A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Maria Inês Fini abril 2010. Maria Inês Fini abril 2010 ProvaSériePeríodoFocoResultados SAEB ANEB 4 ª, 8 ª - EF 3 ª - EM A cada 2 anos desde 1995 L í ngua.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Maria Inês Fini abril 2010. Maria Inês Fini abril 2010 ProvaSériePeríodoFocoResultados SAEB ANEB 4 ª, 8 ª - EF 3 ª - EM A cada 2 anos desde 1995 L í ngua."— Transcrição da apresentação:

1 Maria Inês Fini abril 2010

2 Maria Inês Fini abril 2010 ProvaSériePeríodoFocoResultados SAEB ANEB 4 ª, 8 ª - EF 3 ª - EM A cada 2 anos desde 1995 L í ngua Portuguesa Matem á tica Sistemas Estaduais de Ensino Prova Brasil ANRESC 4 ª 8 ª EF Cada 2 anos desde 2005 L í ngua Portuguesa Matem á tica Escolas do ensino fundamental ENEM 3 ª - EM egressos Anual de 1998 a 2008 Multidisciplinar e Reda ç ão Indivíduos ENCCEJAEF e EM , 2007,2008 Todas as á reas Indivíduos Certificação de nível ENCCEJA + ENEM 3º EM, Egressos, EJA 2009 Depois 2x ao ano? Todas as á reas Seleção Certificação de nível Avaliação das Escolas PISA (OECD) Jovens de 15 anos 2000, 2003, 2006, Letramento em Leitura, Matemática, Ciências Sistema nacional Maria Inês Fini abril 2010 Brasil– avaliação da educação básica

3 Maria Inês Fini abril 2010 Principais Características Criado em 89 aperfeiçoado em 1995 Avaliação do rendimento escolar das séries terminais (4ª, 8ª e 3ª do ensino médio) em L.Portuguesa e Matemática Uso de matriz de competências e habilidades Aplicação de provas e de questionários de fatores associados ao desempenho. Uso da metodologia TRI e Construção de Escala de Proficiência. Fornece resultados para os sistemas

4 Maria Inês Fini abril 2010 Principais Resultados Avaliação da educação básica mostra estabilidade no desempenho dos estudantes. Atraso escolar é fator de maior impacto no rendimento escolar. Ciclo ou seriado: desempenho é o mesmo. Hábito de leitura e lição de casa fazem a diferença. Características das escolas explicam desempenho. Escolas das capitais e particulares obtêm maiores médias. Sistema Nacional de Avaliação da Educação Básica – SAEB

5 Maria Inês Fini abril 2010 Iniciou a cultura de avaliação no Brasil. Elaboração da primeira Matriz de Referência para a Avaliação. Consolidação do sistema em parceria com CONSED/UNDIME. SAEB Contribuição de valor pedagógico inestimável

6 Maria Inês Fini abril 2010 SAEB universalizado em turmas de 20 alunos ou mais das escolas públicas urbanas, sem os fatores associados. Usa Matriz de Referência SAEB. Usa mesma metodologia de composição das provas e tratamentos. Apresenta resultados na mesma escala de proficiência. Resultados por escola. PROVA BRASIL

7 Maria Inês Fini abril 2010 Características Criado em 1998 aplicado anualmente Exame de caráter voluntário Afere o desenvolvimento de competências e habilidades ao final da escolaridade básica Provas interdisciplinares, contextualizadas e organizadas em situações problema Teste de múltipla escolha e redação Exame Nacional de Ensino Médio – ENEM original

8 Maria Inês Fini abril 2010 Objetivos: Conferir ao indivíduo parâmetros para auto- avaliação. Criar referência nacional para os egressos de qualquer das modalidades do ensino médio. Alternativa para o acesso à educação superior. A partir de 2004 PROUNI usa os resultados. A partir de 2005 resultados por escola. Em 2008, participaram cerca de 4 milhões de alunos. Exame Nacional de Ensino Médio ENEM - original

9 Maria Inês Fini abril 2010 PRINCIPAIS RESULTADOS Ausência do domínio da leitura compreensiva é principal causa do baixo desempenho. A maior parte apresenta desempenho na faixa regular e bom. Os homens apresentaram melhor desempenho que as mulheres na parte objetiva da prova, mas o resultado se inverte na redação. Os estudantes mais jovens apresentam melhores desempenhos. Exame Nacional de Ensino Médio ENEM- original

10 Maria Inês Fini abril 2010 Envolve um conceito mais abrangente de aprendizagem. Os eixos estruturantes do exame: aprendizagem por resolução de problemas, interdisciplinaridade e contextualização. Só efeitos positivos para os jovens. ENEM principal contribuição de valor pedagógico para a educação

11 Maria Inês Fini abril 2010 Maria Inês Fini - 11 ÁREAS DE CONHECIMENTO COMPETÊNCIAS DO SUJEITO I Domínio de Linguagens II Construção de Conceitos III Resolução de Problemas IV Argumentação Consistente V Intervenção / Criatividade Princípios Científicos Tecnológicos = 21 Habilidades Princípios Filosóficos e Sociológicos Linguagens da Comunicação Princípios da LDB traduzidos Disciplinas do Ensino Médio Matrizes de Referência do ENEM original

12 Maria Inês Fini abril 2010 ÁREAS DE CONHECIMENTO COMPETÊNCIAS DO SUJEITO I Domínio de Linguagens II Construção de Conceitos III Resolução de Problemas IV Argumentação Consistente V Intervenção / Criatividade Competências de Área conforme Diretrizes do Ensino Médio 1 = 45 Habilidades Matrizes de Referência do ENCCEJA

13 Maria Inês Fini abril 2010 Referências: Lista de habilidades a serem avaliadas, indicadas por Comissão de Governança Quatro áreas de Conhecimento, 30 habilidades 45 questões de prova em cada área, duas areas por dia em dois dias de provas: 3 e 4/10 Nenhuma vinculação teórica ou metodológica aos exames anteriores (a não ser o nome ENEM) Maria Inês Fini - 13

14 Maria Inês Fini abril 2010 Criado em 2002, adesão dos sistemas Construção de uma referência de avaliação nacional para jovens e adultos que não puderam concluir os estudos em idade apropriada. Responder às necessidades sociais e às disposições legais da Constituição e da LDB. Exame Nacional de Certificação de Competências da Educação de Jovens e Adultos – ENCCEJA original

15 Maria Inês Fini abril 2010 As provas do ensino fundamental e do ensino médio correspondem às três áreas de conhecimento, estabelecidas na Base Comum Nacional: 1)Língua Portuguesa, Língua Estrangeira, Educação Artística e Educação Física; 2)História e Geografia; 3)Matemática 4)Ciências Naturais Estruturação do ENCCEJA

16 Maria Inês Fini abril 2010 Objetivos Estruturar um esquema de referenciais comuns, estabelecidos de forma colaborativa pelos países… Analisar a si próprios pela ótica do desempenho de outros países identificando seus próprios pontos fortes e fracos. PISA – OCDE

17 Maria Inês Fini abril 2010 Papel positivo de: expectativas elevadas. intenso ambiente de estudo. relações estreitas entre professores e alunos. Sistemas educativos de sucesso, incorporam em suas práticas educativas: gestão de resultados. definição clara sobre de objetivos. controle sistemático por todos os interessados. PISA – OCDE Principais Resultados

18 Maria Inês Fini abril 2010 Acesso a metodologias mais estruturadas Dados comparativos confiáveis Interação com equipes bem qualificadas PISA - principais contribuições pedagógicas para a educação no Brasil

19 Maria Inês Fini abril 2010 Apoiado no currículo de São Paulo Apoiado no currículo de São Paulo Provas calibradas ( itens pré-testados) Provas calibradas ( itens pré-testados) Usa a mesma métrica, a mesma gramática e contém habilidades do SAEB/ PROVA BRASIL. Usa a mesma métrica, a mesma gramática e contém habilidades do SAEB/ PROVA BRASIL. Dados comparáveis ano a ano. Dados comparáveis ano a ano. Integram a base de informações para a Gestão por Resultados; Integram a base de informações para a Gestão por Resultados; Novo SARESP

20 Maria Inês Fini abril 2010 Articulação com o currículo: Elaboração das Matrizes de Referência da Avaliação, a partir da definição clara de competências e habilidades, em cada disciplina e ciclo, com a indicação das expectativas de aprendizagem a serem avaliadas; Elaboração das Matrizes de Referência da Avaliação, a partir da definição clara de competências e habilidades, em cada disciplina e ciclo, com a indicação das expectativas de aprendizagem a serem avaliadas; Anualmente, avaliação em Língua Portuguesa e Matemática para compor o programa de Gestão por Resultados; Anualmente, avaliação em Língua Portuguesa e Matemática para compor o programa de Gestão por Resultados; Novo SARESP Continuação

21 Maria Inês Fini abril 2010 ABRANGÊNCIA Anualmente, avaliação em Língua Portuguesa e Matemática para compor o programa de Gestão por Resultados; Anualmente, avaliação em Língua Portuguesa e Matemática para compor o programa de Gestão por Resultados; Anualmente, alternância entre as disciplinas das áreas de Ciências da Natureza e Ciências Humanas, concomitante à avaliação em Língua Portuguesa e Matemática; Anualmente, alternância entre as disciplinas das áreas de Ciências da Natureza e Ciências Humanas, concomitante à avaliação em Língua Portuguesa e Matemática; Anualmente, avaliação nas 2ª, 4ª, 6ª e 8ª séries do EF e na 3ª série do EM. Anualmente, avaliação nas 2ª, 4ª, 6ª e 8ª séries do EF e na 3ª série do EM. Novo SARESP Continuação

22 Maria Inês Fini abril 2010 Pesquisa de dados que facilitam a compreensão de resultados: Questionários - coleta de dados e informações sobre as condições intra e extra-escolares que afetam o ensino e interferem na aprendizagem. Dinâmica especial a partir de 2008: Os profissionais da rede responderam on line, em plataforma web para garantir maior agilidade e economia na coleta dos dados Alunos/Famílias: enviados para a residência dos alunos. Fatores Associados ao Desempenho

23 Maria Inês Fini abril 2010 Identificação pessoal: trajetória profissional Características gerais do funcionamento da escola Infra-estrutura física e material pedagógico Percepção da dinâmica da escola Atividades desenvolvidas em sala de aula, por disciplina avaliada Dados sócio-econômicos Dimensões pesquisadas nos questionários:

24 Maria Inês Fini abril 2010 Informações para a escola nos documentos: 1. Boletim da Escola: Dados gerais de participação no estado e no município Médias gerais por disciplina e série considerando: estado, Município e Escola. Médias do SAEB e Prova Brasil 2007 por disciplina e série considerando as escolas estaduais do Brasil e as escolas estaduais de São Paulo as escolas municipais do Brasil e as escolas municipais de São Paulo. SARESP Resultados

25 Maria Inês Fini abril 2010 Informações para a escola nos documentos: 1. Boletim da Escola: Dados gerais de participação no estado e no município Médias gerais por disciplina e série considerando: estado, Município e Escola. Médias do SAEB e Prova Brasil 2007 por disciplina e série considerando as escolas estaduais do Brasil e as escolas estaduais de São Paulo as escolas municipais do Brasil e as escolas municipais de São Paulo. SARESP Resultados

26 Maria Inês Fini abril 2010 Os resultados obtidos pelas séries e componentes curriculares avaliados mostram : Distribuição percentual dos alunos nos Níveis de Desempenho das escalas de proficiência de Língua Portuguesa, de Matemática. Boletim de Resultados da Escola

27 Maria Inês Fini abril 2010 Níveis de Proficiência

28 Maria Inês Fini abril 2010 Data incluída no calendário escolar sem a presença de alunos, onde professores, coordenadores, diretores e supervisores analisam os resultados de suas escolas apoiados pelos relatórios pedagógicos e ajustam suas propostas de trabalho. Dia do SARESP na Escola

29 Maria Inês Fini abril escolas municipais em 531 municípios escolas municipais em 531 municípios. 112 escolas particulares 112 escolas particulares 179 unidades do SESI. 179 unidades do SESI. 86 escolas do Centro Paula Souza 86 escolas do Centro Paula Souza 2 escolas de aplicação: USP e UNICAMP 2 escolas de aplicação: USP e UNICAMP Participação: escolas alunos SARESP 2009

30 Maria Inês Fini abril 2010 Maria Inês Fini - 30

31 Maria Inês Fini abril 2010

32 Maria Inês Fini abril 2010

33 Maria Inês Fini abril 2010

34 Maria Inês Fini abril 2010

35 Maria Inês Fini abril 2010

36 Maria Inês Fini abril 2010

37 Maria Inês Fini abril 2010 Evolução da Proficiência em Língua Portuguesa Em todos os ciclos, observa-se a elevação do indicador de desempenho, comparativamente a Na comparação entre os resultados do SARESP 2008 e a edição de 2009, o destaque cabe à 4ª série do ensino fundamental, que assinala um incremento de 10 pontos no intervalo de apenas um ano. Os resultados de Língua Portuguesa assinalam uma tendência de elevação dos níveis de proficiência do alunos em todo o percurso da educação básica. A melhoria vigorosa dos níveis de letramento nas séries iniciais projeta para os anos próximos a manutenção da tendência à elevação do desempenho nas séries seguintes.

38 Maria Inês Fini abril 2010 Evolução da Proficiência em Matemática Na comparação entre os resultados do SARESP 2008 e a edição de 2009, o destaque cabe à 4ª série do ensino fundamental, que assinala um incremento de 10 pontos no intervalo de apenas um ano. O aumento na 8ª série do ensino fundamental foi de 6 pontos. Os resultados de Matemática para o ensino fundamental também projetam um cenário de elevação dos níveis de proficiência do alunado. Os dados sugerem a existência de obstáculos mais severos à elevação dos níveis de desempenho em Matemática no ensino médio. Isso se revela na queda observada nos níveis de proficiência, em 2009, comparativamente aos resultados de 2008, com o alunado retornando ao patamar de 2007.

39 Maria Inês Fini abril 2010 Curso de formação continuada para Professores de Matemática Público Alvo: professores de matemática que atuam no Ensino Fundamental Ciclo II e Ensino Médio. Carga Horária – 240 horas Estruturação do curso: – Demanda caracterizada pelas dificuldades apontadas pelos professores na implementação da Proposta Curricular do Estado de São Paulo. – Considera os resultados do Processo Seletivo Simplificado e a prova de Promoção pelo Mérito. Metodologia: aulas presenciais, videoconferência, oficinas pedagógicas e atividades WEB. Ação emergencial para a Matemática

40 Maria Inês Fini abril 2010 Construir, descrever, interpretar resultados de desempenho de alunos é importante desde que tenham sido construídos em base curriculares sólidas, claramente definidas pelos professores. Precisam ser amparadas por gestores arrojados que definam políticas educacionais mais abrangentes com metas de qualidade a serem atingidas e com forte amparo à projetos de implementação. 40


Carregar ppt "Maria Inês Fini abril 2010. Maria Inês Fini abril 2010 ProvaSériePeríodoFocoResultados SAEB ANEB 4 ª, 8 ª - EF 3 ª - EM A cada 2 anos desde 1995 L í ngua."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google