A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

EQUILÍBRIO DE HARDY-WEIMBERG. O modelo de Hardy-Weimberg descreve a relação matemática que permite a predição da freqüência dos genótipos na progênie.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "EQUILÍBRIO DE HARDY-WEIMBERG. O modelo de Hardy-Weimberg descreve a relação matemática que permite a predição da freqüência dos genótipos na progênie."— Transcrição da apresentação:

1 EQUILÍBRIO DE HARDY-WEIMBERG

2 O modelo de Hardy-Weimberg descreve a relação matemática que permite a predição da freqüência dos genótipos na progênie à partir das freqüência gênicas parentais.

3 Em uma população infinitamente grande, em que os acasalamentos ocorrem ao acaso e sobre o qual não há atuação de fatores evolutivos, as freqüências gênicas e genotípicas permanecem constantes ao longo das gerações.

4 Este teorema só é válido para populações: Infinitamente grandes;

5 Onde os acasalamentos ocorrem ao acaso; Isentas de fatores evolutivos, tais como, mutação, seleção natural e migração.

6 Uma população assim caracterizada encontra-se em equilíbrio genético. Na natureza, entretanto, não existem populações sujeitas rigorosamente a essas condições.

7 A importância do teorema de Hardy- Weimberg: Estabelece um modelo para o comportamento dos genes.

8 Desse modo, é possível estimar freqüências gênicas e genotípicas ao longo das gerações e compará-las com as obtidas na prática.

9 Pressupostos para validade do Teorema: a)Acasalamento ao acaso b)Ausência de mutação c)Populações fechadas (ausência de migração. d)Tamanho infinito e)Ausência de seleção

10 Acasalamento ao acaso A p = 0,7 a q = 0,3 A p = 0,7 AA p 2 =0,49 Aa pq=0,21 a q = 0,3 Aa pq=0,21 aa q 2 =0,09

11 AA = p 2 Aa = 2pq aa = q 2 FREQUÊNCIAS GENOTÍPICAS

12 Acasalamento Associativo Não altera a frequência gênica, mas produz alterações nas frequências genotípicas.

13 Associativo positivo: os pares acasalados são parecidos fenotipicamente. Levam à endogamia, pois podem conduzir a uma superabundância de homozigotos. AA x AA AA x Aa aa x aa

14 Associativo negativo: os pares acasalados diferem geneticamente. AA x aa Aa x aa

15 FATORES QUE ALTERAM AS FREQUÊNCIAS GÊNICAS E GENOTÍPCAS

16 Processos Sistemáticos: São aqueles cuja alteração na freqüência gênica podem ser conhecidas, tanto em termos de magnitude quanto em direção. Considera-se como processos sistemático a seleção, migração e mutação.

17 Processos Dispersivos: São aqueles em que é possível conhecer apenas a magnitude da alteração da freqüência mas não a direção em que ela foi alterada. Como processo dispersivo é considerado a oscilação genética ou amostragem.

18 Mutação A mutação pode ser definida como um evento que dá origem a alterações qualitativas ou quantitativas no material genético

19 Mutação Mutação gênica ou mutação de ponto Mutação cromossômica ou aberração cromossômica

20 Mutação A mutação não consegue alterar o sentido da evolução pois ocorre com taxas da ordem de 3x10 -6 em mutações espontâneas, apenas cria variabilidade; As mutações são feitas ao acaso, e não dirigidas.

21 Mutação As mutações são raras. A freqüência estimada da maioria das mutações nos organismos superiores é de uma em dez mil a uma em um milhão por gene por geração. A maioria das mutações é deletéria

22 Seleção Valor adaptativo (fitness) pode ser definido como a contribuição genética de um indivíduo para as gerações subseqüentes e é medido pelo número de seus filhotes que sobrevivem até a sua época reprodutiva.

23 Seleção Seleção natural - acontece quando a sobrevivência sofre influência de fatores genéticos e da fecundidade. Indivíduos com taxa reprodutiva mais alta são selecionados e a proporção de seus genótipos cresce ao longo do tempo.

24 Seleção Seleção estabilizante - acontece quando os indivíduos com fenótipos intermediários ou médios têm sucesso reprodutivo mais alto que os com fenótipos extremos

25 Seleção Seleção direcional - Na seleção direcional, os indivíduos de maior fitness são os que têm fenótipos mais extremos que a média da população

26 Seleção Seleção disruptiva - Quando os indivíduos com fenótipos extremos têm maior aptidão que os que se aproximam da media. Tende a aumentar a variação fenotípica na população pode conduzir a distribuição bimodal de fenótipos.

27 Seleção I – 50 AA + 25 Aa + 25 aa Indivíduos aa: taxa reprodutiva 20% inferior aos indivíduos AA e aa.

28 Migração Geralmente as populações são isoladas mas podem ocorrer entre elas migrações – movimento de indivíduos em idade reprodutora de uma população para outra, implicando fluxo de genes.

29 Deriva Genética


Carregar ppt "EQUILÍBRIO DE HARDY-WEIMBERG. O modelo de Hardy-Weimberg descreve a relação matemática que permite a predição da freqüência dos genótipos na progênie."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google