A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

As Faces da Relação HOMEM X NATUREZA II Ecologia e Química Ambiental Fábio e Felipe Dptos. de Biologia e de Química Assoc. Pré-UFMG.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "As Faces da Relação HOMEM X NATUREZA II Ecologia e Química Ambiental Fábio e Felipe Dptos. de Biologia e de Química Assoc. Pré-UFMG."— Transcrição da apresentação:

1 As Faces da Relação HOMEM X NATUREZA II Ecologia e Química Ambiental Fábio e Felipe Dptos. de Biologia e de Química Assoc. Pré-UFMG

2 O ser humano e a Atmosfera O ser humano e a Atmosfera O enorme consumo de energia e de matéria-prima por parte do ser humano altera a natureza, degradando-a.

3 Atmosfera terrestre

4 Gases Estufas São substâncias gasosas que absorvem parte da radiação infra- vermelha, emitida principalmente pela superfície terrestre, e dificultam seu escape para o espaço.infra- vermelha o dióxido de carbono(CO2)dióxido de carbono o metano (CH4)metano o óxido nitroso (N2O)óxido nitroso o Perfluorcarbonetos (PFC's )Perfluorcarbonetos e também o vapor de água.vapor de água

5

6

7 Carbono A importância do Carbono Matéria-prima para produção de carboidratos Fonte de energia para plantas e animais EFEITO ESTUFA Controle da temperatura média da Terra: EFEITO ESTUFA

8 O Fluxo de Gás Carbônico

9 O ciclo do carbono está sendo alterado devido a ação humana, principalmente após a Revolução Industrial.

10 O aumento do Efeito Estufa não se deve apenas ao gás carbônico. Outros gases produzidos pelas atividades humanas também contribuem para esse aumento. Metano decomposição de matéria orgânica e agropecuária. CFCs refrigeradores e aerossóis. Óxidos de nitrogênio atividades de bactérias do solo.

11

12 Aquecimento Global (???) Se as previsões estiverem corretas, os níveis exagerados de gás carbônico lançados na atmosfera, diariamente, poderão ocasionar: DERRETIMENTO DE CALOTAS POLARES E GELEIRAS, DILATAÇÃO TÉRMICA DOS OCEANOS (AUMENTO DO NÍVEL DAS ÁGUAS), REGIÕES VIRANDO DESERTOS ENQUANTO OUTRAS SENDO ASSOLADAS POR CHUVAS TORRENCIAS E INUNDAÇÕES.

13

14 AQUECIMENTO GLOBAL E PROLIFERAÇÃO DE DOENÇAS O aquecimento global ameaça a integridade planetária e vem alterando a freqüência e a distribuição das enfermidades tropicais, que agora incidem em regiões que antes eram mais frias. Doenças transmitidas por mosquitos, por exemplo, estão com um ciclo maior por causa do calor prolongado. Muitas epidemias atuais surgem, em geral, em países com alta biodiversidade, que vêm sofrendo graves impactos na sua cobertura natural original. A intensificação das doenças e do aquecimento global, influência na proliferação de várias doenças que dependem das mudanças climáticas como, por exemplo, a febre amarela, dengue e malária.

15 A Camada de Ozônio

16 A camada de ozônio é responsável por absorver grande parte da irradiação prejudicial antes que essa chegue ao solo, mas infelizmente a camada está sendo destruída por poluentes como os CFCs

17 RADIAÇÕES ULTRAVIOLETAS São importantes para a formação da Vitamina D3, que participa da fixação do Cálcio nos ossos, evitando o raquitismo e a osteoporose. UV-A (320nm a 400nm atinge mais profundamente a nossa pele e é responsável pelo foto-envelhecimento e bronzeamento; corresponde a 95% da radiação que chega na Terra; não é filtrada pela atmosfera. UV-B (290nm a 320nm) atinge a camada superficial da pele, sendo responsável pelas queimaduras e pelo desenvolvimento de câncer de pele; é quase toda absorvida pela camada de ozônio. UV-C (10nm a 290nm) toda filtrada pela Atmosfera; é muito energética e extremamente prejudicial aos seres vivos.

18

19 Formação do gás Ozônio

20 Destruição da Camada de Ozônio

21 Por que o Buraco na Camada de Ozônio é maior na região da Antártida?

22 Correntes de ar na atmosfera levam os poluentes para lugares distantes de onde eles foram produzidos. Além disso, como o inverno na Antártida é rigoroso e de longa duração (6meses), os CFCs se acumulam, pois não há condições apropriadas para sua dispersão. [CFCs] Maior destruição da camada de ozônio

23 Outras alternativas:

24 Poluentes Atmosféricos A troposfera é uma camada de 10km de extensão a partir da superfície da Terra. Contém aproximadamente 80% da massa total de ar e todo o vapor de água da atmosfera. É ela que primeiramente recebe os gases, poluentes ou não, lançados na atmosfera pela atividade humana.

25 Inversão térmica

26

27

28

29 Chuva Ácida A chuva é um pouco ácida por natureza, com pH em torno de 5,5 devido ao gás carbônico atmosférico. Chuva ácida será caracterizada quando o pH for menor que 5,5.

30 A utilização dos combustíveis fósseis e as queimadas liberam compostos de Nitrogênio e Enxofre que podem reagir com água formando ácidos.

31

32 Consequências da Chuva Ácida: Destruição de florestas, pois contamina as águas dos lagos e provoca aumento na acidez do solo. Espécies de peixes sensíveis à variação do pH podem desaparecer, os recursos que utilizamos como madeira e matéria-prima para a produção de remédios e alimentos podem diminuir e o solo ficar menos fértil. A destruição das florestas também leva a uma desestabilização das condições climáticas locais.

33

34

35 O ser humano e a Água A água disponível para a população do planeta representa cerca de 3% do volume total existente. Os outros 97% são oceanos. Apenas 1% da água doce está acessível na superfície.

36 A contaminação da água, poluindo- a, compromete a qualidade da água dos rios ou mares. Os esgotos contêm grande quantidade de microorganismos, alguns patogênicos ao ser humano, que provocam as doenças de veiculação hídrica (doenças infecciosas do tipo diarréia, disenteria, febre tifóide, hepatite, gastroenterite...)

37 O lançamento de uma quantidade excessiva de substâncias orgânicas na água, como restos de alimentos, sabões e outros, presentes no esgoto das zonas urbanas, ou então de fertilizantes e substâncias originadas de decomposição dos alimentos armazenados em silos na zona rural, pode causar um grave desequilíbrio ecológico. Eutrofização

38 Principais doenças associadas à água Doenças transmitidas diretamente através da água: cólera, febre tifóide, desinteria bacilar, amebíase ou desinteria amebiana, giardíase, hepatite infecciosa, poliomelite; Doenças transmitidas indiretamente através da água: esquistossomose, malária, febre amarela, dengue, leptospirose, perturbações gastro-intestinais de etiologia escura, infecções dos olhos, ouvidos, gargantas e nariz.

39 A escassez da água pode gerar ou potenciar doenças como a lepra, tuberculose, tétano e difiteria. As águas poluídas por efluentes líquidos industriais podem causar contaminação por metais pesados que geram tumores hepáticos e de tiróide, alterações neurológicas, dermatoses, rinites alérgicas, disfunções gastrointestinais, pulmonares e hepáticas.

40 Produtos não biodegradáveis não podem ser decompostos pelos organismos, ou então são lentamente decompostos. Acumulam-se nos corpos dos seres vivos, causando doenças aos organismos, que vivem na água, destruindo as formas de vida aquática e passando, através da cadeia alimentar, para o próprio homem. Exemplos: Muitos fertilizantes Praguicidas Metais pesados como o chumbo, mercúrio, etc Vários derivados do petróleo Alguns detergentes Poluição por produtos não- biodegradáveis

41 Arsênico Causa problemas nos sistemas respiratório, cardiovascular e nervoso.Arsênico Chumbo Atinge o sistema nervoso, a medula óssea e os rins.Chumbo Cádmio Causa problemas gastrointestinais e respiratórios.Cádmio Mercúrio Se concentra em diversas partes do corpo como pele, cabelo, glândulas sudoríparas e salivares, tireóide, sistema digestivo, pulmões, pâncreas, fígado, rins, aparelho reprodutivo e cérebro, provocando inúmeros problemas de saúde.Mercúrio Cromo Provoca irritação na pele e, em doses elevadas, câncer.Cromo Manganês Causa problemas respiratórios e efeitos neurotóxicos.Manganês Principais metais pesados contaminantes

42 Magnificação Trófica É um fenômeno que ocorre quando há acúmulo progressivamente maior de um produto tóxico de um nível trófico para outro ao longo da cadeia alimentar por causa da redução da biomassa. Desse modo os consumidores apresentam maior concentração dos produtos tóxicos que os produtores.tóxiconível tróficocadeia alimentarbiomassaconsumidoresprodutores Os seres dos últimos níveis acabam absorvendo doses altas dessas substancias prejudiciais a saúde.

43 The End


Carregar ppt "As Faces da Relação HOMEM X NATUREZA II Ecologia e Química Ambiental Fábio e Felipe Dptos. de Biologia e de Química Assoc. Pré-UFMG."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google