A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

O Estresse do Professor de Matemática : Um inimigo oculto e sorrateiro UniSalesiano – Teia do Saber – Matemática 2005.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "O Estresse do Professor de Matemática : Um inimigo oculto e sorrateiro UniSalesiano – Teia do Saber – Matemática 2005."— Transcrição da apresentação:

1 O Estresse do Professor de Matemática : Um inimigo oculto e sorrateiro UniSalesiano – Teia do Saber – Matemática 2005

2 O que é o Estresse? É uma reação normal do corpo humano em face aos desafios que lhe são impostos pelo meio externo.

3 Mas não são só situações ruins ou de risco de vida que podem nos deixar estressados...

4 Todas as grandes mudanças que passamos na vida são situações causadoras de estresse... mesmo sendo elas boas e que nos estejam fazendo felizes..

5 Tipos de Estresse Estresse Crônico Estresse Agudo Intenso e curto Traumas Suave e constante Fatos do cotidiano

6 Quando eu sei quando e quanto estou estressado?

7 I) Quando estou na fase do ALERTA É quando ocorre o primeiro contato do indivíduo com o agente estressor, o que faz o seu organismo perder o equilíbrio. Catorze são os sintomas característicos desta fase

8 1. Mãos e/ou pés frios 2. Boca seca 3. Dor no estômago 4. Aumento de sudorese 5. Tensão e dor muscular por exemplo na região dos ombros 6. Aperto na manidíbula/ranger os dentes ou roer unhas/ponta da caneta 7. Diarréia passageira 8. Insônia 9. Taquicardia 10. Respiração ofegante 11. Hipertensão súbita e passageira 12. Mudança de apetite 13. Agitação 14. Entusiasmo súbito Estou em ALERTA !!!

9 II) Quando estou na fase da RESISTÊNCIA É quando o organismo tenta voltar ao seu equilíbrio, adaptando-se ao agente estressor ou eliminando-o. Catorze também são os sintomas característicos desta fase

10 Problemas com a memória Mal-estar generalizado Formigamento nas extremidades Sensação de desgaste físico constante Mudança de apetite Aparecimento de problemas dermatológicos Hipertensão arterial Cansaço constante Gastrite prolongada Tontura Sensibilidade emotiva excessiva Obsessão com o agente estressor Irritabilidade excessiva Desejo sexual diminuido Estou em RESISTÊNCIA !!!

11 III) Quando estou na fase da EXAUSTÃO É a fase mais perigosa e danosa para o organismo, podendo comprometê-lo com várias doenças Dezenove são os sintomas característicos desta fase E se o agente estressor é a profissão do indivíduo, a vivência desta fase pode levá-lo ao BURNOUT

12 Estou em Exaustão !! Fase de Alerta 1.Diarréias frequentes 2.Dificuldades sexuais 3.Formigamentos nas extremidades 4.Insônia 5.Tiques nervosos 6.Hipertensão arterial confirmada 7.Problemas dermatológicos prolongados 8.Mudança extrema de apetite 9.Taquicardia 10. Tontura frequente 11. Úlcera 12. Impossibilidade de trabalhar 13. Pesadelos 14. Apatia 15. Cansaço excessivo 16. Irritabilidade 17. Angústia 18. Hipersensibilidade emotiva 19. Perda do senso de humor

13 Você gostaria de saber se está com estresse?

14 Nenhuma resposta assinalada: Parabéns! Você não está com estresse. Corpo em perfeito equilíbrio! Resultados do Estou com estresse?

15 De 1 a 3 respostas assinaladas: Você está na fase do ALERTA. Pode ser o mundo lá fora, ou você mesmo que esteja exigindo de você. Use técnicas de relaxamento para prevenir o avanço na próxima fase e diminuir a tensão mental/física que está sentindo!

16 Resultados do Estou com estresse? De 4 a 8 respostas assinaladas: Você está na fase da RESISTÊNCIA. Você está exigindo demais de seu organismo. Procure se alimentar de frutas e verduras, fazer exercícios físicos três vezes por semana e cuide mais de você! Lembre-se que o maior bem que possui é o seu próprio corpo.

17 Resultados do Estou com estresse? De 8 para cima: Você atingiu a fase da EXAUSTÃO e o quanto antes iniciar uma dieta apropriada com frutas, legumes, cereais, exercícios físicos, repouso e intenso cuidado de si próprio melhor, pois você poder está a beira de um colapso e não ter idéia deste fato.

18 A Síndrome doBURNOUT

19 Síndrome do BURNOUT Atinge aqueles professores mais motivados que em face dos fatores estressantes de sua rotina profissional trabalham mais e mais para fazer frente aos mesmos. Assim como o estresse o BURNOUT possui suas fases que paulatinamente vão tomando conta do indivíduo.

20 I) Para o alto e avante! O idealismo e entusiasmo contagiantes, com expectativas excessivas a respeito do trabalho e da profissão

21 O progressivo estancamento e queda com relação às expectativas iniciais II) A dura realidade...

22 III) E agora José? A decepção e frustração com relação à carreira e a profissão

23 IV) Tô fora! A apatia, a crítica, a descrença e o possível abandono do trabalho e da profissão

24 O que pode levar um professor de matemática ao BURNOUT?

25 Excesso de trabalho Excesso de alunos em sala de aula O trabalho que começa e termina em casa A vida pessoal VERSUS a vida profissional

26 Formação e Capacitação continuada Demandas quantitativas e qualitativas Paranóia de certificados e títulos Necessidade de atualização constante

27 Sobrecargas e Pressões A síndrome do o professor resolve Falta de infra-estrutura na escola Solidão e disputa no exercício profissional Falta de incentivo e reconhecimento Questão salarial

28 Além do desafio de controlar a classe, o professor enfrenta pressões... do tempo dos alunos dos colegas dos pais dos administradores dos políticos dos sucessos e fracassos de seus alunos de si mesmo

29 Problemas disciplinares Indisciplina dos alunos Desvalorização da Educação e da escola Violência em sala de aula

30 A poluição sonora O silêncio cada vez mais difícil de conseguir Falando mais alto para ser ouvido A saúde vocal que se vai com os anossaúde vocal

31 Você gostaria de saber se está com BURNOUT?

32 De 0 a 8 pontos (SIM): Você está conseguindo enfrentar de modo saudável seu trabalho; a probabilidade de sucesso profissional é grande; a determinação em suas atitudes diárias é benéfica; esteja alerta quando sentir que algo mudou. Resultados do Estou com BURNOUT?

33 De 9 a 17 pontos (SIM): Sua vida está ficando complicada; o trabalho não lhe traz gratificação; reveja o que pode ser mudado, pois ainda é tempo. Você tem que planejar melhor suas atividades e lembrar que merece descansar, ter lazer e descontrair-se. Resultados do Estou com BURNOUT?

34 De 18 a 25 pontos (SIM): É necessário mudar muito o seu comportamento diante do trabalho e da vida. Você tem dificuldades de enfrentar situações e colocar limites para as pessoas e para você mesmo. Pare e reflita enquanto é tempo. Sua saúde poderá ter sérios abalos tanto no campo físico quanto no emocional. É aconselhável que você procure um profissional para diminuir seu estresse no trabalho. Resultados do Estou com BURNOUT?

35 O maior inimigo da saúde vocal do professor: sala lotada de alunos

36 Sou professor(a)! O que devo fazer para manter minha saúde vocal em dia?

37 O dez mandamentos para uma boa saúde vocal I. Beba de 7 a 8 copos de água por dia. II. Só faça uso de pastilhas, sprays ou medicamentos, indicados por Médicos. III. Evite auto-medicação e soluções caseiras (gengibre, romã, etc.) IV. Repouse a voz, após cada "apresentação" pública. V. Use roupas leves e evite consumir refrigerantes, gorduras e condimentos antes da aula. VI. Realize avaliações auditivas e fonoaudiológicas pelo menos uma vez por ano. VII. Mantenha a melhor postura da cabeça e do corpo durante a aula. VIII. Faça uso do microfone para grandes audiências. IX. Ouça mais seus alunos sempre que possível. X. E por fim, coma uma maçã todos os dias!

38 E agora, um exemplo de professor que o BURNOUT não conseguiu derrubar...

39

40 Jesus teve 12 alunos escolhidos por ele... Nós temos 30, 60, 100, escolhidos por um rigoroso processo de seleção: mora perto ou paga a matrícula, entrou. Jesus teve alunos em tempo integral por três anos. Nós os temos por algumas aulas semanais, por um período mais curto. Os alunos de Jesus deixaram tudo para seguí-lo. Os nossos não querem acompanhar nem o nosso pensamento.

41 Ele fazia milagres, coisa que nós certamente não fazemos naquele sentido. A auto estima e a confiança de Jesus eram enorme: filho de Deus, ressuscitava mortos, andava sobre as águas, passava quarenta dias sem comer e não tinha medo de ninguém. Nós não temos toda esta convicção, segurança e auto- estima. Melhor: as aulas eram ao ar livre, sem coordenação, sem direção, sem colegas e os pais dos alunos não apareciam para reclamar!

42 Bem, após 3 anos de curso intenso com todos estes reforços, chegou a prova final. Na agonia do horto os três melhores alunos dormiram, quando o mestre estava chorando sangue. O tesoureiro da turma denunciou o professor à diretoria de educação por 30 moedas. O líder da classe, Pedro, negou que tivesse tido aula por três vezes diante da supervisora de ensino: nunca vi este cara antes... Os outros nove fugiram sem dar notícia e não compareceram à prova final: o calvário. O mais novo e bobinho, João, foi até lá, mas não fez nada para impedir que os guardas matassem o professor. Se considerarmos João, com boa vontade, o único aprovado, teremos uma média de êxito de 8.33%, baixa demais.

43 O professor foi embora e voltou para uma recuperação de férias. Reuniu os reprovados e disse: mais uma chance. Um dos alunos, Tomé, pediu para colocar o dedo no diploma do professor para ver se era de verdade. Primeira pergunta de Pedro: Senhor, é agora que vais restaurar o reino de Israel? Ou seja, o melhor aluno não aprendeu nada! Ele achou que o curso era Política e na verdade foi Teologia. Objetivos não atingidos: 100% !

44 Novos milagres, mais 40 dias de feedback, apostilas, recuperação, reforço de férias. Final de curso pirotécnico: subiu ao céu entre nuvens O anjos assistentes-pedagógicos disseram que o mestre tinha ido para a sala dos professores eterna e não mais voltaria. O curso estava encerrado, todas as lições tinham sido dadas para aquela nata de 11 homens. O que eles fizeram? Foram se esconder numa casa, todos apavorados. Então o mestre mandou um módulo auto-instrucional de reforço, o Espírito Santo. Só aí, com uma força externa, eles começaram a entender, e finalmente tiveram aquela famosa reação bovina: HUMMMM...

45 O Estresse do Professor de Matemática : Um inimigo oculto e sorrateiro UniSalesiano – Teia do Saber – Matemática 2005


Carregar ppt "O Estresse do Professor de Matemática : Um inimigo oculto e sorrateiro UniSalesiano – Teia do Saber – Matemática 2005."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google