A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ORIGEM Fatos históricos: Do ano 33 ao ano 54 da era cristã, os seguidores de Jesus eram chamados de "os seguidores do caminho (At 11,26). Do ano 54 ao.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ORIGEM Fatos históricos: Do ano 33 ao ano 54 da era cristã, os seguidores de Jesus eram chamados de "os seguidores do caminho (At 11,26). Do ano 54 ao."— Transcrição da apresentação:

1

2 ORIGEM Fatos históricos: Do ano 33 ao ano 54 da era cristã, os seguidores de Jesus eram chamados de "os seguidores do caminho (At 11,26). Do ano 54 ao ano 170 dc os seguidores de Jesus passaram a ser chamados de "Cristãos". É a época em que a igreja não tinha divisão e possuía somente uma doutrina, a dos Apóstolos. No ano 170 da nossa era, Santo Inácio de Antioquia, passou a referir-se a Igreja Cristã também como Igreja Católica, ou seja, universal, geral.

3 Em 313,Constantino passou á dominar todo o Império Romano, devido a queda do Império do Ocidente este Imperador demonstrou ser muito "simpático" ao cristianismo, porque além de colocar a Igreja Cristã numa posição privilegiada, passou afazer ofertas valiosas ao cristianismo, construindo Igrejas, isentando-as dos impostos e até sustentando clérigos. A intolerância religiosa da igreja romana provocou vários massacres a cristãos – Ex.: a matança dos Valdeneses e o massacre dos Huguenotes (protestantes franceses) conhecida como a noite de São Bartolomeu. Outro exemplo foi a Santa inquisição da Igreja Católica – os tribunais de Santo ofício martirizaram milhares de santos, entre judeus e cristãos, acusando-os de heréges e inimigos da igreja (romana).

4 SOBRE A BÍBLIA 1. A Bíblia * Não aconselha o uso da Bíblia a todos os fiéis. * Ensina que sua leitura é perigosa aos indoutos. * Ninguém pode interpretar a Bíblia de maneira contrária a interpretação Católica, ou sem a permissão dos padres. * Aceita como canônicos (inspirados), livros que não constam no Cânon Hebreu (apócrifos). * Venera e aceita como tendo autoridade igual a da Bíblia: 1. As tradições, 2. Os escritores dos "Pais" da igreja, 3. Ao ensinos da própria Igreja Católica, 4. Os ditamos infalíveis do Papa.

5 SÃO PERMISSÍVEIS ADIÇÕES À PALAVRA DE DEUS? 6 Nada acrescentes às suas palavras, para que não te repreenda e sejas achado mentiroso. (Provérbios 30:5-6 ACF - Almeida Corrigida, Fiel ao texto original, o Textus Receptus) 18 Porque eu testifico a todo aquele que ouvir as palavras da profecia deste livro que, se alguém lhes acrescentar alguma coisa, Deus fará vir sobre ele as pragas que estão escritas neste livro; 19 E, se alguém tirar quaisquer palavras do livro desta profecia, Deus tirará a sua parte do livro da vida, e da cidade santa, e das coisas que estão escritas neste livro. (Apocalipse 22:18-19 ACF)

6 Nenhuma letra deles jamais foi incluída [pelos judeus] no Cânon do Velho Testamento. Não foram citados por Cristo, nem pelos apóstolos. Não reivindicam nenhuma inspiração. Alguns de seus escritores negam que os livros sejam inspirados. Estes contêm doutrinas que contradizem as Escrituras. Não eram considerados inspirados pela Igreja Católica Romana até o Concílio de Trento (1564).

7 SÃO AS TRADIÇÕES INSPIRADAS? Nunca se tinha ouvido falar de tal alegação até que monges [gradativamente] a lançaram na metade da Idade Média [em torno do século IX]. Nunca foram incluídas nas Escrituras. Contradizem as Escrituras. A maioria das doutrinas proeminentes do Catolicismo Romano é fundamentada apenas nas tradições. Ele, porém, respondendo, disse-lhes: Por que transgredis vós, também, o mandamento de Deus pela vossa tradição? (Mateus 15:3 ACF) Mas, em vão me adoram, ensinando doutrinas que são preceitos dos homens. (Mateus 15:9 ACF)

8 IMAGENS " As santas imagens, presentes em nossas Igrejas e em nossas casas, destinam-se a despertar e a alimentar a nossa fé no ministério de Cristo. Através do ícone de Cristo e de suas obras salvíficas, é a ele que adoramos. Através das santas imagens da Santa Mãe de Deus, dos Anjos e dos Santos, veneramos as pessoas nelas representadas". (p. 335, #1192). Vejamos também o que diz o Pe. Vicente a respeito da "Veneração" de imagens: mesmo Deus, no livro de Êxodo, manda Moisés fazer dois querubins de ouro e colocá-los por cima da Arca da Aliança. Manda-lhe também, fazer uma serpente de bronze e colocá-la por cima duma arte, para curar os mordidos pelas serpentes venenosas (Nm 21.8,9). Seria uma grave blasfêmia desses crentes, considerar Deus como esclerosado, já que no lugar da Bíblia manda fazer o imagens, esquecido que no outro lugar o teria proibido".

9 A Bíblia diz: Eu sou o Senhor teu Deus! Não farás para ti imagens de escultura, nem semelhança do que há em cima nos Céus[...]Não te curvarás diante delas nem as servirás(Ex. 20:4). Congregai-vos e vinde; chegai-vos juntos, os que escapastes das nações: nada sabem os que conduzem em procissão as suas imagens de escultura, feitas de madeira e rogam a um deus que não pode salvar.(Is 45:20) IDOLATRIA

10 As Escrituras condenam o culto por meio de imagens, isto sempre foi abominação a Deus. Deus é espírito, e é necessário que os seus adoradores o adorem em espírito e em verdade (Jo 4:24) O apóstolo Paulo declara em Atos 17:29: Assim, visto que somos descendência de Deus, não devemos pensar que a Divindade é semelhante a uma escultura de ouro, prata ou pedra, feita pela arte e imaginação do homem. No passado Deus não levou em conta essa ignorância, mas agora ordena que todos, em todo lugar, se arrependam.

11 Dogma da Infalibilidade papal Declarada pelo papa Pio IX no Concílio Vaticano I ( ); Diz que o bispo da diocese de Roma é o Papa ou Pai da cristandade, o sucessor de Pedro e o Vigário de Cristo; Que tem autoridade temporal e espiritual sobre a Igreja e os reinos da Terra.

12 papa expressão formada por Pastor Pastorum – Pastor dos pastores Padre = Pai Jesus disse: a ninguém na terra chameis vosso pai, porque um só é o vosso Pai, o qual está nos céus(Mt 23: 9)

13 INTERPRETANDO CORRETAMENTE Mateus 16:18-20 Pois também eu te digo que tu és Pedro e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela; eu te darei as chaves do reino dos céus; e tudo que ligares na terra será ligado nos céus, e tudo o que desligares na terra será desligado nos céus.

14 O AT foi escrito na língua hebraica e o NT na grega; O AT foi escrito na língua hebraica e o NT na grega; No texto original: No texto original: Petros = pedra pequena e móvel- Pedro Petra= rocha firme e inabalável- Cristo Na verdade Jesus disse a Pedro: Tu és Petros e sobre esta Petra edificarei a minha igreja

15 QUANTO AS CHAVES Tem o sentido de autoridade, de poder. Jesus estava conferindo a Pedro a autoridade e o privilégio de ser o primeiro entre os apóstolos a pregar o evangelho aos gentios; A porta da pregação foi aberta por Pedro no dia de Pentecostes quando quase três mil almas se converteram (At 2:41);

16 Sobre Pedro Sua posição dentro da igreja: aos presbíteros que estão entre vós, admoesto eu que também sou presbítero com ele, e testemunha das aflições de Cristo, e participante da glória que se há de revelar (I Pe 5:1) Pedro não aceitou a adoração de Cornélio: Levanta-te que eu também sou homem(At 10:26) Pedro era casado (Mt 8:14) Pedro foi um homem repreensível (Gl 2:11-14). Ele próprio afirma ser Jesus a Pedra Principal: Ele é a Pedra que foi rejeitada por vós os edificadores, a qual foi posta por cabeça de esquina(At 4:11);

17 SALVAÇÃO ATRAVÉS DE BOAS OBRAS SALVAÇÃO ATRAVÉS DE BOAS OBRAS Para sermos salvos, a doutrina católica ensina que devemos continuamente praticar boas obras "Contudo não se salva, embora esteja incorporado à Igreja, aquele que, não perseverando na caridade, permanece dentro da Igreja, com o corpo, mas não com o coração". (p. 241, # 837). REFUTAÇÃO "Por que pela graça sois salvos; mediante a fé; é isto não vêm de vós, é Dom de Deus; mão de obras, para que ninguém se glorie". (Ef 2.9,-9). Leia: Tt 3.5; Rm 3.28; CI ; Cl 2.21, Mt 7.21,22.

18 O BATISMO SALVA? O BATISMO SALVA? "O Senhor mesmo afirma que o batismo é necessário para a salvação" (p. 349, # 1257). REFUTAÇÃO "Por que não me enviou Cristo para batizar. Mas para pregar o evangelho..." (1 Co 1.17) "Arrependei-vos, por que está próximo o Reino dos Céus..." (Mt 3.2) Seguindo eles caminho fora, chegando a certo lugar onde havia água, disse o Eunuco: eis aqui água, que impede que seja eu batizado? E disse Felipe: é lícito se crês de todo o coração. E, respondendo ele, disse: creio que Jesus Cristo é o Filho de Deus". (At 8.36,37).

19 Maria, nascida sem pecado Maria, nascida sem pecado Pela graça de Deus, Maria permaneceu pura de todo pecado pessoal ao longo de toda a sua vida". (p 139, # 493). "Desde o primeiro instante da sua concepção, foi totalmente preservada da mancha do pecado original e permaneceu pura de todo pecado pessoal ao longo de toda sua vida". (p 143, # 508). Vale ressaltar que: o próprio catecismo não admite como bíblica esta doutrina, e sim, uma tradição da Igreja. REFUTAÇÃO "Pois todos pecaram e carecem da glória de Deus". (Rm. 3.23). "Não há um justo, nem sequer um". (Rm 3.10). "Aquele que não conheceu pecado, ele o fez pecado por nós; para que nele fôssemos feitos justiça de Deus". (2 Co 5.21). "Porque não temos sumo sacerdote que não possa compadecer- se das nossas fraquezas; antes, foi ele tentado em todas as coisas, à nossa semelhança, mas sem pecado". (Hb 4.15).

20

21

22

23 O Purgatório O Purgatório Os que morrem na graça e na amizade de Deus, mas não estão completamente purificados, embora tenham garantida a sua salvação eterna, passam após a morte, por uma purificação, a fim de obterem a santidade necessária para entrarem na alegria do céu. A Igreja denomina purgatório esta purificação final dos eleitos". (p. 290,# 1030). Têm suas raízes no Budismo e outros sistemas religiosos da antiguidade. O Catolicismo romano formulou a doutrina de fé relativa ao purgatório sobretudo no concilio de Florença e Trento.

24 REFUTAÇÃO A doutrina do purgatório não só é uma fábula engenhosamente montada, como traz no seu bojo um conjunto de absurdos e blasfêmias. Cito como exemplo a atribuição do mesmo poder do Sangue de Jesus ao fogo desse inexistente" purgatório". Se, porém, andarmos na luz, como ele está na luz, mantemos comunhão uns com os outros e o sangue de Jesus, seu filho, nos purifica de todo pecado".(l Jo 1.7). "Agora, pois, já nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus". (Rm 8.1) ao se cumprirem os tempos, se manifestou uma vez por todas, para aniquilar pelo sacrifício de si mesmo, o pecado". (Hb 9.26).


Carregar ppt "ORIGEM Fatos históricos: Do ano 33 ao ano 54 da era cristã, os seguidores de Jesus eram chamados de "os seguidores do caminho (At 11,26). Do ano 54 ao."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google