A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Determinação social da saúde do trabalhador Guilherme Albuquerque - UFPR CONFERÊNCIA ESTADUAL DE SAÚDE DO PARANÁ 2009.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Determinação social da saúde do trabalhador Guilherme Albuquerque - UFPR CONFERÊNCIA ESTADUAL DE SAÚDE DO PARANÁ 2009."— Transcrição da apresentação:

1 Determinação social da saúde do trabalhador Guilherme Albuquerque - UFPR CONFERÊNCIA ESTADUAL DE SAÚDE DO PARANÁ 2009

2 TRABALHO HUMANO (SALTO ONTOLÓGICO) Modificando a natureza produz seus meios de vida afastando os limites impostos pela natureza adaptando-a a seus intentos Cria os objetos humanos (inclusive os conhecimentos) Trabalho (SOCIAL) de interdependência (relações dos homens com a natureza e entre si)

3 PRODUÇÃO DO HUMANO NO HOMEM Cria uma segunda natureza, uma realidade humana. (apropriação e objetivação) O ser humano, sobre uma base natural, biológica, assenta uma base cultural na produção da sua humanidade. – fala escreve, voa, tem olhar microscópico e telescópico etc (objetivação do ser humano)

4 CONDIÇÕES DA PRODUÇÃO DO HUMANO NO HOMEM O caráter humano (o que é, quanto e como vive) é dado, em cada momento histórico, – pelo grau de desenvolvimento da produção humana (produção dos objetos humanos) e – pela forma como a sociedade organiza tal produção e as relações de produção.

5 DIFERENÇAS NAS CONDIÇÕES DA PRODUÇÃO DO HUMANO NO HOMEM Em sociedades de classe as relações de produção geram desiguais condições de vida – diferenças no quanto e como vivem as pessoas pertencentes às diferentes classes e frações de classe.

6 DIFERENÇAS NAS CONDIÇÕES DA PRODUÇÃO DO HUMANO NO HOMEM Diferenças: – Maior ou menor desgaste no trabalho – Maior ou menor possibilidade de acesso aos meios de vida (produtos ) – Maior ou menor grau de liberdade e auto-realização Gerando: – maior ou menor sobrevida e surgimento maior ou menor de doenças.

7 DIFERENÇAS NA SAÚDE ENTRE OS HUMANOS Saúde - estar vivo e em condição de nos objetivarmos como humanos (realizarmos em cada um de nós o que a humanidade já estabeleceu como possibilidade -viver 100 anos, voar, etc.) Essa objetivação depende da possibilidade de apropriação daquilo que a humanidade produziu.

8 DIFERENÇAS NA SAÚDE ENTRE OS HUMANOS A saúde (possibilidade de viver por todo o tempo e na qualidade que caracteriza o gênero humano) depende do acesso ao produto da civilização e esse acesso se dá para cada grupo, de diferentes formas, na dependência de como se organiza a vida em cada sociedade. A forma como se organiza a vida em sociedade determina diferentes formas de viver, adoecer e morrer, para os diferentes grupos sociais. – Mesma sociedade em diferentes momentos históricos – Mesmo momento duas sociedades diferentes – Mesma sociedade, mesmo momento, diferentes classes

9 DIFERENÇAS NA SAÚDE ENTRE OS HUMANOS No capitalismo: conflito capital X trabalho

10 DIFERENÇAS NA SAÚDE ENTRE OS HUMANOS Pode-se dizer, sem paradoxo, que o capital fixa previamente a duração média da existência, para os diferentes estratos sociais e distribui taticamente sua sentença de morte (Pollack,1972)

11 Processos críticos Produção/trabalho Consumo Política Ideologia Meio ambiente No capitalismo: – Processo de produção = processo de exploração – Trabalho abstrato

12 Neoliberalismo Crise do capital (superprodução relativa) acentuação da exploração diante da necessidade de recuperar lucro Desemprego, terceirizados, sem carteira... sobrantes.

13 Saúde do trabalhador – Combater neoliberalismo Aumentar amparo do Estado Reduzir privatização, terceirização, fundações estatais de direito privado... Garantir e reforçar direitos trabalhistas – Combater exploração do trabalhador – Reduzir carga de trabalho século XIX lei das 10 horas por dia. Século XXI 12h por semana. – Gerar emprego (público inclusive) – Superar (por incorporação) medicina do trabalho e saúde ocupacional. – Dar visibilidade aos problemas de saúde do trabalhador e aos processos críticos que os determinam – Superar o fundamentalismo econômico e o modo de produção capitalista

14 Arouca – reforma sanitária = reforma social visando uma revolução, no sentido de priorizar a vida humana acima de tudo. CONSTITUIR NO BRASIL UM SISTEMA DE SAÚDE UNIVERSAL TAMBÉM ERA VISTO COMO IMPOSSÍVEL ANTES DA REFORMA SANITÁRIA


Carregar ppt "Determinação social da saúde do trabalhador Guilherme Albuquerque - UFPR CONFERÊNCIA ESTADUAL DE SAÚDE DO PARANÁ 2009."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google