A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

U07- OS FLUXOS ASSOCIADOS AO TIPO DE GESTÃO DE ESTOQUES Grupo 08-C: Camila Carrijo 09/07995 Rodrigo Leite 08/40149 Sandra Layane 09/15742 Vanessa Vasconcelos.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "U07- OS FLUXOS ASSOCIADOS AO TIPO DE GESTÃO DE ESTOQUES Grupo 08-C: Camila Carrijo 09/07995 Rodrigo Leite 08/40149 Sandra Layane 09/15742 Vanessa Vasconcelos."— Transcrição da apresentação:

1 U07- OS FLUXOS ASSOCIADOS AO TIPO DE GESTÃO DE ESTOQUES Grupo 08-C: Camila Carrijo 09/07995 Rodrigo Leite 08/40149 Sandra Layane 09/15742 Vanessa Vasconcelos 09/16463 Universidade de Brasília – UnB Logística Empresarial Professor: Guillermo José Asper

2 INTRODUÇÃO O método mais tradicional de estocagem é o de empurrar estoque. Afirmava-se que o ideal era manter grandes quantidades de estoques para que esse nunca faltasse, porém o custo de estocagem era muito alto. No decorrer do tempo, foi percebendo que não era necessário manter quantidades imensas de estoques, principalmente com o desenvolvimento da logística. Foram surgindo então o Just in Time, Lote Econômico de Compras e várias outras espécies de logística com objetivo reduzir custos (tanto para o cliente, quanto para fábrica), aumentar a celeridade, diminuir falta de produtos, e outros.

3 JUST IN TIME Tem como objetivo atender rápido, com qualidade e sem desperdícios. Busca o estoque zero (evitar desperdícios), reduzindo esse custo, logo diminui o preço do produto para o cliente, aumentando também a competitividade. É um método puxado. Sob encomenda, o cliente pede o produto, a partir desse momento acontece a movimentação e o transporte. Princípios: -qualidade -velocidade -confiabilidade -flexibilidade -compromissos Para que isso seja possível, é importante que a empresa tenha um relacionamento intimo com os fornecedores. A confiabilidade é necessárias, pois é necessário que haja um fornecimento ágil, constante, flexível. Essa proximidade trará consigo outros benefícios como redução do custo (freguesia), diminuição da burocracia e de tempo (na busca de vários fornecedores) e melhores níveis de serviço.

4 OS FLUXOS ASSOCIADOS AO TIPO DE GESTÃO DE ESTOQUE Há três diferentes tipos de fluxos de materiais: Fluxo descontínuo Fluxo contínuo Fluxo Sincrônico

5 FLUXO DESCONTÍNUO DE MATERIAL É o método mais tradicional, de empurrar estoque Geralmente, possuem grande quantidade de estocagem para evitar a ruptura. Logo, acarreta uma despesa maior, aumentando o preço do produto final, prejudicando o cliente e a concorrência.

6 Clientes são atendidos com os produtos acabados já estocados A fábrica produz utilizando os estoques de matérias-primas do almoxarifado; fazendo com que o almoxarifado solicite as matérias primas para o fornecedor A produção ocorre de acordo com a previsão de vendas Não tem um sistema integrado eficiente, há problemas na comunicação entre fornecedor e fábrica Ao passo que ocorre a venda, não é passada essa informação rapidamente ao fornecedor (principal motivo de ter grande quantidade de estoque) Principalmente pela falta de integração entre fábrica e fornecedor, há pouco compromisso entre eles. Por ter menos fidelidade com os fornecedores, ocasionará menos descontos e aumentará o valor do produto final.

7 ESTOQUE PARA DEMANDA É um dos sistemas mais simples do método empurrar Manter nível de estoque baseada na sua demanda Baseia-se em: - verificação do tempo de ressuprimento - previsão da demanda do item no tempo - determinar período de segurança por conta das incertezas

8 PONTO DE REPOSIÇÃO E LEC Conhecido também como método do estoque mínimo Balancear o estoque elevado (custo alto) e estoque baixo (custo de ruptura) Iniciar processo de ressuprimento em tempo suficiente para não ocorrer a falta, para isso é necessário calcular o ponto de reposição (tempo de suprimento X consumo previsto) Para saber a quantidade ideal a ser comprada para que não tenha nem excesso, nem falta de estoque é preciso calcular o Lote de Compras -LEC=(2x Demanda anual em unidades x custo de aquisição do pedido/ custo de manutenção anual do item em % x custo do item)^1/2.

9 FLUXO CONTÍNUO DE MATERIAL É o método de puxar estoque. Ponto de partida é o cliente, começou com o conceito de JIT. Método mais moderno permitido e melhorado, principalmente, por causa do avanço tecnológico.

10 Pedido do cliente é enviado de imediato para fábrica, que produz o pedido do cliente de forma rápida e eficaz. O fluxo de informação é em série, mas o fluxo de informação tem que ser rápido, pois não há estocagem. Por isso é necessária uma parceria e confiança entre fornecedor e fábrica.

11 FLUXO SINCRÔNICO DE MATERIAL É um método puxado e o mais moderno entre os três Fluxo contínuo tem um grande problema, pois tem que atender o cliente em um lead time rápido Usa a tecnologia para diminuir esse lead time

12 Não é em série, a informação sobre a necessidade de material flui paralelamente. É necessário um sistema integrado entre cliente, fábrica e fornecedor. O fluxo do material é balanceado uma só vez ao longo do processo por um sistema automatizado. Instantaneamente, o fornecedor, a empresa já obtém as informações necessária para a produção e movimentação do material.

13 REFERÊNCIAS Gestão de Estoques na Cadeia de Logística Integrada: Supply Chain (2010) Hong Yuh Ching. Atlas 3ª Edição.

14 SUBGRUPO 1 Créditos pelo texto: Vanessa Vasconcelos Créditos pelas imagens: Camila Carrijo


Carregar ppt "U07- OS FLUXOS ASSOCIADOS AO TIPO DE GESTÃO DE ESTOQUES Grupo 08-C: Camila Carrijo 09/07995 Rodrigo Leite 08/40149 Sandra Layane 09/15742 Vanessa Vasconcelos."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google