A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

CHINA Glauco Magno Ribeiro. China CHINA: DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E ASCENSÃO INTERNACIONAL Autor: Carlos Aguiar de Medeiros Grande ator da.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "CHINA Glauco Magno Ribeiro. China CHINA: DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E ASCENSÃO INTERNACIONAL Autor: Carlos Aguiar de Medeiros Grande ator da."— Transcrição da apresentação:

1 CHINA Glauco Magno Ribeiro

2 China

3

4

5

6

7

8 CHINA: DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E ASCENSÃO INTERNACIONAL Autor: Carlos Aguiar de Medeiros Grande ator da economia mundial: Grande expansão econômica; PIB de mais de 6 trilhões de dólares em moeda corrente; Exportações superiores dos EUA e Japão; Reservas superiores a 1 trilhão de dólares;

9 Principais desafios para o desenvolvimento: Manter o crescimento econômico elevado e deslocar a estrutura produtiva na direção de setores intensivos em ciência e tecnologia; Reduzir as assimetrias sociais e regionais; Expandir a influência econômica e política da China no Sudeste Asiático; Garantir a expansão de fontes de suprimento de energia e matérias-primas; Modernizar as forças armadas, dissuadir o projeto de autonomia de Taiwan e contornar as iniciativas estratégicas americanas. CHINA: DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E ASCENSÃO INTERNACIONAL

10 Crescimento Econômico e Progresso Técnico A dinâmica do crescimento econômico chinês depende: Acesso às matérias-primas; Evolução dos custos salariais; Produtividade; Fontes de demanda do seu crescimento econômico. Um fator estratégico do crescimento chinês constitui nos baixos custos do trabalho, isso possibilitou a meteórica expansão das exportações e dos investimentos; CHINA: DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E ASCENSÃO INTERNACIONAL

11 Crescimento Econômico e Progresso Técnico No entanto, nos últimos anos está acontecendo a elevação dos salários dos trabalhadores chineses. Devido: Valorização do câmbio; Aumento do custo de vida; Pressões sobre o mercado de trabalho. Até o momento, esse aumento não resultou em perda de competitividade das exportações intensivas em trabalho, devido ao superior crescimento da produtividade. CHINA: DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E ASCENSÃO INTERNACIONAL

12 Crescimento Econômico e Progresso Técnico Mudança do grau de especialização chinesa na direção de produtos intensivos em conhecimento é essencial para a manutenção do alto crescimento e ao mesmo tempo viabilizar a evolução dos salários reais. Essa mudança depende: Políticas de desenvolvimento industrial; Qualificação da força de trabalho; Elevação dos salários. CHINA: DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E ASCENSÃO INTERNACIONAL

13 Crescimento Econômico e Progresso Técnico Para isso, o governo chinês vem desenvolvendo amplos esforços tecnológicos em sua política industrial e de P&D voltada para a obtenção de tecnologias de ponta tanto para uso civil quanto para militar. A criação tecnológica na China vem se desenvolvendo de forma semelhante a dos países desenvolvidos. Ao contrário do estipulado na literatura convencional. A política de ampliação dos investimentos no ensino superior vem resultando numa rápida qualificação da força de trabalho. CHINA: DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E ASCENSÃO INTERNACIONAL

14 Crescimento Econômico e Progresso Técnico A velocidade dessa mudança depende da redução relativa da lucratividade das atividades baseadas em salários baixos. A elevação dos salários constitui, assim, um fator de mudança na estrutura produtiva e nas qualificações dos trabalhadores. Cai Feng e Yang Du (2006), ressaltam a exaustão potencial do grande excedente de mão-de-obra nas áreas urbanas costeiras estaria gerando elevação dos salários reduzindo os lucros e o ritmo de acumulação de capital. CHINA: DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E ASCENSÃO INTERNACIONAL

15 Crescimento Econômico e Progresso Técnico Para os autores pesa a importância do trabalhador imigrante na força de trabalho urbana que está em torno de 150 milhões. Contudo, está análise não é realista para o caso chinês por razões demográficas e sociais. O autor destaca os motivos desta análise não ser consistente devido: Às migrações, que é constituída pela população rural mais jovem, contraiu-se de forma significativa; A expansão dos serviços sociais e investimentos no interior deverá resultar numa diminuição do fluxo migratório. CHINA: DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E ASCENSÃO INTERNACIONAL

16 Crescimento Econômico e Progresso Técnico Rowthorn (2006) argumenta que a elevação do custo de vida decorrente da própria urbanização e a expansão dos padrões de consumo já vem elevando os salários chineses. A elevação do salário real, poderá resultar não necessariamente numa redução do crescimento econômico devido a menor expansão das exportações. Mas, numa mudança a favor de um maior crescimento do mercado interno e maior divisão social do trabalho, com uma maior expansão do setor de serviços. CHINA: DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E ASCENSÃO INTERNACIONAL

17 Concentração de renda e tensões sociais O aumento dos investimentos na infra-estrutura urbana e a elevação das exportações levaram a uma redução relativa do excedente de mão-de-obra e aumento do salário real urbano. As características macroeconômicas, demográficas e sociais resultaram em um espetacular processo de concentração de renda. Talvez poucos países se aproximem tanto quanto a China dos anos 90 da análise clássica de Kuznets (1954) sobre o movimento inicial da concentração associada ao processo de industrialização. Elevação das tensões sociais. CHINA: DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E ASCENSÃO INTERNACIONAL

18 Concentração de renda e tensões sociais Estas tensões levaram a uma revisão nas prioridades das políticas de investimento voltadas para a busca de uma sociedade harmoniosa. Modernização do nordeste, região central e regiões ocidentais do País, com uma nova urbanização; Investimentos em educação e saúde; Política de proteção do trabalho; Generalização do salário mínimo; Proteção social; Política diretamente voltada para os trabalhadores migrantes. CHINA: DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E ASCENSÃO INTERNACIONAL

19 Regionalização asiática A manutenção da estabilidade do yuan e a progressiva redução das tarifas beneficiaram os países asiáticos. Os países de maior capacitação tecnológica, como o Japão, a Coréia e Taiwan tornaram-se grandes exportadores para a China. A China tem se envolvido em diversas iniciativas de cooperação financeira, voltada para a criação de um pool de reservas entre moedas asiáticas e moedas conversíveis como o dólar, o yen e o euro, fortalecendo a capacidade de intervenção dos bancos centrais. No plano diplomático, tomou ampla iniciativa na criação de fóruns regionais. O EUA tenta conter o poder político da China na região; CHINA: DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E ASCENSÃO INTERNACIONAL

20 A questão energética A China importa, hoje, cerca de 50% do seu consumo de petróleo e gera uma demanda extraordinária de petróleo e matérias-primas no mercado internacional. O boom do consumo de energia chinesa resulta da: Grande participação da indústria pesada; Rapidez da difusão do automóvel, estimulada pela urbanização e pela expansão da renda per capita. CHINA: DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E ASCENSÃO INTERNACIONAL

21 A questão energética O acesso aos mercados internacionais de petróleo e matérias- primas e a garantia de fontes de suprimentos de longo prazo transformaram-se em objetivo diplomático central do governo chinês. A questão da energia e da segurança promoveu as relações com a Rússia e demais produtores do Mar Cáspio (como o Cazaquistão) para um novo plano. O fluxo de comércio entre a China (computadores e produtos eletrônicos) e a Rússia (armas e petróleo) expandiu-se rapidamente nos últimos anos, e, devido aos termos de troca, tem sido amplamente favorável à Rússia. CHINA: DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E ASCENSÃO INTERNACIONAL

22 Os dilemas da ascensão pacífica A China vem perseguindo nos últimos anos o que os documentos oficiais denominam de desenvolvimento pacífico. A percepção chinesa é que, desde a dissolução da União Soviética, o principal obstáculo à sua ascensão pacífica é a política de contenção americana. Diante desta estratégia, a China vem desenvolvendo ampla iniciativa voltada a construir um poder nacional abrangente. Ela inclui uma política comercial e diplomática e uma estratégia militar. CHINA: DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E ASCENSÃO INTERNACIONAL

23 Os dilemas da ascensão pacífica No campo comercial e diplomático, a crescente afirmação da China nos fóruns multilaterais e sua política na Ásia são elementos centrais. No plano militar, o aspecto potencialmente mais desafiante da estratégia chinesa seja a aproximação com a Rússia. Esta se deu a partir da afirmação da Organização de Cooperação de Shanghai (OCS), uma instituição criada com o objetivo de reforçar a segurança na Ásia central, Constitui um primeiro esforço (do maior bloco produtor e consumidor de petróleo e armas) de se contrapor à OTAN e ao unilateralismo militar dos EUA. CHINA: DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E ASCENSÃO INTERNACIONAL

24 Conclusões A ascensão econômica chinesa enfrenta diversos desafios econômicos, sociais, geopolíticos e políticos. Dentre eles: A passagem de uma inserção externa baseada em produtos padronizados e intensivos em trabalho para produtos intensivos em ciência; Na mudança do padrão de acumulação; Maior dinamismo do consumo interno; Redução das desigualdades na distribuição da renda entre campo e cidade; A construção de fontes estáveis de abastecimento de gás e petróleo. A expansão de uma ampla diplomacia na Ásia. Na formação de uma parceria estratégica com a Rússia e modernização tecnológica de seu exército. CHINA: DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E ASCENSÃO INTERNACIONAL


Carregar ppt "CHINA Glauco Magno Ribeiro. China CHINA: DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E ASCENSÃO INTERNACIONAL Autor: Carlos Aguiar de Medeiros Grande ator da."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google