A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Aula de revisão. Processos de separação de misturas Catação Peneiração ou tamisação Ventilação Separação magnética Flotação Sedimentação Filtração comum.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Aula de revisão. Processos de separação de misturas Catação Peneiração ou tamisação Ventilação Separação magnética Flotação Sedimentação Filtração comum."— Transcrição da apresentação:

1 Aula de revisão

2 Processos de separação de misturas Catação Peneiração ou tamisação Ventilação Separação magnética Flotação Sedimentação Filtração comum Filtração á vácuo Dissolução fracionada Decantação Centrifugação Destilação simples Destilação fracionada Cromatografia

3 Modelos atômicos Dalton ( ) Afirmava: Matéria é constituída por partículas indivisíveis Considerava que os átomos não seriam alterados pelas reações químicas Associa cada tipo de átomo a um determinado elemento químico.

4 Modelo de Thompson Pudim de Passas 1897 : J. J. Thomson mede a razão e/m (= 1.76 X 1011 C/kg), mostrando que independe do material do catodo e da voltagem usada A mesma razão medida para íons de hidrogênio davam um valor cerca de 2000 vezes menor!

5 Modelo de Bohr Objetivo: explicar a fórmula empírica de Balmer e o modelo de Rutherford 1º Postulado: Bohr admitiu que, tanto a lei de Coulomb como as leis de Newton são ainda aplicáveis no domínio atômico. Assim o elétron mover-se-á numa órbita circular ao redor do núcleo sendo a força central (+) a responsável pelo movimento;

6 2º Postulado: postulado da quantificação das órbitas 3º Postulado: nas órbitas permitidas não há radiação de energia eletromagnética. Deste modo a energia total do elétron permanece constante e as orbitas são ditas estacionárias.

7 4º Postulado: Bohr admitiu que só há lugar à emissão de radiação quando, sob o efeito de uma perturbação, o elétron é transferido entre duas órbitas estacionárias.

8 SUBNÍVEIS (s, p, d, f)

9 Após a distribuição das camadas (níveis), subcamadas (subníveis) e orbitais o químico linnus pauling criou um diagrama que representava corretamente como os elétrons eram distribuídos no átomo de acordo com sua energia Obs: vale lembrar que existem os subníveis g, h, i Porém os elementos que existem na terra não alcançam estes níveis energéticos

10 Número atômico e número de massa Número Atômico (Z): quantidades de prótons. Z = p = e Número de Massa (A): a soma das partículas que constitui o átomo. A = Z + n + e A = Z + n REPRESENTAÇÃO DE UM ÁTOMO

11 HH X2X2 Ex.: H 2, N 2, O 2 Geometria: Linear Ângulo: 180° Moléculas Diatômicas GEOMETRIA MOLECULAR

12 XY Ex.: HBr, HCl, HF Geometria: Linear Ângulo: 180° H Cl Moléculas Diatômicas

13 XY 2 Ex.: CO 2, CS 2 Geometria: Linear Ângulo: 180° C OO Moléculas Poliatômicas

14 Ex.: SO 2 Geometria: Angular Ângulo: 112° XY 2 e- Moléculas Poliatômicas S O O

15 Ex.: H 2 O, H 2 S Geometria: Angular Ângulo: 105° XY 2 2e- Moléculas Poliatômicas O HH

16 XY 3 Ex.: BF 3, BH 3 Geometria:Trigonal Plana Ângulo: 120 ° H H H B Moléculas Poliatômicas

17 Ex.: NH 3, PH 3 Geometria: Piramidal Ângulo: 107° XY 3 e- Moléculas Poliatômicas N H H H

18 Ex.: CH 4,CCl 4 Geometria: Tetraédrica Ângulo: 109°28 XY 4C H H H H Moléculas Poliatômicas

19 Polaridade Interações intermoleculares


Carregar ppt "Aula de revisão. Processos de separação de misturas Catação Peneiração ou tamisação Ventilação Separação magnética Flotação Sedimentação Filtração comum."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google