A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

2ª Consulta Pública dos Arrendamentos Portuários Paranaguá.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "2ª Consulta Pública dos Arrendamentos Portuários Paranaguá."— Transcrição da apresentação:

1 2ª Consulta Pública dos Arrendamentos Portuários Paranaguá

2 Aprovação da MP pelo Congresso Sanção da Lei Lançamento da MP dos Portos 1º e 2º Anúncios Públicos de Terminais Privados TUPs 1ª Consulta Pública de Arrendamentos - Santos e Pará 2ª Consulta Pública de Arrendamentos – Paranaguá, São Sebastião, Aratu e Salvador 06/12/ /05/ /06/ /09/ /07/2013 e 07/08/ /08/2013 Edição do Decreto /06/2013

3 Objetivos do Programa de Portos 3 Eliminar barreiras ao fluxo de comércio brasileiro MELHORAR EFICIÊNCIA AUMENTAR MOVIMENTAÇÃO REDUZIR O CUSTO

4 Diretrizes do Programa 4 AUMENTAR MOVIMENTAÇÃO Ganhos de escala Licitações por maior movimentação Reorganização dos portos

5 Diretrizes do Programa 5 Ganhos de escala Licitações por menor tarifa Aumento da concorrência REDUZIR O CUSTO

6 Diretrizes do Programa 6 Planejamento Sistêmico Ganhos de escala Reorganização dos portos Planejamento de longo prazo MELHORAR EFICIÊNCIA

7 Terminais em cadeias verticalizadas ou com ambiente de competição sadio Licitação por maior capacidade de movimentação Indução de novos investimentos Terminais com característica de prestação de serviço a terceiros Licitação por menor tarifa Redução dos custos portuários Garantia de acesso isonômico aos usuários Critérios de Seleção 7

8 Exigências: Investimentos Produtividade Capacidade estática Nível de serviço Condições Contratuais 8 Tarifa teto se houver: Risco de prática de preços abusivos Necessidade de isonomia no atendimento Terminais licitados por capacidade de movimentação Movimentação mínima para: Impedir ociosidade do terminal Garantir acesso para quaisquer usuários Terminais licitados por menor tarifa

9 Bloco 2 Portos contemplados na 2ª Consulta Pública : Paranaguá Salvador Aratu São Sebastião

10 Investimentos Estimados R$ 3,2 bilhões Aumento de capacidade 51,4 milhões ton/ano Bloco 2

11 Porto de Santos

12 Porto de Paranaguá Berços Armazéns SITUAÇÃO HOJE BerçosArmazéns VISÃO DE LONGO PRAZO Vários armazéns compartilhando o mesmo berço. Equipamentos com baixa eficiencia Fragmentação dos armazéns Aumentar número de berços Agregar áreas Melhorar acessos rodo-ferro- aquaviários Baixa produtividade Operação Eficiente

13 Investimento R$ 1,6 bi Ganhos de escala: 17 áreas transformadas em 10 terminais licitados. Construção de 6 novos berços. Porto de Paranaguá 36,0 Capacidade atual 105 Milhões toneladas 40,4 Aumento de Capacidade 76,4 Aumento de 89%

14 Grãos Reformulação do Corredor de Exportação: Construção de 4 novos berços. 28,5 Capacidade atual milhões toneladas Ganhos de escala com novos investimentos e agrupamento de terminais existentes. Investimento R$ 1 bi Aumento da capacidade: 154% 18,8 Aumento de Capacidade 47, Setor Oeste Expansão de cais. 2 Ganhos de escala com agrupamento de áreas.

15 Grãos – Corredor de Exportação Junção de 5 áreas gerando ganhos de escala. Construção de novo píer com 2 berços.

16 Grãos – Corredor de Exportação Junção de 5 áreas gerando ganhos de escala. Construção de novo píer com 2 berços.

17 Grãos – Corredor de Exportação Ganhos de escala com a junção de 2 áreas. Construção de 2 novos berços.

18 Grãos – Corredor de Exportação Licitação com obrigação de garantir acesso às moegas da área que não será licitada.

19 Grãos – Setor Oeste Ganhos de escala. Expansão de cais e adequação de equipamentos e infraestrutura.

20 Fertilizantes Aumento da capacidade de armazenagem dentro do porto. Modernização de equipamentos. Investimento R$ 276 mi Aumento da capacidade: 25% 2,5 Capacidade atual 11,7 9,9 Aumento de Capacidade 12,4 milhões toneladas

21 Fertilizantes 21 Novo terminal de grande porte em área greenfield. Aumento de produtividade com instalação de equipamentos de desembarque e esteira especializados.

22 Fertilizantes 22 Licitação de terminal público existente.

23 Ganhos de escala Construção de 2 novos berços. Granéis Líquidos Investimento R$ 129 mi Aumento da capacidade: 150% Capacidade atual 5,1 3,4 Aumento de Capacidade 8,5 milhões toneladas

24 Granéis Líquidos Ganhos de escala com agrupamento de terminal existente com área atualmente ociosa

25 Celulose Celulose e Carga Geral Investimento R$ 119 mi Aumento da capacidade: 105 % 2,0 Capacidade atual 1,9 Aumento de Capacidade 3,9 Novo terminal de celulose em área subutilizada. 1 1 Manutenção da movimentação de carga geral 2 2 milhões toneladas

26 Celulose Veículos Investimento R$ 78 mi Aumento da capacidade de armazenagem: 113% 348 Capacidade atual mil unidades (armazenagem) 309 Aumento de Capacidade 657 Construção de novo terminal de veículos em área não utilizada. 1

27 Condições de Financiamento Juros TJLP + até 2,5% Até 3 anos De amortização carência Até 20 anos Linha de Financiamento para investimentos portuários - BNDES Até 65% amortização alavancagem

28 Cronograma Bloco 2 Início da 2ª Consulta Pública Encerramento da Consulta Entrega ao TCU Publicação do Edital 30 NOV SETEMBRO OUTUBRO DEZ 25

29 Próximos Blocos

30 Endereço Eletrônico Os documentos referentes ao Bloco 2 estarão disponíveis no site da Antaq a partir de 30 de setembro

31 2ª Consulta Pública dos Arrendamentos Portuários Paranaguá


Carregar ppt "2ª Consulta Pública dos Arrendamentos Portuários Paranaguá."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google