A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Ana Luísa Petersen Cogo Escola de Enfermagem UFRGS 16º Congresso Internacional de Educação a Distância Foz do Iguaçú-2010.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Ana Luísa Petersen Cogo Escola de Enfermagem UFRGS 16º Congresso Internacional de Educação a Distância Foz do Iguaçú-2010."— Transcrição da apresentação:

1 Ana Luísa Petersen Cogo Escola de Enfermagem UFRGS 16º Congresso Internacional de Educação a Distância Foz do Iguaçú-2010

2 Introdução Informática no ensino de enfermagem – presencial/EAD Diretrizes curriculares cursos de graduação em enfermagem: participação ativa do sujeito da aprendizagem e o uso de tecnologias da informação e da comunicação -Severo C L, Cogo ALP. Revista Gaúcha de Enfermagem, v. 27, n. 4, p , Rodrigues RCV, Peres HHC. Revista Escola Enfermagem da USP, v. 42, n.2, p , Brasil. CNE

3 Introdução Poucas atividades EAD em enfermagem no Brasil Cursos EAD enfermagem podem explorar pedagogias ativas Interação AVA- favorece propostas construtivistas-interacionista

4 Teoria da Epistemologia Genética Autonomia Relações de reciprocidade Relações de cooperação

5 Autonomia [...] ser capaz de se situar conscientemente e competentemente na rede dos diversos pontos de vista e conflitos presentes na sociedade (LA TAILLE, 1992, p. 17).

6 Objetivo Avaliar o processo de construção da autonomia entre estudantes de enfermagem no curso Introdução a anamnese e ao exame físico orientado pelo referencial epistemológico construtivista e interacionista, na modalidade a distância.

7 Metodologia Estudo de caso qualitativo 20 estudantes de enfermagem Curso EAD-60 horas-abril a junho de 2008 Critério de inclusão: 4ª etapa curso graduação EENFUFRGS Aspectos bioéticos: aprovação CEPUFRGS, TCLE

8 Metodologia- Curso Moodle Institucional UFRGS Cinco Módulos Trabalho em grupo Recursos: hipertextos, vídeos, OA, desenvolvimento de MC (CmapTools), wikis, fórum e bate-papo

9 Metodologia Coleta de dados: bate-papo, fórum e grupo focal Organização software NVivo8 Análise temática dos dados- categorias a priori Subcategoria dinâmicas das trocas sociais da tese Construção cooperativa do conhecimento em tecnologias do cuidar em enfermagem: anamnese e exame físico em ambiente virtual, orientado pela Dra. Eva Néri Rubim Pedro- PPGENFUFRGS

10 Caracterização Participantes Faixa etária: 20 aos 28 anos Primeira atividade EAD dos alunos Oito alunos cursaram na graduação disciplinas que utilizaram AVA Taxa de evasão no curso: zero

11 Dinâmicas das trocas sociais ações que evidenciaram a construção de relações de reciprocidade a partir de regras de respeito mútuo acordadas entre os estudantes, sentimentos constituintes da autonomia.

12 Dinâmicas das trocas sociais compreensão do outro visibilidade das ideias regras de convívio sentimento de dever

13 Compreensão do outro Perspectivas de colegas Perspectivas de outros estudantes Perspectiva de profissionais da saúde Montangero J, Maurice-Naville D. 1998

14 Compreensão do outro JÚLIA – [...] Então tu acabas ouvindo alguma ideia do outro, que eu acho legal, e que, às vezes, é diferente, acrescenta muito a maneira como tu pensas, às vezes, é igual a tua, e tu nem tinhas ideia que fosse. (Fonte: Grupo Focal I, , tarde.)

15 Visibilidade de ideias Respeito MútuoReciprocidadeDiferentes pontos de vista Piaget J. 1994

16 Visibilidade de ideias CAROLINA – Eu acho que está sendo bem surpreendente, porque alguns colegas, como a Júlia que é bem quietinha em aula, mas, p.ex., no chat ela vai lá e coloca a opinião dela, então a gente acaba se surpreendendo. Agora eu estou conhecendo-a mais [...] (Fonte: Grupo Focal I, , tarde.)

17 Regras de convívio Normas de convivência Alunos respeitam ritmos colegas Alunos identificam gêneros textuais Convívio respeitoso PaivaVLMO, Rodrigues-Júnior AS. 2007

18 Regras de convívio CATARINA – [...] a linguagem escrita é completamente diferente da linguagem falada. Tu chegares para uma pessoa Eu discordo e escrever para ela Não concordo, eu discordo do que tu fez pode soar, sei lá, estranho. A pessoa: Assim não vou escrever mais nada. (Fonte: Grupo Focal II, , tarde.)

19 Sentimentos de dever Controle AVA Relações entre colegas Moral Heterônoma Anderson B. 2006

20 Sentimentos de dever TIAGO – Acho que no curso a distância, quando é dado um texto, o professor sabe o número real de alunos que tem, e todo mundo vai ter que postar alguma coisa sobre aquilo. [...] Porque o professor vai estar acompanhando ele. Já em aula presencial, [...] muitos não leem esse texto, porque na próxima aula ele sabe que o professor não vai pedir a opinião de cada um deles. [...] (Fonte: Grupo Focal I, , tarde.)

21 Considerações Finais a construção da autonomia no processo de aprendizagem dos alunos compreensão dos pontos de vista dos colegas entendimento do processo de cuidar em enfermagem ouvir, ler e respeitar as ideias= AVA espaço para interações=AVA

22 Considerações finais trabalho em grupo cooperativo mediada por computador é uma metodologia pedagógica possível para o ensino de enfermagem modalidade a distância conseguiu resgatar uma prática pedagógica ativa

23


Carregar ppt "Ana Luísa Petersen Cogo Escola de Enfermagem UFRGS 16º Congresso Internacional de Educação a Distância Foz do Iguaçú-2010."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google