A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA – UnB Administração de Recursos Materiais Prof. Guillermo Asper Gestão de Estoques na Cadeia Logística Integrada Bruno Araujo.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA – UnB Administração de Recursos Materiais Prof. Guillermo Asper Gestão de Estoques na Cadeia Logística Integrada Bruno Araujo."— Transcrição da apresentação:

1 UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA – UnB Administração de Recursos Materiais Prof. Guillermo Asper Gestão de Estoques na Cadeia Logística Integrada Bruno Araujo Nóbrega (autor) 07_44646 Daniela Ramos 06_29669 Thiago Henrique Vieira Soares 07_55338

2 Logística de distribuição Trata das relações empresa – cliente – consumidor; As demandas dos clientes moldam padrões de distribuição: I – Serviço II – Custo III – Velocidade Nível de serviço / Qualidade / diminuição de devoluções / responder à demanda Eliminação de atividades que não agregam valor à empresa; Reposição de produtos baseada na real necessidade; Venda Eficiente;

3 Papel dos distribuidores Consolidação e estreitamentos das bases do fornecedor; Desregulamentação dos transportes; Algumas atividades tradicionais têm sido descartadas devido ao avanço da tecnologia; Adoção de supply chain; Nesse contexto, o distribuidor deve focar áreas nas quais agrega valor; Otimização de Rede Maximização de Mercado

4 Maximização da eficiência dos recursos utilizados na distribuição Associação de recursos Obstáculos: volume insuficiente, local de estocagem, transporte. Conceito de distribution utility; CROSS DOCKING: combinação de distribuição baseada no mercado com entrega parcelada ou menor que carga de caminhão; Pode ser definido como sistema de distribuição onde os produtos são recebidos, selecionados e encaminhados para outro veículo, sem abrir mão de grande exatidão com relação à entrada e saída de produtos.

5 Níveis de CROSS DOCKING Paletizado C.D. com separação C.D. com separação e embalagem.

6 Para alcançar a eficiência no transporte Compradores de transação e de relação; Capacidade gerencial por trás do perfil de compradores; Existem três tipos (níveis) de compradores: a)Inexperientes: visam preço e descontos; b)Experientes: análise de seus movimentos; c)Maduros: utiliza a performance como critério de seleção.

7 Indicadores do desempenho em distribuição Tempo de ciclo do pedido; Entrega a tempo; Ciclo de tempo para reposição dos centros de distribuição; Dias de estoque de produto acabado; Taxa de atendimento de pedidos e produtos (primeira vez) Tempo de atendimento nos casos de urgência; Custo de manter o estoque.

8 Estudo de Competitividade (anexo) Desempenho dos japoneses; Ingleses x Europa; Produtos: bancos, escapamentos e freios; De 71, apenas 13 fábricas foram consideradas como de qualidade mundial; As empresas mais eficientes produzem 50% a mais pode m 2 e as vendas por hora trabalhada são 35% maiores.

9 Fábricas de classe mundial Controle de processo e gestão da cadeia logìstica; Critérios: produtividade e qualidade; Produção Enxuta: fluxo integrado + prevenção + produção puxada + envolvimento na solução de problemas raiz + integração do fluxo da MP ao cliente final +operadores multifuncionais.

10 Controle do Processo ao longo do Supply Chain Qualidade; Inventário; Tempo; Programação.

11 Análise por país Japão na liderança, e com consistência; Descentralização da indústria americana de autopeças; As fábricas atuam como filtro de qualidade para seus clientes; A dispersão geográfica influencia de modo positivo no caso do Japão; Os japoneses tem o maior giro de estoque.


Carregar ppt "UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA – UnB Administração de Recursos Materiais Prof. Guillermo Asper Gestão de Estoques na Cadeia Logística Integrada Bruno Araujo."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google