A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Bases Bioquímicas Eixo Hipotálamo-Hipófise. Hormônios Despertar para a atividade.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Bases Bioquímicas Eixo Hipotálamo-Hipófise. Hormônios Despertar para a atividade."— Transcrição da apresentação:

1 Bases Bioquímicas Eixo Hipotálamo-Hipófise

2 Hormônios Despertar para a atividade

3 Hormônios Mensageiro químico ou qualquer substância num organismo que carregue um sinal gerando uma alteração celular.

4 Classificação Distância em que agem

5 Hormônios endócrinos Surgem em um tecido ou gldls. Viajam a uma distância considerável através da circulação Atingem uma céll. alvo que expresse receptores cognatos.

6 Lodish & Matsudaira Voet & Voet

7 Hormônios parácrinos (ou mediadores locais) * Surgem de uma célula; * Viajam a uma distância relativamente pequena; * Interagem com os seus receptores cognatos em outra céll. vizinha. Neurotransmissores: serotonina e dopamina

8

9 Serotonina secretada por um neurônio facilitador ativado liga-se aos receptores de serotonina acoplados à PTN G, conduzindo a ativação da adenilato ciclase e a um aumento no AMPc do neurônio sensorial. A fosforilação da PTN do canal K+ ou a uma PTN ligante do canal evita que os canais de K+ se abram condicionando, assim, uma prolongada despolarização durante a chegada de um PA. Isso causa uma melhorada secreção do neurotransmissor glutamato, que estimula o neurônio motor.

10 Resposta imune: qdo. o macrófago encontrou um antígeno específico liga a chamada céll. T específica para aquele antígeno. O macrófago, então, libera um fator de crescimento protéico (IL-1), que estimula a proliferação e diferenciação da célula T ligada.

11 Hormônios autócrinos * São produzidos pela mesma céll. * Que funciona como alvo para o hormônio; * Cells. vizinhas também podem ser alvos).

12 Particularmente comum em célls.tumorais, muitas das quais superproduzem e liberam fatores de crescimento que estimulam uma proliferação inapropriada e desregrada de si mesmas.

13 Classificação de acordo com a solubilidade (1) Pequenas moléculas lipofílicas que se difundem através da membrana citoplasmática e interagem com receptores intracelulares

14

15 Hormônios esteróides, tiroxina e retinóides, por serem lipofílicos são carregados no sangue por proteínas transportadoras. Após se dissociam desses transportadores, tais hormônios e difundem-se através da MP e ligam-se a receptores específicos no citosol ou no núcleo. O complexo H-R atua, então, sobre o DNA nuclear para alterar a transcrição de genes específicos. Ex.: cortisol, progesterona, estradiol e testosterona)

16 Classificação de acordo com a solubilidade (2) Os que apresentam moléculas hidrofílicas.

17 Classificação de acordo com a solubilidade (3) Os que apresentam moléculas lipofílicas.

18 Os hormônios polipeptídicos e as catecolaminas (epinefrina), as que são hidrossolúveis, e as prostaglandinas, que são lipofílicas, todos se ligam a receptores celulares de superfície. Essa ligação determina o aumento ou diminuição na concentração citosólica do 2° mensageiro.

19 O eixo Hipotálamo-Hipófise

20 estímulo

21 Retroalimentação negativa

22 Acontece quando níveis suficientes altos de hormônio final foram secretados. Alça Longa Alça curta Alça ultra curta

23 O hormônio final liga-se a um receptor cognato em/sobre células da hipófise anterior, do hipotálamo e do SNC.

24 O hormônio trópico da hipófise retroalimenta negativamente o hipotálamo.

25 O fator de liberação hipotalâmico retroalimenta o hipotálamo para inibir A sua própria secreção.

26 Referências Bibliográficas DEVLIN, Thomas M. Manual de bioquímica com correlações clinicas. 7. ed. São Paulo: Blucher


Carregar ppt "Bases Bioquímicas Eixo Hipotálamo-Hipófise. Hormônios Despertar para a atividade."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google