A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

PROFESSORA: Carmen Belderrain MESTRANDOS: Hélio Merá de Assis Luiza Paula da C. Lopes Mauro Sérgio S. Arantes Stella F. A. Oliveira MB-726 Estruturação.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "PROFESSORA: Carmen Belderrain MESTRANDOS: Hélio Merá de Assis Luiza Paula da C. Lopes Mauro Sérgio S. Arantes Stella F. A. Oliveira MB-726 Estruturação."— Transcrição da apresentação:

1 PROFESSORA: Carmen Belderrain MESTRANDOS: Hélio Merá de Assis Luiza Paula da C. Lopes Mauro Sérgio S. Arantes Stella F. A. Oliveira MB-726 Estruturação de Problemas ITA PG/EAM-P

2 Situação Problema Características: Alto grau de complexidade; Diferentes problemas elementares que se inter-relacionam; Alto grau de incerteza nos aspectos internos/externos; Características conflitantes;

3 Considerações sobre a utilização do método FM workshop Pouco se fala sobre: Análise dos efeitos do método sobre as decisões do grupo; Análise da resposta dos participantes frente as regras e ferramentas do método.

4 Impacto do método FM workshop Pode-se examinar como diferentes aspectos da situação problema são introduzidos; Pode-se estudar quais estratégias usar para gerenciar o workshop (qual estratégia efetivamente auxilia o grupo a gerar um senso comum).

5 Como o grupo interage para criar e elaborar decisões Desenvolvimento de decisões

6 Na prática: 3 perguntas inter-relacionadas: 01 – Quais os padrões dos desenvolvimentos de decisões caracterizam o FM workshop? 02 – Como esses desenvolvimentos de decisão se relacionam e quais as possíveis entradas e saídas no FM workshop? 03 – Como analisar empiricamente os desenvolvimentos de decisões?

7 Identificação das áreas de oportunidades para examinar o desenvolvimento de decisão no FM workshop. Na prática:

8 Na prática: Respostas: Respostas para as perguntas 01 e 02: Análise as áreas de oportunidades Resposta para a pergunta 03: Coleta e análise das informações do grupo no workshop.

9 Modelos teóricos de desenvolvimento de decisão no âmbito da comunicação em grupo Modelos teóricos: Embora o modelo de desenvolvimento de decisão tem sido categorizado por diferentes formas nesta literatura, aqui nós distinguimos 2 grandes modelos de categoria: 1- Modelo Fase 2- Modelo construção social

10 1- Modelo Fase A maioria do estudos apresentam a categoria de modelos de fase Estes estudos descrevem uma série de fases identificáveis definidas como um local de atividades coerentes que servem de função relacionada com a decisão sócio emocional A maioria dos modelos de fase postula uma sequência única, como resposta a uma série ordenada de problemas que o grupo enfrenta no desenvolvimento de uma decisão. Em contraste, modelos de sequência múltipla postula que grupos podem também mostrar caminhos complicados, em que se repetem episódios em que os grupos voltam as fases anteriores.

11 Modelos de fase mais elaboradas descrevem o desenvolvimento de decisão como um processo contínuo, em vez de uma série unitária ou múltiplas fases discretas. Uma característica destes modelos é o ciclo regular de atividade sócio-emocional dentro do grupo, o que reflete a alternância de atenção entre: -tarefas e -aspectos sociais do grupo do funcionamento Quando se desenvolvem de forma coordenada: a fase coerente assume modelos de resultados de sequência múltipla ou única Quando se desenvolvem de forma NÃO coordenada: o modelo do grupo muda rapidamente e não encontramos modelos ou fases coerentes.

12 O CAMINHO A SEGUIR SÃO DETERMINADOS POR DUAS FORÇAS: -DEFINIÇÃO DE TAREFAS -LOCAIS DE FATORES DE CONTINGÊNCIAS FINALMENTE, EXISTE UMA SÉRIA DE MODELOS DE FASES POR TRÁS DO COPORTAMENTEO DE DECISÃO DO GRUPO E NAS MUDANÇAS DA ESTRATÉGIAS E DIREÇÃO.

13 2- Construção de modelos sociais Servem para encontrar essas lacunas que ocorrem, como são construídas e a interação de como os fatores de contingência são medidos pelas reações dos membros e como as interações avançam na tomada de decisão do grupo. Alguns pesquisadores tem postulado como as tomadas de decisões são socialmente construídas: EX: -Schwartzman (1989) destaca diferentes formas em que grupos ativamente constroem suas decisões. Tomada de Decisão" pode ser feita POST HOC, -Fisher & Stutman (1987) Breakpoints como ferramentas de uma construção social São momentos chaves em que o grupo decide mudar ou reafirmar os caminhos a seguir -Poole e Doegler (1986) Como processos estruturais desenvolvem no grupo os diferentes caminhos a seguir

14 Essas características de tomada de decisão são influenciadas por características do grupo: 1-situação e natureza das estruturas que são apropriadas 2-o grau de consenso sobre as quais estruturas devem ser utilizadas e como são utilizadas 3-grau de percepção dos membros do grupo: maior percepção permite melhor controle e capacidade de se adaptar as exigências contextuais 2- Construção de modelos sociais

15 4- Estudando desenvolvimento de decisão de FM em Workshops Nesta sessão destacamos 4 áreas essenciais para o estudo de FM em Workshops para a perspectiva do desenvolvimento de decisão: 1-caminhos de decisão 2-contingência dos fatores que influenciam os caminhos de decisão 3- processos de construção social que influenciam o caminho de decisão 4-link entre caminhos de decisão e resultados.

16 4.1 Estudando caminhos de decisões Como discutido no modelo de fase : a comunicação do grupo sugere os caminhos das decisões: -sozinhos, -múltiplos ou -complexas sequências. É comum achar nesses estudos um período crítico como períodos de transição entre duas grandes fases de inércia: -Reavaliar e tentar se organizar para terminar suas tarefas.

17 4.2- Estudando contingência de fatores que influenciam a tomada de decisão O que explica a existência de diferentes caminhos de decisão? -grupo -características da tarefa -grau de conflito na decisão -grau de incerteza sobre a situação Estudos sobre o uso de sistemas de apoio á decisão observou que : o grau de apoio processual previsto por estes sistemas como um fator de contingência também afeta os caminhos de decisão

18 4.3- Estudando processos de construção social que influenciam os caminhos da decisão Talvez as fontes mais interessantes para derivar proposições testáveis são modelos de construção social. Por exemplo, poderíamos abordar como, dentro de uma oficina de FM, os membros do grupo desenvolvem uma representação comum de uma situação-problema de interesse. Como resultado, muitas questões interessantes permanecem sem resposta: 1-O que é o processo através do qual o mapa que um membro do grupo cognitivo é acessado pelos participantes FM? 2-Como os participantes FM sabe onde reside o conhecimento dentro do grupo? 3-Como mapas membros do grupo individuais cognitivas convergem para formar uma representação coletiva? O exame direto das interações nos ajudar a responder a estas perguntas.

19 4.4 Estudando a ligação entre caminhos de decisão e os resultados do grupo Hirokawa (1983,1985) Identifica diferenças claras em caminhos de decisão eficaz e ineficaz de resolver problemas: Sambamurthy e Poole (1992) mostram diferenças claras em caminhos de gestão de conflitos entre alto concenso (foram mais centrados) e de baixo consenso (dificuldades na resolução de problemas). Caminhos de decisão semelhante levam a uma sequência de fase normativa a levar resultados bem sucedidos. Oficinas de FM são normalmente concebidos com base nos caminhos, que influenciam positivamente os resultados do grupo. Esta é uma área muito importante para futuras pesquisas que tem sido um assunto negligenciado. Permite a identificação de resultados produzidos por vários caminhos da decisão e sua dependência em vários projetos de oficina FM e outras variáveis contextuais.

20 PROJETO DE PESQUISA SISTEMA DE CODIFICAÇÃO CODIFICAÇÃO DE DADOS ANÁLISE DE DADOS ESTRATÉGIA DE PESQUISA Estudo de CasoExperimentos de Laboratório O objetivo desta abordagem é descrever o processo de desenvolvimento de decisão em grupo Destinado a explorar : as relações entre as entradas do workshop de FM. caminhos de decisão resultados CONSIDERAÇÕES METODOLÓGICAS

21 PROJETO DE PESQUISA SISTEMA DE CODIFICAÇÃO CODIFICAÇÃO DE DADOS ANÁLISE DE DADOS

22 PROJETO DE PESQUISA SISTEMA DE CODIFICAÇÃO CODIFICAÇÃO DE DADOS ANÁLISE DE DADOS

23 PROJETO DE PESQUISA SISTEMA DE CODIFICAÇÃO CODIFICAÇÃO DE DADOS ANÁLISE DE DADOS

24 6.0 – Conclusão A literatura FM reconhece a importância em oficinas, porém pouca pesquisa empírica a considera dinâmica, pois não há nenhuma técnica desenvolvida especialmente para o workshop FM. Os resultados do método FM em workshop são benéficos: Maior qualidade na tomada de decisão ; Aprendizagem; Maior comprometimento da equipe;

25 6.0 – Conclusão OBRIGADA!!! Hélio Merá Luiza Paula Mauro Arantes Stella Fernanda

26 6.0 – Conclusão


Carregar ppt "PROFESSORA: Carmen Belderrain MESTRANDOS: Hélio Merá de Assis Luiza Paula da C. Lopes Mauro Sérgio S. Arantes Stella F. A. Oliveira MB-726 Estruturação."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google