A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

BIOCOMBUSTÍVEIS: OPORTUNIDADES E DESAFIOS Ministério de Minas e Energia Secretaria de Petróleo, Gás Natural e Combustíveis Renováveis Departamento de Combustíveis.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "BIOCOMBUSTÍVEIS: OPORTUNIDADES E DESAFIOS Ministério de Minas e Energia Secretaria de Petróleo, Gás Natural e Combustíveis Renováveis Departamento de Combustíveis."— Transcrição da apresentação:

1 BIOCOMBUSTÍVEIS: OPORTUNIDADES E DESAFIOS Ministério de Minas e Energia Secretaria de Petróleo, Gás Natural e Combustíveis Renováveis Departamento de Combustíveis Renováveis Ricardo Gomide Rio de Janeiro, Ricardo Gomide Rio de Janeiro,

2 MOBILIDADE URBANA TRANSPORTE ÔNIBUS METRÔ & TREM CARRO BICICLETA TRAÇÃO ANIMAL EFEITOS ADVERSOS POLUIÇÃO SONORA POLUIÇÃO DO AR RESÍDUOS INEQUIDADE SOC. DESEQUILÍB. URB. ENERGIA DERIV. PETRÓLEO GÁS NATURAL BIOCOMBUSTÍVEIS ELETRICIDADE EFICIÊNCIA PLANEJAMENTO URBANO PLANOS E REGRAS ORDEN. TERRITORIAL GESTÃO DO TRÁFEGO INVESTIMENTO INFRAESTRUTURA CUSTO CONFORTO TEMPO DE TRAJETÓRIA ACESSIBILIDADE SEGURANÇA DISPONIBILIDADE PROCESSO DECISÓRIO

3 MOBILIDADE URBANA TRANSPORTE ÔNIBUS METRÔ & TREM CARRO BICICLETA TRAÇÃO ANIMAL EFEITOS ADVERSOS POLUIÇÃO SONORA POLUIÇÃO DO AR RESÍDUOS INEQUIDADE DESEQUILÍBRIO ENERGIA DERIV. PETRÓLEO GÁS NATURAL BIOCOMBUSTÍVEIS ELETRICIDADE EFICIÊNCIA PLANEJAMENTO URBANO PLANOS E REGRAS ORDEN. TERRITORIAL GESTÃO DO TRÁFEGO INVESTIMENTO INFRAESTRUTURA BIOCOMBUSTÍVEISBIOCOMBUSTÍVEIS

4 CONCEITO DE SUSTENTABILIDADE ECONOMIASOCIEDADE AMBIENTE

5 Fonte: MME. 5 FONTES RENOVÁVEIS NOS TRANSPORTES: UM INDICADOR DE SUSTENTABILIDADE Situação Brasileira (em conteúdo energético TEP)

6 Fonte: MME. 6 FONTES RENOVÁVEIS NOS TRANSPORTES: UM INDICADOR DE SUSTENTABILIDADE Situação Brasileira (em conteúdo energético TEP) Biocombustíveis: EUROPA = 3,5% BRASIL 20% (+5,7 vezes) Biocombustíveis: EUROPA = 3,5% BRASIL 20% (+5,7 vezes) Fonte: Nature (Outlook Policy: Fuelling politics Jun/2011)

7 7 ENERGÉTICOS NOS TRANSPORTES: RESUMO 40 ANOS +95% +28% +44% +51% Período : Cresceu 442% Período : Cresceu 442% Destaques última década: - Retorno do Etanol - Biodiesel - Gás Natural Destaques última década: - Retorno do Etanol - Biodiesel - Gás Natural Fonte: MME. Rodoviário Coletivo e Cargas Rodoviário Individual

8 8 APENAS TRANSPORTE RODOVIÁRIO Fonte: MME. Participação renovável (2010) Ciclo Otto: 39% Ciclo Otto: 39% (transporte individual) Ciclo Diesel: 5% Ciclo Diesel: 5% (transporte coletivo/cargas) Participação renovável (2010) Ciclo Otto: 39% Ciclo Otto: 39% (transporte individual) Ciclo Diesel: 5% Ciclo Diesel: 5% (transporte coletivo/cargas)

9 IMPORTÂNCIA DOS BIOCOMBUSTÍVEIS Fatores estratégicos: Diversificação da matriz Ampliação das fontes renováveis Segurança energética Fatores socioeconômicos: Geração de emprego e distribuição de renda Agregação de valor às matérias-primas agrícolas Fortalecimento da indústria nacional Multiplicidade de empresas Fatores ambientais: Redução de emissões poluentes Balanço CO2 e mitigação do aquecimento global Visibilidade internacional do País como uma economia verde

10 DESAFIOS PARA BIOCOMBUSTÍVEIS NO MUNDO 1. Baixa competitividade, pequena escala, preço mais elevado 2. Resistências geopolíticas a uma nova dinâmica energética 3. Status Quo orientado para combustíveis fósseis 4. Debates sobre uso da terra, alimentos, mudanças climáticas 5. Matéria-prima precificada no mercado não-energético 6. Barreiras e restrições ao comércio internacional 7. Pouco conhecimento agrícola em novas matérias-primas

11 Etanol Forte crescimento da demanda interna Expansão moderada da exportação Introdução de projetos comerciais de 2ª geração Desenvolvimento de carros híbridos bicombustível PERSPECTIVAS PARA OS PRÓXIMOS 10 ANOS Fonte: MME / PDE (versão em consulta pública) Crescimento da demanda

12 Biodiesel Novos percentuais de mistura obrigatória Início das exportações de biodiesel Redução de custos de produção e diversificação Desenvolvimento do veículo flex-diesel: B100 + Diesel + Etanol Desenvolvimento do veículo flex-diesel: B100 + Diesel + Etanol Novos substitutos renováveis: diesel de cana Novos substitutos renováveis: diesel de cana PERSPECTIVAS PARA OS PRÓXIMOS 10 ANOS Crescimento da demanda interna (Cenário B5) Fonte: MME / PDE (versão em consulta pública)

13 DIESEL RENOVÁVEL A PARTIR DE AÇÚCARES O diesel é o principal combustível consumido no país Processo de conversão microbial de açúcares Diversas empresas de tecnologia Apresenta-se como uma demanda extra para cana-de-açúcar Contribuirá para manter preços de etanol e açúcar em patamares melhores para o produtor

14 BIOGÁS Necessidade de despertar o interesse público e privado Agregação de valor a resíduos, inclusive da cana-de-açúcar Tecnologia disponível no mercado Mercado ainda mais focado na geração elétrica a partir de oportunidades específicas Diversos casos concretos em andamento em outros países

15 Etanol Celulósico Algas 2ª GERAÇÃO Quanto tempo? A que custo? A espera por novas tecnologias não pode ser desculpa para falta de ações. A 1ª geração é uma tecnologia dominada, competitiva e pode ser adotada. Bom/Ótimo x Sonho

16 ESTUDOS DE CASO

17 ÔNIBUS UTILIZANDO 100% DE ETANOL Projeto BEST ( Bio Ethanol Sustainable Transport ), uma iniciativa de 1993 da União Europeia, coordenada pela prefeitura de Estocolmo (Suécia) com apoio da Scania Projeto já realizado em Madrid (ESP), Roterdã (HOL), La Spezia (ITA), Somerset (UK), Dublin (IRL) e Nanyang (CHI). 600 ônibus utilizando etanol + aditivo especial na Suécia Projeto iniciado no Brasil em 2007 Demonstração em São Paulo (50 ônibus )

18 ÔNIBUS UTILIZANDO 100% DE BIODIESEL Testes iniciados em 2009 na Linha Verde em Curitiba 6 ônibus movidos a B100 de soja 60 mil km por mês Expansão do projeto para mais 150 ônibus até 2012 Redução de 25% da fumaça Redução de 30% de CO

19 ÔNIBUS E CAMINHÕES UTILIZANDO O DIESEL DE CANA Transformação do caldo de cana em hidrocarbonetos Provável produção comercial em menos de dois anos Perspectiva de preço competitivo com o diesel fóssil Os motores não requerem adaptação Testes de laboratório em ônibus utilizando 100% de diesel de cana Testes em frota de ônibus em São Paulo (10% de diesel de cana)

20 ÔNIBUS HÍBRIDO (ELÉTRICO + ETANOL) O protótipo integra o Projeto Veículo Elétrico da Itaipu Lançado em dezembro de 2010, com participação do então presidente Lula e outros 11 chefes de Estado da América do Sul, na 40ª Cúpula de Presidentes do Mercosul Autonomia de 300 km (sendo 60 km puramente elétrico)

21 Iniciativa: Prefeitura do Rio de Janeiro, Fetranspor, Volvo e CCI Testes em andamento no Rio de Janeiro Já passou pelas cidades de Curitiba e São Paulo 30% menos de gases de efeito estufa 30% de economia de combustível ÔNIBUS HÍBRIDO (ELÉTRICO + DIESEL + BIODIESEL)

22 Projeto Iveco, FPT, Bosch e Raízen: Iveco Trakker Testes em andamento em Barra Bonita (SP) Projeto Delphi, Valtra e Agco: trator flex diesel-etanol Tecnologia FLEX: diesel-etanol-biodiesel Iveco Trakker Bi-Fuel Etanol-Diesel Motor Valtra

23 São muitas as alternativas tecnológicas. Existem experiências e estudos de casos em todo o mundo. Os biocombustíveis são parte da solução do transporte urbano. Contribuem para a redução das principais emissões, entre outras externalidades positivas. O biodiesel ainda tende a ser a 1ª opção (predominância do ciclo diesel em veículos pesados). Busca pela viabilidade técnica e econômica de novas rotas produtivas (biodiesel de 2ª geração e diesel de cana). Mas o etanol também apresenta casos de sucesso em veículos pesados. Perspectiva da introdução comercial da tecnologia flex biodiesel-diesel-etanol num futuro próximo. A principal barreira atual é equilibrar a questão econômica. O biodiesel e o etanol tendem a apresentar maior custo por quilômetro rodado. Preocupações sobre a revenda posterior do veículo. CONSIDERAÇÕES FINAIS

24 BOLETIM MENSAL DOS COMBUSTÍVEIS RENOVÁVEIS Publicação mensal destinada a consolidar informações conjunturais sobre os combustíveis renováveis. Destina-se a público em geral e é distribuído em meio eletrônico para lista de s cadastrados. Disponível para download gratuito em Para nova inclusão:

25 Muito Obrigado!


Carregar ppt "BIOCOMBUSTÍVEIS: OPORTUNIDADES E DESAFIOS Ministério de Minas e Energia Secretaria de Petróleo, Gás Natural e Combustíveis Renováveis Departamento de Combustíveis."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google