A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1 Member Of. 2 Member Of História da Joalheria Brasileira Apresentação sucinta do livro de MARIANA MAGTAZ.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1 Member Of. 2 Member Of História da Joalheria Brasileira Apresentação sucinta do livro de MARIANA MAGTAZ."— Transcrição da apresentação:

1 1 Member Of

2 2 Member Of História da Joalheria Brasileira Apresentação sucinta do livro de MARIANA MAGTAZ

3 3 Member Of Contexto do mundo atual Mundo muito difícil, pessoas stressadas, muita insegurança – futuro cada vez mais incerto. Importante é o tempo presente (querem viver bem o hoje) – se permitem pequenos mimos, se presenteando. Mercado do luxo não tem crise, mas nem todo Jóia faz parte desse mercado. Produto sólido, que contam histórias (REAL). ECO PERCEPTION: preocupação com o resto do mundo, percepção da ecologia, ajudar o planeta, preocupar-se com os mais carentes é uma crescente demanda. Pode ser uma edição limitada por pouco período (produto social). Reciclados: tesouros achados no LIXO, criar o novo com o que é velho ta na consciência COLETIVA, é um apelo muito novo.

4 4 Member Of Sensualidade: não é mais só aquela mulher que trabalha, ela tem que ser sensual, feminina, vestir-se com as cores, se iluminar e interagir com o mundo. Brincos sensuais: enfeitam e movimentam. Ponto forte da imagem do Brasil lá fora, brincos, campanha Ginga., dos italianos os anéis as mulheres falam muito com as mãos, gestos, da francesa o colar. No brinco as pedras refletem a cor dos olhos, o rosto é seu primeiro cartão de visita. O que é uma mulher SEXY? É uma mulher bonita, inteligente, carismática, consciente socialmente, que trabalha e produz. Mandala de oportunidades da joalheria. Que tipo de jóia vou produzir, pra quem e o que vender?

5 5 Member Of Definir em que vai atuar, o que vai querer exportar, quais serão os seus 25% destinado ao mercado externo? Se um quarto do que é produzido vai para o mercado externo, qual será seu um quarto? Todas as empresas que exportam tem amplo e tradicional mercado interno. O mercado brasileiro não atende ao mercado interno. A grande fatia e atuação dos designers brasileiros de Jóias é o interno. Sua atuação lá fora é mais para a fixação da marca Brasil. Principalmente porque são os maiores ganhadores de prêmios mundiais.

6 6 Member Of Porque as Tendências? O que as tendências fazem? Pesquisa = o que o consumidor quer. Tendência: andar um pouco à frente, tem que antever os desejos do consumidor. Onde??? As pessoas tem cada vez mais coisas; As coisas estão ficando mais PARECIDAS; Mais marcas no mercado; Dinheiro mais difícil.

7 7 Member Of Exportadores Brasileiros de Jóias. Quem exporta no Brasil? Rio de Janeiro, São Paulo, Minas e Rio Grande do Sul. Rio de Janeiro exporta cerca de 50%, os demais estados o restante, que inclusive supre os varejistas do mercado nacional. Porque o Rio de Janeiro é o maior exportador? No Rio encontra-se a sede das Empresas H. Stern e Amsterdam Sauer. Engatinhando os estado do Pará, e Mato Grosso tentando. ¼ da produção brasileira destina-se ao mercado externo.

8 8 Member Of Minha experiência com vendas externas Tenho feito vendas externas nos últimos 15 anos para brasileiros residentes fora ou não. Presença em 3 feiras na Itália (resultados) objetivos alcançados, imagem pro país e vendas, 02 vendedores espor. Milão. Alemanha (coleção), Japão (coleção), Noruega (coleção), Espanha, Portugal (coleção karajá), EUA (coleção Gypsys) Nova York e outros (exportação inversa ou vendas) exposições, site. No Japão cliente para vitrinismo (Green Gold) Milão.

9 9 Member Of O setor é composto basicamente de: Micro-empresas – até 20 pessoas 73%. Pequenas Empresas – de 20 a 99 pessoas 23%. Médio porte – acima de 100 pessoas 3,9% Conforme dados do IBGM. São associados do Instituto 21 entidades de classes Estaduais e nacionais ligadas à industria e ao comércio de Jóias, pedras preciosas, bijuterias, metais preciosos e afins (artesanato mineral, acessórios Jóias...etc). Mapeamento da associação objeto Brasil 300 escolas de Design no Brasil Principais pólos São Paulo e Rio de Janeiro, depois Minas e Rio Grande do Sul.

10 10 Member Of Associações no Brasil: Ajorio Ajesp Ajomig Ajorsul Pará (São José do Liberto) Começando a vida Ajomat – criação em julho de 2006, festejado pelo mercado Brasileiro (demais instituições do setor). O estado do Mato Grosso é hoje o maior produtor de diamantes do Brasil. Bioma pantanal é o mais preservado do país, presença de outros minérios.

11 11 Member Of Envolvimento do Governo do estado e SEBRAE Tem um gestor técnico do APL de Gemas e Jóias de MT, Grace Figueiredo é a atual Presidente da Associação. 1 Presidente Ricardo Martins, formaram uma associação com representantes de todos os setores da cadeia produtiva de gemas e Jóias, sendo 12 empresas de Cuiabá e Várzea Grande. Como associação criaram a coleção Transpantanal orientados por Dra. Regina Machado. Transpantanal esteve no salão do Turismo ano passado junto conosco em 2008, e na Feira de Basel Suíça a maior do mundo em Agora a segunda coleção Transpantanal, observadores de pássaros na Feninjer de fevereiro de 2009 a maior feira da América latina junto com os estados do Pará e Rio de janeiro no espaço SEBRAE nacional. Estar na Feninjer é fundamental para as Empresas, que nesta edição 48ª., atraiu mais de 120 compradores de outros países.

12 12 Member Of Pará teve um envolvimento total do Governo desde 2002, as ações já tem resultados pra toda a cadeia, um trabalho árduo, mas com resultados positivos, visibilidade para o estado, renda para os envolvidos, capacitação profissional. Agora com feira própria atraindo compradores de fora, dividimos espaço na Feninjer duas edições e Amazontech e seminário de gemas e Jóias de Brasília. APL do Rio criado nos últimos três anos, Regina Machado, Veiga Vale (UVA). Panorama da Jóia Carioca Presente em edições Fashion Rio, Salão do Turismo, comemorações da chegada da família Real no Brasil, expôs aqui e em Portugal... Ações com a Secretaria de Turismo no carnaval, olimpíadas, Feninjer e outras...

13 13 Member Of Goiás o que tenho visto. UFG Design de Jóias TCC 2008 aluna Danielly Goulart: penso que é o diagnóstico e perfil mais atual. Ações e cursos da Camburi gemas e Jóias. Empresa presente na Feninjer Domani (família com mais de 30 anos no mercado). Ouro relatado: case relevante. Mineradora Serra Grande desde a década de 70 de propriedade da Anglogold Aschanti e Kinross com 1200 pessoas, produção anual média de Kg, faturamento mensal de 27 milhões de reais e em 2009 fará investimento de 120 milhões.

14 14 Member Of APL Cristalina Maior jazimento do Brasil de quartzo incolor. Associação de artesãos e artesanato mineiral, lapidários e outros... Coleção Bamburrah. Catálogo Garimpando o cerrado. Ações do Governo de Goiás nos últimos 20 anos vista por mim... Podem manifestar...

15 15 Member Of Jóias e bijuterias Pesquisas realizadas nas cidades de Pequim, Hong Kong, Tóquio, Seul e Xangai apontam oportunidades para produtos de design diferenciado, com gemas coradas brasileiras. Segundo o estudo, a maioria dos consumidores chineses tem conhecimento limitado sobre o Brasil e o associam ao futebol, mas não à moda, embora alguns produtos brasileiros já estejam presentes na China continental. A oferta de peças para este mercado deve focar bijuterias, peças menores, disponibilizar mais gemas, cristais, Diamantes e prata para a escolha de material, assim como colares e anéis. Ainda de acordo com o estudo da Apex, em Seoul, na Coréia do Sul, os diamantes, o ouro, os brincos e os braceletes têm melhores chances de sucesso, desde que tenham um preço competitivo e destaquem a linha de produtos em designs únicos, porém, não extravagantes. Já no Japão, há demanda emergente de gemas coloridas - a venda destes itens apresenta um crescimento de dois dígitos, sinalizando uma boa oportunidade para as jóias brasileiras.

16 16 Member Of Hécliton Santini – IBGM Se inspirar e fazer o colorido Brasileiro – há os instrumentos de marketing do setor – se não chegar no consumidor, não fechou o elo. Pra vender tem que chegar no consumidor - o ciclo: imprensa, feiras, consumidor final. Tem que tornar este ciclo mais dinâmico. O produto de destaque do Brasil na percepção externa é o Brinco

17 17 Member Of Quem investir só no básico não irá a lugar algum, (um brinquinho, uma aliancinha, um cordãozinho, nada de inho) as pessoas já tem ou teve inho, não se consome por necessidade, o consumo é uma fantasia, desejo para o qual se pensa NÃO POSSO VIVER SEM ISSO, IRREAL estamos vivendo tempos críticos, difíceis de conduzir e é neles que aparecem as melhores estratégias. O essencial não é o Básico é o que é atemporal, não é tão volátil (quanto mais singular melhor), neste mercado tem mais chance, a modinha indústrias maiores fazem (seriados e rapidinho passa, quem está usando o anel da Jade hoje? Ou outras modinhas de novela?). Com identidades que se cruzam, entrelaçam, porém cada um continua sendo o que é, são os urbanos e regionais, tribais e desenhos digitais, orgânico (formas) e tecnológico (aspecto), contrastes na mesma peça...

18 18 Member Of Gypsys Goianos

19 19 Member Of

20 20 Member Of

21 21 Member Of

22 22 Member Of

23 23 Member Of

24 24 Member Of

25 25 Member Of

26 26 Member Of

27 27 Member Of

28 28 Member Of

29 29 Member Of Os ciganos do grupo Romas chegaram à Europa há mil anos, o grupo com maior número no Brasil são os Calons vieram do Sudoeste da Europa (Península Ibérica), já foram Indianos, Espanhóis, Portugueses e agora Goianos. O Brasil tem um milhão de ciganos: 98% deles são analfabetos. Goiás tem o segundo maior número. São mais excluídos que negros e índios. A Jóia por definição é algo valioso, mas pra mim o maior bem são as pessoas, que embora divididas em raças e etnias, as vejo segundo a sua espécie os ciganos são como vocês...HUMANOS. 55(64)


Carregar ppt "1 Member Of. 2 Member Of História da Joalheria Brasileira Apresentação sucinta do livro de MARIANA MAGTAZ."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google