A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Profa. Caroline de Oliveira Martins Ginástica de Academia II Ginástica de Academia II Exercícios físicos na academia

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Profa. Caroline de Oliveira Martins Ginástica de Academia II Ginástica de Academia II Exercícios físicos na academia"— Transcrição da apresentação:

1 Profa. Caroline de Oliveira Martins Ginástica de Academia II Ginástica de Academia II Exercícios físicos na academia

2 Treinamento e % da FC máx (McArdle, Katch e Katch, 2008) “A capacidade aeróbica melhora se a intensidade do exercício mantém regularmente a frequência cardíaca entre 55 e 70%” (p. 492) ; FC  70% da FC máx, com 20 a 30 minutos de exercício contínuo = efetivo e confortável; Indivíduos menos aptos e idosos: aprox. 60% da Fc máx, com 45 minutos de duração  “a maior duração compensa uma intensidade mais baixa desse exercício” (p. 494) ;

3 Treinamento e % da FC máx (McArdle, Katch e Katch, 2008) Diretrizes do American College of Sports Medicine (p. 496) : “As pessoas devem exercitar-se com uma intensidade de a 85% do VO2 máx ou de a 90% da Fc máx (número menor para as pessoas menos aptas, idosas ou sedentárias)”;

4 Treinamento e % da FC máx Método de Karvonen (McArdle, Katch e Katch, 2008) : indivíduos se exercitam com FC = 60% da diferença entre valor de repouso e valor máximo  valor ligeiramente +  que calcular limiar da FC como 70% da FC máx FC limiar = FC repouso + 0,60 x (FC máx – FC repouso ) FC reserva = FC máx – FC repouso considerar Desvio Padrão de +-11bpm (Powers e Howley, 2000); FC limiar = FC repouso + 0,?? x (FC máx – FC repouso )

5 Treinamento e % da FC máx Fonte: McArdle, Katch e Katch, 2008, p. 494.

6 Relação entre percentual da FC máx & percentual do VO 2 (erro de aprox. 8%) Fonte: McArdle, Katch e Katch, 2008, p % FCmáx % VO

7 Intensidade do esforço Fonte: McArdle, Katch e Katch, 2008, p Fonte: adaptado de ADHS por Martins, 2009.

8 Intensidade do esforço

9 Exercícios perigosos Heyward (2004, p. 301):

10 Exercícios perigosos Heyward (2004, p. 302):

11 Exercícios perigosos Heyward (2004, p. 302):

12 Exercícios perigosos Heyward (2004, p. 303):

13 Exercícios perigosos Heyward (2004, p. 303):

14 Exercícios perigosos ACSM (2006, p. 104):

15 Exercícios perigosos ACSM (2006, p. 104):

16 Exercícios perigosos ACSM (2006, p. 104):

17 Referências Bibliográficas Heyward, V.H. Avaliação física e prescrição de exercício. Técnicas avançadas. Porto Alegre: Artmed, McArdle, W.D.; Katch, F.I.; Katch, V.L.. Fisiologia do exercício: energia, nutrição e desempenho humano. Rio de Janeiro: Guanabara-Koogan, Martins, C. O. Ginástica laboral no escritório. 2 ed. Jundiaí: Fontoura, 2009 (no prelo). Powers, S.K.; Howley, E.T. Fisiologia do exercício: teoria e aplicação ao condicionamento e desempenho. 3 ed. São Paulo: Manole, ACSM. Recursos do ACSM para o personal trainer. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2006.


Carregar ppt "Profa. Caroline de Oliveira Martins Ginástica de Academia II Ginástica de Academia II Exercícios físicos na academia"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google