólicas biliares. Dificuldade para falar de seus problemas, transtornos por mudanças, sofrimentos por ruídos. Evolução com cólicas menstruais leves e moderação.


Carregar ppt "XIX JORNADA DOCENTE DO SERVIÇO PHÝSIS DO IMH ÉTICA E EXPERIMENTAÇÃO Antônio Carlos G. Cruz I SIMPÓSIO MINEIRO DE HOMEOPATIA 2008."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google