A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL APARENTE E SUBJACENTE Profa. Andréia O. Vicente.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL APARENTE E SUBJACENTE Profa. Andréia O. Vicente."— Transcrição da apresentação:

1 COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL APARENTE E SUBJACENTE Profa. Andréia O. Vicente

2 Comportamento Aparente Todos os aspectos do ambiente e da organização que são sempre observados e se revelam física e formalmente compõe o aparente de uma organização. Incluem-se aí os recursos, a tecnologia, os mobiliários, os equipamentos e as interações entre as pessoas.

3 As relações constituem a cultura organizacional, e a cultura de uma organização é composta por três dimensões: a material, a psicossocial e a ideológica. Material – compreende a estrutura de uma organização, seu ambiente físico, seus recursos materiais e sua tecnologia. Psicossocial – refere-se à estrutura funcional e de poder vinculadas às relações formais e informais emergentes.

4 Ideológica – é relativa à estruturação de normas e valores, tanto os declarados e conscientes quanto os subjacentes. A integração dessas três dimensões deve compor o funcionamento da organização de forma constante para que exista adaptação interna. Paralelamente, deve ocorrer a relação da organização com o mundo externo.

5 Comportamento Subjacente O subjacente da organização refere-se à parte que não está visível e que constitui a maior parte da cultura organizacional. Estão incluídos nisso atitudes e valores, sentimentos de raiva, alegria, medo e desrespeito, normas grupais, interações, mecanismos de defesa, motivações e desejos.

6 Inconsciente

7 Os conteúdos recalcados se manifestam no comportamento das pessoas e, portanto, influenciam seus relacionamentos, a forma como os indivíduos percebem a realidade, como trabalham e amam, enfim, como são no dia a dia.

8 Como as organizações são criadas (ou fundadas) e mantidas (ou preservadas) por seres humanos, é evidente que as estruturas ocultas ou subjacentes das pessoas que constituem esses grupos influenciam diretamente essas organizações.

9 Estrutura oculta do psiquismo humano e as organizações Segundo a teoria psicanalítica, desenvolvida por Sigmund Freud, a estrutura do psiquismo humano é formada pelo id, ego e superego.

10

11 MECANISMOS DE DEFESA É por meio de mecanismos de defesa que o ser humano consegue lidar com os impulsos que foram recalcados. Tais mecanismos redirecionam os impulsos recalcados para que assumam novas formas e possam se manifestar de maneira menos ameaçadora e com mais controle. Constituem as defesas naturais contra as frustrações que sofrem todos os indivíduos.

12 Os mecanismos de defesa são, então, processos automáticos e inconscientes de que a personalidade se utiliza para manter o equilíbrio e a estabilidade psicológica.

13 TIPOS DE MECANISMOS DE DEFESA REPRESSÃO – é o mecanismo base de todos os outros. Consiste em empurrar para o inconsciente todo o impulso inaceitável para o ego. Desejos, impulsos e pensamentos que seriam incompatíveis com as auto exigências e as motivações conscientes do sujeito ou que o perturbariam são excluídos do campo de percepção da consciência.

14 PROJEÇÃO – ocorre quando o indivíduo atribui os próprios sentimentos, impulsos e desejos a outra pessoa. IDEALIZAÇÃO – refere-se a uma valorização dos aspectos positivos de uma determinada situação, para não enxergar os aspectos negativos.

15 RACIONALIZAÇÃO – trata-se de criação de justificativas bem elaboradas, lógicas e coerentes que não correspondem a ideia ou ao sentimento real, pois este poderá ser muito doloroso ao ego. FIXAÇÃO – a pessoa se fixa em um padrão, uma ideia ou uma atitude por temer outros, que poderiam provocar alguma insatisfação ou sentimento negativo.

16 NEGAÇÃO – é o mecanismo que faz a pessoa negar um fato, uma ideia ou uma situação que poderão trazer à tona um impulso. REGRESSÃO – caracteriza um retrocesso a formas anteriores de pensamento ou desenvolvimento causado por frustrações ou conflitos.

17 FORMAÇÃO REATIVA – é o mecanismo que visa transformar um sentimento ou uma atitude em forma oposta de manifestação. SUBLIMAÇÃO – a sublimação é um mecanismo muito importante, pois canaliza impulsos ameaçadores e não aceitos socialmente para atividades aceitáveis.

18 A importância da compreensão desses mecanismos se deve ao fato de que, nas organizações, as pessoas não estão atentas a seus motivos inconscientes. Não percebem que pensam de uma forma e agem de outra – ou que não tem as atitudes que desejariam ter. A busca do autoconhecimento é essencial para compreender esses mecanismos e poder transformá-los para uma melhor adaptação social.

19 REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA PÉRSICO, N.; BAGATINI, S.B. Comportamento humano nas organizações. Curitiba: Intersaberes, 2012.


Carregar ppt "COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL APARENTE E SUBJACENTE Profa. Andréia O. Vicente."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google