A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1. Banco de Talentos 3. Quadro de Vagas 2. Painel de Reconhecimento de Méritos 4. Processos Seletivos 5. Desenvolvimento Gerencial.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1. Banco de Talentos 3. Quadro de Vagas 2. Painel de Reconhecimento de Méritos 4. Processos Seletivos 5. Desenvolvimento Gerencial."— Transcrição da apresentação:

1 1. Banco de Talentos 3. Quadro de Vagas 2. Painel de Reconhecimento de Méritos 4. Processos Seletivos 5. Desenvolvimento Gerencial

2 PROGRAMA DE GESTÃO DE COMPETÊNCIAS Conjunto de Projetos e Processos que estão sendo desenvolvidos pela Área de Gestão de Pessoas da RFB (COGEP), com o objetivo de promover o alinhamento entre as competências individuais dos servidores e as necessidades de competências requeridas pelos processos institucionais. O Programa é desenvolvido com base em parcerias internas e externas, destacando-se as parcerias com a área de tecnologia (COTEC) e com a ESAF, na realização de projetos e na definição de aspectos essenciais do modelo de gestão.

3 1. Banco de Talentos 3. Quadro de Vagas 2. Painel de Reconhecimento de Méritos 4. Processo de Seleção Interna Delegados e Inspetores 5. Desenvolvimento Gerencial

4 BANCO DE TALENTOS Instituído pela Portaria RFB nº 82, de 9 de janeiro de 2009, com o objetivo de registrar informações dos servidores ativos, lotados na RFB, relativas ao currículo e perfil. É um instrumento de gestão de desenvolvimento profissional que subsidia a Administração com informações de suporte a ações na área de Gestão de Pessoas. O acesso ao BANCO DE TALENTOS é realizado pela rede interna da RFB, onde os servidores preenchem e atualizam as suas informações, trazidas dos sistemas estruturadores do governo, a qualquer tempo.

5 1. Banco de Talentos 3. Quadro de Vagas 2. Painel de Reconhecimento de Méritos 4. Processo de Seleção Interna Delegados e Inspetores 5. Desenvolvimento Gerencial

6 PAINEL DE RECONHECIMENTO DE MÉRITOS DOS SERVIDORES ATIVOS DA RFB - PRM Em fase de implementação, tem por objetivo coletar e registrar informações relativas ao reconhecimento de méritos dos servidores, com vistas a subsidiar ações e decisões na área de Gestão de Pessoas. Será um instrumento de registro da imagem profissional em vários aspectos (relacionamento, capacidade gerencial, dedicação, iniciativa, criatividade etc.) onde cada um deles é avaliado baseado em critérios e conceitos pré-definidos, sempre com viés de positividade.

7 PAINEL DE RECONHECIMENTO DE MÉRITOS DOS SERVIDORES ATIVOS DA RFB - PRM Os méritos constantes no PRM serão obtidos a partir de três perspectivas: experiência profissional; formação técnico-acadêmica e reconhecimento pelos servidores da RFB. Os méritos relativos às perspectivas da experiência profissional e formação técnico-acadêmica serão obtidos a partir das informações constantes no Banco de Talentos.

8 PAINEL DE RECONHECIMENTO DE MÉRITOS DOS SERVIDORES ATIVOS DA RFB - PRM O mérito relacionado com o reconhecimento pelos servidores será realizado por meio de coleta de dados em instrumento próprio onde os servidores ativos lotados na RFB, sem distinção de cargo ou função, poderão, anualmente, indicar até 5 (cinco) servidores para cada um dos seguintes aspectos: Capacidade gerencial e liderança; Conhecimento técnico; Criatividade e iniciativa; Dedicação e espírito público; Organização e trabalho em equipe e Lealdade com a instituição.

9 PAINEL DE RECONHECIMENTO DE MÉRITOS DOS SERVIDORES ATIVOS DA RFB - PRM A forma de utilização do PRM nos diversos processos de gestão de pessoas será disciplinada em instrumentos próprios que os instituírem. É vedada a utilização do PRM para a avaliação de desempenho.

10 1. Banco de Talentos 3. Quadro de Vagas 2. Painel de Reconhecimento de Méritos 4. Processos Seletivos 5. Desenvolvimento Gerencial

11 Instituído pela Portaria RFB nº 452, de 29 de janeiro de 2009, com o objetivo de registro e informação quanto aos Processos Seletivos Internos (PSI) em andamento, às seleções, realizadas segundo as regras dos respectivos PSI, para o provimento de vagas a eles vinculadas e à declaração pelos servidores ativos do interesse em concorrer às mesmas. É um instrumento de gestão transparente e participativa QUADRO DE VAGAS

12 1. Banco de Talentos 3. Quadro de Vagas 2. Painel de Reconhecimento de Méritos 4. Processos Seletivos 5. Desenvolvimento Gerencial

13 PROCESSO SELETIVO INTERNO PSI (Delegado e Inspetor-Chefe) O Processo Seletivo Interno (PSI) é um procedimento administrativo, que disciplina a forma como os Auditores-Fiscais da Receita Federal do Brasil (AFRFB) podem participar das seleções para provimento dos cargos de dirigentes em unidades descentralizadas locais da Secretaria da Receita Federal do Brasil (RFB).

14 PRIMEIRO PSI Instituído pela Portaria RFB nº 453, de 29 de janeiro de 2009, foi o primeiro processo seletivo que utilizou os instrumentos Banco de Talentos e Quadro de Vagas, com o objetivo de selecionar novos administradores para unidades descentralizadas locais da RFB (delegacias e inspetorias). Nesta primeira edição, realizada entre os meses de fevereiro a abril de 2009, inscreveram-se 288 servidores no processo.

15 PRIMEIRO PSI Foram disponibilizadas vagas para 12 unidades descentralizadas da RFB: - DRF/Cuiabá, IRF/Corumbá; - DRF/Manaus, ALF/Manaus; - DRF/Fortaleza; - DRF/Montes Claros; - DRF/Niterói, ALF/Rio de Janeiro, ALF/Vitória; - DRF/Jundiaí, DRF/Limeira e; - DRF/Lages. Os selecionados já foram nomeados.

16 SEGUNDO PSI (EM ANDAMENTO) A segunda edição, em andamento, instituída pela Portaria RFB nº 453, de 29 de janeiro de 2009, alterada pela Portaria RFB nº 1.161, de 17 de abril de 2009, teve início em 27 de abril de Visa o preenchimento de vagas para 8 unidades descentralizadas da RFB: - DRF/Santarém, DRF/Porto Velho; - DRF/Teresina, DRF/São Luís, ALF/Fortaleza; - DRF/Camaçari; - DRJ/Fortaleza e DRJ/Curitiba.

17 PROCESSO SELETIVO DEFINTIVO (Delegado e Inspetor-Chefe) A partir da instituição do Painel de Reconhecimento de Méritos (PRM), os Processos Seletivos para Delegados e Inspetores-Chefes da RFB passarão a utilizar, além do Quadro de Vagas e do Banco de Talentos, o PRM em suas próximas edições. Faz-se necessária, portanto, a adequação dos atos já editados à nova realidade. As alterações agora propostas modernizam o processo na medida em que favorecem a participação dos servidores na seleção dos dirigentes.

18 1. Banco de Talentos 3. Quadro de Vagas 2. Painel de Reconhecimento de Méritos 4. Processos Seletivos 5. Desenvolvimento Gerencial

19 Desenvolvimento Gerencial (Delegado e Inspetor-Chefe) O curso de Desenvolvimento Gerencial, previsto na Portaria RFB nº 453, de 2009, será realizado com a participação da ESAF e visa a formação e o aperfeiçoamento gerencial dos novos dirigentes selecionados nos PSI para os cargos de Delegado e Inspetor-Chefe. Serão abordados temas relacionados com a execução do planejamento estratégico da RFB, bem como demais diretrizes e técnicas, métodos e ferramentas de suporte à gestão.


Carregar ppt "1. Banco de Talentos 3. Quadro de Vagas 2. Painel de Reconhecimento de Méritos 4. Processos Seletivos 5. Desenvolvimento Gerencial."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google