A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ESTADO DE GOIÁS SECRETARIA DA EDUCAÇÃO PROGRAMAS PPA 2004/2007 ESCOLA QUE QUEREMOS DESENVOLVIMENTO E VALORIZAÇÃO DOS PROFISSIONAIS NA EDUCAÇÃO GESTÃO.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ESTADO DE GOIÁS SECRETARIA DA EDUCAÇÃO PROGRAMAS PPA 2004/2007 ESCOLA QUE QUEREMOS DESENVOLVIMENTO E VALORIZAÇÃO DOS PROFISSIONAIS NA EDUCAÇÃO GESTÃO."— Transcrição da apresentação:

1

2 ESTADO DE GOIÁS SECRETARIA DA EDUCAÇÃO PROGRAMAS PPA 2004/2007 ESCOLA QUE QUEREMOS DESENVOLVIMENTO E VALORIZAÇÃO DOS PROFISSIONAIS NA EDUCAÇÃO GESTÃO E AVALIAÇÃO DOS SISTEMAS DE ENSINO SALÁRIO-ESCOLA INTEGRAÇÃO ESCOLA E COMUNIDADE

3 Ação: Desenvolvimento e Expansão do Projeto Viva e Reviva Goiás Objetivo: Promover ações de educação patrimonial por meio de projetos de escolas, oferecendo apoio técnico e pedagógico com vistas à valorização do patrimônio cultural e natural. Resultados: projetos propostos pelas escolas tendo como foco o patrimônio material e imaterial. Há produção de vídeo, material gráfico e exposições. Projetos parciais: Viva e Reviva Goiás, Kalunga, Pirenópolis, Jaraguá, Silvânia, Jataí. Em Goiânia: Viva e Reviva Bairro Balneário Meia Ponte, Bairro Vila Nova e Bairro Campinas. Responsável: Profa. Lidia Poleck Ação: Desenvolvimento das Ações Pedagógicas a)Informática Educacional - Proinfo:Responsável: Zelmir S. Masteus Objetivo: Programa destinado a informatizar escolas públicas de Ensino Fundamental para o uso pedagógico do computador no processo ensino-aprendizagem com parceria entre Estado de Goiás e Microsoft. Resultados - Mais de 40 mil alunos beneficiados. Melhoria na aprendizagem.Inclusão digital. b) Rádio Escola Sem Fronteiras Objetivo:Implementar o uso pedagógico dos meios radiofônicos para o desenvolvimento cognitivo e emocional do aluno no processo ensino/aprendizagem, seja por meio de emissora radiofônica, seja por rádios de pátio. Responsável: Francilei Nery SUPERINTENDÊNCIA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA E CONTINUADA

4 DESENVOLVIMENTO DE AÇÕES DE PROTAGONISMO JUVENIL: a)MONITORIA ESTUDANTIL: selecionar a partir de critérios definidos alunos monitores da 3a série do EM para coordenar trabalhos de grupo de alunos da 1a. série com problemas de aprendizagem. b)EMPREENDORISMO JUVENIL: preparar alunos do EM com metodologia própria (SEE/SEBRAE) para desenvolver atitudes de empreendorismo. c)VOLUNTARIADO JOVEM: preparar alunos do EM visando a participação em ações de voluntariado. OBJETIVO : FORTALECER A INICIATIVA DOS JOVENS COM VISTAS à AUTONOMIA DO PENSAMENTO E O EMPRENDORISMO JUVENIL, DESCOBERTAS DE TALENTOS NAS ÁREAS DE ARTE, CULTURA, DESPORTO E INICAÇÃO CIENTÍFICA QUANTIDADE: alunos por ano RESULTADOS: programa não iniciado Responsável : Luiz Fernando Silva Prado (SUPEM) SUPERINTENDÊNCIA DE ENSINO MÉDIO

5 Programa Segundo Tempo - Parceria Secretaria da Educação e Ministério do Esporte, em funcionamento desde agosto/2003, oferece atividades esportivas no contra-turno escolar. Atualmente 200 escolas fazem parte deste Programa, cada uma atendendo 200 alunos. Projetos de Atividades Educacionais Complementares (PRAEC) - desenvolvimento de projetos de treinamento desportivo educacional em diversas modalidades no contra-turno, com mais de projetos em execução nas diversas áreas. Jogos Estudantis do Estado de Goiás - 5 fases (escolar, municipal, intermunicipal, regional e estadual); Coordenação da G E DE e das 38 Subsecretarias Regionais de Educação; Mais de 60 mil alunos da rede pública, de 10 a 17 anos, participam das disputas em 10 modalidades para ambos os sexos; Concursos de bandas e fanfarras, noites culturais, jogos e brincadeiras tradicionais e atualização em regras também fazem parte da programação. Responsável: Prof. Antônio Celso Ferreira SUPERINTENDÊNCIA DE ENSINO MÉDIO (Gerência de Desporto Educacional)

6 SUPERINTENDÊNCIA DE ENSINO FUNDAMENTAL Representante da Rede Goiás de PlanejamentoSEELucíula da Silva Rocha Permanência e Sucesso do Aluno n a EscolaSEEIsa Lourdes de A. Pitaluga/Alice acerda Ação: Desenvolvimento das Ações Pedagógicas do Ensino Fundamental. Atividade: Execução de Proposta Pedagógica para Classes Multisseriadas. Objetivo: Aprendizagem de qualidade. Alvo: Criança de 1ª a 4ª série (6 a 10 anos). Produto: Crianças leitoras e escritoras competentes para o pleno exercício da cidadania. Proposta para o futuro: Que a estratégia pedagógica Escola Ativa seja desenvolvida em todas as salas de aula. Nº de atendimento: crianças (alunos). SEEAlcides Aparecida Cardoso da Veiga Jardim.

7 Representante da Rede Goiás de Planejamento SEELucíula da Silva Rocha Programa Escola Que QueremosSEEIsa Lourdes de A.Pitaluga/ Alice Lacerda Ação: Desenvolvimento das Ações Pedagógicas do Ensino Fundamental. Atividade: Cantinho de Leitura e Biblioteca. Objetivo: Proporcionar acesso aos livros literários para desenvolvimento da leitura e da escrita. Alvo: Crianças e adolescentes. Produto: Desenvolver na criança e no adolescente o hábito da leitura, ampliação do conhecimento e a criatividade cultural. Proposta para o futuro: Ampliação do acervo – biblioteca e cantinho. Nº de atendimento: alunos de 5ª a 8ª série e alunos de 1ª a 4ª série. SEEMaria Bernadete Barbosa de Brito

8 Representante da Rede Goiás de Planejamento SEELucíula da Silva Rocha Programa Escola Que QueremosSEEIsa Lourdes de A Pitaluga/Alice Lacerda Ação: Correção do Fluxo Escolar – Idade Série – Acelera Goiás. Objetivo: Correção do fluxo escolar de 1ª a 3ª série do ensino fundamental, oportunizando à clientela em defasagem idade-série de no mínimo 2 anos, uma prática educativa que resgate a auto-estima dos alunos. Alvo: Crianças e adolescentes(de 9 a 14 anos). Produto: Acelerar alunos em uma ou mais séries. Proposta para o futuro: Regularizar a idade/série do aluno.Nº de atendimentos: alunos SEEMarina Bretones Moura

9 Representante da Rede Goiás de Planejamento SEELucíula da Silva Rocha Programa Escola Que QueremosSEEIsa Lourdes de A. Pitaluga Ação: Desenvolvimento das Ações Pedagógicas Ensino Fundamental. Atividade: Projeto Aprender Objetivo: Propiciar que os alunos inclusos tenham atendimento diversificados para que sejam alfabetizados e capazes de aplicar a leitura e escrita em sua verdadeira função social, capazes de utilizar a leitura e escrita em situações práticas da vida. Alvo: Crianças e adolescentes. Produto: Alunos alfabetizados com qualidade e engajados na sociedade. Proposta para o futuro: Extensão do acompanhamento específico. Nº de atendimento: 3259 Crianças/Adolescentes. SEESeila Maria Vieira de Souza

10 SUPERINTENDÊNCIA EXECUTIVA a) Escola Aberta – - A Unidade Escolar participa do Projeto por adesão. Transformar o ambiente escolar em comunitário, em espaço de inclusão social de aprendizagem permanente, de respeito aos conhecimentos adquiridos pela humanidade ao longo dos anos, buscando a cidadania plena e a cultura de paz através de um circuito cultural que envolve música, dança, teatro, esporte, lazer, cinema, novas tecnologias, enfim, todas as formas de expressão humana. 13 Unidades Escolares que aderiram ao Projeto Escola Aberta ( listagem em anexo). Público alvo: crianças, adolescentes, jovens e terceira idade. b) Paz é a Gente que faz – Disseminar a cultura de paz no seio das Unidades Escolares promovendo a inclusão social, a solidariedade, a tolerância e a confiança nas relações humanas. (Permeia todas as ações e atividades desenvolvidas pela Gerência de Programas Especiais). Até a presente data capacitou profissionais da educação que atuam em torno de 381 Unidades Escolares escolas da rede estadual de ensino foram sensibilizadas no sentido de incluir em suas propostas pedagógicas a filosofia do programa paz é a gente que faz. Público alvo: toda comunidade ( a sociedade em geral)

11 c)Protagonismo Juvenil – Estimular o adolescente e jovem a exercer o seu papel ativo na sociedade decidindo e interferindo em sua educação, sendo cidadão consciente de sua responsabilidade social, atuando de forma criativa, construtiva e solidária nas relações com o mundo adulto (Permeia todas as ações e atividades desenvolvidas pela Gerência de Programas Especiais). Seminário Goiano de Políticas Públicas Adolescência e Cidadania – atendeu 200 adolescentes e 25 Técnicos e Gestores Públicos Seminário Nacional Vem Ser Cidadão – Novembro/2004 – Goiás. Atenderá 300 adolescentes de Goiás, duzentos do Brasil e do mundo. Público alvo: adolescentes e jovens. d)Faça Parte – Jovem Voluntário, Escola Solidária – Parceria com Instituto Brasil Solidário Incentiva Jovens a desenvolverem projetos de voluntariado educativo integrando sua escola à comunidade. 173 Unidades Escolares da Rede Estadual receberam o Selo Escola Solidária do Instituto Faça Parte 600 Escolas Estaduais receberam os Kits 1 – Construindo um projeto de Voluntariado, Kit 2 – Transformação. Público alvo: adolescentes e jovens.

12 e)Ministério Público Vai às Escolas – Capacitação de Diretores, Professores, alunos que fazem parte de Grêmios Estudantis e representantes de Conselhos Escolares, para que possam exercer a função de Agentes Multiplicadores da Cidadania, repassando para os mesmos noções de Direito e Cidadania. Itumbiara – 28 escolas/ 120 cursistas Aparecida de Goiânia – 50 escolas/100 cursistas Goiânia – 125 escolas/270 cursistas Luziânia – 62 escolas/340 cursistas. Público alvo: Diretores, professores, alunos e comunidade. f)Saúde Integral do Adolescente – Parceria com a Secretaria Estadual de Saúde Curso Introdutório em saúde Integral do Adolescente. Abordam os seguintes temas: Gravidez na adolescência; Uso e abuso de substancias psicoativas; DST/AIDS; Teatro adolescência e cidadania. Destinado a professores e coordenadores que atuam no Ensino Médio. Aparecida de Goiânia – 56 Unidades Escolares/ 114 profissionais da educação participantes; Goiânia – 57 Unidades Escolares/ 116 profissionais da educação participantes. Público alvo: Diretamente professores / indiretamente adolescentes g)Invertendo a Rota – Parceria com UCG/CEPAJ Curso de capacitação de professores. Ações de Enfrentamento à Violência Sexual Infanto – Juvenil em Goiânia. 1ª Etapa regiões Sul/Sudoeste/Sudeste – Norte – Campinas – 70 participantes 2ª Etapa regiões Norte/Mendanha/Noroeste – 40 participantes Público alvo: Diretamente professores / indiretamente adolescentes

13 h)Escola, História e Vida – Programa Estadual de patronato, baseado na denominação das escolas, estimulando o voluntariado ao próprio homenageado ou àqueles que estão ligados a ele por parentesco consangüíneo ou por afinidade, ou mesmo por laços de amizade e/ou admiração. Público alvo:Toda comunidade escolar e sociedade em geral i)Espaço de Educação e Convivência juvenil Naly Deusdará Localizado no espaço do antigo Colégio Estadual Profª Naly Deusdará situado no Parque das Laranjeiras – Goiânia-GO. - Espaço de inclusão social e aprendizagem permanente onde a comunidade local e circunvizinha tem acesso à tecnologia com cursos básicos de informática; ao esporte com cursos de basquete, futsal, voley, capoeira; à expressão corporal, com dança de salão, do ventre, jazz, street dance, yoga, teatro e circo; á noções básicas de espanhol, inglês, português instrumental, marketing, fotografia, excelência em atendimento, secretariado, vendas, violão, teclado, Office boy, oficina de pintura alternativa e fabricação de produtos de limpeza, entre outros. Objetivos: Promover a inclusão social, a solidariedade, a tolerância, a confiança nas relações humanas dentro do espaçp público/escolar, abrindo-o para o envolvimento da comunidade com o conhecimento de todas as formas de expressão e experiências com os meios audiovisuais e multimídia. Público alvo: Crianças acima de 08 anos, adolescentes, jovens e adultos.

14 PROGRAMA EDUCACIONAL SALÁRIO ESCOLA AÇÃO Apoio e permanência na Unidade Escolar de alunos de 07 a 17 anos OBJETIVO Garantir a reintegração familiar, combater a evasão escolar, combater o analfabetismo e o baixo Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), contribuir para erradicação do trabalho infantil com crianças de 07 a 17 anos em situação de risco social e pessoal, ampliar o período extra escolar dos alunos. PRODUTO Família Beneficiadas PROPOSTAS FUTURAS Gerar um novo modelo de relacionamento entre pais e alunos e a Rede Pública de Ensino, valorizando o envolvimento dos mesmos em Ações Comunitárias, sociais, culturais e artísticas, além de qualificar, promovendo um processo emancipatório. RESPONSÁVEL PELO PROGRAMA Maria de Fátima Silva Cordeiro RESPEONSÁVEL PELA AÇÃO: Clélia Lucchesi Alves Vieira

15 SUPERINTENDÊNCIA DE ENSINO ESPECIAL A Superintendência de Ensino Especial não trabalha com um programa específico mas com ações de vários programas, ações estas que se desdobram em múltiplas atividades visando preparar a escola, a comunidade escolar a comunidade em geral para receber e integrar o aluno com necessidades especiais no sistema regular de ensino. Para que este aluno venha integrar o sistema faz-se necessário reestruturá-lo a partir da qualificação (capacitação) dos professores, adequação física da escola, viabilizando a reorganização escolar de modo a assegurar aos alunos as condições de acesso, permanência com sucesso, nas classes comuns. Sendo assim, todas nossas atividades são no sentido de sensibilizar, capacitar e preparar a comunidade para receber este aluno dando-lhe segurança e confiança para avançar, tanto o deficiente físico, mental, auditivo, visual, pessoas com síndromes e outros transtornos que hoje totalizam


Carregar ppt "ESTADO DE GOIÁS SECRETARIA DA EDUCAÇÃO PROGRAMAS PPA 2004/2007 ESCOLA QUE QUEREMOS DESENVOLVIMENTO E VALORIZAÇÃO DOS PROFISSIONAIS NA EDUCAÇÃO GESTÃO."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google