A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Profa. M.Sc. Denise Ferreira 1 COMUNICAÇÃO. Profa. M.Sc. Denise Ferreira 2 Por que homens e mulheres sentem dificuldades em se comunicar? Quais as implicações.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Profa. M.Sc. Denise Ferreira 1 COMUNICAÇÃO. Profa. M.Sc. Denise Ferreira 2 Por que homens e mulheres sentem dificuldades em se comunicar? Quais as implicações."— Transcrição da apresentação:

1 Profa. M.Sc. Denise Ferreira 1 COMUNICAÇÃO

2 Profa. M.Sc. Denise Ferreira 2 Por que homens e mulheres sentem dificuldades em se comunicar? Quais as implicações do politicamente correto na comunicação dentro das organizações? Como as pessoas podem melhorar sua comunicação multicultural? De que forma a eletrônica está modificando a maneira como as pessoas se comunicam dentro das empresas? QUESTÕES ATUAIS NA COMUNICAÇÃO

3 Profa. M.Sc. Denise Ferreira 3 Barreiras de Comunicação (Pesquisa Deborah Tannen): Homens utilizam usam a conversa para reafirmar seu status Mulheres a utilizam para criar conexão; Homens se queixam que as mulheres falam demais sobre seus problemas Mulheres criticam os homens por não ouvirem o que elas dizem, o que acontece? –Homens: reafirmam desejo de independência e controle através da oferta de soluções; –Mulheres: Vêem o ato de contar um problema como meio de promover a proximidade. HOMENS E MULHERES

4 Profa. M.Sc. Denise Ferreira 4 HOMENS E MULHERES

5 Profa. M.Sc. Denise Ferreira 5 HOMENS E MULHERES

6 Profa. M.Sc. Denise Ferreira 6 Homens e Mulheres São Diferentes Os dois sexos foram programados para tarefas e responsabilidades específicas, visando assegurar a sobrevivência da Espécie.Os dois sexos foram programados para tarefas e responsabilidades específicas, visando assegurar a sobrevivência da Espécie. Homens e mulheres – é só uma questão de estilo.Homens e mulheres – é só uma questão de estilo.

7 Profa. M.Sc. Denise Ferreira 7 Estilo Masculino CARACTERÍSTICAS 1.Raramente discutem problemas 2.Falam para acertar e resolver problemas, breves, concentrados, poucos detalhes 3.Não oferecem o mesmo apoio emocional 4.Ouvem em silêncio 5.Evitam contato visual constante 6.Usam humor agressivo e depreciativo 7.Tomam decisão de modo independente 8.Faça isto, pegue aquilo 9.Menina, doçura, boneca, etc. LÓGICA/RAZÃO PARA SUA EXISTÊNCIA Independência, superioridade, menos verbais Menos verbal, estão empenhados em salvar vidas Menor acesso as emoções, não são orientados para os relacionamentos, independentes Processam informações interiormente, menor contato visual Evitam a agressão, evitam flertar Estilo de formar laços – superioridade e competição Independência e superioridade Superioridade - hierarquia em forma de pirâmide Esquecem nomes, não orientados para detalhes Fonte: SANDERS, Jane. Homens não ouvem, mulheres falam demais. SP: Cultrix, 2008.

8 Profa. M.Sc. Denise Ferreira 8 Estilo Feminino CARACTERÍSTICAS 1.Discutem decisões, vamos fazer isso?, o que você acha disto? 2.Pedem desculpas, perguntas após afirmações, negam conhecimento 3.Não se gabam nem vendem a própria imagem 4.Discutem problemas e sentimentos 5.Evitam ou receiam o conflito 6.Fazem solicitações indiretas 7.Usam menos posturas óbvias 8.Choram e expressam emoções LÓGICA/RAZÃO PARA SUA EXISTÊNCIA 1.Consenso, harmonia,abordagem inclusiva, evitam dar ordens, igualdade hierárquica. 2.Consenso,harmonia,minimizam a própria autoridade 3.Mantém uma hierarquia nivelada, harmonia, relacionamentos. 4.Mais verbais, criam laços mediante conversas e partilha, acesso mais fácil às emoções 5.Consenso, harmonia, sobrevivência 6.Harmonia, evitam dar ordens, mantém uma hierarquia nivelada 7.Seja uma dama, harmonia, menos competitivas, menos territoriais 8.Socialmente aceitáveis, estruturadas para o impacto e lembranças emocionais Fonte:SANDERS, Jane. Homens não ouvem, mulheres falam demais. SP: Cultrix, 2008.

9 Profa. M.Sc. Denise Ferreira 9 Dicas para as mulheres falarem com homens Seja clara, direta e educada com pedidos e atribuições Acrescente terminologia técnica e poder às palavras Reduza o uso de superlativos Seja breve e específica Fale com confiança e autoridade, não peça permissão para dar a sua opinião Monitore o uso de desculpas e negação de responsabilidade:sinto muito,você não concorda? Etc. Lide com o conflito diretamente e com clareza. Você não tem que gostar de alguém para trabalhar com ele Delegue, não perca tempo com os detalhes Promova seus pontos fortes Reduza o número de pessoas que você conta tudo Não insinue, diga que quer dizer Evite fortes demonstrações emocionais Não brigue por qualquer ofensa Seja flexível e mantenha uma atitude positiva quanto às diferenças. Fonte:SANDERS, Jane. homens não ouvem, mulheres falam demais. SP: Cultrix, 2008.

10 Profa. M.Sc. Denise Ferreira 10 Sugestões para Homens, ao falarem com Mulheres O impacto de sua maneira de falar e o modo de interpretá-la podem ser negativos, independente de suas boas intenções. Acrescente um pouco de sentimento e de relacionamento ao conteúdo de suas conversas. Use termos que não correspondam a um sexo em particular, tais como:cada pessoa, pessoal técnico. Diga: sinto muito, desculpas, faça o favor e obrigado com mais freqüência. Lembre-se que você não é responsável pelos problemas delas Quando elas falarem de problemas pergunte-lhes se querem ajuda ou apenas alguém que ouça. Demonstre empatia, mas não receiem quando choram; esta é só uma maneira diferente da sua de expressar emoções. Peça mais vezes a opinião dela de um modo geral. Ofereça mais detalhes sobre um determinado assunto. Mantenha um contato direto nos olhos, porém não contínuo. Evite interromper e empregue sua capacidade de ouvi-la. Não subestime a capacidade de uma mulher apenas porque ela não fala sobre suas realizações e pontos fortes. Insira pequenas revelações pessoais em suas conversas. Fonte:SANDERS, Jane. Homens não ouvem, mulheres falam demais. SP: Cultrix, 2008.

11 Profa. M.Sc. Denise Ferreira 11 Como nos comunicamos? A resposta errada pode custar um cliente, um funcionário, uma ação judicial, uma queixa de assédio ou até seu emprego. Exemplos: –Aleijado Deficiente Físico –Cego Deficiente Visual –Velho Idoso –Calvo Careca POLITICAMENTE CORRETO

12 Profa. M.Sc. Denise Ferreira 12 Como nos comunicamos? Devemos tomar muito cuidado com os sentimentos dos outros. Certas palavras expressam estereótipos, intimidam e podem ser ofensivas as pessoas; Porém, não devemos mutilar nosso vocabulário, para não prejudicar a clareza da comunicação; Buscar sempre o melhor equilíbrio possível. POLITICAMENTE CORRETO

13 Profa. M.Sc. Denise Ferreira 13 POLITICAMENTE CORRETO

14 Profa. M.Sc. Denise Ferreira 14 POLITICAMENTE CORRETO

15 Profa. M.Sc. Denise Ferreira 15 POLITICAMENTE CORRETO

16 Profa. M.Sc. Denise Ferreira 16 Comunicação Multicultural: Fatores multiculturais certamente têm o potencial de aumentar os problemas de comunicação; Um gesto aceitável e corriqueiro em uma cultura pode tornar-se sem sentido ou até ofensivo em outra; Barreiras: –Semânticas –Conotações –Entonação –Percepção MULTICULTURAL

17 Profa. M.Sc. Denise Ferreira 17 Comunicação Multicultural: Semânticas: Algumas palavras não podem ser traduzidas para outros idiomas e/ou possuem significados diferentes; Conotações: As palavras têm implicações diversas em diferentes linguagens; Entonação: Dependendo do contexto e da cultura, a linguagem pode ser formal e em outras informal; Percepção: Pessoas que falam idiomas diferentes na verdade vêem o mundo de formas diferentes. MULTICULTURAL

18 Profa. M.Sc. Denise Ferreira 18 Contexto Cultural: Culturas de Alto Contexto: O status oficial de uma pessoa, seu lugar na sociedade e sua reputação têm um peso considerável na comunicação. Ex.: China, Vietnã e Arábia Saudita; Culturas de Baixo Contexto: A linguagem corporal e o status social são secundários à palavra falada ou escrita. Ex.: Países da Europa e da América do Norte. MULTICULTURAL

19 Profa. M.Sc. Denise Ferreira 19MULTICULTURAL Culturas de Alto Contexto

20 Profa. M.Sc. Denise Ferreira 20MULTICULTURAL Culturas de Baixo Contexto

21 Profa. M.Sc. Denise Ferreira 21 Comunicações Eletrônicas: Há 15 ou 20 anos, poucos avanços tecnológicos afetaram significativamente as comunicações organizacionais; No início do século XX, o telefone reduziu radicalmente a comunicação pessoal face a face; Desde o começo da década de 80, estamos sendo alvos de novas tecnologias eletrônicas, tais como: pagers, fax, telefones celulares e serviços como correio eletrônico, videoconferência e correio de voz. ELETRÔNICAS

22 Profa. M.Sc. Denise Ferreira 22 Comunicações Eletrônicas: As comunicações eletrônicas não requerem mais que você esteja à sua mesa ou estação de trabalho para estar disponível; Na era da eletrônica, todos os funcionários podem estar, teoricamente, a trabalho 24 horas por dia; As fronteiras organizacionais e hierárquicas tornam-se menos relevantes em conseqüência da comunicação; ELETRÔNICAS

23 Profa. M.Sc. Denise Ferreira 23 Comunicações Eletrônicas: Até meados da década de 60, as organizações dependiam quase totalmente dos memorandos para suas mensagens internas, e dos correios e telégrafos para suas mensagens externas, então surgiram empresas de entrega rápida e as máquinas de fax; Hoje praticamente todas as empresas utilizam-se dos recursos da Internet e , para facilitar a transmissão de mensagens escritas com alta velocidade. ELETRÔNICAS

24 Profa. M.Sc. Denise Ferreira 24 Comunicações Eletrônicas: As comunicações eletrônicas revolucionaram a facilidade de acesso e encontro entre as pessoas, porém, não oferecem e não transmitem emoções e nuances que acompanham uma conversa telefônica ou uma reunião por exemplo. ELETRÔNICAS

25 Profa. M.Sc. Denise Ferreira 25 Comunicações Eletrônicas: Reuniões servem a dois propósitos distintos: –Satisfazer uma necessidade de associação de grupo e servir como um fórum para realização de um trabalho; –As videoconferências e as reuniões virtuais funcionam bem como apoio para a realização de tarefas, mas não atendem às necessidades de associação. ELETRÔNICAS

26 Profa. M.Sc. Denise Ferreira 26 ELETRÔNICAS Início Século XX

27 Profa. M.Sc. Denise Ferreira 27 ELETRÔNICAS Final Década de 60

28 Profa. M.Sc. Denise Ferreira 28 ELETRÔNICAS Décadas de 70 e 80

29 Profa. M.Sc. Denise Ferreira 29 ELETRÔNICAS Anos 80

30 Profa. M.Sc. Denise Ferreira 30 ELETRÔNICAS Anos 90

31 Profa. M.Sc. Denise Ferreira 31 ELETRÔNICAS Anos 90 e 2000

32 Profa. M.Sc. Denise Ferreira 32ELETRÔNICASAtual

33 Profa. M.Sc. Denise Ferreira 33 Denise Ferreira


Carregar ppt "Profa. M.Sc. Denise Ferreira 1 COMUNICAÇÃO. Profa. M.Sc. Denise Ferreira 2 Por que homens e mulheres sentem dificuldades em se comunicar? Quais as implicações."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google