A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A comunicação é a transferência e a compreensão dos significados, pelo receptor, emitidos pela fonte. Conceito e Funções Apresentação para a disciplina.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A comunicação é a transferência e a compreensão dos significados, pelo receptor, emitidos pela fonte. Conceito e Funções Apresentação para a disciplina."— Transcrição da apresentação:

1 A comunicação é a transferência e a compreensão dos significados, pelo receptor, emitidos pela fonte. Conceito e Funções Apresentação para a disciplina de Fundamentos Psicológicos do Comportamento Humano – 2º Bimestre O Processo de Comunicação Mensagem a ser enviada Codificação da mensagem Mensagem Decodificada Mensagem Recebida Canal Feedback Ruido Fonte Receptor A comunicação tem quatro funções básicas: controle, motivação, expressão emocional e informação.

2 Uma mensagem pode ser transmitida de modo: 1. VERBAL: A comunicação verbal é o modo de comunicação mais familiar e mais freqüentemente usado. Divide-se em: A) VERBAL-ORAL: Refere-se a esforços de comunicação tais como dar instruções a um colega, entrevistar um candidato a um emprego, informar alguma coisa a alguém, e assim por diante.). B) VERBAL-ESCRITA: Refere-se a memorandos, relatórios por escrito, normas e procedimentos. 2. SIMBÓLICA: As pessoas cercam-se de vários símbolos, os quais podem comunicar muito a outras pessoas. O lugar que moramos, as roupas que usamos, o carro que dirigimos, a decoração do escritório e outras coisas mais expressam parte da nossa personalidade. 3. NÃO-VERBAL: A comunicação não-verbal, que se refere à transmissão de uma mensagem por algum meio diverso da fala e da escrita, é uma das facetas mais interessantes da comunicação. Incorpora coisas como o modo com que usamos o nosso corpo, os nossos gestos e nossa voz para transmitir certas mensagens. Processo Básico de Comunicação Apresentação para a disciplina de Fundamentos Psicológicos do Comportamento Humano – 2º Bimestre Linguagem de sinais

3 A interação social depende da comunicação, tanto da linguagem quanto de pistas fornecidas pelos movimentos corporais; A linguagem humana é um sistema imensamente complexo, flexível e produtivo, ao contrário do que ocorre com as outras espécies sociais; Estas integram os comportamentos envolvidos em funções sexuais, agonísticas, parentais e cooperativas. A Comunicação Apresentação para a disciplina de Fundamentos Psicológicos do Comportamento Humano – 2º Bimestre

4 As pessoas quando interagem falam e manifestam uma sequência de movimentos corporais; A paralinguagem é um aspecto adicional da comunicação não-verbal (pausas, gaguejos, repetição de frases, resmungos, suspiros e risos); Para o psicólogo social, o desafio é descobrir: 1. Quanto deste fluxo é comuticativo e quanto é um acompanhamento da fala; 2. Quanto é notado e intepretado pelo receptor e quanto é pretendito pelo emissor; 3. Pesquisas de regularidades de significado. Problemas de Pesquisas sobre Comunicação Não-Verbal Apresentação para a disciplina de Fundamentos Psicológicos do Comportamento Humano – 2º Bimestre

5 Comportamento comunicativo: refere-se ao comportamento a que o emissor insere uma intenção. Um comportamento é comunicativo na medida em que o indivíduo manipula de maneira deliberada a impressão do observador sobre ele; Para que qualquer ato seja comunicativo deve-se utilizar de um código comum de significado. Comportamento Informativo: refere-se ao comportamento que nos diz algo sobre o estado do indivíduo, que este seja incapaz de esconder ou ao menos não esteja preocupado neste sentido. Comunicação ou Simplesmente Informação Apresentação para a disciplina de Fundamentos Psicológicos do Comportamento Humano – 2º Bimestre

6 Um dos problemas do estudo do comportamento não-verbal é a identificação de elementos e de regras pelas quais estes elementos se combinam; A comunicação não-verbal pode ser analogamente estruturada, porém os movimentos corporais não ocorrem em sequências de elementos singulares; Não se tem explorado muito a pesquisa psicológica sobre a comunicação. Estrutura em Linguagem e Comunicação Não-Verbal Apresentação para a disciplina de Fundamentos Psicológicos do Comportamento Humano – 2º Bimestre

7 Para os psicólogos sociais, os sinais não-verbais têm as funções específicas de regular e encadear a interação social, e de expressar emoção e atitudes interpessoais; Consideram ainda que a principal função da linguagem é a comunicação sobre idéias, eventos e coisas não imediatamente presentes. Comunicação Não-Verbal e Verbal na Administração da Interação Social Apresentação para a disciplina de Fundamentos Psicológicos do Comportamento Humano – 2º Bimestre

8 Existem convenções que regem comportamentos, tais como, gesticular, sorrir, orientação espacial, uso de vestuário e cosméticos, tom de voz, etc, os quais são específicos de cada cultura. Como exemplos podem-se citar: Em países ocidentais, coçar a cabeça é um gesto que se intepreta como a falta de entendimento. Porém, para os japoneses indica ira. O chifrinho é utilizado como sinal de boa sorte entre os venezuelanos, como maldição na África e para os italianos significa marido traído. Normas Culturais e Comunicação Não-Verbal Apresentação para a disciplina de Fundamentos Psicológicos do Comportamento Humano – 2º Bimestre

9 Estar em público excerce um grande influência sobre o comportamento; Mantemos controle sobre nossas expressões faciais, gestos e posturas faciais; Temos cuidado em manter uma correta distância espacial entre nós próprios e pessoas estranhas; Desvios muito ligeiros das maneiras normais em público apontam os indivíduos como excêntricos, mas possivelmente perturbados; Sorrir e olhar demais para outras pessoas, gesticular com excessivo vigor, andar batendo os pés com demasiada força. Comportamento em Público Apresentação para a disciplina de Fundamentos Psicológicos do Comportamento Humano – 2º Bimestre

10 Além dos movimentos oculares e do ajustamento espacial as pessoas usulamente iniciam (e terminam) os encontros com um sorriso; Durante um encontro social ambas as partes fornecem, através de movimentos corporais, expressões faciais e gestos, provas de que estão acompanhando o que se diz; O término de um encontro social envolve uma sequência igualmente complexa de sinais; Entre pessoas que têm tido alguma experiência de interação mútua, os encontros convencionais terminam frequentemente de modo a dar a aparência de que todos os participantes atingiram, independentemente, o mesmo momento de se afastar. (Goffman) Administração dos Encontros Sociais Apresentação para a disciplina de Fundamentos Psicológicos do Comportamento Humano – 2º Bimestre

11 O movimento de olhos e a direção do olhar assinalam tanto atitudes de afeição como de dominação; Olhar-se mutuamente de forma insistente é interpretado como envolvimento pessoal; Encarar alguém demoradamente enquanto fala é tido como sinal de interesse; Movimento de olhos desempenha papel importante para regular os padrões de falas e comunicar às pessoas suas atitudes recíprocas podendo transmitir atitudes conflitantes. A Comunicação de Atitudes Interpessoais Apresentação para a disciplina de Fundamentos Psicológicos do Comportamento Humano – 2º Bimestre Expressões Faciais

12 Durante a interação comunicamos mutuamente importantes atitudes interpessoais; A expressão de emoção através de pistas faciais – Charles Darwin; Existe diferenças entre rostos comunicando emoções e rostos que nos informam sobre um estado emocional; A expressões faciais ocorrem em sequência, em contexto e em conjunto com outro comportamento, isto é, o observador interpretará o estado emocional e outrem a partir de sinais; As expressões emocionais derivam parte de seu significado da sequência em que ocorrem. Informação sobre Estados Emocionais a partir de Pistas Não-Verbais Apresentação para a disciplina de Fundamentos Psicológicos do Comportamento Humano – 2º Bimestre

13 A maioria das vezes não estamos conscientes que tentamos avaliar es emoções espontâneas de uma pessoas; As qualidades de voz demonstram informação sobre o estado emocional de uma pessoa; Existem estudos que afirmam que aqueles que são bons na projeção de emoções através da voz são ainda melhores em reconhecê-las na voz de outras pessoas. Informação sobre Estados Emocionais a partir de Pistas Não-Verbais Apresentação para a disciplina de Fundamentos Psicológicos do Comportamento Humano – 2º Bimestre

14 Uma parte do nosso comportamento não-verbal é dirigida no sentido de administrar os mecanismos de interação social; Outra parte envolve a expressão de atitudes e relações aos nossos parceiros, e ainda outra parte implica a comunicação de estados emocionais; Projetamos uma dada impressão de nós mesmos de várias maneiras; Habilidade de manifestar impressões através da comunicação é essencial para o êxito da cena cotidiana. Transmissão de Impressões do Eu e do Papel Apresentação para a disciplina de Fundamentos Psicológicos do Comportamento Humano – 2º Bimestre

15 A linguagem comunica a informação sobre idéias e eventos ao passo que a comunicação não-verbal se ocupa exclusivamente da informação pertinente ao encontro social imediato; Uma das importantes características da linguagem é que serve para a interação social; Geralmente a linguagem é altamente estruturada e inambígua, ao contrário da linguagem não-verbal. Linguagem Apresentação para a disciplina de Fundamentos Psicológicos do Comportamento Humano – 2º Bimestre

16 Numa comunicação verbal, a escolha da linguagem determina a natueza da ocasião e a relação dos interlocutores, assim como acontece com os sinais não-verbais; Porém, existe um fator adicional que restringe seu uso: Trata-se do tópico e do assunto da comunicação. A Escolha em Linguagem Apresentação para a disciplina de Fundamentos Psicológicos do Comportamento Humano – 2º Bimestre

17 1. Sobrecarga de Informações: quando temos mais informações do que somos capazes de ordenar e utilizar. 2. Tipos de informações: as informações que se encaixarem com o nosso autoconceito tendem a ser recebidas e aceitas muito mais prontamente do que dados que venham a contradizer o que já sabemos. Em muitos casos negamos aquelas que contrariam nossas crenças e valores. 3. Fonte de informações: como algumas pessoas contam com mais credibilidade do que outras (status), temos tendência a acreditar nessas pessoas e descontar de informações recebidas de outras. 4. Localização física: a localização física e a proximidade entre transmissor e receptor também influenciam a eficácia da comunicação. Resultados de pesquisas têm sugerido que a probabilidade de duas pessoas se comunicarem decresce proporcionalmente ao quadrado da distância entre elas. 5. Defensidade: uma das principais causas de muitas falhas de comunicação ocorre quando um ou mais dos participantes assume a defensiva. Indivíduos que se sintam ameaçados ou sob ataque tenderão a reagir de maneiras que diminuem a probabilidade de entendimento mútuo Barreiras à Comunicação Eficaz Apresentação para a disciplina de Fundamentos Psicológicos do Comportamento Humano – 2º Bimestre

18 Exemplo da empresa de construção civil; Nota-se que o funcionário não foi assertivo o suficiente para confrontar, expor suas próprias idéias ao seu gerente; Ilustra que a comunicação inadequada, ou falta de assertividade, com colegas de trabalho pode impactar o desempenho da empresa. Assertividade Apresentação para a disciplina de Fundamentos Psicológicos do Comportamento Humano – 2º Bimestre

19 É a auto-expressão por meio da qual a pessoa manifesta o que sente e pensa, defendendo seus direitos humanos básicos sem desrespeitar os direitos básicos dos outros; É quando uma pessoa expressa suas próprias opiniões e sentimentos de maneira direta, e em um tom moderado, olho no olho, por exemplo. Assertividade: Conceitos Apresentação para a disciplina de Fundamentos Psicológicos do Comportamento Humano – 2º Bimestre

20 A pessoa não-assertiva (muitas vezes percebida como submissa ou passiva) freqüentemente não se manifesta por pensar que o que tem a dizer não é importante ou pode trazer-lhe conseqüências negativas; Já a pessoa assertiva, pode expressar discordância e insatisfação, mas, ao fazê-lo, direciona esses sentimentos ao comportamento ou questão – não à pessoa – e, sem constrangimento ou ansiedade; faz com que esta saiba exatamente o que deseja ou precisa sem tentar dominar, humilhar ou insultar. Assertividade: Conceitos Apresentação para a disciplina de Fundamentos Psicológicos do Comportamento Humano – 2º Bimestre

21 Existem comportamentos: Assertivos; Agressivos; Passivos. Diferenciam-se tanto nos componentes verbais quanto nos não verbais. Tipos de Comportamentos Apresentação para a disciplina de Fundamentos Psicológicos do Comportamento Humano – 2º Bimestre

22 O comportamento assertivo: reflete uma consideração pelos desejos da outra pessoa e pelos próprios desejos, através de uma posição conciliatória, que beneficia parcialmente ambas as partes; expressa expectativas, desejos e sentimentos de forma direta e; é socialmente apropriado. Exemplos de verbalizações: Penso; Sinto; Quero; Como podemos resolver isso?; O que você acha? Mensagem básica: Isto é o que eu penso; isto é o que eu sinto; isto é o que eu quero. Componentes Verbais do Comportamento Assertivo Apresentação para a disciplina de Fundamentos Psicológicos do Comportamento Humano – 2º Bimestre

23 O comportamento agressivo: desconsidera os desejos do outro, tentando alcançar os próprios desejos; não costuma envolver expressão direta dos desejos, expectativas e sentimentos; costuma ser socialmente inapropriado. Exemplos de verbalizações: Você faria melhor se; Você deve estar brincando; Se você não fizer; Você não sabe; Você deveria. Mensagem básica: Isto é o que eu penso - é um absurdo você pensar diferente; isto é o que eu sinto – seus sentimentos não importam; isto é o que eu quero – o que você quer não é importante. Apresentação para a disciplina de Fundamentos Psicológicos do Comportamento Humano – 2º Bimestre Componentes Verbais do Comportamento Agressivo

24 O comportamento passivo (ou não assertivo): desconsidera os próprios desejos, facilitando a obtenção dos desejos do outro; manifesta falha ou inadequação da expressão dos próprios desejos, expectativas e sentimentos. Exemplos de verbalizações: Talvez; Suponho; Me pergunto se poderíamos; Você se importaria muito; Realmente, não é importante; Não se aborreça. Mensagem básica: O que quer que eu pense não é importante para você; o que eu sinto não tem importância; e o que eu quero não conta. Apresentação para a disciplina de Fundamentos Psicológicos do Comportamento Humano – 2º Bimestre Componentes Verbais do Comportamento Passivo

25 Manifestam-se através de: contato ocular direto; nível de voz compatível com o de uma conversação; fala fluida; gestos firmes; postura ereta; mensagens na primeira pessoa; verbalizações positivas; respostas diretas à situação; mãos soltas. Apresentação para a disciplina de Fundamentos Psicológicos do Comportamento Humano – 2º Bimestre Componentes Não-Verbais do Comportamento Assertivo

26 Já no comportamento agressivo: o olhar é fixo; a voz é alta; a fala é fluida e rápida; os gestos são de ameaça; a postura é intimidatória; as mensagens são impessoais. Apresentação para a disciplina de Fundamentos Psicológicos do Comportamento Humano – 2º Bimestre Componentes Não-Verbais do Comportamento Agressivo

27 Expressam-se através de: olhar para baixo e da esquiva de contato ocular; a voz é baixa e vacilante; os gestos são desajeitados; as mãos costumam se apresentar retorcidas, ocorrendo freqüentemente risos falsos. Apresentação para a disciplina de Fundamentos Psicológicos do Comportamento Humano – 2º Bimestre Componentes Não-Verbais do Comportamento Passivo

28 Assertivo: Facilita a solução de problemas interpessoais; aumenta o senso de auto-eficácia e a auto-estima; melhora a qualidade dos relacionamentos e a pessoa se sente mais tranqüila; aumenta a auto-confiança e a realização pessoal; reduz a depressão e a ansiedade social. Agressivo: Geralmente gera conflitos interpessoais; perda de oportunidades; dano aos outros; sensação de estar sem controle, auto-imagem negativa; culpa; frustração; tensão; rejeição dos outros e solidão. Passivo: Promove efeitos tais como: conflitos interpessoais; auto-imagem negativa; dano a si mesmo; perda de oportunidades; incontrolabilidade, desamparo e depressão; tensão; solidão. Apresentação para a disciplina de Fundamentos Psicológicos do Comportamento Humano – 2º Bimestre Vantagens e limites

29 Diz não ao que não concorda, não pode ou não quer fazer; Expressa sentimentos com facilidade; Fala sobre si própria sem monopolizar; É calorosa com as pessoas de que gosta; Aceita elogios; Expressa elogios sinceramente; Expressa concordância quando necessário; Pede esclarecimentos quando explicações são insuficientes; Apresentação para a disciplina de Fundamentos Psicológicos do Comportamento Humano – 2º Bimestre Comportamentos típicos de uma pessoa assertiva

30 Apresentação para a disciplina de Fundamentos Psicológicos do Comportamento Humano – 2º Bimestre Comportamentos típicos de uma pessoa assertiva Pergunta por que quando algo não parece razoável; Defende seus diretos; Não justifica todas as suas posições ou sentimentos; Reconhece e verbaliza seus erros quando ocorrem; Pede desculpas quando necessário; Aceita a responsabilidade pela própria vida e pela qualidade dos relacionamentos; Não aceita a responsabilidade pela vida ou qualidade dos relacionamentos de outras pessoas.

31 Apresentação para a disciplina de Fundamentos Psicológicos do Comportamento Humano – 2º Bimestre Obstáculos à comunicação assertiva Há três principais obstáculos à comunicação assertiva: (1) Baixa auto-estima, (2) a falta de habilidade em tratar conflitos e (3) falta de habilidade na comunicação verbal e leitura corporal.

32 Os movimentos corporais dão pistas sobre as pessoas; Vários traços e emoções são revelados mais claramente por meio de uma combinação de muitos movimentos corporais diferentes, e também do ambiente, da voz e das ações; Porém mesmos movimentos corporais podem ter significados muito diferentes; Dessa maneira, deve-se analisar o padrão completo dos movimentos e não apenas tratá-los de forma isolada. A Linguagem Corporal e o que ela Revela Apresentação para a disciplina de Fundamentos Psicológicos do Comportamento Humano – 2º Bimestre

33 Pessoas arrogantes geralmente: São vaidosas; Gestos amplos e espalhafatosos; Ar afetado; Vangloriam-se; Se entediam facilmente. Pessoas humildes geralmente: Sabem ouvir; Sabem rir de si mesmo; Têm aparência tranquila; Fazem gentilezas; Focam-se nos outros e não em si mesmo. Arrogância / Humildade Apresentação para a disciplina de Fundamentos Psicológicos do Comportamento Humano – 2º Bimestre

34 Alguns sintomas: Fala confusa e extremamente rápida; Olhos vermelhos e semicerrados; Alterações de humor; Tremos; Nariz vermelho; Afastamento da atividade social normal; Falta de higiene Uso de Drogas e Álcool Apresentação para a disciplina de Fundamentos Psicológicos do Comportamento Humano – 2º Bimestre

35 Sinais: Sorriso exagerado; Piscar; Olhar fixamente; Enfeitar-se; Cruzar e descruzar as pernas; Maquiagem exagerada ou perfume excessivo; Tentar ficar sozinho com a outra pessoa; Olhar atentamente de cima a baixo para a outra pessoa; Ouvir atentamente; Vestir-se bem demais para a ocasião. Interesse Sexual ou Romântico Apresentação para a disciplina de Fundamentos Psicológicos do Comportamento Humano – 2º Bimestre

36 Sintomas de suspeita: Sobrancelhas franzidas; Piscar de olhos; Tensionamento dos lábios; Sinais de estar absorto nos próprios pensamentos. Sintomas de descrença: Girar os olhos; Balançar a cabeça; Fazer caretas; Sinais de Frustração. Suspeita / Descrença Apresentação para a disciplina de Fundamentos Psicológicos do Comportamento Humano – 2º Bimestre

37 Sintomas: Roer as unhas; Torcer as mãos; Tremer; Inquietação; Esfregar o rosto; Falta de concentração; Passar as mãoes no cabelo. Preocupação Apresentação para a disciplina de Fundamentos Psicológicos do Comportamento Humano – 2º Bimestre

38 Sintomas: Bons ouvintes; Postura correta; Boa higiene; Corte de cabelo conservador; Bom contato ocular; Raramente segue algum modismo; Veste-se de modo conservador e adequado à ocasião; Aperto de mão firme; Andar com confiança; Sorriso seguro de si. Confiança e liderança Apresentação para a disciplina de Fundamentos Psicológicos do Comportamento Humano – 2º Bimestre

39 Sintomas: Repetição verbal; Movimento repetitivo; Pegar alguma coisa e largá-la novamente; Comportamento conflitante ou inconsistente; Sinais de indecisão e frustração Confusão Apresentação para a disciplina de Fundamentos Psicológicos do Comportamento Humano – 2º Bimestre

40 Sintomas de Desefa: Cruzar os braços ou pernas; Cerrar os dentes; Desviar os olhos; Mãos nos quadris; Expiração rápida; Fechar a boca de modo tenso; Se recusar a falar. Sintomas de Vergonha: Riso nervoso; Balançar a cabeça; Evitar o contato ocular; Afastar-se; Defesa e Vergonha Apresentação para a disciplina de Fundamentos Psicológicos do Comportamento Humano – 2º Bimestre

41 Sintomas: Olhos arregalados; Gritos; Mãoes sobre o rosto; Ficar paralisado; Rubor; Engolir; Olhar ao redor; Inclinar-se para trás; Tremer; Rigidez ou tensão Andar rapidamente. Medo Apresentação para a disciplina de Fundamentos Psicológicos do Comportamento Humano – 2º Bimestre

42 Sintomas: Cruzar os braços; Tensionar o corpo; Fazer caretas; Ficar amuado; Evitar o outro; Sinais de raiva; Olhar para o outro lado. Ressentimento Apresentação para a disciplina de Fundamentos Psicológicos do Comportamento Humano – 2º Bimestre

43 Sintomas: Dar um passo para trás; Boca aberta; Olhos arregaladas; Dar um salto; Engasgar ou gritar; Esticar braços e pernas. Surpresa Apresentação para a disciplina de Fundamentos Psicológicos do Comportamento Humano – 2º Bimestre

44 Sintomas de tendência de ocultar algo: Murmurar; Maxilar tensionado; Lábios firmemente fechados; Cobrir a boca com a mão; Ombros curvados. Sintomas de transparência: Gostar de interação social; Aperto de mão firme; Sorriso relaxado e caloroso; Contato ocular freqüente e prolongado; Beijar ou abraçar ao cumprimentar. Tendência a ocultar algo / transparência Apresentação para a disciplina de Fundamentos Psicológicos do Comportamento Humano – 2º Bimestre

45 Bibliografia DIMITRIUS, Jo-Ellan. Decifrar pessoas: como entender e prever o comportamento humano. GAHAGAN, Judy. Comportamento interpessoal e de grupo. ROBBINS, Stephen P. Comportamento Organizacional. Artigos da internet


Carregar ppt "A comunicação é a transferência e a compreensão dos significados, pelo receptor, emitidos pela fonte. Conceito e Funções Apresentação para a disciplina."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google