A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Sistemas de Informação – Unidade 2. Educação a Distância – EaD Professor: Flávio Brustoloni Sistemas de Informação.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Sistemas de Informação – Unidade 2. Educação a Distância – EaD Professor: Flávio Brustoloni Sistemas de Informação."— Transcrição da apresentação:

1 Sistemas de Informação – Unidade 2

2 Educação a Distância – EaD Professor: Flávio Brustoloni Sistemas de Informação

3 Cronograma: Turma EMD0168 Sistemas de Informação DataAtividade 17/07 2º Encontro 1ª Avaliação Disciplina 03/07 1º Encontro 31/07 4º Encontro 3ª Avaliação Disciplina (FINAL) 24/07 3º Encontro 2ª Avaliação Disciplina

4 Unidade 2 SISTEMAS DE INFORMAÇÃO E ESTRATÉGIA EMPRESARIAL

5 Objetivos da Unidade: Identificar os componentes de um computador e como eles funcionam; Conhecer as principais tecnologias de armazenamento secundário e será capaz de descrever como funcionam; Identificar as funções dos softwares básicos; Definir conceitos de gerenciamento de dados;

6 1/50 Tópico 1 Planejamento Estratégico

7 1 Introdução Competitividade é quando a empresa por vontade própria se mantém em um mercado concorrencial e evolutivo, realizando uma margem de autofinanciamento suficiente para assegurar a sua independência financeira e os meios necessários à sua adaptação. 2/50 Tópico 1 67 Unidade 2

8 1 Introdução A capacidade competitiva de uma organização pode ser medida, por meio de: Capacidade de obter a qualidade total do serviço prestado ao cliente. Rapidez de reação. Capacidade de evolução. Capacidade de inovação. 2/50 Tópico 1 67 Unidade 2

9 1 Introdução 3/50 Tópico 1 68 Unidade 2 Estratégia Problema a ser resolvido Solução Liderança com custos baixos A concorrência de organizações com produtos e serviços comparáveis ao mesmo custo está tirando clientes. Produção de produtos a um preço mais baixo que a concorrência sem diminuir a qualidade do produto ou serviço. Liderança com foco no nicho em mercado Organizações múltiplas estão competindo pelo mesmo mercado. Identificação de um ponto específico para um produto ou serviço. Liderança na diferenciação do produto. Os clientes não têm lealdade à marca e os concorrentes podem atraí-los com preços mais baixos. Criar lealdade à marca desenvolvendo produtos ou serviços novos e especiais que são distintos dos produtos dos concorrentes. Ligações Os clientes podem facilmente mudar para outras organizações. Estabelecer estratégias para criar fidelidade à marca. QUADRO 7 – ESTRATÉGIAS COMPETITIVAS BÁSICAS DE UMA ORGANIZAÇÃO FONTE: Adaptado de: Laudon; Laudon (2005).

10 2 Organização e o Planejamento Estratégico Uma organização é formada por um conjunto de pessoas e de outros recursos com o objetivo de cumprir metas. A primeira meta de uma organização é a geração de lucro por meio do aumento da receita ou da redução de custos. Nas organizações sem fins lucrativos, incluindo-se grupos sociais, grupos religiosos, universidades e outras organizações, o lucro não é uma meta. 4/50 Tópico 1 69 Unidade 2

11 2 Organização e o Planejamento Estratégico 5/50 Tópico 1 69 Unidade 2 RegraRaciocínio OriginalProblema Potencial Pequenos pedidos precisam ser retidos até a finalização do carregamento do caminhão de entregas. Redução dos custos de entrega. Entrega ao cliente é demorada – perda de clientes. Nenhum pedido pode ser aceito até a aprovação do crédito do cliente. Redução potencial do crédito ruim (inadimplência). Serviço ao cliente é ruim – perda de vendas. Todas as decisões sobre as mercadorias são tomadas na matriz. Quantidade reduzida de itens em estoque. Os clientes percebem que a organização tem uma linha de produtos limitada. QUADRO 8 – REGRAS EMPRESARIAIS QUE AFETAM OS PROCESSOS ORGANIZACIONAIS FONTE: Adaptado de: Stair e Reynolds (2002).

12 2 Organização e o Planejamento Estratégico A estratégia pode ser entendida como um conjunto de atividades ou ações para atingir os objetivos de uma organização, ou seja, ou alvos ou as metas qualificadas e quantificadas que as organizações pretendem alcançar. 6/50 Tópico 1 71 Unidade 2

13 3 A Organização como um Sistema Toda organização visa ao adequado atendimento das necessidades e expectativas de seus clientes, pois assim ela estabelece uma imagem positiva junto à comunidade, realiza negócios e dá continuidade às suas ações. 7/50 Tópico 1 71 Unidade 2

14 3 A Organização como um Sistema Para que isso ocorra é necessária a estruturação adequada e alocação correta de cada um dos recursos necessários. Toda e qualquer organização é um sistema com entrada, manipulação de dados e saídas. Uma organização é uma estrutura fixa. 8/50 Tópico 1 71 Unidade 2

15 3 A Organização como um Sistema O que movimenta esta estrutura é o conjunto de seus sistemas de informações, ou seja, o conjunto de informações produzidas pelos seus sistemas, que permitam o planejamento, a organização, a coordenação e o controle de suas operações. 9/50 Tópico 1 72 Unidade 2

16 4 Administração Estratégica A administração estratégia é considerada um processo contínuo que objetiva manter uma organização como um conjunto apropriadamente integrado ao seu ambiente. Acentua que os gestores se dediquem a uma série de etapas ou ainda, a um processo contínuo. 10/50 Tópico 1 72 Unidade 2

17 4 Administração Estratégica Esse processo envolve cinco fases com relação ao sistema de administração estratégica: Analisar o ambiente; Estabelecer a diretriz organizacional; Formular estratégias; Implementar estratégias; Elaborar o controle estratégico. 11/50 Tópico 1 72 Unidade 2

18 5 Pensamento Estratégico O pensamento estratégico está baseado na ciência da estratégia. Está relacionado com intenções empreendedoras e criativas sobre uma organização e seu ambiente, por meio de atitudes de pensar nas atuações futuras das organizações. 12/50 Tópico 1 73 Unidade 2

19 6 Informação e Conhecimento O conhecimento que complementa a informação com valor relevante e propósito definido é outro recurso essencial para elaboração de qualquer projeto de planejamento, definido como percepções humanas. Portanto, o conhecimento é o conjunto de ferramentas conceituais e categorias usadas pelos seres humanos para criar, solucionar, armazenar e compartilhar a informação. 13/50 Tópico 1 74 Unidade 2

20 7 Empreendedorismo O empreendedorismo pode ser entendido como realização de um projeto. Desta maneira, o empreendedor é quem faz, ou seja, põe em prática o planejamento, executa atividades, efetua ações, efetiva fatos, faz acontecer e gera resultados positivos. 14/50 Tópico 1 74 Unidade 2

21 15/50 Tópico 2 Planejamento Estratégico de Sistemas de Informação

22 1 Introdução Níveis Hierárquicos 16/50 Tópico 2 80 Unidade 2 SIE Níveis da Informação SIG SIO ALTA ADMINISTRAÇÃO CORPO GESTOR CORPO TÉCNICO MACRO EM GRUPO DETALHE

23 1 Introdução 17/50 Tópico 2 80 Unidade 2 Sistemas de Processamento de Transações SISTEMA DE INFORMAÇÃO Sistemas de Apoio às Operações Sistemas de Controle de Processos Sistemas Colaborativos (equipes e Grupos de Trabalho) Sistemas de Informação Gerencial Sistemas de Apoio à Decisão Sistemas de Informação Executiva Sistemas de Apoio Gerencial

24 2 Sistemas de Apoio às Operações 18/50 Tópico 2 81 Unidade 2 Os sistemas voltados ao apoio às operações são capazes de produzir uma grande diversidade de produtos de informação para uso tanto interno quanto externo. Mas, eles não são capazes de criar produtos de informação específicos que possam ser utilizados pelos gerentes, pois são necessários processamentos adicionais por sistemas de informação gerenciais.

25 2 Sistemas de Apoio às Operações 19/50 Tópico 2 81 Unidade 2 Sistemas de Apoio de processamento de transações: processam dados resultantes de transações empresariais, usam banco de dados e produzem documentos empresariais. Sistemas de Controle de Processos: capazes de monitorar e controlar processos industriais. Sistemas Colaborativos: apoiam equipes, grupos de trabalho, e ainda a comunicação e a colaboração entre e nas organizações. Sistemas Empresariais: utilizados para realizar as tarefas rotineiras da empresa, essenciais para conduzir a organização. Atendem ao nível mais elementar da empresa, aumentando o controle sobre as atividades diárias. Sua principal função é manipular os dados básicos da organização e armazená-los de modo a ficarem disponíveis para o nível tático da organização. QUADRO 9 – ALGUNS SISTEMAS DE APOIO ÀS OPERAÇÕES FONTE: Adaptado de: OBrien (2004).

26 3 Sistemas de Apoio Gerencial 20/50 Tópico 2 81 Unidade 2 1 Sistema de informação gerencial; fornecem informações na forma de relatórios e demonstrativos para os gerentes; 2 Sistemas de apoio à decisão: fornecem apoio interativo ad hoc para o processo de decisão dos gerentes;

27 3 Sistemas de Apoio Gerencial 21/50 Tópico 2 82 Unidade 2 3 Sistemas de informação executivo: fornecem informações críticas elaboradas para as necessidades de informação dos executivos. 4 Sistemas de suporte executivo: Sistemas que dão ao desenvolvimento do planejamento estratégico da organização e ajudam a definir os objetivos a serem estabelecidos.

28 3 Sistemas de Apoio Gerencial 22/50 Tópico 2 85 Unidade 2 Um problema semiestruturado é definido como aquele que somente partes do problema possuem uma resposta definida fornecida por uma metodologia aceita. Já um problema estruturado é repetitivo e rotineiro, possuindo procedimentos específicos para manuseá-lo.

29 4 Gestores 23/50 Tópico 2 86 Unidade 2 Os gerentes são responsáveis em determinar qual trabalho deverá ser realizado, onde será feito e com que propósito. Assim, a atuação gerencial é sempre destinada a mover pessoas e, com isso, atingir resultados, e esta atuação se desenvolve em dois grandes campos, sendo:

30 4 Gestores 24/50 Tópico 2 86 Unidade 2 na área de sua especialização técnico-profissional; na área gerencial: funções gerenciais inerentes à pessoa do gerente, qualquer que seja sua área de atividade técnico profissional e/ou organização que trabalha.

31 4 Gestores 25/50 Tópico 2 87 Unidade 2 As funções gerenciais são: Planejar Organizar Liderar Controlar

32 4 Gestores 4.1 Gestores e os Sistemas de Informação 26/50 Tópico 2 90 Unidade 2 Pesquisas recentes apontam que os gerentes gastam a maior parte de seu tempo conversando com outras pessoas, ou seja, não tendo tempo para analisar demonstrações de contas, calculando resultados ou lendo relatórios formais. O que se percebe é que mais de metade do tempo de um gerente é consumida por reuniões (vide figura 26 – pág. 90).

33 4 Gestores 4.1 Gestores e os Sistemas de Informação 27/50 Tópico 2 91 Unidade 2 As decisões tomadas no nível da administração operacional tendem a ser mais estruturadas, as tomadas no nível tático são semiestruturadas e as tomadas no nível estratégico não são estruturadas.

34 4 Gestores 4.1 Gestores e os Sistemas de Informação 28/50 Tópico 2 91 Unidade 2 Os sistemas de informação precisam ser projetados para produzir inúmeros produtos de informação destinada a atender às necessidades dos tomadores de decisão em toda a organização.

35 4 Gestores 4.2 Sistema de Informação Gerencial (SIG) 29/50 Tópico 2 93 Unidade 2 Os sistemas de informação gerencial – SIG – suprem os gerentes com relatórios sobre o desempenho passado e presente da organização. Eles auxiliam o papel informativo dos gerentes através do monitoramento e previsão de desempenho, além de possibilitar intervenções.

36 4 Gestores 4.2 Sistema de Informação Gerencial (SIG) 30/50 Tópico 2 93 Unidade 2 Um SSD é um sistema interativo, sob controle do usuário, que oferece dados e modelos para dar suporte à discussão e à solução de problemas semiestruturados. Um SIG normalmente gera relatórios de transações empresariais básicas e documenta exceções relativas ao desempenho esperado.

37 31/50 Tópico 3 Gerenciamento de Dados

38 1 Introdução 32/50 Tópico Unidade 2 Em função dos métodos desorganizados de armazenamento e recuperação da informação, muitas organizações não conseguem produzir informações oportunas e precisas.

39 1 Introdução 33/50 Tópico Unidade 2 Os dados são organizados em sistemas de informação de maneira a manter a sequência de elementos de dados discretos e agrupamentos relacionados de informação. Os dados são organizados em uma hierarquia que inicia em bits e bytes e prossegue até campos, registros, arquivos e banco de dados.

40 1 Introdução 34/50 Tópico Unidade 2 O cadastro de clientes é um exemplo de aplicação na atividade bancária, tais como processamento de cheques, sistemas de caixa automático, cartões de crédito, contas de poupança e contabilidade de prestações de financiamentos.

41 1 Introdução 35/50 Tópico Unidade 2 Esses dados podem ser consolidados em um banco de dados do cliente, em vez de serem mantidos em arquivos separados para cada uma dessas aplicações.

42 2 Ambientes de Arquivos Tradicionais 2.1 Organização Sequencial de Arquivos 36/50 Tópico Unidade 2 Na organização sequencial de arquivos, os registros de dados devem ser recuperados na mesma sequência física em que foram armazenados. Já na organização aleatória de arquivos, os registros podem ser acessados em qualquer sequência, ou seja, independe de sua ordem física.

43 2 Ambientes de Arquivos Tradicionais 2.1 Organização Sequencial de Arquivos 37/50 Tópico Unidade 2 A organização sequencial é considerada como o único método de organização que pode ser usado em fitas magnéticas. Entretanto, a organização aleatória é usada em discos magnéticos.

44 2 Ambientes de Arquivos Tradicionais 2.2 Organização Aleatória de Arquivos 38/50 Tópico Unidade 2 A organização aleatória de arquivos usa um campo chave para localizar endereço físico de um registro, mas realiza isso sem um índice.

45 2 Ambientes de Arquivos Tradicionais 2.2 Organização Aleatória de Arquivos 39/50 Tópico Unidade 2 Essa maneira de acessar usa fórmulas matemáticas denominadas de algoritmo de randomização (ou algoritmo de transformação) para converter o conteúdo de um campo chave diretamente na localização do armazenamento físico do registro no disco.

46 3 O Uso do Software de Gerenciamento de Banco de Dados 40/50 Tópico Unidade 2 Um sistema de gerenciamento de banco de dados (DBMS) é um conjunto de programas de computador que controla a elaboração, manutenção e uso dos bancos de dados por uma organização e seus usuários finais.

47 3 O Uso do Software de Gerenciamento de Banco de Dados 3.1 Desenvolvimento de Banco de Dados 41/50 Tópico Unidade 2 Pacotes de gerenciamento de bancos de dados como Microsoft Access ou Lótus Approach permitem aos usuários finais desenvolverem os bancos de dados de que necessitam.

48 3 O Uso do Software de Gerenciamento de Banco de Dados 3.1 Desenvolvimento de Banco de Dados 42/50 Tópico Unidade 2 Os programadores usam a linguagem de definição de dados em sistemas de gerenciamento de banco de dados como o Oracle 9i ou DB2 da IBM para elaborar e especificar o conteúdo, relações e estrutura dos dados em cada banco de dados e para modificar as suas especificações sempre que necessário.

49 3 O Uso do Software de Gerenciamento de Banco de Dados 3.1 Desenvolvimento de Banco de Dados 43/50 Tópico Unidade 2 Os dicionários de dados podem ser consultados pelo gerenciador do banco de dados para relatar a situação de qualquer aspecto de metadados de uma organização.

50 44/50 Tópico 4 Aperfeiçoamento do processo de decisão para a Organização

51 1 Introdução 45/50 Tópico Unidade 2 Um sistema de suporte à decisão (SSD) auxilia no processo de decisão gerencial combinando dados, ferramentas e modelos analíticos sofisticados e software amigável ao usuário em um único e eficiente sistema que pode dar suporte à tomada de decisão semiestruturada e não estruturada.

52 2 Componentes do SSD 46/50 Tópico Unidade 2 Estes compreendem um banco de dados, com dados usados para consulta e análise, um aplicativo com modelos, mineração de dados e outras ferramentas analíticas e uma interface de usuário.

53 3 Sistema de Suporte à Decisão em Grupo (SSDG) 47/50 Tópico Unidade 2 O SSDG é considerado com um sistema interativo para facilitar a resolução de problemas não estruturados, por um conjunto de profissionais que toma decisões trabalhando como um grupo.

54 3 Sistema de Suporte à Decisão em Grupo (SSDG) 48/50 Tópico Unidade 2 As ferramentas de software utilizadas pelo SSDG são: Questionários eletrônicos; Ferramentas de Brainstorming; Organizadores de ideias; Ferramentas de questionário;

55 3 Sistema de Suporte à Decisão em Grupo (SSDG) 49/50 Tópico Unidade 2 Ferramentas para votação e determinação de prioridades; Identificação de interessados e ferramentas de análise; Ferramentas de constituição de políticas; Dicionário de grupo.

56 4 Sistema de Suporte ao Executivo (SSE) 50/50 Tópico Unidade 2 Atualmente, o SSE reúne dados oriundos de todas as partes da organização e permite que os gerentes selecionem, acessem e modelem dados conforme as suas necessidades, usando ferramentas analíticas fáceis de usar, instaladas em computadores de mesa e exibição de dados on-line.

57 Parabéns!!! Terminamos a Unidade.

58 PRÓXIMA AULA: Sistemas de Informação 3º Encontro da Disciplina 2ª Avaliação da Disciplina (10 Questões Objetivas)


Carregar ppt "Sistemas de Informação – Unidade 2. Educação a Distância – EaD Professor: Flávio Brustoloni Sistemas de Informação."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google