A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Tesauros José Antonio M. Nascimento. Tesauros – Antecedentes históricos Tesauro – palavra de origem grega Thesaurós Em inglês – Treasury/storehouse 1852.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Tesauros José Antonio M. Nascimento. Tesauros – Antecedentes históricos Tesauro – palavra de origem grega Thesaurós Em inglês – Treasury/storehouse 1852."— Transcrição da apresentação:

1 Tesauros José Antonio M. Nascimento

2 Tesauros – Antecedentes históricos Tesauro – palavra de origem grega Thesaurós Em inglês – Treasury/storehouse 1852 – Thesaurus of English Words and Phrases – Peter Mark Roget Roget Thesaurus Brasil – Dicionário Inverso – Palavras Cruzadas

3 Tesauros – Antecedentes históricos A partir de 1940 – termo utilizado na C.I. Recuperação da informação – transporte de conceitos e suas relações mútuas. Controle de sinônimos e estruturas sintáticas simplificadas. Manipulação de grande quantidade de documentos Tesauro – evolução do índice remissivo?

4 Tesauros – composição Relações hierárquicas (paradigmáticas) Relações associativas (sintagmáticas) O tesauro é um instrumento auxiliar da indexação/recuperação de informações?

5 Tesauros – características Relações consistentes de descritores e termos. Complexa rede de referências cruzadas. Interação com o usuário universo das demandas de informação x universo dos documentos disponíveis

6 Tesauros – universo conceitual Estabelecendo um universo conceitual: Tesauros em um novo serviço de informação x usuários – estudo preliminar/projeto. Análise da informação/fontes de informação.

7 Tesauros – universo conceitual Estabelecendo um universo conceitual: Fontes primárias – comunicação do conhecimento em língua natural Listas de pesquisa retrospectiva e perfis de interesse. Discussões com usuário em potencial. Reunião de documentos representativos – análise do comitê. Indexação de outros centros de informação.

8 Tesauros – universo conceitual Estabelecendo um universo conceitual: Fontes secundárias– apresentação do conhecimento de forma estruturada. Lista de descritores, classificações bibliográficas ou não, outros tesauros. Tratados de terminologia. Enciclopédia/dicionários/glossários/simila res. Índices e resumos.

9 Tesauros – universo conceitual Na construção de tesauros é melhor usar fontes primárias pu secundárias?

10 Tesauros – universo conceitual Na construção de tesauros é melhor usar fontes primárias ou secundárias?

11 Coletando termos para um tesauro Método de Dodebbei (1979) Conhecimento prévio do domínio – assunto. Observação do campo conceitual – tema.

12 Coletando termos para um tesauro Metodologias em C.I indutivo/empírico/analítico Frequência de ocorrência do termo x incidência dos termos nas estratégias de busca Hierarquia é construída através dos termos atése obter gêneros e mínimas espécies.

13 Coletando termos para um tesauro Metodologias em C.I Dedução/Gestalt Formação de comitês para discussão dos termos que irão compor a estrutura do tesauro. Qual o melhor método de recuperação da informação?

14 Tesauros – princípios do levantamento de termos Princípio da garantia literária: Características da literatura definem as classes definidas em um sistema de recuperação da informação/tesauro. Princípio do endosso do usuário: Os termos escolhidos para o tesauro são aqueles diretamente utilizados por usuários de um determinado campo do conhecimento.

15 Tesauros – abordagens teóricas na análise conceitual de termos Divisão lógica do processo dedutivo: A hierarquização de conceitos é um processo analítico – divisão do tema geral em espécies. Predicação conceitual: O objeto é pensado como único, distinto, constituindo como unidade – objetos individuais

16 Tesauros – Divisão lógica do processo dedutivo – aspectos da estrutura classificatória a) completude: A divisão do conceito deve ser completa, adequada e ordenada por complexidade crescente - simples ao completo ou do abstrato ao concreto. b) irredutibilidade Não se deve enumerar mais do que os elementos verdadeiramente distintos entre si, de maneira que nenhum esteja compreendido no outro.

17 Tesauros – Divisão lógica do processo dedutivo – aspectos da estrutura classificatória c) mútua exclusividade: Para cada derivação deve-se utilizar apenas um conceito. Os conceitos devem estar totalmente relacionados com a hierarquia adotada no tesauro. Os conceitos podem estar relacionados por: Coordenação de classes – relacionamento sintagmático. Subordinação de classes – relacionamento paradigmático.

18 Tesauros – processo dedutivo – limitações do uso da divisão lógica na concepção de classificações bibliográficas a) relações gênero/espécie, coisa/variedades é apenas uma das relações utilizadas nas classificações bibliográficas. b) é inadequado limitar-se às características que constituem qualidades genéricas essenciais. c) é comum o uso de características acidentais quando mais apropriadas ao entendimento do contexto. d) não se aplica apenas uma regra para dividir-se um gênero em tesauros. e) a divisão lógica não impõe uma ordem privilegiada de aplicação de características, assim como o arranjo de classes Não existe apenas uma relação entre documentos e termos de classes – relações entre as ciências/teoria geral dos sistemas – caráter interdisciplinar da pesquisa moderna.

19 Tesauros – predicação conceitual Teoria Analítica do Conceito de Dahlberg (1992) Características do conceito são entendidas como elemento do conhecimento Soma total das predicações pode ser sintetizada em uma unidade do conhecimento Conceitos = unidades do conhecimento

20 Tesauros – predicação conceitual Teoria Analítica do Conceito de Dahlberg (1992) – Modelo de contrução de conceitos Universo de itens: idéias, objetos, fatos, leis etc. Item de referência Atributos verdadeiros do item Síntese dos atributos na forma verbal Uso da forma verbal no universo do discurso

21 Tesauros – predicação conceitual/ divisão lógica As regras e os princípios delineados pela literatira indicam que a concepção de linguagens documentárias deve ser lógica na formação de relacionamento conceituais, mas flexível nas aplicações subjetivas

22 Tesauros – predicação conceitual/ divisão lógica Não há como afirmar se um esquema de classificação é melhor que o outro. A avaliação se dá pelo uso e pelos resultados obtidos – representatividade do conhecimento.


Carregar ppt "Tesauros José Antonio M. Nascimento. Tesauros – Antecedentes históricos Tesauro – palavra de origem grega Thesaurós Em inglês – Treasury/storehouse 1852."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google