A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Imperislismo... O Caso da África ( Parte II ) Francisco Carlos Teixeira Da Silva UFRJ2009.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Imperislismo... O Caso da África ( Parte II ) Francisco Carlos Teixeira Da Silva UFRJ2009."— Transcrição da apresentação:

1 Imperislismo... O Caso da África ( Parte II ) Francisco Carlos Teixeira Da Silva UFRJ2009

2 A África na Época dos Imperialismos ( ) As principais teses sobre o Imperialismos: As principais teses sobre o Imperialismos: Hobson ( 1902 ) e Lênin ( 1915 ): imperialismo e capitalismo; Hobson ( 1902 ) e Lênin ( 1915 ): imperialismo e capitalismo; Nacionalismo e Imperialismo – W. Mommsen e alii; Nacionalismo e Imperialismo – W. Mommsen e alii; Imperialismos: uma sobrevivência ( J. Schumpeter, 1911 ). Imperialismos: uma sobrevivência ( J. Schumpeter, 1911 ).

3 A expansão européia: um fardo do homem branco? As teorias de justificação do Imperialismo: As teorias de justificação do Imperialismo: i. Humanitarismo cristão; ii. Darwinismo ou biologismo social; iii. Racismo.

4 Suas expressões culturais: Joseph Conrad, ; Lord Jim, 1902; Heart of Darkness, 1902; Nostromo, 1904; Joseph Conrad, ; Lord Jim, 1902; Heart of Darkness, 1902; Nostromo, 1904; Rudyard Kipling, : The Jungle Book, 1894; Kim, 1901; Gunga Din, 1890; The Man Who Would Be King, Rudyard Kipling, : The Jungle Book, 1894; Kim, 1901; Gunga Din, 1890; The Man Who Would Be King, 1888.

5 Justificando o Imperialismo: o discurso da história!... Isto foi o Imperialismo: uma forma ativa do orgulho nacional, método vigoroso de conquista econômica – Jacques Crokaert, Histoire de L´Empire britannique, Paris, Isto foi o Imperialismo: uma forma ativa do orgulho nacional, método vigoroso de conquista econômica – Jacques Crokaert, Histoire de L´Empire britannique, Paris, A situação da África era significativa. Colocada à curta distância da Europa, descoberta desde séculos, esta terra parecia solicitar ser conquistada e colonizada... ( Idem ). A situação da África era significativa. Colocada à curta distância da Europa, descoberta desde séculos, esta terra parecia solicitar ser conquistada e colonizada... ( Idem ).

6 Justificando O Imperialismo: o discurso da história! Cecil Rhodes:...como mostra a história de todos os países, a expansão é tudo, e posto que as extensões de terra são limitadas, cabe entâo tomarmos desde logo as maiores porções possíveis, antes que seja tarde demais. Cecil Rhodes:...como mostra a história de todos os países, a expansão é tudo, e posto que as extensões de terra são limitadas, cabe entâo tomarmos desde logo as maiores porções possíveis, antes que seja tarde demais.

7 As temáticas recorrentes das ciências sociais ocidentais sobre a África: As questões étnicas: consideradas inultrapassáveis; As questões étnicas: consideradas inultrapassáveis; A corrupção endêmica dos governos e das elites; A corrupção endêmica dos governos e das elites; A naturalidade da ineficácia; A naturalidade da ineficácia; O subdesenvolvimento como traço autóctone. O subdesenvolvimento como traço autóctone. A etnomania ou invenção do tribalismo como resposta científica; A etnomania ou invenção do tribalismo como resposta científica; A compreensão da África como fruto da colonização; A compreensão da África como fruto da colonização; Incapacidade de auto- desenvolvimento – da colonização até a ajuda humanitária; Incapacidade de auto- desenvolvimento – da colonização até a ajuda humanitária; Sem a intervenção social não seria possível quebrar o elo com o passado selvagem; Sem a intervenção social não seria possível quebrar o elo com o passado selvagem;

8 Tribalismo só na África? Muro separando bairros católicos e protestantes na Irlanda do Norte, 2007.

9 Bósnia? Kossovo?,

10 O Colonialismo vai ao Cinema: Nicholas Ray, 1963 Cy Endfield, 1964

11 Colonialismo e Cinema: Basil Dearden, 1966 George Stevens, 1939

12 O fardo do homem branco John Huston, 1952

13 Ainda a Persistência: David Lean, David Lean, 1984.

14 As origens: Congresso de Bruxelas, 1876: Leopoldo II propõe uma saída para a crise de 1873; Congresso de Bruxelas, 1876: Leopoldo II propõe uma saída para a crise de 1873; : O Congresso de Berlim, uma nova partilha do mundo; : O Congresso de Berlim, uma nova partilha do mundo; Inglaterra: Disraeli ( ), A Era Imperial; Inglaterra: Disraeli ( ), A Era Imperial; Apogeu Imperial: o grande império, de Alexandria até a Cidade do Cabo. Apogeu Imperial: o grande império, de Alexandria até a Cidade do Cabo.

15 França: compensações pela derrota de 1871 Antecedentes: a ocupação da Argélia em 1830; Antecedentes: a ocupação da Argélia em 1830; Jules Ferry ( ) e a política imperilista; Jules Ferry ( ) e a política imperilista; O Grande império africano, do Atlântico ao Índico; O Grande império africano, do Atlântico ao Índico; Crise com a Inglaterra, Crise com a Inglaterra, 1898.

16 Os métodos do Imperialismo: A colonização direta: França na Argélia; A colonização direta: França na Argélia; Protetorado: À Inglaterra na Índia ou a França no Marrocos; Protetorado: À Inglaterra na Índia ou a França no Marrocos; Estados semi- coloniais: China, Turquia. Estados semi- coloniais: China, Turquia.

17 Os métodos de dominação: Negociação direta com chefes locais; Negociação direta com chefes locais; Invasões, aliadas ou não com grupos locais; Invasões, aliadas ou não com grupos locais; Missões religiosas; Missões religiosas; Penetração de mercadores; Penetração de mercadores; Aventureiros, naturalistas e cientistas; Aventureiros, naturalistas e cientistas; Empréstimos. Empréstimos.

18 A partilha da África:


Carregar ppt "Imperislismo... O Caso da África ( Parte II ) Francisco Carlos Teixeira Da Silva UFRJ2009."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google