A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A sociologia e a educação: alguns conceitos e teóricos básicos.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A sociologia e a educação: alguns conceitos e teóricos básicos."— Transcrição da apresentação:

1 A sociologia e a educação: alguns conceitos e teóricos básicos

2 A sociologia da educação Investiga a escola enquanto instituição social, analisando os seus processos envolvidos na transmissão de ensino; A escola surge como a instituição que terá como uma das suas funções principais preparar o sujeito para a vida em sociedade, desenvolver suas potencialidades e capacidades individuais e grupais.

3 Noções sociológicas básicas vivenciados pelos indivíduos em sociedade. Interação Social Relação social Processo social

4 Interação Social É um conjunto de ações recíprocas entre os indivíduos em sociedade para determinado fim. -A interação social modifica o comportamento dos indivíduos, com o resultado de comunicação e contato estabelecido por eles. -A interatividade: possibilidade de trocas simultâneas de informações e transformação entre quem recebe ou produz a comunicação. Exemplo: A universidade

5 Tipos de interação Social Pessoa Pessoa Grupo Grupo

6 Relação social -É a forma assumida pela interação social em cada situação concreta vivida pelos indivíduos em sociedade. Ex: Professor e aluno: relação pedagógica Gestores e colaboradores: relação de trabalho - As relações sociais podem ser políticas, religiosas, culturais, familiares, entre outras.

7 Processo social - São as diversas maneiras pelas quais os indivíduos e os grupos atuam uns com os outros (interações sociais), a forma pela qual os indivíduos se relacionam e estabelecem as relações sociais. Estes processos podem ser de dois tipos : Associativos Dissociativos

8 Associativos 1. Cooperação: é a Forma de interação social na qual diferentes pessoas, grupos ou comunidades trabalham juntos para o mesmo fim. Tipos de cooperação: a)Cooperação direta: atividades que as pessoas realizam juntas (Ex: mutirões) b)Cooperação indireta: Pessoas que realizam trabalhos diferentes, e necessitam indiretamente umas das outras (Ex: Médico e Agricultor)

9 2. Acomodação: é um processo social que tem como objetivo diminuir o conflito entre indivíduos ou grupos, reduzindo o conflito ou mesmo encontrando um novo modus vivendi. É um ajustamento formal e externo, aparecendo apenas nos aspectos externos do comportamento, sendo pequena ou nula a mudança interna, relativa a valores, atividades e significados.

10 As formas comuns de acomodação são: Coerção- pautada na ameaça e uso da força do mais forte sobre o mais fraco. Compromisso – Quando as partes envolvidas possuem poderes semelhantes e chegam a acomodação através de concessões mútuas. Arbitragem – Acomodação obtida por meio de um terceiro. Conciliação – envolve mudanças de sentimento com diminuição da hostilidade

11 Tolerância – caracteriza o grau mínimo de acomodação. Não podendo ser considerado uma solução para situações conflitivas. Exemplos: Imigrantes recém chegados, diplomacia, pactos pos- guerra, relação entre grupos religiosos.

12 3. Assimilação: Ocorre quando um indivíduo ou grupo aceita e adquire padrões culturais (costumes, tradição comportamento) de outro indivíduo ou grupo distinto. Trata-se de um processo de ajustamento, pelo qual os indivíduos ou grupos diferentes tornam- se semelhantes. Difere da acomodação, porque implica em transformações internas nos indivíduos ou grupo. Tais modificações envolvem mudanças na maneira de pensar, de sentir e agir.

13 Exemplos: A catequização dos indígenas, a mudança de linguagem e costumes dos africanos na América, entre outros.

14 Dissociativos 1. Competição: É a forma de interação que implica luta por objetivos escassos. Deve ser regulada por normas que podem ser diretas ou indiretas, pessoal ou impessoal e tende a excluir o uso de força e da violência. - As disputas estão voltadas para a recompensa e não para os concorrentes. Suas motivações nascem dos diversos desejos humanos: posição social, econômico, poder, esporte, entre outros.

15 Exemplo. Ações relacionadas a obtenção de êxito na vida econômica, na posição social, nos esportes, nas atividades profissionais.

16 2. Conflitos: Ocorre quando a competição assume características de elevada tensão social. -No processo de conflito a luta torna-se pessoal e hostil, já que cada um dos envolvidos tem consciência de que para alcançar os próprios objetivos é necessário fazer com que o adversário não alcance o seu. -O conflito é uma contenda de indivíduos ou grupos, em que cada qual dos contendores almeja uma solução que exclui a desejada pelo adversário.

17 Competição -Pode tomar a forma de luta pela existência; -Pode se transforma em conflito; -Pode ser consciente ou inconsciente; -Geralmente é impessoal; -Busca não envolver violência -Pode ser contínua Competição -Pode tomar a forma de luta pela existência; -Pode se transforma em conflito; -Pode ser consciente ou inconsciente; -Geralmente é impessoal; -Busca não envolver violência -Pode ser contínua Conflito -Pode tomar forma de rivalidade, revolta, disputa, litigio ou guerras -Geralmente é consciente; -É de caráter emocional; -Implica violência ou ameaça de violência; -Não mantêm o mesmo nível de tensão; -Tentativa de agressão ou redução do adversário Conflito -Pode tomar forma de rivalidade, revolta, disputa, litigio ou guerras -Geralmente é consciente; -É de caráter emocional; -Implica violência ou ameaça de violência; -Não mantêm o mesmo nível de tensão; -Tentativa de agressão ou redução do adversário

18 3. Terrorismo: é uma forma de interação dissociativa que se utiliza da violência de maneira indiscriminada com o objetivo de suscitar nos indivíduos sociais o sentimento de medo e pavor por um período permanente, visando assim enfraquecer ou minar o poder político dos estados e/ou outros grupos sociais. - Popularização do termo: 1798 na França. - Referia-se ao período da Revolução Francesa governado pelos Jacobinos ( ) e a instauração do comitê de Salvação Pública (1794) comandado por Robespierre.

19 Exemplos: Entre os grupos mais conhecidos pelo Ocidente figuram: o IRA, que atuou na Grã-Bretanha em prol da independência da Irlanda do Norte; o ETA, que atua na Espanha e representa o grupo armado do movimento separatista basco; o Hezbollah, que atua em vários países do Oriente Médio na luta pela saída de Israel dos territórios palestinos e criação do Estado palestino; as Farc, que atuam na Colômbia.

20 A organização terrorista Al Qaeda é, sem dúvida alguma, a mais conhecida da opinião pública mundial. Trata-se de um grupo que agrega militantes de vários países islâmicos, que lutam contra a presença e domínio militar e político dos Estados Unidos no Oriente Médio.

21 E a escola neste processo social? -A escola como agente de socialização: a partir do século XVII. Disputa com a família a transmissão da cultura do grupo às novas gerações. -Transforma-se na espinha dorsal da educação formal. Diferencia-se de todas as demais pela intencionalidade. -A Educação formal escolarizada promove um sujeito:

22 Desenvolvimento intelectual autônomo Fortalecimento do pensamento crítico Comportamento ético INDVIDUALINDVIDUAL SOCIALSOCIAL

23 A cultura escolar: delineia a organização da instituição Processo de construção da realidade que permite às pessoas ver e compreender eventos, ações, objetos, expressões e situações particulares de maneiras distintas e que caracterizam o seu grupo social. (MORGAN, 1996)

24 -O professor desenvolve esquemas de pensamento diferentes de outras profissões e é detentor de saberes específicos. -Ele é um formador e mediador do conhecimento, motivando e potencializando as competências de seus alunos. -A formação contínua do professor: atualização e aperfeiçoamento

25 A sociologia Clássica e a Educação -Teóricos clássicos da Sociologia: estudo da escola como um dos elementos estruturantes da organização social. (Família, Estado e Religião) -Objetivos: Entender os processos sociais ocorridos nesta instituição, entendimento da construção histórica e possibilidade de novas organizações sociais para o atendimento da necessidade dos alunos e professores.

26 Autores a serem estudados Emile Durkheim: escola como fato social Emile Durkheim: escola como fato social Antonio Gramsci: escola para Nova Hegemonia Karl Marx: escola da produção de capital econômico Karl Marx: escola da produção de capital econômico Max Weber: escola como ação social Louis Althusser: escola como Aparelho ideológico do Estado Pierre Bourdieu: escola como reprodução social Pierre Bourdieu: escola como reprodução social Escola Brasileira?


Carregar ppt "A sociologia e a educação: alguns conceitos e teóricos básicos."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google