A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

G ESTÃO DE N EGÓCIOS Aula 9 Haroldo Andrade. CULTURA INTERNA DAS ORGANIZAÇÕES Também conhecida como Cultura Organizacional, é formada por seus valores.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "G ESTÃO DE N EGÓCIOS Aula 9 Haroldo Andrade. CULTURA INTERNA DAS ORGANIZAÇÕES Também conhecida como Cultura Organizacional, é formada por seus valores."— Transcrição da apresentação:

1 G ESTÃO DE N EGÓCIOS Aula 9 Haroldo Andrade

2 CULTURA INTERNA DAS ORGANIZAÇÕES Também conhecida como Cultura Organizacional, é formada por seus valores éticos e morais, princípios, crenças, políticas internas e externas, sistemas e clima organizacional. São regras que todos os membros dessa organização devem seguir e adotar como diretrizes e premissas para guiar seu trabalho.

3 FUNÇÕES DA CULTURA ORGANIZACIONAL Existem diversas funções que a cultura pode exercer dentro de uma organização: ela define os limites, a coerência nos atos dos empregados; dá aos funcionários uma sensação de identidade, de pertencer a algo grande, amplo e sério, trazendo motivação e ainda fazendo-os se comprometer com interesses coletivos; reduz a ambigüidade, determinando exatamente como os trabalhos devem ser executados. Algumas vezes ela funciona até mesmo como um vínculo entre os funcionários e a empresa, ajudando a permanecerem unidos através de normas do que se deve fazer e dizer. Mas sua principal função é distinguir uma organização de outra.

4 CLIMA ORGANIZACIONAL Clima organizacional é a qualidade do ambiente que é percebida ou experimentada pelos participantes da empresa e que influencia o seu comportamento. É aquela "atmosfera psicológica" que todos nós percebemos quando entramos num determinado ambiente e que nos faz sentir mais ou menos à vontade para ali permanecer, interagir e realizar. Somos influenciados pelo clima organizacional e, ao mesmo tempo, o influenciamos.

5 DESCRIÇÃO DE CARGOS A Descrição de Cargos é a base de todo o sistema de Administração de Cargos e Salários. Pois, a partir da descrição é que os cargos serão avaliados. Portanto, a descrição deverá ser sucinto, direto e claro, de maneira que qualquer um leigo leia e entenda. Por outro lado, vários outros setores da Administração de Recursos Humanos poderão ser beneficiados com a utilização da Descrição de Cargos, tais como:

6 DESCRIÇÃO DE CARGOS a área de Treinamento poderá desenvolver seus programas com base na avaliação das necessidades e nas especificações analisadas por meio da descrição; os programas de Seleção de Pessoal poderão basear seus critérios para grupos de funções mais específicos; plano de promoção mais realistas poderão ser desenvolvidos; o recrutamento de candidatos a emprego poderá ser orientado de maneira mais precisa; exigência do art. 2º, da Medida Provisória nº 1.523, de 11/10/96, DOU de 14/10/96, que manda entregar uma cópia da descrição de cargos (perfil profissiográfico) no ato do desligamento do empregado; outros.

7 RECRUTAMENTO Segundo Chiavenato (1985), recrutamento é o conjunto de procedimentos que visa atrair candidatos potencialmente qualificados e capazes de ocupar cargos dentro da organização. É um sistema de informação através do qual a organização divulga e oferece ao mercado de recursos humanos, oportunidades de emprego que pretende preencher. O recrutamento consiste em fornecer à organização um número suficiente de pessoas, aquelas necessárias à organização para a consecução de seus objetivos, a partir de dados referentes às necessidades presentes e futuras de recursos humanos da organização. Ou seja, é a busca de canais competentes e efetivos, sendo estes os mais diversos, de fontes de captação de indivíduos necessários e adequados as vagas em aberto

8 SELEÇÃO O processo de seleção é um processo de duas mãos, ou seja, a empresa escolhe e é escolhida. Cabe ainda a área de Seleção avaliar o sucesso obtido no processo visando readequá-lo ser for o caso. Uma área de Recrutamento e Seleção atuando de forma mais estratégica pode, a partir do entendimento do plano estratégico da empresa e do acompanhamento dos indicadores de gestão, planejar, antecipadamente, as demandas em relação ao preenchimento de vagas.

9 TREINAMENTO Treina os trabalhadores da organização nos requisitos básicos necessários a fim de competir no mercado altamente competitivo, desenvolve competências, dissemina a cultura, os valores, a missão, a visão, os objetivos, as metas da organização; discute questões de clima organizacional, entre outros; bem como tem como tem como principais objetivos:

10 TREINAMENTO Preparar as pessoas para a execução de tarefas peculiares à sua organização; Mudar a atitudes das pessoas. Neste ponto esta mudança de atitude tem várias finalidades; Desenvolver novas habilidades, conceitos, etc; Transmissão de informações; Desenvolvimento de conceitos; Aumento da produtividade; Melhorar a comunicação; Diminuir o retrabalho; Melhorar o relacionamento interpessoal; Preparar as pessoas e a organização no que diz respeito à substituição e a movimentação de pessoas;

11 AVALIAÇÃO DE PESSOAL Avaliação de pessoal ou avaliação de desempenho, pode ser definida como a identificação e mensuração das ações que os colaboradores de uma organização realizaram durante determinado período. A avaliação de desempenho tem como objetivo diagnosticar e analisar o desempenho individual e grupal dos funcionários, promovendo o crescimento pessoal e profissional, bem como melhor desempenho.

12 ANALISE DE PESSOAL Toda organização necessita ser avaliada através de um sistema para poder, através de um processo de retroalimentação, rever suas estratégias e métodos de trabalho, minimizando os efeitos da tendência à entropia e melhorando suas práticas. Assim ela se recicla, oxigena-se e torna-se capaz de sobreviver em ambientes turbulentos e mutáveis.


Carregar ppt "G ESTÃO DE N EGÓCIOS Aula 9 Haroldo Andrade. CULTURA INTERNA DAS ORGANIZAÇÕES Também conhecida como Cultura Organizacional, é formada por seus valores."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google