A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

DSC/CCT/UFCG Conceitos Básicos (Parte II) Universidade Salgado de Oliveira - UNIVERSO Campus BH Curso de Análise de Sistemas (Sistemas de Informação) Ferramentas.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "DSC/CCT/UFCG Conceitos Básicos (Parte II) Universidade Salgado de Oliveira - UNIVERSO Campus BH Curso de Análise de Sistemas (Sistemas de Informação) Ferramentas."— Transcrição da apresentação:

1 DSC/CCT/UFCG Conceitos Básicos (Parte II) Universidade Salgado de Oliveira - UNIVERSO Campus BH Curso de Análise de Sistemas (Sistemas de Informação) Ferramentas de Multimídia e Internet Material adaptado da Prof.a Joseana Macêdo Fechine Hardware/Software para Multimídia (Parte I)

2 DSC/CCT/UFCG 1) Mídia de Percepção e de Representação Mídia de Percepção Como os humanos percebem informação? visão, audição, olfato, paladar, tato Mídia de Representação Como a informação é codificada em um computador? texto, imagem vetorial, imagem matricial, áudio, vídeo Tipos de Mídia:

3 DSC/CCT/UFCG 2) Mídia de Apresentação e de Armazenamento Mídia de Apresentação Qual meio é utilizado como dispositivo de saída ou entrada de informações em um computador? Sistemas de entrada e saída Saída: monitores, caixas de som, papel Entrada: teclados, câmeras e microfones Mídia de Armazenamento Onde a informação é armazenada? Discos magnéticos, discos ópticos, fitas magnéticas, papel

4 DSC/CCT/UFCG 3) Mídia de Transmissão Mídia de Transmissão Qual meio é utilizado para transmitir dados? Meios físicos (cabos metálicos, fibras ópticas, ondas de rádio)

5 DSC/CCT/UFCG Aplicação Multimídia Função ou conjunto de funções que suportam a provisão de um serviço multimídia específico para o usuário final Ex.: áudio-videoconferência Tecnologia multimídia Conjunto de campos tecnológicos específicos que habilitam aplicações multimídia Ex.: compressão de vídeo

6 DSC/CCT/UFCG Plataforma Multimídia Computador equipado com hardware multimídia capaz de suportar software de aplicações multimídia. Exemplo: PC com placas de áudio e vídeo, CD,... Tipos de Plataforma Entrega: onde a aplicação será executada Desenvolvimento: onde a aplicação será desenvolvida Autoria: Programação e Integração Criação do material: Som, Imagem, Animação,...

7 DSC/CCT/UFCG Plataforma Multimídia Famílias de Plataformas Windows Mais difundida Aplicativos - dispositivos - drives - S.O. Padrão MPC/MPC3 Unix Maior poder de processamento Ferramentas mais sofisticadas Dificuldade em padronizar Macintosh Considerada a melhor e mais rica em recursos Alto custo

8 DSC/CCT/UFCG Rede Multimídia Rede de comunicação de dados que permite o transporte de múltiplos tipos de mídia Ex.: Rede Digital de Serviços Integrados (ISDN)

9 DSC/CCT/UFCG Classificação dos tipos de mídia Mídias Discretas x Contínuas Mídias discretas (estáticas ou em bloco) Compostas por itens de informação independentes do tempo Mídia com dimensões unicamente espaciais Textos, imagens, gráficos Tempo não faz parte da semântica da informação Download é a operação de recuperação de uma mídia discreta Tráfego em rajada

10 DSC/CCT/UFCG Classificação dos tipos de mídia Mídias contínuas (dinâmicas ou dependentes do tempo) O tempo ou a dependência temporal entre os itens de informação fazem parte da própria informação Mídia com dimensões temporais Áudio, vídeos, animações,... Tempo faz parte da semântica da informação Se a dependência temporal não for respeitada, o significado pode ser alterado Streaming é um termo usado para indicar que uma mídia contínua está sendo enviada e apresentada diretamente no destino à medida que é recebida (em tempo real) Tráfego CBR ou VBR

11 DSC/CCT/UFCG Classes de Sistemas Multimídia Sistemas Multimídia Standalone Utilizam apenas recursos presentes no sistema local para prover sistemas multimídia Sistema local fornece todo o poder de processamento necessário Equipado com os dispositivos de captura e apresentação Microfones, câmeras,... Contendo todas informações localmente Não utiliza potencialidades de armazenamento remoto Aplicações Treinamento baseado em computador Educação baseada em computador individual Sistema de Autoria Multimídia

12 DSC/CCT/UFCG Classes de Sistemas Multimídia Sistemas Multimídia Distribuídos Precisam de infra-estrutura de comunicação Muitas vezes o objetivo é fornecer serviços de comunicação à distância Videoconferência, redes de distribuição de pacotes de áudio e vídeo, multimídia Implementação de modelos cliente-servidor Aplicações standalone podem ser de alto custo para armazenamento de informações Utilização de servidores permite o compartilhamento e armazenamento de informações

13 DSC/CCT/UFCG Hardware para Multimídia Com a popularização dos sistemas multimídia foi criado o padrão MPC (PC Multimídia) para evitar problemas de incompatibilidade entre os diversos padrões existentes em cada um dos componentes de um PC Multimídia.

14 DSC/CCT/UFCG Hardware para Multimídia Principais componentes Drive de CD Placas e caixas de som Placas de vídeo, Placas de captura de vídeo Scanner Microfone Memória Principal CD-R, CD-RW, DVD Outros dispositivos de entrada e saída Entrada: Teclados, Mouse, Trackballs, Touchscreens, Cartões Magnéticos, Dispositivos OCR, Sistemas de reconhecimento de voz, câmeras digitais Saída: alguns dispositivos de áudio (alto-falantes internos ou externos alto-falantes, amplificadores), vídeo (monitores, projetores LCD) e suporte rígido (impressoras).

15 DSC/CCT/UFCG Software para Multimídia Basicamente existe software de autoria e bibliotecas multimídia, suportados por sistemas operacionais mais ou menos adaptados às necessidades das aplicações. A maioria das ferramentas que é utilizada para criar aplicações multimídia contém um ou mais softwares de autoria e vários editores. Os editores são necessários para manipular textos, imagens, som e vídeo. Existe a necessidade de se ter alguns aplicativos para: captura de imagens, conversão de formatos, compatibilidade entre diferentes plataformas e disponibilizar na Web.

16 DSC/CCT/UFCG Software para Multimídia Editores de texto Na maioria dos softwares de autoria existentes é permitida a inclusão de arquivos textos dos editores mais famosos, tais como Word, Word Perfect, Scientific Workplace etc. Software para OLE (Optical Character Recognition) Softwares que façam a conversão entre um bitmap criado através da utilização de um scanner para um texto em ASCII são úteis, além de economizar tempo. Algumas marcas de scanners trazem sistemas deste tipo.

17 DSC/CCT/UFCG Software para Multimídia Ferramentas para Pinturas (Painting) e Desenhos (Drawing) Software como o Photoshop, PicturePublisher e Fractal Design Painter são utilizados para a criação ou aperfeiçoamento de imagens do tipo bitmap (também chamadas imagens matriciais). Softwares como CorelDraw, FreeHand, Illustrator, Designer and Cavas criam suas imagens (desenhos) utilizando técnicas geométricas (vector-based line ou vetoriais). A maioria dos softwares de autoria permite a inclusão de imagens do tipo bitmap.

18 DSC/CCT/UFCG Software para Multimídia Ferramentas para Animação e Modelos em 3D Software para modelar em 3D está em ascensão no mercado multimídia, principalmente pelo realismo que causa e por ser sistema de fácil uso. Alguns destes softwares podem converter imagens em 2D para 3D, como o MiniCad por exemplo. Para permitir que estes sistemas sejam utilizados em aplicações multimídia é imprescindível a possibilidade destas ferramentas permitirem que os seus arquivos sejam gravados em formatos adequados, como QuickTime ou arquivos do tipo AVI.

19 DSC/CCT/UFCG Software para Multimídia Editores de Imagens São ferramentas especializadas para enriquecer e retocar imagens do tipo matricial. Podem ser usadas em imagens que foram obtidas através de um scanner, capturadas através de uma vídeo-câmera, uma câmera digital ou uma imagem criada por um software do tipo Photoshop, por exemplo. Plug-ins A maioria dos editores de imagens suporta poderosos plug- ins que permitem manipulação das imagens como por exemplo, cortar, tornar difusa, colocar sombras, ou seja filtrar para obter efeitos visuais especiais.

20 DSC/CCT/UFCG Software para Multimídia Editores de Sons Os editores de som para os arquivos do tipo MIDI (Musical Instrument Digital Interface) ou em outros formatos digitais permitem, além da audição do som, a sua visualização e edição. O som passa a ser representado ou por uma onda ou por um gráfico podendo ter alguns dos seus segmentos cortados, copiados ou colados com grande precisão, algo impossível de se realizar em tempo real. Para Windows (principalmente se o PC possui placa de som) existem alguns editores para o formato de onda digital, a exemplo do WaveStudio.

21 DSC/CCT/UFCG Software para Multimídia Ferramentas para Animação, Vídeo e Imagens Digitais... A animação e as imagens de vídeo digitais são seqüências de cenas armazenadas na forma de bitmap (mais conhecidas como frames) que podem ser passadas rapidamente com o play-back. As animações, além deste formato descrito, também podem ser criadas através de softwares de autoria usando técnicas de locomoção de objeto que geram a impressão de movimento.

22 DSC/CCT/UFCG Software para Multimídia Ferramentas para Animação, Vídeo e Imagens Digitais... Para criar cinema (movies) a partir do vídeo é necessário hardware específico para converter o sinal analógico do vídeo para um sinal de dados digitais. Algumas ferramentas, como por exemplo Premiere, VideoShop e MediaStudio Pro, permitem que os vídeo clips sejam editados. Estes vídeo clips podem ser produzidos através de: capturas de câmeras, fitas, segmentos de vídeo digital, animações, imagens scanneadas, ou áudio digital e arquivos MIDI.

23 DSC/CCT/UFCG Software para Multimídia Ferramentas para Animação, Vídeo e Imagens Digitais QuickTime e AVI (Audio Video Interleaved) são algumas das ferramentas usadas para armazenar e reproduzir vídeo digital. Sem os algoritmos de compressão de arquivos não seria possível o armazenamento de imagens digitais. Na compressão de arquivos três pontos são importantes: a taxa da compressão, a qualidade da imagem e a velocidade da compressão e da descompressão.

24 DSC/CCT/UFCG Lista de Exercícios N° 02 O que você entende por Multimídia? O que diferencia, basicamente, os ambientes não-interativos, interativos textuais e interativos gráficos? Descreva os passos necessários para a digitalização de uma informação analógica. Descreva os seguintes tipos de mídia Mídia de Percepção Mídia de Representação Mídia de Apresentação Mídia de Armazenamento Mídia de Transmissão Diferencie Mídias Discretas e Mídias Contínuas. Ilustre, no mínimo, três aplicações multimídia e indique quais os requisitos de hardware e de software necessários para a sua construção (justifique a necessidade do uso desses requisitos). Você acredita que as mídias eletrônicas vêm substituir as mídias convencionais? Justifique a sua resposta.


Carregar ppt "DSC/CCT/UFCG Conceitos Básicos (Parte II) Universidade Salgado de Oliveira - UNIVERSO Campus BH Curso de Análise de Sistemas (Sistemas de Informação) Ferramentas."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google