A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Toxicodependência. Drogas Centros de Apoio Motivos associados ao uso Críticas Consequência Conclusão É um facto que as drogas constituem um problema enorme,

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Toxicodependência. Drogas Centros de Apoio Motivos associados ao uso Críticas Consequência Conclusão É um facto que as drogas constituem um problema enorme,"— Transcrição da apresentação:

1 Toxicodependência

2 Drogas Centros de Apoio Motivos associados ao uso Críticas Consequência Conclusão É um facto que as drogas constituem um problema enorme, cuja gravidade é cada vez mais reconhecida. Existem no mundo milhões de toxicodependentes que abusam de toda a espécie de drogas. Essas pessoas prejudicam a sua saúde o seu bem estar e comprometem a possibilidade de terem uma vida feliz. Por outro lado, são um numero de biliões as pessoas que sofrem em consequência das drogas; as famílias dos toxicodependentes e a sociedade em geral. O abuso das drogas e o tráfico ilícito de estupefacientes estão entre os problemas mais graves que o mundo de hoje tem que enfrentar. O fenómeno da toxicodependência é extremamente complexo, cujas raízes devem ser encontradas na intrincada relação de aspectos sociais, culturais e filosóficos que representam a própria essência humana. Introdução Problemática da Droga

3

4 Anfetaminas Cocaína Ecstasy Haxixe Heroína LSD Opium Apresento a partir desta página, um conjunto de drogas juntamente com algumas das suas características principais, incluindo dependência, consequências, etc. Tentamos apresentar as drogas que mais circulam, consequentemente as mais consumidas. Drogas

5 As anfetaminas são de origem sintética e são mais frequentemente injectadas ou tomadas por via oral. Criam grande dependência psíquica e a dependência física é, normalmente nula mas, possível. O uso habitual desta droga causa aumento da vigília, excitação, euforia e diminuição do apetite. Tomada em 'overdose' pode provocar agitação, hiperactividade, irritabilidade, insónia, convulsões e psicose anfetamínica (ideias paranóicas). Em relação aos efeitos a longo prazo esta droga pode provocar: alimentação deficiente, insónia, perturbações cutâneas, alucinações, ideias de referência, suspeita, psicose semelhante à esquizofrenia paranóias e agressões.

6 É neste contexto que muitas vezes se passam novas barreiras e se iniciam os consumos por via endovenosa, os roubos, a prostituição..." A cocaína é originária da folha da coca. É frequentemente injectada, inalada ou tomadas por via oral (sob a forma de crack). Cria uma dependência psíquica grande e sendo injectada, cria também grande dependência física. Em relação aos seus efeitos, o seu uso habitual cria excitação, autoconfiança e irritabilidade. A sobre dosagem de cocaína, cria, por seu lado, uma reacção ansiosa aguda, irritabilidade, depressão, sensações paranóicas e psicose cocaína (alucinações tácteis). A longo prazo, o consumo de cocaína provoca ulceração do septo oral, psicose e criminalidade.

7 "A influência dos outros, a incapacidade de equacionar o futuro e tomar decisões reflectidas e o desejo de aventura determinam o percurso." A sensação criada pelo ecstasy, de bem-estar e alegria, conjuga-se bem com o prazer procurado pelos jovens no fim de semana, nas discotecas e nas raves. Apresenta-se sob a forma de comprimido e, por ser uma droga recente, os seus efeitos a longo prazo não se podem determinar com rigor. No entanto, o uso e abuso desta droga pode ser mortal, principalmente quando combinado com outras drogas ou álcool.

8 " Mas mais do que a dependência ou não do haxixe, o que preocupa a maioria das pessoas é o risco da escalada do haxixe para outras drogas" O haxixe são as extremidades e a resina do CANNABIS (folhas e flores). É frequentemente fumado ou tomado por via oral. Cria grande dependência psíquica e a dependência física é nula, mas possível. O uso habitual de cannabis ou haxixe, provoca relaxamento, euforia, diminuição das inibições e aumento do apetite na fase final do efeito. A sobredosagem cria pânico e o seu uso a longo prazo cria debilitação, e síndrome amotivacional.

9 A heroína deriva da morfina e pode ser injectada, fumada e snifada. Cria grande dependência física e psíquica. O seu uso habitual alivia a dor e a ansiedade e cria euforia. A sobredosagem pode causar miose, depressão do sistema respiratório, edema pulmonar, baixa de temperatura e morte. A longo prazo o consumo de heroína pode causar: letargia, obstipação, impotência, amenorreia, doenças físicas, por vezes graves, criminalidade e morte. "Para os jovens rapazes, o facto de consumir uma droga que implica que a vida «corra» em função da sua dependência, está de alguma forma relacionada com a demonstração dos valores comumente associados ao género masculino como a «coragem», a «aventura» e o «risco» "Enquanto que para as raparigas jovens esse processo de envolvimento com a heroína está normalmente carregado de uma simbologia negativa e de uma inconformidade e não aceitação das práticas desenvolvidas por elas.

10 " Os toxicodependentes não são iguais, são mesmo muito diferentes uns dos outros" O LSD é uma droga sintética. É tomada por via oral. A dependência psíquica que cria é baixa e fisicamente, a sua dependência é nula. O uso habitual tem os seguintes efeitos: alterações das percepções, especialmente das visuais, alucinações, pânico, flashbacks e midríase. A overdose de LSD cria ansiedade, pânico, alucinações, tremores e psicose. A longo prazo, o LSD cria pânico, más viagens, alucinações e psicoses.

11 Apesar do ópio ter sido sempre utilizado com fins medicinais, actualmente as quantidades transaccionadas pelo mundo inteiro, não têm esse fim. O ópio é trazido para ser preparado quimicamente, para produzir morfina e codeína, principalmente. Embora a morfina seja agora utilizada com fins medicinais, o tráfico de ópio continua a ter destino no mercado das drogas. Alguns dos componentes químicos do ópio, não têm, no entanto, consequências graves para o organismo humano.

12 Centros de Apoio Muitos jovens e adultos que se dirigem a centros de tratamento para pedir ajuda referem que querem deixar a droga mas que não conseguem viver sem ela e acrescentam ainda que a droga já não lhes dá qualquer prazer. Contudo, a falta dele provoca-lhes um enorme vazio. Durante o processo de tratamento, o toxicodependente encontra-se numa grande ambivalência: vai começar a viver o luto da droga e aprender a reconquistar o espaço ocupado por ela. O toxicodependente perdeu a confiança em si e ninguém confia nele. Durante o tratamento, o toxicodependente confronta-se com uma situação muito complicada: por um lado, afastar-se da droga que lhe consumiu abusivamente a vida; por outro, reconquistar a confiança em si e nos outros, assim como o gosto pela vida. Estes percurso é, muitas vezes, interrompido por recaídas, pois a dependência psicológica da droga é difícil de ser resolvida.

13 Curiosidade Sensação imediata de prazer que produzem A facilidade de acesso e obtenção Estimular Acalmar Ficar acordado ou dormir Emagrecer ou engordar Fugir ou enfrentar Influência de amigos, traficantes assim como da sociedade e publicidade de fabricantes de drogas lícitas Motivos associados ao uso

14 Críticas Qualquer droga é potencialmente tóxica, o grau de intoxicação depende da intensidade de seu uso, sendo directamente proporcional Mesmo com drogas aceites, toleradas ou até incentivadas pela sociedade é possível chegar ao abuso e de pendência química

15 Consequência A droga provoca alterações ao nível do sistema nervoso central podendo modificar o modo de pensar, de sentir e de agir. Os efeitos da droga variam conforme o tipo de substâncias, o estado físico e psicológico do consumidor e o contexto em que se ocasiona o consumo. A droga vai dominando e empobrecendo a vida. Diariamente, o toxicodependente pode viver situações de risco de vida, ora por excessos de consumo (overdose), ora por ter determinados comportamentos (utilização de seringas infectadas e/ou relações sexuais sem protecção), os quais podem originar doenças incuráveis. A relação com a droga pode levar a problemas com a justiça, devido a assaltos e outro tipo de roubos.

16 Conclusão O Tema Droga é sempre difícil de abordar, mas há que saber encará-lo como uma realidade, infelizmente assustadora dos nossos dias. Muitas pessoas preferem ignorá-lo, mas há que discuti-lo e saber enfrentá-lo. Vivendo nós num mundo onde a solidão se encontra perdida no meio desta imensa multidão, torna-se difícil para muitos ultrapassarem os seus problemas, as suas dificuldades de adaptação à sociedade ( nesta enorme "aldeia global"), onde o individualismo é cada vez maior, em detrimento da inter-ajuda. Por estas razões as pessoas recorrem cada vez mais às drogas como forma de escaparem a essa solidão, a esse sofrimento, que por vezes representa a realidade dos nossos dias. Após a realização deste trabalho, pode concluir-se que as drogas interfer em gravemente no funcionamento do nosso sistema nervoso, podendo pro vocar lesões irreversíveis, alterando o nosso comportamento e a nossa pe rsonalidade. E que sem dúvida alguma o estudo da interacção das drogas com o sistema nervoso é bastante complexo.


Carregar ppt "Toxicodependência. Drogas Centros de Apoio Motivos associados ao uso Críticas Consequência Conclusão É um facto que as drogas constituem um problema enorme,"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google