A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

AKG-IMAGES/LATINSTOCK X SAIR Capítulo 2 As unificações no século XIX: Alemanha e Itália.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "AKG-IMAGES/LATINSTOCK X SAIR Capítulo 2 As unificações no século XIX: Alemanha e Itália."— Transcrição da apresentação:

1 AKG-IMAGES/LATINSTOCK X SAIR Capítulo 2 As unificações no século XIX: Alemanha e Itália

2 A unificação italiana 2 As unificações no século XIX: Alemanha e Itália

3 A unificação italiana 1848: primeira tentativa de unificação Revoluções de 1848: caráter essencialmente nacionalista Fracasso do levante Risorgimento: alta burguesia e nobreza fundiária Unificação com implantação de monarquia liberal Jovem Itália: pequena e média burguesia, liderado por Giuseppe Mazzini Unificação do país e implantação de regime republicano Grupos religiosos: nação presidida pelo papa 2 As unificações no século XIX: Alemanha e Itália

4 A unificação italiana 1852: projeto de unificação da Itália sob o domínio da dinastia de Savoia. Formação do Estado nacional como alargamento do reino piemontês: não foi um movimento dos setores populares. Aliança com Grã-Bretanha e França Aproximação de Napoleão III Importância no cenário político europeu 1860: conquista do Reino das Duas Sicílias. Os camisas vermelhas tomam a região, anexando-a aos domínios dos Savoia. 2 As unificações no século XIX: Alemanha e Itália Estado mais influente da Itália

5 A unificação italiana 2 As unificações no século XIX: Alemanha e Itália Os camisas vermelhas na Batalha de Calatafimi COLEÇÃO PARTICULAR

6 2 As unificações no século XIX: Alemanha e Itália A unificação alemã

7 Século XVII: Alemanha = 300 domínios 1815: domínios decrescem para 38; entre eles está o Reino da Prússia e o Império Austríaco, que disputam a hegemonia na região. Unificação projetada por Otto von Bismarck (junkers) Derrota austríaca e hegemonia da Prússia 2 As unificações no século XIX: Alemanha e Itália Caricatura de Bismarck GIANNI DAGLI ORTI/CORBIS/LATINSTOCK

8 AKG-IMAGES/LATINSTOCK X SAIR Capítulo 3 Ideias e ações revolucionárias

9 Século XIX: marcado por discussões sobre a natureza da sociedade e do mundo Liberalismo: economia de mercado e democracia participativa Socialismo: descontentamento com o sistema social e econômico, devido à manutenção da desigualdade social 3 Ideias e ações revolucionárias Bairro de periferia parisiense em 1860 MUSEU NACIONAL DA FRANÇA, PARIS

10 Os socialistas utópicos Apelidados de socialistas utópicos pelos marxistas, acreditavam na transformação total da sociedade por meio de reformas, sem luta de classes e revolução proletária para suprimi-la. 3 Ideias e ações revolucionárias As capacidades saint- simonianas AKG/IMAGES/LATINSTOCK Saint-Simon: Aceitava a livre empresa e o lucro dos capitalistas, desde que estes assumissem certas responsabilidades sociais. Propunha organização social e relação entre patrões e empregados baseadas em princípios cristãos.

11 Os socialistas utópicos Charles Fourier: propunha mudanças para a sociedade capitalista a partir de uma organização baseada na associação e no cooperativismo, que permitisse aos homens desenvolver plenamente seus talentos. Para ele, a última fase da história seria o socialismo. 3 Ideias e ações revolucionárias Charles Fourier e seu falanstério AKG/IMAGES/LATINSTOCK

12 Os socialistas utópicos Robert Owen: deu continuidade aos temas do Iluminismo. A reforma da sociedade envolveria a criação de circunstâncias que associassem a busca da felicidade com a harmonia e a cooperação. Owen implanta cooperativas na Grã-Bretanha e cria a cidade de New Harmony, nos Estados Unidos. 3 Ideias e ações revolucionárias New Harmony CORBIS/LATINSTOCK

13 O socialismo científico Baseado no materialismo histórico e dialético, nas ideias de luta de classes e evolução social e no conceito de mais-valia Manifesto do Partido Comunista 3 Ideias e ações revolucionárias Estátua de Karl Marx e Friedrich Engels DAVE BARTRUFF/CORBIS/LATINSTOCK

14 O socialismo científico Superação do capitalismo Construção de uma sociedade sem classes Revolução socialista, conduzida pelos trabalhadores Ditadura do proletariado Momento de transição Comunismo Candidatos à admissão em enfermaria improvisada 3 Ideias e ações revolucionárias GALERIA TATE, LONDRES

15 As ideias anarquistas Anarquismo: sem governo Os anarquistas consideram o Estado como responsável pela consolidação da ordem política, econômica e social da burguesia. Gestão comunitária Principais teóricos: Pierre-Joseph Proudhon, Mikhail Bakunin, Max Stirner, Enrico Malatesta, Peter Kropotkin e Leon Tolstoi 3 Ideias e ações revolucionárias Lema anarquista em charge publicada no jornal paulistano A Lanterna ACERVO AESP

16 O sindicalismo Desenvolve-se a partir do aparecimento do operariado, que varia de país para país e somente se consolida na segunda metade do século XIX. Associação de trabalhadores que objetiva defender ou melhorar as condições de trabalho dos associados. 3 Ideias e ações revolucionárias Cartaz da Saboaria dos Trabalhadores, de Paris, reivindica os três oitos: oito horas de trabalho, oito horas de descanso e oito horas para as atividades cotidianas. REPRODUÇÃO

17 Trabalhadores de todo o mundo, uni-vos! Divulgação do socialismo marxista foi possível pela formação das Associações Internacionais dos Trabalhadores. A Primeira Internacional, a AIT, fundada em Londres em 1864 A associação admitia como membros tanto indivíduos como organizações locais e nacionais. 3 Ideias e ações revolucionárias Frontispício do manifesto lançado pelo Congresso da Internacional Socialista REPRODUÇÃO

18 A Comuna de Paris Causa imediata: derrota do exército francês para o exército prussiano em setembro de 1870 Armistício em janeiro de 1871 Pressionado, Thiers transfere o governo para Versalhes. Apoiado pelos prussianos, Thiers invade a cidade. Em resposta, a população mais pobre da capital organiza a Comuna de Paris. 3 Ideias e ações revolucionárias Desagrado popular da Guarda Nacional

19 A Comuna de Paris 3 Ideias e ações revolucionárias JACQUES TARDI

20 A Comuna de Paris 3 Ideias e ações revolucionárias JACQUES TARDI

21 AKG-IMAGES/LATINSTOCK X SAIR Capítulo 4 A formação dos Estados Unidos

22 Fronteiras, liberdade e destino Destino manifesto: país destinado a se estender do Atlântico ao Pacífico, escolhido por Deus para levar seus valores a territórios sob o poder de outros Estados ou dos peles-vermelhas (como se referiam aos indígenas que ali habitavam). 4 A formação dos Estados Unidos Progresso americano, pintura de John Gast CHRISTIE'S IMAGES/CORBIS/LATINSTOCK

23 A formação dos Estados Unidos ( ) Clique com o mouse abaixo para ver o mapa animado. 4 A formação dos Estados Unidos

24 A expansão norte-americana Ocupação de novas regiões: favorecimento da economia do norte e do centro-oeste; ampliação das áreas agrícolas, do setor industrial, do mercado consumidor e do sistema de transporte 4 A formação dos Estados Unidos Escravos colhendo algodão no sul dos Estados Unidos. No sul, as áreas agrícolas se estenderam do Mississippi ao Texas. Além do algodão, o milho, o cânhamo, o arroz, o trigo e a cana-de-açúcar desempenharam importante papel na economia. BETTMANN/CORBIS

25 A expansão norte-americana 4 A formação dos Estados Unidos NEIL GAIMAN

26 A caminho da Guerra Civil 4 A formação dos Estados Unidos Divergência política entre sul e norte: Guerra de Secessão Divergências em relação às tarifas sobre importações Divergências quanto ao acesso às terras Imigrantes irlandeses chegando aos Estados Unidos, MUSEU DA CIDADE DE NOVA YORK/CORBIS/STOCK PHOTOS

27 A Lei do Homestead Qualquer pessoa que seja chefe de família, ou tenha chegado à idade de vinte e um anos, e seja cidadão dos Estados Unidos, ou tenha preenchido sua declaração de intenção de tornar-se cidadão dos Estados Unidos (…), terá o direito (…) de entrar num quarto de milha quadrada ou numa quantidade menor de terras devolutas desocupadas. 4 A formação dos Estados Unidos Família beneficiada pela Lei do Homestead BETTMANN/CORBIS/LATINSTOCK

28 A eclosão do conflito Nordeste (credor): criação de um banco nacional com direitos exclusivos de emissão de moeda e fim da variedade de dinheiro Sudoeste (devedor): apoia a variedade de dinheiro e uma política econômica inflacionária. 4 A formação dos Estados Unidos Meados do século XIX: posição dos nortistas se torna hostil aos donos de escravos. Wendell Phillips discursa contra a escravidão, em Boston, Estados Unidos. CORBIS/STOCK PHOTOS

29 O norte e o sul na guerra 4 A formação dos Estados Unidos

30 1870: 15 a Emenda, que proíbe a discriminação dos eleitores por motivos raciais. Mas, no sul, o eleitorado negro permanece afastado das urnas, devido à ação de grupos como a Ku Klux Klan. 4 A formação dos Estados Unidos A questão racial após a Guerra Civil Membro e símbolos da Ku Klux Klan, organização racista, criada em 1866 DAVID J. & JANICE L. FRENT COLLECTION/CORBIS/LATINSTOCK


Carregar ppt "AKG-IMAGES/LATINSTOCK X SAIR Capítulo 2 As unificações no século XIX: Alemanha e Itália."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google