A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

FONTES DE INFORMAÇÃO SOCIOLÓGICA AS FONTES DE INFORMAÇÃO Adaptado de 1) Campello, Bernadete Santos; Cendón, Beatriz Valadares e Kremer, Jeannette Marguerite.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "FONTES DE INFORMAÇÃO SOCIOLÓGICA AS FONTES DE INFORMAÇÃO Adaptado de 1) Campello, Bernadete Santos; Cendón, Beatriz Valadares e Kremer, Jeannette Marguerite."— Transcrição da apresentação:

1 FONTES DE INFORMAÇÃO SOCIOLÓGICA AS FONTES DE INFORMAÇÃO Adaptado de 1) Campello, Bernadete Santos; Cendón, Beatriz Valadares e Kremer, Jeannette Marguerite (orgs.), (2000), Fontes de informação para pesquisadores e profissionais. Belo Horizonte: UFMG. 2) Carrizo, G.; Irureta-Goyena, P. e López de Quintana, E. (2000), Manual de Fuentes de Información. Madrid: CEGAL. 3) Zurián, Juan Carlos Valderrama (s.d.), Guia Académica. Pesquisado em 20 de Maio de 2002.

2 FONTES DE INFORMAÇÃO SOCIOLÓGICA 1) Conceito de fontes de informação e de documento 1.1 Conceito de fonte de informação 1.2 Objectivos almejados pelo conhecimento das fontes de informação 1.3 Conceito de documento 2) Condições para utilizar como documento qualquer objecto ou produto 3) A informação e os canais por onde circula 4) Características dos documentos

3 FONTES DE INFORMAÇÃO SOCIOLÓGICA 5) Tipos de fontes de informação 5.1 Primárias 5.2 Secundárias Obras de consulta e de referência 5.3 Terciárias 6) Critérios de valorização das fontes de informação impressas 7) Critérios de valorização das fontes de informação da internet e em CDROM

4 FONTES DE INFORMAÇÃO SOCIOLÓGICA 1) ASPECTOS A CONSIDERAR SENTIDO LATO ORIGEM DE UMA INFORMAÇÃO BIBLIOTECONOMIA E DOCUMENTAÇÃO DOCUMENTOS SENTIDO RESTRITO

5 FONTES DE INFORMAÇÃO SOCIOLÓGICA 1.1) ORIGEM DE UMA INFORMAÇÃO E FONTES DE INFORMAÇÃO TODO O OBJECTO OU SUJEITO QUE ORIGINE, CONTENHA OU ADMINISTRE UMA INFORMAÇÃO (Ex: filme, testemunho oral, livro, estatísticas, etc.)

6 FONTES DE INFORMAÇÃO SOCIOLÓGICA 1.1) BIBLIOTECONOMIA E FONTES DE INFORMAÇÃO INSTRUMENTOS CRIADOS OU MANEJADOS PELO PROFISSIONAL DA INFORMAÇÃO PARA SATISFAZER A PROCURA E AS NECESSIDADES INFORMATIVAS DOS UTENTES DE QUALQUER UNIDADE INFORMATIVA

7 FONTES DE INFORMAÇÃO SOCIOLÓGICA FONTES DE INFORMAÇÃO E FONTES DE CONHECIMENTO FONTES DE INFORMAÇÃO FONTES DE CONHECIMENTO FONTES DE INFORMAÇÃO FONTES DE CONHECIMENTO SENTIDO LATO SENTIDO RESTRITO

8 FONTES DE INFORMAÇÃO SOCIOLÓGICA 1.2) OBJECTIVOS PERSEGUIDOS COM O CONHECIMENTO DAS FONTES DE INFORMAÇÃO Permitir o acesso ao documento primário. O que exige que se conheçam todas as obras relacionadas com os serviços de informação. Elaborar produtos bibliográficos. Quer de carácter textual, quer de carácter não textual, destinados a orientar qualquer tipo de utentes até à informação contida nos documentos. Valorizar as fontes. Consiste em definir a utilidade de cada fonte para a pesquisa em causa e determinar, em relação a cada fonte, se a sua qualidade é suficiente.

9 FONTES DE INFORMAÇÃO SOCIOLÓGICA 1.1) AS FONTES DE INFORMAÇÃO TIPOS INCLUÍDOS NO CONCEITO GENÉRICO DE FONTES DE INFORMAÇÃO DOCUMENTAIS INSTITUCIONAIS PESSOAIS RECURSOS DE INFORMAÇÃO FONTES DE INFORMAÇÃO PRODUTOS DE INFORMAÇÃO E SERVIÇOS CRIADOS PARA A SUA DIFUSÃO

10 FONTES DE INFORMAÇÃO SOCIOLÓGICA DIMENSÃO ETIMOLÓGICA Deriva do latim documentatum, que significa doutrina, ensino, modelo, exemplo, testemunho, indício, prova. Tem a mesma raiz do verbo docere, que significa ensinar. 1.3) CONCEITO DE DOCUMENTO DIMENSÃO ANTROPOLÓGICA Instrumentos e suportes de comunicação que recolhem formas objectivadas de uma experiência ou de um conhecimento relacionadas com um determinado sector das práticas humanas.

11 FONTES DE INFORMAÇÃO SOCIOLÓGICA 1.3) CONCEITO DE DOCUMENTO DIMENSÃO NORMATIVA Qualquer objecto que contenha ou confirme algum conhecimento e possa ser objecto de recolha, formatado para transmitir informação no tempo e no espaço e utilizado na prática social (Federação Internacional de Documentação).

12 FONTES DE INFORMAÇÃO SOCIOLÓGICA 1.3) CONCEITO DE DOCUMENTO FUNÇÃO DO DOCUMENTO Fixar e servir de suporte ao conhecimento e permitir transmiti-lo e transferi-lo com uma carácter perdurável.

13 FONTES DE INFORMAÇÃO SOCIOLÓGICA 2) CONDIÇÕES PARA UTILIZAR COMO DOCUMENTO QUALQUER OBJECTO OU PRODUTO 1. AUTENTICIDADE Deve permitir a identificação da sua origem (autor, data, fonte, etc.) na exacta medida em que o estado de conhecimento o permita. 2. FIABILIDADE Deve permitir verificar a exactidão da informação que contém. 3. ACESSIBILIDADE Tanto quanto possível deve ser acessível. Deve poder localizar-se e difundir-se mediante qualquer procedimento, meio ou serviço, tais como a aquisição, a consulta, o empréstimo, a reprodução).

14 FONTES DE INFORMAÇÃO SOCIOLÓGICA 4) CARACTERÍSTICAS DOS DOCUMENTOS 1. SEGUNDO A SUA NATUREZA E ESTRUTURA Documentos textuais: informação escrita. Documentos não textuais: outro tipo de signos (imagens, sons, maquetes). 2. SEGUNDO O SUPORTE Tradicional (papel). Novo (magnético, electrónico). 3. SEGUNDO A FORMA DE UTILIZAÇÃO Directa ou à vista. Indirecta: necessita de um equipamento especial para a leitura (leitor de CDs-DVDs, retroprojector, etc.).

15 FONTES DE INFORMAÇÃO SOCIOLÓGICA 4) CARACTERÍSTICAS DOS DOCUMENTOS 4. SEGUNDO O MODO DE PUBLICAÇÃO Comercial: literatura convencional. Não comercial: literatura não convencional ou cinzenta. 5. SEGUNDO O GRAU DE ELABORAÇÃO Documentos primários. Documentos secundários. Obras de consulta ou referência

16 FONTES DE INFORMAÇÃO SOCIOLÓGICA 5) TIPOLOGIA DAS FONTES DE INFORMAÇÃO (CRITÉRIOS DE CLASSIFICAÇÃO) 1. Natureza da informação contida. 2. Tipo de informação oferecida. 3. Suporte em que se apresenta. 4. Difusão. 5. Matéria. 6. Cobertura geográfica. 7. Cobertura cronológica. 8. Ordenação da informação. 9. Grau de remissão e originalidade do conteúdo.

17 FONTES DE INFORMAÇÃO SOCIOLÓGICA 5.1) FONTES PRIMÁRIAS Informação nova e original As fontes primárias de informação científica de maior importância são as publicações impressas tanto periódicas como não periódicas, assim como os documentos audiovisuais e electrónicos.

18 FONTES DE INFORMAÇÃO SOCIOLÓGICA 5.2) FONTES SECUNDÁRIAS Fontes que contêm preferencialmente informação sobre os documentos primários ou sobre os resultados do seu processamento ou análise documental (Constituem Informação sobre informação). Resultam da análise documental das fontes primárias submetidas à descrição, condensação, ou qualquer outro tipo de organização para as tornar mais acessíveis aos utentes.

19 FONTES DE INFORMAÇÃO SOCIOLÓGICA 5.2) FONTES SECUNDÁRIAS Para muitos autores, as fontes secundárias são consideradas as verdadeiras fontes de informação, pois são elaboradas a partir do trabalho bibliográfico ou de informação desenvolvidos por bibliotecários, documentalistas e indivíduos especializados no tratamento documental.

20 FONTES DE INFORMAÇÃO SOCIOLÓGICA 5.2) FONTES SECUNDÁRIAS São susceptíveis de se refundirem, como é o caso das bibliografias de bibliografias (revistas de resumos, índices, bibliografias, catálogos de bibliotecas e de editores e livreiros). Fontes derivadas, como as bases de dados de informação bibliográfica e factual, tanto em linha (online) como em discos ópticos). Cresce paralelamente ao crescimento das fontes primárias.

21 FONTES DE INFORMAÇÃO SOCIOLÓGICA 5.2.1) OBRAS DE CONSULTA E DE REFERÊNCIA Recompilam ou resumem conhecimentos contidos em outras publicações com o objectivo de servir para a rápida obtenção de dados sobre conceitos, pessoas, factos, e outros aspectos, quer sejam de carácter científico, pessoal ou docente.

22 FONTES DE INFORMAÇÃO SOCIOLÓGICA 5.2.1) OBRAS DE CONSULTA E DE REFERÊNCIA (CARACTERÍSTICAS) Proporcionam informação directa, suficiente e autónoma para o utente. A sua estrutura textual é descontínua. Foram concebidas para a consulta pormenorizada do seu conteúdo. Permitem um acesso fácil à informação. A sua utilização é muito frequente, tanto pelos especialistas no tratamento de informação como pelos utentes finais. Podem apresentar-se em diferentes suportes.

23 FONTES DE INFORMAÇÃO SOCIOLÓGICA 5.3) FONTES TERCIÁRIAS Resultam do tratamento (recompilação e abstracção) da informação secundária e, às vezes, da informação primária, tais como as bibliografias de bibliografias, as listas temáticas de matérias e os tesauros.

24 FONTES DE INFORMAÇÃO SOCIOLÓGICA 6) AUTOR OU ORGANIZADOR DA OBRA Um dos principais indicadores da qualidade de uma obra ou trabalho científico é o PRESTÍGIO DO AUTOR. É, por isso, importante verificar as FUNÇÕES QUE DESEMPENHA NA OBRA (Director, Coordenador, Organizador, autor principal). Bem como o grau de especialização no tema que aborda (trajectória profissional, citações bibliográficas). Nota: Nem sempre o prestígio se converte num bom indicador da qualidade.

25 FONTES DE INFORMAÇÃO SOCIOLÓGICA 6) PRELIMINARES DE UMA OBRA PRÓLOGO INTRODUÇÃO GUIA DE UTILIZAÇÃO NOTAS EXPLICATIVAS

26 FONTES DE INFORMAÇÃO SOCIOLÓGICA 6) INTRODUÇÃO QUAIS OS OBJECTIVOS DA OBRA. QUAIS OS OBJECTIVOS DA OBRA. GRAU DE EXAUSTIVIDADE DE COBERTURA DO TEMA (INCLUSÕES E OMISSÕES). GRAU DE EXAUSTIVIDADE DE COBERTURA DO TEMA (INCLUSÕES E OMISSÕES). COBERTURA GEOGRÁFICA. COBERTURA GEOGRÁFICA. PLANO DA OBRA. PLANO DA OBRA. TIPO DE FONTES CONSULTADAS. TIPO DE FONTES CONSULTADAS.

27 FONTES DE INFORMAÇÃO SOCIOLÓGICA 6) REGRAS A SEGUIR NA INTRODUÇÃO DEVE APRESENTAR CLARAMENTE A NATUREZA E O ALCANCE DA OBRA. DEVE APRESENTAR CLARAMENTE A NATUREZA E O ALCANCE DA OBRA. DEVE REFERIR BREVEMENTE A LITERATURA PERTINENTE PARA ORIENTAR O LEITOR. DEVE REFERIR BREVEMENTE A LITERATURA PERTINENTE PARA ORIENTAR O LEITOR. DEVE EXPLICAR A METODOLOGIA SEGUIDA NA SUA ELABORAÇÃO. DEVE EXPLICAR A METODOLOGIA SEGUIDA NA SUA ELABORAÇÃO. DEVE INDICAR O TIPO E O NÍVEL DE UTENTES A QUE SE DIRIGE. DEVE INDICAR O TIPO E O NÍVEL DE UTENTES A QUE SE DIRIGE. DEVE REFERIR AS LIMITAÇÕES CONCEPTUAIS, CRONOLÓGICAS E GEOGRÁFICAS INERENTES À SUA CONCEPÇÃO, ASSIM COMO O GRAU DE EXAUSTIVIDADE DA SUA COBERTURA. DEVE REFERIR AS LIMITAÇÕES CONCEPTUAIS, CRONOLÓGICAS E GEOGRÁFICAS INERENTES À SUA CONCEPÇÃO, ASSIM COMO O GRAU DE EXAUSTIVIDADE DA SUA COBERTURA.

28 FONTES DE INFORMAÇÃO SOCIOLÓGICA ESPECIFICAR AS DIFERENTES POSSIBILIDADES DE CONSULTA. ESPECIFICAR AS DIFERENTES POSSIBILIDADES DE CONSULTA. É IMPRESCINDÍVEL EM OBRAS DE REFERÊNCIA. É IMPRESCINDÍVEL EM OBRAS EDITADAS EM FORMATOS NÃO-PAPEL. FREQUENTEMENTE O GUIA DE UTILIZAÇÃO É INCLUÍDO NA INTRODUÇÃO, JÁ QUE MUITAS OBRAS DISPENSAM GUIA DE UTILIZAÇÃO. 6) GUIA DE UTILIZAÇÃO

29 FONTES DE INFORMAÇÃO SOCIOLÓGICA 6) VALORIZAÇÃO DAS FONTES DE INFORMAÇÃO NEM TODOS OS ELEMENTOS DE VALORIZAÇÃO PODEM APLICAR-SE A TODAS AS OBRAS (LIVROS, Cds, PÁGINAS INTERNET), DEVENDO APENAS CONSIDERAR-SE AQUELES QUE SE ADAPTAM ÀS PARTICULARIDADES DE CADA OBRA.

30 FONTES DE INFORMAÇÃO SOCIOLÓGICA 7) CRITÉRIOS DE VALORIZAÇÃO DAS FONTES DE INFORMAÇÃO DA INTERNET ALCANCE (RESPONDE ÀS EXPECTATIVAS DE UM PÚBLICO VASTO). AMPLITUDE (ÁREAS TEMÁTICAS QUE INCLUI). PROFUNDIDADE. TEMPO. FORMATO. CONTEÚDO. INTEGRIDADE. FONTES. PRECISÃO OU OBJECTIVIDADE.

31 FONTES DE INFORMAÇÃO SOCIOLÓGICA 7) CRITÉRIOS DE VALORIZAÇÃO DAS FONTES DE INFORMAÇÃO DA INTERNET AUTORIDADE. ACTUALIZAÇÃO. SINGULARIDADE. SUPORTES. QUALIDADE DO TEXTO. DESENHO GRÁFICO. PROPÓSITO. PÚBLICO. REVISÕES. LABORALIDADE (RECURSO ADEQUADO QUE PODE SER USADO EFICAZMENTE).

32 FONTES DE INFORMAÇÃO SOCIOLÓGICA 7) CRITÉRIOS DE VALORIZAÇÃO DAS FONTES DE INFORMAÇÃO DA INTERNET AMIGABILIDADE. NECESSIDADES ESPECIAIS. RECUPERAÇÃO. ORGANIZAÇÃO. INTERACTIVIDADE. CONECTIVIDADE. CUSTOS.

33 FONTES DE INFORMAÇÃO SOCIOLÓGICA Adaptado de Zurián, Juan Carlos Valderrama (s.d.), Guia Académica. Pesquisado em 20 de Maio de (http://www.uv.es/Ciencia/Tema%202_archivos/frame.htm) LIVROS, FOLHETOS. MONOGRAFIAS, MANUAIS E TRATADOS. 1) PUBLICAÇÕES NÃO PERIÓDICAS:

34 FONTES DE INFORMAÇÃO SOCIOLÓGICA 1.1) LIVROS TODA A PUBLICAÇÃO IMPRESSSA NÃO PERIÓDICA COM 49 PÁGINAS OU MAIS. 1.2) O FOLHETO TEM ENTRE 5 E 49 PÁGINAS Fonte: UNESCO 1964

35 FONTES DE INFORMAÇÃO SOCIOLÓGICA 1.3) MANUAIS ETIMOLOGICAMENTE, MANUALIS, MANUS, APLICA-SE A TUDO AQUILO QUE É DE FÁCIL EXECUÇÃO OU MANEJÁVEL. OS MANUAIS SÃO DOCUMENTOS DIDÁTICOS QUE CONTÊM AS NOÇÕES ESSENCIAIS DE UMA CIÊNCIA, TÉCNICA OU ARTE. O OBJECTIVO DE QUALQUER MANUAL É PERMITIR A INTRODUÇÃO A UMA DISCIPLINA DEVENDO CONTER OS FACTOS E AS QUESTÕES PRINCIPAIS RELATIVOS A ESSA DISCIPLINA.

36 FONTES DE INFORMAÇÃO SOCIOLÓGICA 1.3.1) CARACTERÍSTICAS DOS MANUAIS EXPOSIÇÃO DAS NOÇÕES ESSENCIAIS. A SUA FINALIDADE É TRANSMITIR CONHECIMENTOS GERAIS UNIVERSAL E CONSENSUALMENTE ACEITES NO DOMÍNIO DE UMA DISCIPLINA. LINGUAGEM CLARA E DIRECTA QUE RECORRA A EXEMPLOS E CASOS DIDÁTICOS. DUPLA FUNÇÃO INFORMATIVA: ESTUDO CONTÍNUO DE UMA DISCIPLINA. BUSCA DE UMA INFORMAÇÃO CONCRETA.

37 FONTES DE INFORMAÇÃO SOCIOLÓGICA 1.4) TRATADOS ETIMOLOGICAMENTE, TRACTATUS, DO VERBO TRACTUS, SIGNIFICA TOCAR FREQUENTEMENTE OU MANEJAR, REMETENDO PARA AS ACÇÕES DE CULTIVAR, TRABALHAR OU TRATAR. OS TRATADOS SÃO DOCUMENTOS QUE APRESENTAM, DA FORMA MAIS COMPLETA E SISTEMÁTICA POSSÍVEL, UMA DETERMINADA MATÉRIA.

38 FONTES DE INFORMAÇÃO SOCIOLÓGICA 1.4.1) CARACTERÍSTICAS DOS TRATADOS APRESENTAM EM TODA A SUA EXTENSÃO E DE FORMA ERUDITA UMA DISCIPLINA OU PARTE DELA. COSTUMAM SER OBRAS REALIZADAS EM COLABORAÇÃO. PUBLICAM-SE, GERALMENTE, EM VÁRIOS VOLUMES. A SUA ELABORAÇÃO REQUER, GERALMENTE, VÁRIOS ANOS DE TRABALHO. OFERECEM AO UTILIZADOR A POSSIBILIDADE DE APROFUNDAR A MATÉRIA DESEJADA. CONSTITUEM UM ANTECEDENTE IMEDIATO PARA INVESTIGAÇÕES POSTERIORES. CONSTITUEM UM ANTECEDENTE IMEDIATO PARA INVESTIGAÇÕES POSTERIORES.

39 FONTES DE INFORMAÇÃO SOCIOLÓGICA 1.5) ENSAIOS (Livros de ensaio) ESCRITOS GERALMENTE BREVES. EXPOSIÇÃO DE UMA OPINIÃO PESSOAL EM FORMA DE ESBOÇO OU INÍCIO.

40 FONTES DE INFORMAÇÃO SOCIOLÓGICA 1.6) MONOGRAFIAS PUBLICAÇÕES NÃO SERIADAS ESTUDO ESPECÍFICO E EXAUSTIVO SOBRE UM TEMA CONCRETO DENTRO DE UMA DISCIPLINA OU MATÉRIA E QUE CONTENHA UM TEXTO HOMOGÉNEO EM UM OU MUITO POUCOS VOLUMES.

41 FONTES DE INFORMAÇÃO SOCIOLÓGICA 1.7) MONOGRAFIAS (TESES) CIENTÍFICAS PRÓLOGO PREFÁCIO OU PRÂMBULO ÍNDICE GERAL CORPO DO TRABALHO APÊNDICES LISTA DE ABREVIATURAS EMPREGUES ÍNDICES ALFABÉTICOS

42 FONTES DE INFORMAÇÃO SOCIOLÓGICA 1.7.1) MONOGRAFIAS CIENTÍFICAS: INTRODUÇÃO ORIGEM, MOTIVO, OBJECTIVO E HIPÓTESES DE TRABALHO. APRESENTAÇÃO DA PROBLEMÁTICA. LIMITES DA INVESTIGAÇÃO E RESPECTIVA JUSTIFICAÇÃO. RELAÇÃO DAS FONTES UTILIZADAS E SUA DESCRIÇÃO. A HISTÓRIA DA QUESTÃO TRATADA (ESTADO DAS ARTES). A IMPORTÂNCIA DO TEMA PROPOSTO. AS REPERCUSSÕES CIENTÍFICAS E SOCIAIS DO TRABALHO.

43 FONTES DE INFORMAÇÃO SOCIOLÓGICA 1.7.2) MATERIAL E MÉTODOS EXPLICAÇÃO DETALHADA DO PLANO DE PESQUISA, IDENTIFICANDO TODOS OS MÉTODOS, TÉCNICAS E EQUIPAMENTOS. DESCREVER CLARAMENTE OS CASOS OU A AMOSTRA. DEFINIR AS VARIÁVEIS A ESTUDAR. DEFINIR TODAS AS ABREVIATURAS, SÍMBOLOS E TERMOS ESTATÍSTICOS UTILIZADOS. DESCREVER DETALHADAMENTE OS MÉTODOS ESTATÍSTICOS. A METODOLOGIA EMPREGUE PODE JUSTIFICAR-SE RECORRENDO A OUTROS AUTORES OU ESTUDOS SEMELHANTES.

44 FONTES DE INFORMAÇÃO SOCIOLÓGICA 1.7.3) RESULTADOS SEQUÊNCIA LÓGICA DOS RESULTADOS MAIS RELEVANTES. QUADROS E GRÁFICOS OS GRÁFICOS SÃO MUITO EXPRESSIVOS E COMUNICAM RAPIDAMENTE SITUAÇÕES DE EVOLUÇÃO OU TENDÊNCIA. OS QUADROS MOSTRAM MELHOR O RIGOR DOS DADOS E FACILITAM A COMUNICAÇÃO DOS MESMOS.

45 FONTES DE INFORMAÇÃO SOCIOLÓGICA 1.7.4) DISCUSSÃO INTERPRETAÇÃO E ANÁLISE CRÍTICA DOS RESULTADOS OBTIDOS. COMPARAÇÃO DOS DADOS OBTIDOS COM OS OBSERVADOS EM OUTROS ESTUDOS PERTINENTES. SALIENTAR OS ASPECTOS NOVOS E IMPORTANTES DO ESTUDO. TER EM CONSIDERAÇÃO: NÃO PRETENDER FAZER UMA ABORDAGEM MUITO APROFUNDADA DO TEMA. NÃO CONSAGRAR MUITO TEMPO E ESPAÇO À DISCUSSÃO DE ASSUNTOS CONHECIDOS. NÃO FAZER AFIRMAÇÕES NEM AVANÇAR CONCLUSÕES CONTUNDENTES COM BASE EM DADOS ESCASSOS.

46 FONTES DE INFORMAÇÃO SOCIOLÓGICA 1.7.5) CONCLUSÃO ENUMERAÇÃO DOS RESULTADOS MAIS APELATIVOS. IMPLICAÇÕES TEÓRICAS E PRÁTICAS DECORRENTES DOS RESULTADOS OBTIDOS. ENUMERAR APENAS AS CONCLUSÕES ANCORADAS NOS RESULTADOS, QUER CONFIRMEM OU REFUTEM AS HIPÓTESES. EXPOR AS QUESTÕES E OS PROBLEMAS QUE, NÃO OBSTANTE A INVESTIGAÇÃO REALIZADA, FICAM PENDENTES.

47 FONTES DE INFORMAÇÃO SOCIOLÓGICA 1.8) LIVRO BRANCO LIVRO QUE CONTÉM PROPOSTAS DE ACÇÃO NUM SECTOR ESPECÍFICO. EXEMPLOS: LIVRO BRANCO DA SEGURANÇA SOCIAL. LIVRO BRANCO DA TOXICODEPENDÊNCIA. LIVRO BRANCO DA SAÚDE.

48 FONTES DE INFORMAÇÃO SOCIOLÓGICA 1.9) LIVRO VERDE LIVRO CUJO OBJECTIVO É ESTIMULAR UMA REFLEXÃO E LANÇAR UMA CONSULTA SOBRE UM TEMA CONCRETO. EXEMPLOS: LIVRO VERDE DE I&D (INVESTIGAÇÃO E DESENVOLVIMENTO). LIVRO VERDE DAS TECNOLOGIAS REPRODUTIVAS.

49 FONTES DE INFORMAÇÃO SOCIOLÓGICA 1.10) LIVROS DIGITAIS LIVROS DIGITAIS ESCRITOS (ONLINE; OFFLINE; ACESSO RESTRITO) : EXEMPLOS: PROJECTO VERCIAL (LITERATURA PORTUGUESA) BIBLIOTECA VIRTUAL MIGUEL DE CERVANTES ELECTRONIC TEXT CENTER – UNIVERSITY OF VIRGINIA LIVROS DIGITAIS AUDIO (FONOTECAS) : EXEMPLOS: BIBLIOTECA VIRTUAL MIGUEL DE CERVANTES


Carregar ppt "FONTES DE INFORMAÇÃO SOCIOLÓGICA AS FONTES DE INFORMAÇÃO Adaptado de 1) Campello, Bernadete Santos; Cendón, Beatriz Valadares e Kremer, Jeannette Marguerite."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google