A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Curso Biologia Molecular e Bioquímica de proteínas alvo a drogas do parasita da malaria humana Plasmodium falciparum.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Curso Biologia Molecular e Bioquímica de proteínas alvo a drogas do parasita da malaria humana Plasmodium falciparum."— Transcrição da apresentação:

1 Curso Biologia Molecular e Bioquímica de proteínas alvo a drogas do parasita da malaria humana Plasmodium falciparum

2 Parasitismo παράσιτος (parásîtos): aquele que come ao lado de outro Obtenção de alimento e/ou Proteção Sinergia vital O Modificações adaptativas SIMBIOSE Mutualismo Comensalismo Parasitismo

3 Modificações adaptativas SUCESSO Adaptações Morfológicas Adaptações Biológicas: 1. capacidade reprodutiva 2. tipos de reprodução 3. resistência ao sistema imune do hospedeiro Figura 1: Ciclo de vida do parasita etiológico da malária. Fonte: Greenwood et. al., 2008.

4 Morfologia da forma invasiva Figura 2: Representação de um merozoíto. Fonte: Invasion of Red Blood Cells by Malaria Parasites. (Cowman e Brendan, 2006)

5 Núcleo Roptrias Grânulos densos Membrana Micrômeros Invasão Vacúolo parasitóforo Figura 3: Representação da invasão por merozoíto. Fonte:Invasion of Red Blood Cells by Malaria Parasites. (Cowman e Brendan, 2006)

6 1. Orientação da extremidade apical do merozoíto para a membrana do eritrócito; Invasão Glycosylphosphatidylinositol (GPI): 1.MSP-1 2.MSP-2 3.MSP-4 4.MSP-5 5.MSP-10 6.Pf12 7.Pf 38 8.Pf92 9.Pf113

7 Invasão 2. Fixação da extremidade apical formando uma junção apertada 2

8 Ligantes - Plasmodium falciparum Rh (PfRh): - genes: PfRh1, PfRh2a, PfRh2b, PfRh3, PfRh4, PfRh5 - Erythrocyte Binding-like (EBL): - genes: EBA 175, EBA 140, EBA 180 EBA 175 EBA 181 EBA 140 Região II N- terminalC- terminal PfRh2a PfRh2b PfRh4

9 GENESCARACTERISTICAS PfRh1Ligação ao eritrócito pelo N- terminal por ácido siálico dependente. PfRh2a Partilham regiões em 80%, diferindo no C- terminal PfRh2b PfRh3 Pseudogene PfRh4Ligação ao eritrócito por ácido siálico independente. PfRh5Membro atípico da família; muito pequeno e não possui região transmembrana. Se liga ao eritrocito por ácido siálico independente. EBA 175Se liga a glicoforina A por interação ácido siálico dependente. EBA 140Se liga a glicoforina C por interação ácido siálico dependente. EBA 181Se liga a proteina 4.1 por interação ácido siálico independente. Ligantes

10 Interação entre ligante e receptor Regiões ricas em cisteinas F1 Região II F2 Figura 4: Ligação entre EBA-175 do Plasmodium e entre p receptor GpA do eritrocito. Fonte: Structural Basis for the EBA-175 Erythrocyte Invasion Pathway of the Malaria Parasite Plasmodium falciparum. Tolia et.al., 2005.

11 Invasão 3 3. Pocesso de internalização

12 Motilidade Actina Miosina MTIP GpA Aldolase EBA 175 TRAP GAP50 e GAP45 Motor actina-miosina

13 Invasão 4. Formação do vacúolo parasitóforo e SEQUESTRO 4

14 Modificações adaptativas SUCESSO Adaptações Biológicas: 1. capacidade reprodutiva 2. tipos de reprodução 3. resistência ao sistema imune do hospedeiro Figura 1: Ciclo de vida do parasita etiológico da malária. Fonte: Greenwood et. al., 2008.

15 Parasita Fissuras de Maurers (gene sbp1 (skeleton-binding protein 1)) Fissuras de Maurers (gene sbp1 (skeleton-binding protein 1)) PfEMP1 (P. falciparum erythrocyte membrane protein 1) PfEMP1 (P. falciparum erythrocyte membrane protein 1) NPP (new permeability pathways) NPP (new permeability pathways) Absorção de nutrientes e citoaderência Absorção de nutrientes e citoaderência Proteínas de superfície

16 Sequestro de eritrócitos PfEMP1 KAHRP (histidine- rich protein ) Adesão celular CD36 – ligante na microcirculação de orgãos distintos ICAM-1 – ligante no cérebro CSA – ligante na placenta Knob

17 Parasitismo é um tipo de simbiose. Quando não sofre morte, modificações adaptativas são realizadas. A invasão é processo rápido e eficiente. Roptrias, micronemas e grânulos densos são organelas envolvidas no processo de invasão. Passos da invasão: 1. Orientação da extremidade apical do merozoíto para a membrana do eritrócito; 2. Fixação da extremidade apical formando uma junção apertada 3. Internalização 4. Formação do vacúolo parasitóforo e SEQUESTRO Exportação de proteínas para superfície eritrocítica. NPP e PfEMP1 responsáveis, respectivamente, pela absorção de nutrientes e citoaderencia Conclusões

18 Cowman, A. F. and B. S. Crabb (2006). "Invasion of red blood cells by malaria parasites." Cell 124(4): Greenwood BM, Fidock DA, Kyle DE, Kappe SH, Alonso PL, Collins FH, Duffy PE. Malaria: progress, perils, and prospects for eradication. J Clin Invest 118(4): (2008). Lopaticki, S., A. G. Maier, et al. "Reticulocyte and erythrocyte binding-like proteins function cooperatively in invasion of human erythrocytes by malaria parasites." Infect Immun 79(3): Tolia, N. H., E. J. Enemark, et al. (2005). "Structural basis for the EBA-175 erythrocyte invasion pathway of the malaria parasite Plasmodium falciparum." Cell 122(2): Referências Bibliograficas


Carregar ppt "Curso Biologia Molecular e Bioquímica de proteínas alvo a drogas do parasita da malaria humana Plasmodium falciparum."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google