A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

AFINAL...Qual o significado desse TEMA? O QUE COMUNICAR quanto aos aspectos TEOLÓGICOS e SOCIAIS ?

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "AFINAL...Qual o significado desse TEMA? O QUE COMUNICAR quanto aos aspectos TEOLÓGICOS e SOCIAIS ?"— Transcrição da apresentação:

1

2 AFINAL...Qual o significado desse TEMA? O QUE COMUNICAR quanto aos aspectos TEOLÓGICOS e SOCIAIS ?

3

4 O que COMUNICAMOS dentro desse MUNDO?MORTE?

5 Ou

6

7 CULTURA VIDA CULTURA MORTE O OBJETIVO desse MOMENTO, é REFLETIR sobre a COMUNICAÇÃO HOJE e seus DESAFIOS, NUMA SOCIEDADE envolvida entre a CULTURA da VIDA e a CULTURA da MORTE.

8 Afinal... O QUE e COMO a SOCIEDADE se COMUNICA? O QUE e COMO DEUS se COMUNICA? QUAL a DIFERENÇA nessas COMUNICAÇÕES?

9 ... NÃO AO PROJETO DE MORTE...

10 COMO a IGREJA comunica? COMO a IGREJA comunica? QUAL o NOSSO PAPEL de CRISTÃOS diante de tantos DESAFIOS impostos pela SOCIEDADE frente à COMUNICAÇÃO? QUAL o NOSSO PAPEL de CRISTÃOS diante de tantos DESAFIOS impostos pela SOCIEDADE frente à COMUNICAÇÃO? QUAIS são os apêlos desse MUTIRÃO, quanto à Comunicação hoje, lá onde estamos? QUAIS são os apêlos desse MUTIRÃO, quanto à Comunicação hoje, lá onde estamos?

11 COMUNICAÇÃO organização. A COMUNICAÇÃO constitui uma das ferramentas mais importantes que os líderes têm à sua disposição para desempenhar as suas funções de influenciação. A sua importância é tal que alguns autores a consideram mesmo como o sangue que dá vida à organização. organização

12 A COMUNICAÇÃO é a experiência fundamental do ser humano desde que entra neste mundo, fazendo parte da sua constituição humana. Comunicamo-nos de muitas maneiras: com o olhar, com o tato, a fala, os gestos, os sentimentos, pela maneira de andar, de vestir, etc. Outrora o homem usava métodos e meios mais rudimentares: tocar tambores, sinal de fumaça... A comunicação é um fenômeno simples e, ao mesmo tempo, complexo.

13 COMUNICAÇÃO A palavra COMUNICAÇÃO deriva do latim, referindo-se ao ato de tornar comum, estabelecer comunicação, etc. Comunicar-se significa tentar estabelecer comunidade com alguém. Portanto, a comunicação não se limita a ser um EMISSOR e outro RECEPTOR, mas é INTERCÂMBIO de mensagens entre sujeitos conscientes e livres, é a tentativa de CONSTRUIR JUNTOS um sentido da realidade a partir do intercâmbio de informação e da expressão recíproca de ideias e sentimentos.

14 A história da COMUNICAÇÃO HUMANA parece-se com uma longa peregrinação, que leva a humanidade « desde o projecto de BABEL, baseado no orgulho, que acabou na confusão e incompreensão recíproca a que deu origem (cf. Gn 11, 1-9), até ao PENTECOSTES

15 e ao dom de falar diversas línguas, quando se dá a RESTAURAÇÃO da COMUNICAÇÃO, baseada em JESUS, através da ação do ESPIRITO SANTO ». É na VIDA, morte e RESSURREIÇÃO de CRISTO, « é em DEUS feito Homem, nosso IRMÃO, que se encontra o fundamento e o protótipo da comunicação entre os homens ».

16 COMUNICAÇÃO TEOLÓGICA O termo TEOLOGIA foi criado pelos antigos filósofos gregos para designar aquela disciplina que busca o fundamento último das coisas. A teologia cristã, por sua vez, parte da revelação divina, ou seja, busca respostas às perguntas humanas à luz da fé e da revelação recebida.

17 experiência histórica É fundamental considerar que a TEOLOGIA não parte de ideias, mas da experiência histórica do Povo de Israel e da comunidade cristã primitiva. É a partir dessa FÉ que a Teologia da Libertação se constitui como instrumento crítico da Comunicação. Teologia da Libertação A Teologia da Libertação ao tratar da Comunicação projeta como modelo a IMAGEM DO REINO DE DEUS que necessita ser construído AQUI e AGORA.

18 Nas relações de DEUS com o Povo de Israel, há uma dialética comunicativa entre um DEUS que salva e um mundo pecador, notamos a dialética da COMUNICAÇÃO/INCOMUNICAÇÃO. A dinâmica no AT DEUS oferece a COMUNICAÇÃO e o POVO rompe, DEUS volta a oferecer a COMUNICAÇÃO.

19 A iniciativa gratuita e livre é de DEUS, é oferta do criador de VIDA, é gesto, é AÇÃO através do sopro do seu ESPIRITO, o mundo que antes não era, passou a existir. A PALAVRA de DEUS rompe o silêncio da eternidade. DEUS chama o homem e a mulher para conviverem com ELE, para serem seus colaboradores na organização desse MUNDO CAÓTICO.

20 A ação de Deus não se detém na criação, é a escolha de um povo, a PALAVRA chama Abraão que muda de nome Abrão, pai de muitos povos. A escolha de um povo é DIÁLOGO, é COMUNICAÇÃO, porque toda aliança pressupõe pelo menos duas pessoas que realiza um compromisso entre si. A ação de DEUS foi mais longe sua comunicação vai agir mais profundamente é a grande manifestação comunicativa de DEUS: o processo de LIBERTAÇÃO – o EGITO.

21 No diálogo entre Deus e Moisés, este quer saber o nome de Deus. Nessa comunicação do nome, DEUS afirma que POVO o conhecerá na medida de sua AÇÃO em favor DELE. Serei aquele que vos libertará do EGITO, aquele que vos dará uma terra prometida aos vossos pais. Se vê que a iniciativa de comunicação é de DEUS e exige em contrapartida uma práxis concreta do povo.

22 À dinâmica do DIÁLOGO contrapõe uma força que os leva fechar egoisticamente em si, é a ambiguidade humana. Querendo ser como DEUS Gn 3,5, os seres humanos rompem a ligação que os vincula ao CRIADOR. A história da ambiguidade humana continua na medida em que as pessoas vão criando estruturas que as afasta do encontro e da comunicação – TORRE de BABEL. A tendência do povo era sempre manipular DEUS tornando-o objeto à sua disposição.

23 A práxis concreta, que evidencia uma resposta ao apelo – promessa de JAVÉ menosprezada e esquecida na vida cotidiana, mas como diz São Paulo Deus é fiél _ Como a chuva que cai do céu e para lá não volta sem ter fecundado a terra e feito germinar as plantas Isaías 55, 10,11.

24 DEUS levou ao extremo a sua proposta comunicativa, enviando o seu próprio FILHO como PALAVRA eterna. A COMUNICAÇÃO de CRISTO também se manifestava por gestos concretos de Libertação e Salvação. Esses gestos exigem do povo uma resposta, mas são gestos humanos, a resposta exigida na liberdade será diversa, conflitiva e trágica por sua própria natureza

25 UMA PRÁTICA EVANGELIZADORA: CRIA UM MUNDO NOVO O cristão dedica-se de modo específico aos serviço da Palavra, tornando-se porta-voz da experiência cristã de toda comunidade.

26 É COMO A CHUVA QUE LAVA É COMO UM FOGO QUE ARRASA TUA PALAVRA É ASSIM NÃO PASSA POR MIM SEM DEIXAR UM SINAL SEM DEIXAR UM SINAL Tenho medo de não responder, de fingir que não escutei. /: Tenho medo de ouvir teu chamado, virar do outro lado e fingir que não sei

27 COMUNICAÇÃO SOCIAL A Comunicação Social é uma ciência social aplicada, que estuda são os Meios de Comunicação de Massa (também chamados Mass Media ou simplesmente Média ou Mídia) principalmente o Jornalismo ou Imprensa e a Comunicação Organizacional (Publicidade, Propaganda, Relações Públicas, Comunicação de Marketing) de empresas e de organizações governamentais ou não- governamentais. Meios de Comunicação de MassaMass MediaMédia MídiaJornalismoImprensaComunicação OrganizacionalPublicidade PropagandaRelações PúblicasMarketingnão- governamentaisMeios de Comunicação de MassaMass MediaMédia MídiaJornalismoImprensaComunicação OrganizacionalPublicidade PropagandaRelações PúblicasMarketingnão- governamentais

28 A comunicação objeto da Comunicação Social diferencia-se, portanto, da comunicação que é objeto de ciências como a Psicologia, a Linguística ou a Antropologia, sem que se possa negar a existência de interseções entre esses domínios. Psicologia Linguística AntropologiaPsicologia Linguística Antropologia

29 Apesar da COMUNICAÇÃO ser um ATO praticado há milênios e se constituir o processo social básico, ela faz parte da sobrevivência e perpetuação da espécie. Além disso, a comunicação é vista como uma atividade sensorial e nervosa pela qual se transmitem informações.

30 consciência mais profunda COMUNICAÇÃO A COMUNICAÇÃO SOCIAL deverá contribuir para que os os homens, comunicando entre si, adquiram uma consciência mais profunda da vida comunitária. E assim cada homem, unido a todos os seus irmãos, coopera nos desígnios que DEUS tem sobre a história, como que levado pela mão divina. Por vez, esta união e solidariedade entre os homens, fim principal de todo COMUNICAÇÃO, encontra-se segundo a fé cristã, seu fundamento e figura no mistério primordial da inter-comunicação eterna entre o Pai, o Filho e o Espírito Santo.

31 José Marques de Melo, ressalta que do ponto de vista histórico a comunicação promoveu o entendimento entre os homens e que o aparecimento dos MEIOS MASSIVOs deu uma nova dinâmica para a própria história. Juan Díaz Bordenave, diz que a COMUNICAÇÃO é uma forma de INTERAÇÃO HUMANA que se realiza através do uso de signos - a atribuição de significados a signos é a base da comunicação e da linguagem.

32 Por este motivo, ele considera a COMUNICAÇÃO parte de um processo mais amplo – o processo de informação – que por sua vez, é um aspecto do processo de organização (social, política, econômica, administrativa etc).

33 Papa João Paulo II COMUNICAÇÃO SOCIAL O Papa João Paulo II por ocasião do início da CF 1989 com o tema: "A COMUNICAÇÃO SOCIAL" diz que a COMUNICAÇÃO SOCIAL representa um dos bens de maior consumo; e o seu controle desperta a cobiça do poder, do ter e do prazer da sabedoria terrena, contraposta à sabedoria que vem do Alto. E sucede que, para sobreviverem, empresas de comunicação passam a incentivar padrões de comportamento que perturbam a ordem na sociedade, nomeadamente a violência, o erotismo e o consumismo.

34 A ganância de uns leva a miséria de muitos... O Povo sem senso de crítica é a maior vítima dos meios de comunicação em massa.

35 É NA COMUNICAÇÃO QUE SE TORNAM VISÍVEIS A SITUAÇÕES DE OPRESSÃO E DOMINAÇÃO.

36 COMUNICAÇÃO DE MASSA Como fazer com que os MEIOS DE COMUNICAÇÃO DE MASSA não se tornam mais instrumentos de mistificação e de legitimação da dominação capitalista? QUAL o NOSSO PAPEL QUAL o NOSSO PAPEL ? Os MEIOS de COMUNICAÇÃO estão sempre presentes e são fator indispensável tanto na criação como na transmissão, mudança, legitimação e reprodução de determinada cultura.

37 A COMUNICAÇÃO APRESIONADA O que necessita ser LIBERTADO? O documento de Puebla constatou que toda Comunicação é dirigida, vigiada.

38 Na sociedade atual, a comunicação está aprisionada e para ser libertada, necessita mudar a relação com a ordem social estabelecida que é repressiva, é ai que se justifica a LUTA PELA LIBERTAÇÃO DA COMUNICAÇÃO. (cf UCBC- União Brasileira de Comunicação Social, que congrega agentes de pastoral das Igrejas cristãs, fundada em 1969).

39

40 Ao longo de nossa história, sabemos que o BRASIL foi palco da imposição de uma cultura montada pela elite branca, proprietária, instruída e que não poupou mecanismos para impor ao povo a CULTURA do SILÊNCIO, FORMANDO um povo que não interferisse nos interesses daqueles que estavam no PODER, PIOR AINDA, os convenceu de sua IGNORÂNCIA, desqualificando e tentando esmangar as suas raízes indígenas, africanas. O QUE FAZER PARA MUDAR ESSA HISTÓRIA

41 PORTANTO... A TEOLOGIA é um momento de reflexão sobre uma Ação Libertadora. Na atual ordem social não é possível haver uma comunicação libertadora. Ora a comunicação livre é um PROCESSO que não se identifica com os Meios de Comunicação. O QUE É COMUNICAÇÃO LIVRE? É um PROCESSO e se dá através de uma relação de DIÁLOGO e APRENDIZAGEM MÚTUA. Mudar a realidade brasileira implica pensar uma nova cultura que não esteja a serviço da opressão e da dominação econômica

42 Essa nova realidade será concretizada na medida em que for superado o complexo de inferioridade que foi imposto pela aculturação. COMUNICAÇÃO LIBERTADORA é necessário pensar a cultura redefinindo o seu conceito. Existe na América Latina uma imensa diversidade cultural, portanto é fundamental trabalhar a questão da DIFERENÇA, da DIVERSIDADE, do PLURALISMO como categorias para a reflexão e sobre sua relação e cultura.

43 COMUNICAÇÃO NA IGREJA EVANGELIZAÇÃO e COMUNICAÇÃO como TAREFA dos CRISTÃOS DOCUMENTOS DA IGREJA SOBRE A COMUNICAÇÃO

44 IGREJA A insistência da IGREJA sobre a COMUNICAÇÃO faz-se presente em toda a sua trajetória histórica, num itinerârio longo e difícil, pois se tratava de lidra, sobretudo, com as mais diversas mentalidades a respeito do fenômeno da comunicação. Mas a Igreja persistiu, ora chamando a atanção para o fato de que a comunicação entrou raramente nos programas pastorais (Redemptoris Missio, n. 73c), ora documentos, ora apontando as necessidades e recomendando a ação pastoral inculturada [...] Sempre, porém, evoluindo na sua firmeza sobre a necessidade de uma educaçao para a COMUNICAÇÃO.

45 MIRANDA PRORSUS MIRANDA PRORSUS – Encíclica do Papa Pio XII Voltada para os meios de comunicação eletrônicos: cinema, rádio e televisão INTER MIRIFICA INTER MIRIFICA – Decreto do Concílio Vaticano II sobre os meios de comunicação social Foi a primeira vez na história da Igreja que um Concílio ecumênico discutiu os meios de comunicação. Com este Decreto o Concílio cria o termo Comunicação Social, o Dia Mundial das Comunicações e um Secretariado mundial para as comunicações.

46 Trabalha o direito à informação, a arte, a moral. Lembra os deveres dos receptores: os jovens, os pais, os autores, as autoridades civis, a ação pastoral da Igreja, as iniciativas católicas e a formação. COMMUNIO ET PROGRESSIO COMMUNIO ET PROGRESSIO – Instrução pastoral sobre os meios de comunicação social promulgada por determinação do CONCÍLIO VATICANO II, pela Comissão Pontifícia para as Comunicações Sociais. Maio de 1971.

47 Foi a primeira Instrução positiva sobre MCS e tida como a Magna Carta da comunicação cristã. Não enumera os direitos e deveres. Parte de uma reflexão teológica e a contribuição para o progresso que os meios prestam à humanidade. Meios de Comunicação Os Meios de Comunicação são dons de Deus. Cristo é visto como o comunicador perfeito e a Eucarístia como a comunicação que leva à comunhão. A Trindade como modelo da comunicação

48 REDEMPTORIS MISSIO – sobre a Validade permanente do Mandato Missionário por ocasião do 25.º aniversário do Decreto conciliar Ad gentes. 7 de Dez. de Está dividida em oito capítulos: Jesus Cristo único Salvador; O Reino de Deus; O Espírito Santo, protagonista da missão; Os imensos horizontes da missão ad gen­tes; As vias da missão; O agente da pastoral missionária; A cooperação missio­nária; A espiritualidade missionária.

49 AETATIS NOVAE – Instrução pastoral sobre as comunicações sociais no XX aniversário da Communio et progressio – Segunda Inst. Pastoral publicada pelo Conselho Pontifício para as Comunicações Sociais. 22 de fev. de Esta Instrução reflete sobre as consequências Pastorais das modernas revoluções tecnológicas. E sobre o alcance dos MCS. A Instrução contém os elementos para um plano de Pastoral para as comunicações sociais. Ressalta a atenção da igreja para com os profissionais da comunicação expostos a pressões psicológicas e a particulares dilemas éticos.

50 ÉTICA NAS COMUNICAÇÕES SOCIAIS – Documento promulgado pelo Pontifício Conselho para as Comunicações Sociais, órgão integrante da Santa Sé. Foi publicado na Cidade do Vaticano em 4 de junho de 2000, no Dia Mundial das Comunicações Sociais e Jubileu dos Jornalistas.Lembra o documento que os mass media são chamados ao serviço da dignidade humana, ajudando os indivíduos a viverem bem e a agirem como pessoas em comunidade. A comunicação social tem o poder de promover a felicidade e a realização humana

51 ÉTICA NA INTERNET – Documento promulgado pelo Pontifício Conselho para as Comunicações Sociais, órgão integrante da Santa Sé. Foi publicado na Cidade do Vaticano, em 22 de Fevereiro de 2002, Festa da Cátedra de São Pedro Apóstolo.

52 O RÁPIDO DESENVOLVIMENTO – Carta Apostólica do Papa João Paulo II, aos responsáveis pelas comunicações sociais. Publicada na Cidade do Vaticano, em 24 de Janeiro de 2005, memória de São Francisco de Sales, padroeiro dos jornalistas. O rápido desenvolvimento das tecnologias no campo da mídia é certamente um dos sinais do progresso da sociedade de hoje.

53 O PADRE E A PASTORAL NO MUNDO DIGITAL – Mensagem do Papa Bento XVI para o 44º Dia Mundial das Comunicações Sociais

54 QUAL O NOSSO COMPROMISSO DE CRISTÃOS DIANTE DA COMUNICAÇÃO HOJE?

55

56

57

58

59


Carregar ppt "AFINAL...Qual o significado desse TEMA? O QUE COMUNICAR quanto aos aspectos TEOLÓGICOS e SOCIAIS ?"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google