A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Romantismo na Prosa – Romance Nascimento da prosa de ficção brasileira Folhetins: fidelidade de um público leitor O retrato da burguesia A descoberta de.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Romantismo na Prosa – Romance Nascimento da prosa de ficção brasileira Folhetins: fidelidade de um público leitor O retrato da burguesia A descoberta de."— Transcrição da apresentação:

1 Romantismo na Prosa – Romance Nascimento da prosa de ficção brasileira Folhetins: fidelidade de um público leitor O retrato da burguesia A descoberta de um Brasil desconhecido Romances urbanos Romances regionalistas Romances históricos Romances indianistas

2 José de Alencar Nasceu em Messejana, no Ceará, em É responsável por uma produção tematicamente ampla. Seu principal objetivo era contribuir para o desenvolvimento cultural do país. Por isso, o nacionalismo marca suas obras. Foi jornalista, dramaturgo, advogado e político. Morreu de tuberculose em 1877.

3 Atividade para casa A moreninha – Joaquim Manuel de Macedo Memórias de um sargento de milícias – Manuel Antonio de Almeida Lucíola – José de Alencar A escrava Isaura – Bernardo Guimarães O sertanejo – José de Alencar O guarani – José de Alencar

4 Apresentação no multimídia Apresentação da obra: Ano de publicação Breve resumo Características românticas Apresentação do autor: Biografia Tempo de apresentação: 5 min. aproximadamente

5 Brasil! Meu Brasil Brasileiro Mulato inzoneiro Vou cantar-te nos meus versos Brasil, samba que dá Bamboleio, que faz gingar O Brasil do meu amor Terra de Nosso Senhor... Abre a cortina do passado Tira a mãe preta do cerrado Bota o rei congo no congado Canta de novo o trovador A merencória à luz da lua Toda canção do seu amor Quero ver essa dona caminhando Pelos salões arrastando O seu vestido rendado... Esse coqueiro que dá coco Onde amarro minha rede Nas noites claras de luar Por essas fontes murmurantes Onde eu mato a minha sede Onde a lua vem brincar Esse Brasil lindo e trigueiro É o meu Brasil Brasileiro Terra de samba e pandeiro... Brasil! Terra boa e gostosa Da morena sestrosa De olhar indiferente Brasil, samba que dá Para o mundo se admirar O Brasil, do meu amor Terra de Nosso Senhor... Aquarela do Brasil – João Gilberto


Carregar ppt "Romantismo na Prosa – Romance Nascimento da prosa de ficção brasileira Folhetins: fidelidade de um público leitor O retrato da burguesia A descoberta de."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google