A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

- Hospital Universitário Pedro Ernesto. - Faculdade de Ciências Médicas-U.E.R.J.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "- Hospital Universitário Pedro Ernesto. - Faculdade de Ciências Médicas-U.E.R.J."— Transcrição da apresentação:

1 - Hospital Universitário Pedro Ernesto. - Faculdade de Ciências Médicas-U.E.R.J.

2 1- ATRESIA DO ESÔFAGO 2 - LESÕES CONGÊNITAS DO PULMÃO

3 Anomalia congênita. Ausência da parte média do esôfago. Apresentando ou não comunicação com a árvore traqueobrônquica. Associada a outras anomalias congênitas.

4 Classificação de Gross modificada: Tipo A: AE sem fístula-(8%). Tipo B: AE-fístula traqueoesofágica proximal- (1%). Tipo C: AE-fístula traqueoesofágica Distal-(86%). Tipo D: AE-fístula traqueoesofágica Proximal e distal-(1%). Tipo E: Fístula traqueoesofágica-(4%).

5

6 Coração e grandes vasos (20-25%). Trato gastrointestinal (20-22%). Urinárias (15-20%). Anormalidades musculoesqueléticas(15%). Neurológicas (10%). Anormalidades cromossômicas (5,5%). Associação e sequencia.

7 Anomalia Anorretal (9%) Fístula Vestibular

8 Atresia do Duodeno (5%) Atresia do Duodeno

9 HidronefroseMá Rotação Intestinal(4%)

10 Associação de VACTER-L-H.(20- 25%). Associação CHARGE.(2%). Associação ESQUIZO. Sequencia de POTTER

11 Poliidrãmnio(30%). Salivação excessiva. Cianose. Tosse. Distensão abdominal. Impossibilidade de passar sonda gástrica.

12 Radiografia AP e lateral tórax-cervical. Radiografia de abdome. Esofagograma do coto superior. Eco cardiografia. Ultrassonografia renal.

13 EsofagogramaPerfil

14 g SOBREVIDA P > 2.500g % P > – 2.500g 50-65% P < 1.800g 10-20% Pneumonia grave anomalias congênitas graves - Pneumonia anomalias congênitas moderadas. g

15 Classe Ventilador Anomalias associadas 1 (baixo) não não-anomalia pequena. não grandes anomalias. sim não-anomalia pequena. 2 (alto) sim grandes anomalias. não ou sim incompatível.

16 1- >1.500g sem doença cardíaca. 2- <1.500g ou doença cardíaca. 3- <1.500g com doença cardíaca.

17 GastrostomiaToracotomia

18 Toracotomia posterior Descrita por Marchese(1985 ) 4° EICD Músculos grande dorsal-trapézio e rombóide. Extra pleural. Divisão e sutura da fístula. Anastomose esofágica em plano único.

19

20 Coto proximal - Dilatado - Hipertrofiado - Irrigação – artéria tireóidea inferior Coto distal - Fino - Fístula traqueal - Bifurcação da traquéia - Irrigação – artéria brônquica

21

22 Retalho de Veia Ázigos. Miotomia circular extra mucosa-Livaditis. Múltiplas miotomias. Miotomia espiralada de Kimura. Técnica de Gough. Esofagostomia torácica de Kimura. Alongamento gástrico-tec. de Schärli. Técnica de Foker.

23

24

25 Pós-operatórioEstenose da Anastomose

26 Gap< 2cm anastomose. Gap2-4cm reavaliar com 3 m ou manobras cirúrgicas de alongamento. Gap> 4cm reavaliar com 3 m alongamento ou esofagostomia. Coto esofágico ausente-esofagostomia e substituição esofágica.

27 Recém-nascido Lactente

28 Gastrostomia Substituição esofágica

29 Nada por via oral por 7 dias. Até o esofagograma. Antibioticoterapia. TOT até a decisão na UTI. Relaxantes musculares. NPT. Não repassar SNG ou TOT.

30 Estenose da anastomose(10-20%). Traqueomalácia(10-15%) Fístula traqueoesofágica recorrente(3-14%). Deiscência da anastomose(5-15%). Refluxo gastroesofágico(30-60%).

31

32

33 Enfisema Lobar Congênito. Doença Adenomatóide Cística. Sequestro Pulmonar. Cisto Broncogênico. Cisto Pulmonar.

34 Hiperaeração e hiperdistensão de um lobo pulmonar. Obstrução brônquica parcial, intrínseca ou extrínseca. Lobo superior esquerdo. 3,5% das lesões.

35 Antenatal: US é raro. Massa pulmonar. Insuficiência respiratória no RN. Radiografia simples de tórax. Broncoscopia: compressões, broncomalácia ou rolha.

36 SecundárioEnfisema Lobar Cirurgia Cardíaca (persistência do ducto arterioso,tetralogia de Fallot, vaso aberrante). Adenomegalia, Teratoma ou Cisto Broncogênico.

37 Lobectomia regradaPeça Cirúrgica

38 Massa cística Pulmonar Classificação de Stocker Hamartoma Verdadeiro Proliferação anormal dos bronquíolos terminais. Há comunicação com a árvore traqueobrônquica. 25% das lesões císticas. Unilobar.

39 ClassificaçõesStocker Stocker. Expandida de Stocker. Bale. Adzick(US). Stocker(US). I-Massa macrocística, cisto único, > 2cm.(60%) II-Massa microcística,múltiplos pequenos cistos,<1cm.(30%) III-Grande massa sólida, cistos<0,5cm.(10%)

40 Hidropsia Fetal- desvio mediastinal.(10%). Poliidrâmnio-> fluido fetal pulmonar.< deglutição. Prematuridade- poliidrâmnio. Hipoplasia pulmonar- compressão da massa

41 Radiografia de tórax: Ultrassonografia pré-natal: Stocker. Hérnia diafragmática, Pneumatocele, Pneumotórax, Enfisema Lobar. TC de tórax, broncografia e arteriografia. Tipo I- cisto>2cm com líquido. Tipo II-cistos pequenos e numerosos. Tipo III-Massa pulmonar.

42 Tratamento: Lobectomia pulmonar. Indicações: risco de infecção, malignização, pneumotórax, disfunção respiratória. Medicina Fetal: Hidropsia progressiva<32 semanas e MACP. Shunt toracoamniótico. Lobectomia fetal. >32 semanas- Betametasona e parto prematuro.

43 Malformação Congênita. Tecido pulmonar não funcionante a esquerda(2/3). Irrigação sanguínea por vasos anômalos sistêmicos. Aorta(85%). Intra ou Extralobar.

44 Irrigação da AortaTomografia de Tórax

45 Diagnóstico: Tratamento: Radiografia de Tórax. Broncografia. Arteriografia. Broncoscopia. Esofagografia. Tomografia de Tórax. Ultrassonografia de Tórax Angiorressonância Nuclear Magnética. Intralobar: Lobectomia pulmonar. Extralobar: Ressecção do tecido pulmonar sequestrado.

46 Cisto congênito unilocular solitário derivado da árvore traqueobrônquica. Central. Infecção respiratória de repetição ou bronco espasmo. Insuficiência respiratória.

47 Diagnóstico: Ressecção do Cisto Broncogênico Radiografia simples de tórax Tomografia Computadorizada. Broncoscopia.

48 Diagnóstico: RadiografiaLobectomia Pulmonar Malformações pulmonares periféricas. Infecção respiratória. Comunica com a árvore respiratória.

49 Basílica de Nossa Senhora de Nazaré Theatro da Paz


Carregar ppt "- Hospital Universitário Pedro Ernesto. - Faculdade de Ciências Médicas-U.E.R.J."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google