A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

2 1981 Mas o que havia antes? A Igreja não se preocupava com a família?

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "2 1981 Mas o que havia antes? A Igreja não se preocupava com a família?"— Transcrição da apresentação:

1

2 Mas o que havia antes? A Igreja não se preocupava com a família?

3 PRÉ-FAMILIARIS CONSORTIO NÚCLEO DE FORMAÇÃO E ESPIRITUALIDADE – NUFESP 3

4 Pré-Familiaris Consortio Constituição Pastoral Gaudium et Spes – Vaticano II – 1965 –Preocupação – havia mudanças profundas e grandes transformações sociais. Destacando: Industrialização, preferência pela vida urbana - migração, novos meios de comunicação, Aumento da socialização = relações mais superficiais e menos pessoais –Mudanças psicológicas, morais e religiosas traduzidos em contradições e desequilíbrios profundos = perda das referências, relativismo e inividualismo. 4

5 Pré-Familiaris Consortio Constituição Pastoral Gaudium et Spes – Vaticano II – 1965 –Propõe um olhar para a dignidade da pessoa humana – quem é, porque é, como é, etc. –Analisa as condições do homem moderno frente aos novos tempos e sobre sua ação no mundo (atividade humana). –Aponta a urgência de promover a dignidade do matrimônio e da família: santidade, amor conjugal, fertilidade. –Promoção de uma cultura legítima e integral. 5

6 GAUDIUMETSPES 1965

7 Pré-Familiaris Consortio Encíclica Humanae Vitae – 1968 –Preocupação com a vida humana e o controle da natalidade – reprodução humana e medo da explosão demográfica. –Repensar da relação homem – mulher quanto à sua atitude conjugal – formulando uma proposta de moral matrimonial que respeite o ser humano em sua integralidade. –Estudo profundo de especialistas que se reuniram desde 1963 – ainda sob o pontificado de João XXIII. 7

8 Pré-Familiaris Consortio Encíclica Humanae Vitae – 1968 –As conclusões a que tinha chegado a Comissão não podiam, contudo, ser consideradas por nós como definitivas, nem dispensar-nos de um exame pessoal do grave problema; até mesmo porque, no seio da própria Comissão, não se tinha chegado a um pleno acordo de juízos, acerca das normas morais que se deviam propor e, sobretudo, porque tinham aflorado alguns critérios de soluções que se afastavam da doutrina moral sobre o matrimônio, proposta com firmeza constante, pelo Magistério da Igreja. 8

9 Pré-Familiaris Consortio Encíclica Humanae Vitae – 1968 eles não são, portanto, livres para procederem a seu próprio bel-prazer conformar o seu agir com a intenção criadora de Deus Na missão de transmitir a vida, eles não são, portanto, livres para procederem a seu próprio bel-prazer, como se pudessem determinar, de maneira absolutamente autônoma, as vias honestas a seguir, mas devem, sim, conformar o seu agir com a intenção criadora de Deus, expressa na própria natureza do matrimônio e dos seus atos e manifestada pelo ensino constante da Igreja. –Provoca reações entre os fiéis pela intromissão da Igreja na sua vida entre quatro paredes. 9

10 Pré F.C. – América Latina Medellín – 1968 Família –Três blocos: Promoção Humana, com cinco documentos [Justiça, Paz, Família e Demografia, Educação, Juventude]; Evangelização e Crescimento na Fé, com quatro [Pastoral Popular, Pastoral de Elites, Catequese, Liturgia] e Igreja Visível e suas Estruturas, com sete [Movimento de Leigos, Sacerdotes, Religiosos, Formação do Clero, Pobreza na Igreja, Pastoral de Conjunto, Meios de Comunicação Social]. 10

11 Pré F.C. – América Latina Puebla – 1979 tomar o seu lugar no coração de Cristo –Convidamos, pois, com especial carinho, a família da América Latina a tomar o seu lugar no coração de Cristo e a transformar-se cada vez mais em ambiente privilegiado de evangelização, de respeito à vida e ao amor comunitário. (nº 5) 11

12 GAUDIUMETSPES 1965 HUMANAEVITAE 1968

13 A FAMILIARIS CONSORTIO NÚCLEO DE FORMAÇÃO E ESPIRITUALIDADE – NUFESP 13

14 O Familiaris Consortio Exortação Apostólica Familiaris Consortio –Apresenta a situação das famílias tanto no âmbito caseiro quanto na sociedade. –Faz um apelo às famílias: Família, torna- te aquilo que és. –Estimula a caminhada pastoral e aponta para o valor da família como agente transformador da sociedade, como espaço para o desenvolvimento físico, espiritual e psicológico. 14

15 O Familiaris Consortio Exortação Apostólica Familiaris Consortio –Apresenta a maneira para estruturar uma Pastoral Familiar. –Fala sobre os setores –Apresenta questionamentos e sugestões ao trabalho de base (comunidades e paróquias) –Importância da acolhida aos Casos Especiais. 15

16 O Familiaris Consortio estimar os seus valores e possibilidades descobrir os perigos e os males que a ameaçam Amar a família significa estimar os seus valores e possibilidades, promovendo-os sempre. Amar a família significa descobrir os perigos e os males que a ameaçam, para poder superá-los. 16

17 GAUDIUMETSPES 1965 HUMANAEVITAE 1968 O que há depois?

18 PÓS-FAMILIARIS CONSORTIO NÚCLEO DE FORMAÇÃO E ESPIRITUALIDADE – NUFESP 18

19 Pós F.C. – Vaticano Exortação Apost. Christifidelis Laici –Ação do leigo no mundo de hoje. Carta Apostólica Mulieris Dignitaten –Sobre a dignidade e a vocação da mulher na família e na sociedade. Encíclica Evangelium Vitae – 1995 –Defender a vida humana que é inviolável. –Apresenta diversos aspectos dessa defesa. 19

20 Pós F.C. – América Latina Santo Domingo – 1992 –Definida a família como prioridade por ser ela o santuário da vida Hoje é necessário e urgente promover e defender a vida Nesta promoção humana ocupa um lugar privilegiado e fundamental a família, onde tem origem a vida. Hoje é necessário e urgente promover e defender a vida, devido aos múltiplos ataques com que a ameaçam setores da sociedade contemporânea. 20

21 Pós F.C. – América Latina Aparecida – 2007 –Um capítulo inteiro dedicado à Família, além de diversos trechos ao longo do texto –Preocupação com todos os membros da família: crianças, adolescentes e jovens, idosos, homens (pais) e mulheres (mães) –Preocupação com os divorciados que contraem nova união, com a cultura da vida e com o meio ambiente. 21

22 Pós F.C. – América Latina eixos transversais de toda ação evangelizadora da Igreja Visto que a família é o valor mais querido por nossos povos, cremos que se deve assumir a preocupação por ela como um dos eixos transversais de toda ação evangelizadora da Igreja. Em toda diocese se requer uma pastoral familiar intensa e vigorosa para proclamar o evangelho da família, promover a cultura da vida e trabalhar para que os direitos das famílias sejam reconhecidos e respeitados. (nº 435) 22

23 Brasil – CNBB Orientações Pastorais sobre o Matrimônio – Doc 12 – Pastoral Familiar no Brasil – Estudos nº 65 – Diretório da Pastoral Familiar – Doc nº 79 – 2004Diretório da Pastoral Familiar – Doc nº 79 – 2004 –Estabelece as diretrizes do trabalho pastoral com as famílias e a estrutura das comissões em cada instância. –Ainda precisa ser melhor estudada pelos agentes e pelas diversas equipes da Pastoral. 23

24 FINALIZANDO matrimônio entre um homem e uma mulher sinal do amor de DEUS pela humanidade entrega de Cristo por sua esposa A família cristã está fundada no sacramento do matrimônio entre um homem e uma mulher, sinal do amor de DEUS pela humanidade e da entrega de Cristo por sua esposa, a Igreja. DA nº


Carregar ppt "2 1981 Mas o que havia antes? A Igreja não se preocupava com a família?"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google