A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

PREPARAÇÃO PARA A CONFIRMAÇÃO OU SACRAMENTO DO CRISMA.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "PREPARAÇÃO PARA A CONFIRMAÇÃO OU SACRAMENTO DO CRISMA."— Transcrição da apresentação:

1 PREPARAÇÃO PARA A CONFIRMAÇÃO OU SACRAMENTO DO CRISMA

2 3º Encontro Esclarecer-se, conversando

3 I – O BAPTISMO, PARA QUÊ?

4 O baptismo é o primeiro sacramento dos sete já mencionados. É o sacramento do começo, o da iniciação cristã; também se diz ser a porta de entrada na Igreja, o primeiro de todos os sacramentos. É o sacramento que, de certa maneira, vem definir a opção de vida do homem ou da mulher de amanhã. É a partir dele que nos comprometemos a viver como cristãos. O Baptismo enxerta-nos em Cristo. O enxerto é um ramo de uma árvore que se encaixa noutra. Ele é atado muito bem e, por esta aderência do ramo ao novo tronco, a seiva deste começa a circular naquele. Oh, maravilha!

5 Os frutos do ramo enxertado começam a ser como os da árvore. Significa isto, então, que o ramo se alimentou da mesma seiva do tronco e que, por conseguinte, tem a mesma vida. Conclusão: pelo baptismo, a criança começa a desfrutar da mesma vida (da mesma seiva do tronco) de Deus. Embora ainda inconsciente, pelo Baptismo ela dá um primeiro e importante passo na sua história de salvação. Na maior parte das vezes, o baptismo é pedido por pressão social ou por uma religiosidade deficiente. O baptismo, para muitos, é uma oportunidade que têm de se congratularem pelo nascimento do bebé, num ambiente de festa:

6 há padrinhos, presentes, fotografias, família… Outras vezes, é para obter a protecção de Deus, não vá a criança ser prejudicada pelas forças do mal. Deixar que sejam os filhos a escolher o seu Baptismo? Todos nós somos limitados ao darmos coisas boas uns aos outros. Logo, necessitamos, desde muito cedo, que haja alguém superior que também contribua ou colabore na felicidade de qualquer ser humano. Esse ser superior é Deus que também, desde muito cedo, a maioria dos pais querem dar aos seus filhos para que os trate como um Pai e Mãe, conferindo-lhes que eles próprios não são capazes de lhes conferir.

7 Por que razão, às vezes, existem recusas em baptizar as crianças ou adultos? Porque o sentido e a eficácia dum sacramento implica consciência e responsabilidade. Ora, como é possível os pais (ou os crismandos) assumirem qualquer compromisso, se o ignoram? Não vivendo eles mesmos como cristãos, não têm autoridade para educar os filhos na fé. Não adianta fazer promessas formalmente, sem qualquer garantia de vivência. É uma questão lógica.

8 O Baptismo realiza um novo nascimento, comunica uma vida nova, a vida do Espírito ou a vida de Deus que tende a crescer ao longo dos nossos dias através duma atitude ou predisposição interior de permanente encontro, escuta e diálogo com Deus, a acontecer, de modo particular, na oração e eucaristia, bem como no desenrolar das mais variadas situações…

9 Pelo Baptismo, vimos ainda a pertencer à Igreja, a ser seus membros, a entrar na família de Deus, na comunidade de Jesus Cristo. Falamos aqui de Igreja como povo de Deus, de todos os baptizados, assembleia. Também chamamos Igreja ao edifício, onde habitualmente a verdadeira Igreja que é o povo de Deus, comunidade, assembleia, se reúne para a celebração e participação nos sacramentos.

10 É IMPORTANTE A CONFIRMAÇÃO?

11 1. Sim, pois é o sacramento que proporciona o crescimento espiritual do cristão. Crescimento espiritual ou vida de Deus gerada em cada ser humano, no baptismo. Esta é para se desenvolver progressivamente, como já dissemos, através duma atitude interior ou diálogo com Deus. 2. A confirmação, como a própria palavra significa, é a hipótese que tem o cristão de assumir o seu Baptismo. Os pais tinham-se comprometido a educar o seu filho na fé cristã. Agora, o jovem, já na sua adultez relativa, vem confirmar e assumir pessoalmente a escolha dos pais, manifestando que quer continuar a viver como cristão, isto é, seguindo Jesus Cristo e isto, publicamente, perante o povo de Deus, a Igreja.

12 3. Mas não é só a confirmação do baptismo que se pretende com este sacramento. Também com ele, recebemos a força necessária para sermos de Cristo e enfrentarmos o mal. Essa força é o que chamamos de Espírito Santo e que, nesta hora, nos é concedido de forma plena, ele que já tinha vindo habitar em nós no baptismo. 4. Como conhecemos essa força ou esse Espírito de Deus? Através dos seus efeitos na nossa vida de cada dia, pois ele é inacessível, imaterial, escapa às nossas percepções. No entanto, impõe-se com evidência pelos seus efeitos, como dizíamos atrás. É como o vento: O vento sopra onde quer; ouves o seu ruído, mas não sabes de onde vem nem para onde vai…

13 Escutar o ruído, a voz ou, se quisermos, as intuições ou inspirações do Espírito, é aprender como havemos de proceder. 5. Quais os símbolos que recordam e evidenciam a invasão desta presença, sempre irresistível e em profundidade? Além do vento sereno ou violento, a água, o fogo, o ar como respiração. 6. Qual foi o momento extraordinário da manifestação deste Espírito à Igreja? O que é que ele colocou nas mãos e no coração da Igreja ou dos discípulos de Jesus nessa altura?

14 7. Quais os gestos que o bispo faz na celebração do crisma? Imposição das mãos e unção. O bispo coloca a sua mão direita sobre o ombro de cada confirmando. Ao mesmo tempo, mergulha o polegar no óleo do crisma – é a unção – e marca-o na fronte com o sinal da cruz, dizendo, por exemplo: Filipa, recebe por este sinal o dom do Espírito Santo. Dom este que é fonte de muitos outros dons… São sete os dons do Espírito de Deus: sabedoria, ciência, piedade, temor de Deus, entendimento, conselho e fortaleza. O gesto da imposição significa bênção ou consagração, entrega ou passagem duma missão.


Carregar ppt "PREPARAÇÃO PARA A CONFIRMAÇÃO OU SACRAMENTO DO CRISMA."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google