A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

REPROVAÇÃO ENSINO FUNDAMENTAL ALAGOAS - 2003. ABANDONO – ENSINO FUNDAMENTAL ALAGOAS - 2003.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "REPROVAÇÃO ENSINO FUNDAMENTAL ALAGOAS - 2003. ABANDONO – ENSINO FUNDAMENTAL ALAGOAS - 2003."— Transcrição da apresentação:

1 REPROVAÇÃO ENSINO FUNDAMENTAL ALAGOAS

2 ABANDONO – ENSINO FUNDAMENTAL ALAGOAS

3 GOVERNO DO ESTADO DE ALAGOAS SECRETARIA DE GOVERNO DA CIÊNCIA, DA TECNOLOGIA E DA INOVAÇÃO Maceió, AL Fevereiro, 2007

4

5 PFCA - CRIAÇÃO DE PÓLOS

6

7

8

9

10

11

12

13 PLANO DE TRABALHO DO PFCA NÚMERO DE ORDEM M E T A SPERÍODOR E S P O N S Á V E I S 01 Instalação dos Pólos Informatização (Flexeiras) Capacitação Projetos -Metodologia da Pesquisa -Metodologia do Ensino de Ciências e Matemática -Biologia Marinha (Algas Marinhas) -Astronomia -Dengue...

14 Continuação NÚMERO DE ORDEM M E T A SPERÍODOR E S P O N S Á V E I S 05 Biblioteca (Palmeira dos Índios) Laboratório de Ciências Feira de Ciências 08 Semana da C&T Outubro de todos os anos 09 Premiação anual Nov. de todos os anos 10 Material Didáticos -Kit de Ciências existentes na SEE

15 PARCEIROS DO PFCA NOMEENDEREÇO ELETRÔNICO Universidade Estadual de Alagoas – UNEAL Centro Federal de Educação Tecnológica de Alagoas – CEFET/AL Universidade Federal de Alagoas – UFAL Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Alagoas - FAPEAL

16 União Nacional dos Estudiosos em Meteorologia – UNEMET Universidade Estadual de Nova Iorque - SUNY Ministério da Educação – MEC Ministério da Ciência e Tecnologia - MCT Instituto de Tecnologia em Informática e Informação de Alagoas – ITEC

17 Universidade Federal do Espírito Santo – UFES Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ Laboratório Nacional de Computação Científica – LNCC União dos Dirigentes Municipais de Educação de Alagoas – UNDIME/AL União dos Vereadores de Alagoas – UVEAL Continuação

18 Serviço de Apoio às Pequenas e Médias Empresas de Alagoas – SEBRAE/AL Secretaria de Estado de Educação de Alagoas – SEE Secretaria de Estado da Saúde de Alagoas – SESAU Secretaria Municipal de Educação de Maceió – SEMED Continuação

19

20 Lap Top de 100 dólares

21 Endereço do Lap Top de 100 dólares

22 INFORMATIZAÇÃO Importância de informatizar as escolas Importância de informatizar as escolas O básico para um laboratório de informática O básico para um laboratório de informática Introdução nos conhecimentos de informática Introdução nos conhecimentos de informática

23 Cursos básicos e avançados –Para quem? Treinamento professor / alunos Futuro... ? –Qual o ganho? INFORMATIZAÇÃO

24 Regis Muller Telefones: / Obrigado ! ! ! CONTATO

25

26

27

28 UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS PROPOSTA DE IMPLANTAÇÃO DO CURSO DE MESTRADO PROFISSIONAL EM ENSINO DE CIÊNCIAS NA MODALIDADE EAD

29 BASES LEGAIS UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL (UAB) Decreto no 5622, de 19/12/2005 (Regulamenta o art. 80 da Lei n O 9.384, de 20/12/1996) – A Educação a Distância Edital n 0 1/ SEED/MEC, de 16/12/2006 – IFES na Modalidade a Distância para o Sistema UAB

30 Área Básica: Ciências Área de Concentração: Ensino de Ciências

31 1. PROPOSTA DO PROGRAMA DE PÓS- GRADUAÇÃO EM ENSINO DE CIÊNCIAS NA MODALIDADE EAD 1.1 Histórico Os Departamentos de Biologia, Física, Filosofia, Matemática e Química da Universidade Federal do Espírito Santo (UFES), que participaram da elaboração da proposta de criação do PPGEC. Outros docentes envolvidos no projeto são Centro de Educação. A presente proposta significa a abertura do vigésimo sétimo curso de Mestrado na UFES, porém trata-se da primeira proposta de mestrado profissional a ser oferecido na modalidade EAD pela UFES.

32 1.2 JUSTIFICATIVA A criação de um mestrado profissional em ensino de ciências na modalidade semipresencial visa qualificar a formação acadêmica de professores que atuam no ensino fundamental e médio, e dos tutores presenciais e a distância que atuam ou têm possibilidade de atuar no através da disponibilização de um programa de Mestrado Profissional Interdisciplinar na modalidade EAD.

33 Nossa proposta de elaboração de um mestrado profissional em ensino de ciências na modalidade EAD visa a uma melhor qualificação destes profissionais que atuam ou irão atuar nos cursos oferecidos na modalidade EAD por essa Universidade. Podendo assim garantir a qualidade do conteúdo transmitido aos alunos das graduações a serem oferecidas pela UFES na modalidade EAD.

34 1.3 INSERÇÃO REGIONAL A implantação de um programa de Pós- Graduação de Mestrado Profissional em Ensino de Ciências na modalidade EAD permitirá uma valorização da especificidade regional e integrará a atuação da universidade no sentido de contribuir com o desenvolvimento científico e tecnológico do Estado do Espírito Santo.

35 1.4 OBJETIVO GERAL O programa de Pós-Graduação de Mestrado Profissional em Ensino de Ciências tem por finalidade qualificar a formação acadêmica de professores e dos tutores presenciais e a distância que atuam ou têm possibilidade de atuar no visando à melhoria do Ensino de Ciências.

36 O curso é proposto para qualificar e dar embasamento teórico e prático em Ensino de Ciências aos profissionais que atuam nas seguintes áreas: Ensino de Biologia Ensino de Matemática Ensino de Química Ensino de Física Ensino de Filosofia

37 2. DO CURSO 2.1. PERFIL DO MESTRANDO Este programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências da UFES pretende implantar o curso no nível de Mestrado Profissional. Ao final do mestrado o aluno deverá ter condições de exercer funções como a docência em nível de graduação, e a pesquisa, possuindo uma base sólida em Ensino de Ciências com capacidade para envolver-se na solução de problemas científicos nas áreas de atuação do programa. Este profissional deverá possuir uma visão geral do Ensino de Ciências e deverá ser capaz de compreender os principais avanços relacionados a pelo menos uma das 8 linhas de pesquisa do programa.

38 2.5. DISCIPLINAS O número mínimo de créditos exigidos para o mestrado, 38 créditos, foi determinado de acordo com a resolução N 0 25/95-CEPE, que regula os cursos de Pós-Graduação dentro da UFES. Para o curso de Mestrado Profissional em Ensino de Ciências propõe-se 38 créditos com carga horária total de 570 horas. O número de vagas inicial previsto para o mestrado profissional em Ensino de Ciências é de 75 alunos por semestre.

39 Grade Curricular do Curso de Mestrado Profissional em Ensino de Ciências - QUADRO

40 As Disciplinas são distribuídas da seguinte maneira: I - Disciplinas Obrigatórias Gerais (QUADRO - PRÓXIMO SLIDE)

41 CódigoDisciplinaCHS Créditos pré- requisito PEC 100 Fundamentos, Metodologia e Estrutura de Pesquisa em EAD 60 4 Sem PEC 101 Metodologia da Pesquisa Científica30 2 Sem PEC 102 Filosofia e Historia da Ciências60 4 Sem PEC 103 Ciências, Tecnologia e Sociedade60 4PEC107 PEC108 PEC 104 Estágio Supervisionado em Ensino de Ciências I 15 1 Sem PEC 105 Estágio Supervisionado em Ensino de Ciências II 15 1 PEC104 PEC 106 Estágio Supervisionado em Ensino de Ciências III 15 1PEC104 PEC105

42 II - Disciplinas Específicas de Área/Linha de Pesquisa (QUADRO - PRÓXIMO SLIDE)

43 CódigoDisciplina CHS Crédi- tos Pré- requisi- to PEC 107 Tópicos em Ensino de Ciências I604Sem PEC 108 Tópicos em Ensino de Ciências II 604 PEC 107 PEC 109 Desenvolvimento de Projetos em Ensino de Ciências 604Sem PEC 110 Laboratório de Ensino de Ciências I30 Sem PEC 111 Laboratório de Ensino de Ciências II304 PEC 110 PEC 112 Desenvolvimento de Projeto de Dissertação em Ensino de Ciências 604 PEC 109 PEC 113 Seminários Integrados de Pesquisas e Extensão de Ensino de Ciências 151 PQUI 103

44 Ensino de Ciências através de Atividades Investigativas Fundamentos ao Ensino de Ciências Metodologia do Ensino de Ciências 30-2 Aprendizagem cooperativa apoiada pelas tecnologias educativas Informação, Ciência e Tecnologia no Ensino de Ciências Disciplinas Complementares/Optativas

45 2.4 PÚBLICO ALVO O Curso de Mestrado Profissional em Ensino de Ciências na modalidade EAD destina-se a Licenciados e bacharéis em Física, Química, Biologia, Geografia, Ecologia, Filosofia, Matemática e Pedagogia ou titulares de licenciaturas em áreas afins, com prioridade para os candidatos que tenham experiência de atividades docentes.

46 2.6 CORPO DOCENTE QUADRO

47 RELAÇÃO DE DOCENTES POR LINHA DE PESQUISA L1 - Filosofia e História da Ciência no Ensino de Ciências Claudia Pereira do Carmo Murta Cláudio Oliveira Edebrande Cavalieri Arthur Octávio de Melo Araújo Marcio DOlne Campos Juçara Leite

48 L2 - Ensino de Ciências em espaços não-formais e divulgação científica Armando Biondo Filho Sergio Mascarello Bisch Marcio DOlne Campos L3 – Educação Matemática Circe Mary Silva da Silva Dynnikov Ligia Arantes Sad Vânia Maria Santos-Wagner Antonio Henrique Pinto Maria Auxiliadora Vilela Paiva

49 L4 – Informação, Ciência e Tecnologia no Ensino de Ciências Laércio Ferracioli Thieberson Gomes Rafael Rodrigues Orivaldo de Lira Tavares L5 – Processos de Aprendizagem e de Ensino em Física Moderna Sergio Vitorino de Borba Gonçalves Júlio César Fabris Armando Biondo Filho

50 L6 – Interdisciplinaridade e transdisciplinaridade no Ensino de Ciências Marcos Tadeu Antônio Lopes de Sousa Neto Maria das Graças Ferreira Lobino Maria Inês Pfister Marcio DOlne Campos Humberto Belich

51 L7 – Estratégias educacionais para o ensino de Química ou A experimentação no ensino de Química Maria Tereza Weitzel Dias Carneiro Milton Koiti Morigaki Elias Meira da Silva Luiz Carlos Machado José Maria Pires L8 – Educação Ambiental e Sistema Lúdico Silvia Tamie Matsumoto Geraldo Rogério Faustini Cuzzuol Mirian do Amaral Jones Silva

52 L9 – Ciências ambientais Aurélio Azevedo Barreto Neto Jacqueline Rogéria Bringhenti José Antonio Tosta dos Reis L10 – Meteorologia Alailson Venceslau Santiago Carlos Henrique Eça DAlmeida Ednaldo Oliveira dos Santos Joccitiel Dias da Silva

53 3. METODOLOGIA E AVALIAÇÃO i. Aulas via videoconferências A formação se compõe de um programa de aulas via videoconferência em uma proporção de cada 15 horas de carga horária de disciplina, 4 horas acontecerão via vídeo conferência. Essas intervenções vão acontecer de modo sincrônico em formato multicast, permitindo a interatividade entre os professores e os alunos.

54 iii. Ambiente colaborativo de aprendizagem Todo o material didático vai ser disposto em um ambiente colaborativo de aprendizagem. O ambiente colaborativo escolhido pela UFES é o e- proinfo. Os alunos serão treinados na utilização dessa plataforma na disciplina inicial de Fundamentos, Metodologia e Estrutura de Pesquisa em EAD. Os 40 tutores específicos, 5 para cada linha de pesquisa do mestrado, farão o atendimento aos alunos a distância via plataforma e-proinfo.

55 iv. Dissertação A dissertação é um trabalho individual. Ela se apóia sobre uma atividade profissional ou mesmo o projeto de ensino. Trata-se de uma investigação que permite ao estudante adquirir e colocar em prática as competências do domínio de estudos. A partir de uma problemática validada pela equipe pedagógica do programa, o estudante conduz um estudo a partir do qual ele produz uma dissertação da qual faz uma defesa oral pública.

56 v. Estágio Supervisionado O estágio supervisionado será realizado nos cursos de graduação na modalidade a distância oferecidos pela UFES. O estudante atuará como tutor presencial ou tutor a distância durante o seu período de estágio supervisionado. O acompanhamento do professor que supervisiona seu estágio será feito via videoconferência seguindo a proporção de 4 horas de orientação via videoconferência por 15 horas de estágio.

57 vi. Avaliação A avaliação do aluno vai ocorrer através dos seguintes meios: - avaliação do conteúdo oferecido nas disciplinas especificada por cada professor no momento da apresentação do programa - avaliação do estágio supervisionado (realização) - avaliação do projeto de ensino (método e realização) - avaliação do projeto de dissertação (método e realização) - avaliação da dissertação (texto e defesa pública)

58 4. INFRAESTRUTURAS 3.1 Descrição da infra-estrutura de apoio: Equipe técnica e pedagógica do ´s e A UFES sediará por meio do ambientes para os professores do programa, responsáveis pelas disciplinas e pela orientação dos alunos. Esses ambientes são equipados com toda a infra- estrutura computacional e de telecomunicações necessárias ao acompanhamento dos alunos nos e

59 Além dessa infra-estrutura, as unidades operativas dispõem de laboratórios computacionais e experimentais para o atendimento aos alunos e, também, de equipamentos para a utilização das mídias necessárias ao Curso. A equipe pedagógica: esta será formada por 32 professores com larga experiência e capacidade de orientação de alunos e também de ensino,10 tutores a distância com experiência e titulação mínima de mestres; 01 coordenador de curso; 01 (um) diretor de pesquisa e avaliação e que zelarão pelo pleno desenvolvimento do projeto político-pedagógico do PPGEC de modo a assegurar a plenitude da formação do aluno.

60 A equipe técnica: esta é formada diretor administrativo diretor de tecnologia da informação; coordenadores de secretária executiva; estagiários de colegiado; técnicos de informática distribuídos nos técnicos de laboratório; secretárias de apoio nos e secretárias de colegiado (para garantirem o atendimento integral ao aluno junto à coordenação do curso, além de dar suporte administrativo e técnico ao coordenador do curso).

61 3.3 RECURSOS DE INFORMÁTICA Todo o material didático será disponibilizado por meio de videoconferências abertas e disponibilizado na plataforma e-proinfo. Vale ressaltar que através do programa do Núcleo de Educação Aberta e a Distância já existem treze Centros Regionais de Educação Aberta e a Distância distribuídos geograficamente em todo o Estado e serão construídos 23 pólos municipais de Educação Aberta e a Distância

62 Estes Centros Regionais de Educação Aberta e a Distância possuem uma capacidade instalada de laboratórios de informática, salas para orientação acadêmica, auditório com videoconferência e visam desenvolver atividades nas áreas do ensino (graduação, pós- graduação), pesquisa e extensão (cursos de capacitação), tendo como alvo prioritário professores que atuam na rede pública de ensino.

63 Rede

64 OBRIGADO !!!!!! Telefone: /


Carregar ppt "REPROVAÇÃO ENSINO FUNDAMENTAL ALAGOAS - 2003. ABANDONO – ENSINO FUNDAMENTAL ALAGOAS - 2003."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google