A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO I. TEORIA CLÁSSICA SEGUNDO HENRY FAYOL.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO I. TEORIA CLÁSSICA SEGUNDO HENRY FAYOL."— Transcrição da apresentação:

1 TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO I

2 TEORIA CLÁSSICA SEGUNDO HENRY FAYOL

3 Um pouquinho de história... ORIGEM: Constantinopla. Família Burguesa, educado Liceu de Lion (França). FORMAÇÃO ESCOLAR: Engenheiro de Minas em 1860 CARREIRA: Sempre na mesma empresa Pode ser visto como: influente teórico na perspectiva clássica Considerado: Pai da Administração Moderna

4 Um pouquinho de história... Formou-se em Engenharia de Minas aos 19 anos e desenvolveu sua carreira numa mesma empresa. Sua principal obra é o livro Administração Geral e Industrial, publicado em Fayol, ao contrário de Taylor, partiu do todo organizacional e da sua estrutura para garantir eficiência a todas as partes envolvidas.

5 Contexto de Fayol: Viveu as conseqüências da Revolução industrial (aumento da dimensão das empresas) e, mais tarde, da I Guerra Mundial.

6 Contexto de Fayol: A Teoria Clássica da Administração Caracteriza-se pela ênfase na estrutura organizacional, pela visão do Homem Econômico e pela busca da máxima eficiência. Sofreu críticas como a manipulação dos trabalhadores através dos incentivos materiais e salariais e a excessiva unidade de comando e responsabilidade. Paralelamente aos estudos de Frederick Winslow Taylor, Henri Fayol defendia princípios semelhantes na Europa, baseado em sua experiência na alta administração. Enquanto os métodos de Taylor eram estudados por executivos Europeus, os seguidores da Administração Científica só deixaram de ignorar a obra de Fayol quando a mesma foi publicada nos Estados Unidos. O atraso na difusão generalizada das idéias de Fayol fez com que grandes contribuintes do pensamento administrativo desconhecessem seus Princípios Básicos.

7 Considerações gerais... Ao lado de Taylor, o engenheiro francês Henri Fayol (1841 – 1825) é um dos contribuintes mais importantes da administração moderna. De acordo com Fayol, a administração está presente em todos os empreendimentos humanos – família, negócios, governo. Na empresa, a administração é uma atividade ou função distinta das demais funções, como finanças, produção e distribuição. A Administração, para Fayol, é um processo de planejamento, organização, comando, coordenação e controle. O maior impacto desta idéia está na identificação do trabalho dos gerentes como sendo distinto das operações técnicas da empresa. Ao apontar esta distinção, Fayol ajudou a tornar mais nítido o papel dos executivos – os administradores de nível mais alto na hierarquia da organização.

8 Fayol Considerava a empresa uma entidade abstrata, conduzida por um sistema racional de regras e de autoridade, que justifica sua existência à medida que atende ao objetivo primário de fornecer valor, na forma de bens e serviços,, a seus consumidores. O trabalho do dirigente consiste em tomar decisões, estabelecer metas, definir diretrizes e atribuir responsabilidades aos integrantes da organização, de modo que as atividades de planejar, organizar, comandar, coordenar e controlar estejam numa sequência lógica. Uma vez organizada uma empresa seus colaboradores necessitam de ordens para saber o que fazer, e suas ações precisam de coordenação e controle gerencial. Combater o excesso de regulamentos e a burocracia e a papelada também, de acordo com Fayol, são responsabilidades do gerente.

9 Henri Fayol ( ) Organização estrutural das empresas. Funções básicas da empresa: técnicas (produção); comerciais (compra e venda); financeiras (busca e gerência de capitais); segurança (proteção dos bens e pessoas); contábeis (inventários, registros, balanços); administrativas (coordenar e sincronizar as demais funções)

10 Para Fayol Administrar é: Prever (o futuro e traçar plano de ação). Organizar (recursos físicos e sociais). Comandar (dirigir e orientar). Coordenar (harmonizar esforços). Controlar (verificar cumprimentos das regras).

11 Funções Administrativas: As funções administrativas (prever, organizar, comandar, coordenar e controlar) são localizáveis em qualquer trabalho do administrador em qualquer nível ou área da empresa.

12 FUNÇÕES ADMINISTRATIVAS - Prever - Organizar - Comandar - Coordenar - Controlar OUTRAS FUNÇÕES ADMINISTRATIVAS Niveis hierárquicos Mais altos Mais baixos Proporcionalidade das funções administrativas

13 Princípios gerais da administração para Fayol Divisão do trabalho Autoridade e responsabilidade Disciplina Unidade de comando Unidade de direção Subordinação dos interesses individuais aos interesses gerais Remuneração Centralização Hierarquia (cadeia escalar) Ordem Equidade Estabilidade no cargo Iniciativa Espírito de equipe

14 Princípios gerais da administração para Fayol Divisão do trabalho: Consiste na especialização das tarefas e das pessoas para aumentar a eficiência. Autoridade e responsabilidade: Autoridade é o direito de dar ordens e o poder de esperar obediência; a responsabilidade é uma conseqüência natural da autoridade.

15 Princípios gerais da administração para Fayol Disciplina: depende da obediência, aplicação, energia, comportamento aos acordos estabelecidos. Unidade de comando: cada empregado deve receber ordens de apenas um superior. Princípio da autoridade única. Unidade de direção: todos dentro da organização buscando o mesmo objetivo.

16 Princípios gerais da administração para Fayol Subordinação dos interesses individuais aos interesses gerais. Remuneração do pessoal: deve haver justa e garantida satisfação para os empregados e para a organização. Centralização: concentração da autoridade no topo da hierarquia da organização.

17 Princípios gerais da administração para Fayol Cadeia escalar: é linha de autoridade que vai do escalão mais alto ao mais baixo. Princípio do comando. Ordem: cada coisa e cada pessoa em seu devido lugar. Eqüidade: amabilidade e justiça para alcançar lealdade do pessoal.

18 Princípios gerais da administração para Fayol Estabilidade no cargo: quanto mais tempo uma pessoa permanecer num cargo melhor. Iniciativa: capacidade de visualizar um plano e assegurar o seu sucesso. Espírito de equipe: harmonia e união entre as pessoas são grandes forças para a organização.

19 COMPARANDO AS TEORIAS

20 Conclusão Considerações sobre a Teoria Clássica Obsessão pelo comando - Tendo como ótica a visão da empresa a partir da gerência administrativa, Fayol focou seus estudos na unidade do comando, autoridade e na responsabilidade. Em função disso, é visto como obcecado pelo comando. A empresa como sistema fechado - A partir do momento em que o planejamento é definido como sendo a pedra angular da gestão empresarial, é difícil imaginar que a organização seja vista como uma parte isolada do ambiente. Manipulação dos trabalhadores - Bem como a Administração Científica, fora tachada de tendenciosa, desenvolvendo princípios que buscavam explorar os trabalhadores. Esse foi um esboço básico sobre administração na visão de Fayol

21


Carregar ppt "TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO I. TEORIA CLÁSSICA SEGUNDO HENRY FAYOL."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google