A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Teorias da Administração I Turma: C02 Unidade VI Matéria Para N2.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Teorias da Administração I Turma: C02 Unidade VI Matéria Para N2."— Transcrição da apresentação:

1 Teorias da Administração I Turma: C02 Unidade VI Matéria Para N2

2 Capítulo 7 – Teoria Neoclássica da Administração Teoria Neoclássica

3 Teoria Neoclássica da Administração é o nome dado a um conjunto de teorias que surgiram na década de 1950 e que propõem uma retomada das abordagens clássica e científica da administração. A teoria têm como principal referência Peter Drucker, mas também inclui um grupo amplo de autores como Willian Newman, Ernest Dale, Ralph Davis, Louis Allen e George Terry. Peter Ferdinand Drucker Nasceu: Viena (Austria) Faleceu: Claremont (Califórnia – EUA) É considerado o pai da moderna gestão de empresas

4 Teoria Neoclássica

5

6 Podemos considerar a Teoria Neoclássica como o conjunto de reações que retoma os conceitos clássicos, adaptando-os, renovando-os e atualizando-os à conjuntura política, econômica e social da empresa atual. A Teoria Neoclássica constitui-se um movimento bastante heterogêneo de autores integrando atributos de diversas áreas do conhecimento. É também chamada de Escola Operacional, Escola do Processo Administrativo, ou ainda, Abordagem Universalista da Administração.

7 Teoria Neoclássica Para os autores neoclássicos, a administração consiste em orientar, dirigir, e controlar esforços de um grupo de indivíduos para um objetivo comum. O bom administrador é, naturalmente, aquele que possibilita ao grupo alcançar seus objetivos com o mínimo dispêndio de recursos e esforços e com menos atritos com outras atividades úteis..

8 Segundo Chiavenato podemos considerar as seguintes características: ênfase na prática da administração – busca resultatos concretos reafirmação relativa das proposições clássicas; ênfase nos princípios gerais da administração; ênfase nos objetivos e resultados. Ecletismo: Absorve conceitos de várias teorias e abordagens Teoria Neoclássica

9 Ênfase na prática da Administração Ênfase nos aspectos práticos da Administração; Baseia-se no pragmatismo;(valorização da prática) Valoriza resultados concretos e mensuráveis. Reafirmação dos postulados clássicos É uma reação a Teoria das Relações Humanas; Reafirma relativamente a Teoria Clássica; Dando-lhe uma configuração mais ampla e flexível.

10 Ênfase nos Objetivos e Resultados Em todas as organizações existem objetivos; São os objetivos que justificam a sua existência; Daí a ênfase colocada nos objetivos organizacionais; Surge um dos melhores produtos da Teoria Neoclássica: a Administração Por objetivos. Ênfase nos princípios gerais da Administração Estabelecem normas de comportamento administrativo; Esses princípio gerais podem mudar de autor para autor; Alvin Brows chegou a coletar 96 princípios da Administração.

11 Ecletismo da Teoria Neoclássica Embora se baseiam na Teoria Clássica, a Teoria Neoclássica sofre influência de outras teorias administrativas, a fim de gerar um figurino eclético necessário a formação do administrador.

12 Aspectos Administrativos Comuns às Organizações Quanto aos Objetivos – As organizações não vivem para si próprias, mas são meios, são órgãos sociais que visam à realização de uma tarefa social. Quanto à Administração – Todas as organizações são diferentes em seus objetivos, em seus propósitos, mas são essencialmente semelhantes na área administrativa. Todas exigem a união de várias pessoas que devem atuar em conjunto e se integrar em um empreendimento comum. Quanto ao Desempenho Individual – É o campo onde há menor diferença entre as organizações. O desempenho individual é a eficácia do pessoal que trabalha dentro das organizações.

13

14 Eficiência X Eficácia Eficiência: Ênfase nos meios. Fazer correto a coisa. Resolver problemas. Salvaguardar recursos. Cumprir tarefas e obrigações. Treinar os subordinados. Manter as máquinas. Freqüentar a igreja. Rezar. Jogar futebol com arte. Eficácia: Ênfase nos resultados. Fazer as coisas certas. Atingir objetivos. Otimizar o uso de recursos. Obter resultados. Dar eficácia ao subordinado. Máquinas em funcionamento. Praticar valores religiosos. Ganhar o céu. Ganhar o jogo.

15 Teoria Neoclássica PRINCÍPIOS BÁSICOS DA ORGANIZAÇÃO: Divisão do trabalho: maior especialização das tarefas, maior produtividade e redução dos custos de produção. Especialização: cada cargo passa a ter funções específicas e especializadas.

16 Teoria Neoclássica PRINCÍPIOS BÁSICOS DA ORGANIZAÇÃO: Hierarquia: divide a organização em camadas ou níveis de autoridade, tendo os superiores uma certa autoridade sobre os inferiores. Quanto maior a organização, maior tende a ser a estrutura hierárquica. Distribuição da autoridade e responsabilidade: a hierarquia representa a distribuição da autoridade e responsabilidade entre os níveis da estrutura.

17

18

19 Níveis: Institucional Intermediário Operacional Administração de Cúpula Definição de objetivos Planejamento, Organização, Direção e Controle Administração das Operações Supervisão da execução das tarefas e operações da empresa Presidente Diretores Gerentes Supervisores Funcionários e Operários Execução das tarefas Os Níveis administrativos na Organização

20 Os Níveis Hierárquicos Níveis: Institucional Intermediário Operacional Diretores Gerentes Supervisores Administração Operação Funcionários e Operários (Pessoal não-administrativo)

21 Especialização Com a divisão do trabalho surge a especialização; Cada órgão ou cargo passa a ter funções específicas; A separação do planejamento da execução proposta por Taylor é uma consequência do princípio da especialização.

22 Hierarquia Hierarquia representa a distribuição da autoridade e responsabilidade entre os níveis; Autoridade é o direito de mandar. Quanto maior a autoridade, maior a responsabilidade; Responsabilidade é o dever de responder pela sua autoridade; Delegação de poder é o processo de transferir autoridade e responsabilidade para subordinados.

23

24

25

26

27 Amplitude Administrativa Significa o nº de subordinados que um administrador pode supervisionar; Uma amplitude estreita conduz a uma estrutura organizacional alta, e vice-versa; A tendência atual é achatar as estruturas.

28 Amplitude Administrativa Organização Alongada e Achatada Organização Alta Organização Achatada

29

30 Centralização A centralização ocorre quando a autoridade é retida e circunscrita nas mãos do executivo máximo da organização.

31 Descentralização

32 Organização Centralizada Descentralizada

33 CENTRALIZAÇÃO X DESCENTRALIZAÇÃO Refletem o grau de concentração de autoridade ou a distribuição de autoridade nos diversos níveis da organização. Centralização Descentralização Decisões alocadas próximo ao topo da organização Autoridade para decisões deslocada para os níveis mais baixos da organização

34 PlanejamentoOrganização - Dividir o trabalho - Designar as atividades - Agrupar as atividades em órgãos e cargos - Alocar os recursos - Definir autoridade e responsabilidade - Designar as pessoas - Coordenar os esforços - Comunicar - Motivar - Liderar - Orientar DireçãoControle - Definir os padrões - Monitorar o desempenho - Avaliar o desempenho - Ação corre- tiva -Estratégia global - Formular objetivos - Definir os planos para alcançá-los - Programar as atividades O Processo Administrativo na Teoria Neoclássica – Funções do Administrador

35 É a determinação prévia do que deve ser feito e quais os objetivos a atingir – decidir o que fazer e como fazer, antes de iniciar a ação. O planejamento é descrito em passos, fases e tipos. A PRIMEIRA FUNÇÃO DO PROCESSO ADMINISTRATIVO: PLANEJAMENTO

36 Estabelecer objetivos Determinar os possíveis planos alternativos de ação Escolher a melhor alternativa de ação Escolha definitiva do plano de ação Formular os planos derivativos, de apoio ao plano básico Definir os meios de controle PASSOS DO PLANEJAMENTO

37 OBJETIVO A ALCANÇAR: fixar os objetivos/ resultados desejados TOMAR DECISÕES: estabelecer as ações adequadas ESTRATÉGIA GLOBAL: prever o efeito das atuais decisões no futuro PLANOS OPERACIONAIS: aplicá-los em todas as atividades atuais FASES DO PLANEJAMENTO

38 Em cada nível hierárquico realiza-se um tipo diferente: ESTRATÉGICO: de longo prazo – cúpula administrativa TÁTICO: de médio prazo – âmbito gerencial OPERACIONAL: de curto prazo – desdobra em detalhes o planejamento tático TIPOS DE PLANEJAMENTO

39 Agrupa as atividades e as aloca às lideranças com autoridade para definir os meios mais indicados A organização é descrita em componentes, princípios básicos e técnicas A SEGUNDA FUNÇÃO: ORGANIZAÇÃO

40 Tarefas – menor unidade de trabalho Pessoas – habilidade, aptidão, experiência, interesse e prática Órgãos – dispostos em níveis hierárquicos Relações – indivíduo com o trabalho indivíduo com a organização indivíduo com a organização informal COMPONENTES DA ORGANIZAÇÃO

41 Princípio do objetivo – deve ser definido e compreendido por todos Da unidade de funções – devem operar em conjunto Da simplicidade – ter por base inter-relações claras e simples Das inter-relações individuais – atribuir deveres e responsabilidades, incentivos ao trabalho participativo Da autoridade – deve corresponder à responsabilidade Da subordinação a um único superior Do alcance do controle – limitar os contatos dirigente/ subordinado Da racionalidade – lutar contra o desperdício Da divisão do trabalho – em tarefas elementares para tornar fácil Do princípio industrial – relações no trabalho, preservar integridade PRINCÍPIOS BÁSICOS DA ORGANIZAÇÃO (1)

42 Da funcionalidade – acelerar o desempenho de um órgão Da padronização – facilitar as substituições no produto ou meios Da normalização – especificar as documentações da empresa Da automação – delegar ao computador o comando das máquinas Da delegação – descentralizar o trabalho/ dispor de tempo para problemas mais importantes Do comando – capaz de tirar o organismo da inércia, acelerar a ação Da coordenação – ajustar os diversos esforços Do controle – comparar os resultados desejados/ obtidos Do desnivelamento – classificar os elementos conf sua produtividade Da evolução – produzir novas técnicas Da maneabilidade – ter capacidade de adaptação/ versatilidade Da iniciativa – aproveitar nova situação, tomar rápido a decisão PRINCÍPIOS BÁSICOS DA ORGANIZAÇÃO (2)

43 São os gráficos organizacionais – facilitam a transmissão de inform.: Organograma – mostra a organização formal Funcionograma – descrição funcional de cada órgão Fluxograma – seqüência de um trabalho Fluxolocalgrama – fluxograma sobre o desenho da planta Harmonograma – itinerário dos diversos fluxos de trabalho Controlgrama – valor relativo entre o resultado e o parâmetro de refer Cronograma – diversas fases de um processo operacional Micromovigrama – movimentos mãos e pés versus tempo/ sincronia Ergograma – gráfico da fadiga do homem perante a tarefa executada TÉCNICAS DE ORGANIZAÇÃO

44 A direção leva os subordinados a contribuir de forma eficaz para a realização dos objetivos ! A direção exige tomada de decisões... Como é o processo de decisão ? Reconhecer o problema Elaborar alternativas Avaliar alternativas Escolher e implantar a alternativa Avaliar os resultados se + então fim se – então recomeçar o processo E quanto às técnicas de direção disponíveis ? TERCEIRA FUNÇÃO DO PROCESSO ADMINISTRATIVO: DIREÇÃO

45 São 5: Instruções – devem ser claras, exequíveis Coordenação – integrar e comprometer os func através de proced.: organização simplificada/ atribuição cada funcionário programas e diretrizes coerentes sistemas adequados de comunicação promoção da coordenação/ cooperação voluntária coordenação via supervisão das atividades Ordem – orientar e dirigir os subordinados – ser explícita/ clara/ objetiva/ com limites bem definidos. Pode ser específica/ genérica/ escrita ou oral. TÉCNICAS DE DIREÇÃO (1)

46 Delegação – atribuir ao subordinado uma missão, transferindo autoridade e responsabilidade. Pode ser: ampla – o poder transferido é total específica – o poder tem limites, mas é suficiente implícita – subordinado com liberdade pessoal de ação rígida – impede o arbítrio do subordinado Orientação – transfere o modus operandi p/ execução das tarefas à funcionários novos, na reciclagem dos atuais, e na confecção de relatórios de andamento dos trabalhos. TÉCNICAS DE DIREÇÃO (2)

47 O desejado e o executado estão de acordo com o concebido ? As ações corretivas são produzidas pelo ciclo de controle: Estabelecer o padrão desejado Tomar ação corretiva Observar o desempenho atual Comparar o desempenho atual com o desempenho desejado QUARTA FUNÇAO DO PROCESSO ADMNISTRATIVO: CONTROLE

48 Deve refletir as necessidades da atividade Deve imediatamente mostrar os desvios Deve ser flexível nas mudanças de planos Deve refletir o padrão de eficácia da organização Deve ser econômico Deve ser de fácil entendimento Deve trazer como resultado uma ação corretiva REQUISITOS PARA CONTROLE EFICIENTE

49 Momentos do controle – pré-controle: critérios para prever desvios (o tempo) controle atual: mede o desvio pós-controle: constata desvio após acontecido Processos de controle – estabelecer padrões: como medir resultados (o ciclo ) avaliar o desempenho real corrigir desvios: indicar erros/ meios correção Fases do controle – definir padrão desempenho desejado (a seqüência) registrar e mensurar o desempenho executado comparar resultado efetivo com o desejado constatar os desvios, indicar medidas corretivas implantar medidas corretivas Meios de controle – orçamento, análise de operações, análise do ponto (as ferramentas) de equilíbrio, auditoria, observação pessoal Momentos,Processos, Fases e Meios do Controle

50 A velha concepção de Fayol: Administrar é prever, organizar, comandar, coordenar e controlar continua firme. Mas hoje se fala em processo administrativo: planejar, organizar, dirigir e controlar. As funções administrativas continuam aceitas: Planejamento, Organização, Direção e Controle. Contudo, administrar é mais do que gerenciar pessoas, recursos e atividades. Em épocas de mudança, o papel do administrador se centra mais na inovação do que na manutenção do status quo. Apreciação Crítica da Teoria Neoclássica Status Quo significa estado atual, e é um termo em latim

51 Teoria Neoclássica

52 Próxima Aula TEORIA COMPORTAMENTAL DA ADMINISTRAÇÃO Definindo o Papel do Administrador


Carregar ppt "Teorias da Administração I Turma: C02 Unidade VI Matéria Para N2."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google