A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Teoria da Burocracia Duas formas de influência segundo Weber: Poder: Poder não é autoridade. Poder é a probabilidade de o indivíduo executar sua vontade.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Teoria da Burocracia Duas formas de influência segundo Weber: Poder: Poder não é autoridade. Poder é a probabilidade de o indivíduo executar sua vontade."— Transcrição da apresentação:

1 Teoria da Burocracia Duas formas de influência segundo Weber: Poder: Poder não é autoridade. Poder é a probabilidade de o indivíduo executar sua vontade apesar das resistências opostas; o poder inclui o controle da situação, mediante ameaças e coações para obter obediência. Persuasão: é a faculdade de um indivíduo influenciar a decisão ou ação de outro, mediante a razão, a lógica e a argumentação. Autoridade: é quando as ordens ou decisões são obedecidas VOLUNTARIAMENTE, porque a fonte de onde elas emanam é considerada legítima.

2 Teoria da Burocracia Os três tipos de autoridades segundo Weber: 1. Autoridade tradicional: Resultante de uma ordem social sagrada e eterna, baseada no direito divino, na tradição cultural, na herança. Ex.:Tribos clãs, as sociedades medievais, a família; 2. Autoridade carismática: Resultante da rejeição à tradição e contra a ordem social vigente, concentrada na aceitação de uma ordemencarnada numa pessoa; a autoridade tem traços místicos, arbitrários e personalísticos. Ex.: partidos políticos, grupos revolucionários, os grupos religiosos;

3 Teoria da Burocracia Os três tipos de autoridades segundo Weber: 3. Autoridade racional: Baseada em normas sociais, administradas pela meritocracia, com traços impessoais, técnicos e racionais. O tipo de sociedade em que esta autoridade predomina são os exércitos, a administração pública e as empresas. A autoridade racional é também denominada legal ou burocrática. Quanto mais democrática e avançada a sociedade maior a presença deste tipo de autoridade.

4 Escola Comportamentalista Poder de recompensa: é a capacidade de oferecer algo de valor, um resultado positivo, como meio de influenciar o comportamento de outras pessoas; Poder coercitivo: é a capacidade de punir ou de reter resultados positivos, como meio de influenciar o comportamento de outras pessoas; Poder de especialização: é a capacidade de influenciar o comportamento de outras pessoas por causa do conhecimento específico ou do entendimento que alguém detém;

5 Escola Comportamentalista Poder de referência: é a capacidade de influenciar o comportamento de outras pessoas por causa do seu desejo de se identificar pessoal e positivamente com alguém admirado; Poder de legítimo: é a capacidade de influenciar o comportamento de outras pessoas em virtude dos direitos do cargo ou da função ocupada.

6 Escola Comportamentalista A liderança pode aparecer de duas formas: 1. Liderança formal: a qual é exercida por pessoas escolhidas para posições de autoridade formal nas organizações; 2. Liderança informal: a qual é exercida por pessoas que se tornam influentes pelas suas habilidades especiais, que servem às necessidades de outros. O estudo de liderança aqui apresentado refere-se à liderança formal e principalmente à liderança gerencial.

7 Escola Comportamentalista A liderança é uma forma dinâmica de comportamento e sofre a influência de quatro variáveis maiores de acordo com Mc Gregor, que são: As características do líder; A atitude, as necessidades e outras características pessoais dos seguidores; A natureza da organização, seus propósitos, sua estrutura, e as tarefas a realizar; O ambiente social, político e econômico. OBS:. Verificar a reportagem da Veja, edição 1799, 23 de abril de 2003.

8 Escola Comportamentalista Rensis Likert Dois tipos de comportamento de liderança: Comportamento centrado no trabalho: focado na tarefas, forte supervisão, pressão por melhor desempenho, atenção ao alcance de metas e uma forte supervisão. Os supervisores são ferramentas para obtenção de metas. Comportamento centrado no empregado: voltado para a pessoas, mais do que na obtenção da produção; eles são cientes das necessidades, do crescimento pessoal e profissional dos empregados.

9 Escola Comportamentalista Conclusões dos estudos de Likert e seus associados era que: Líderes de sucesso tinham padrões de comportamento de apoio, orientados para relações humanas e para a pessoa do empregado. Todas as organizações deveriam periodicamente avaliar o seu clima organizacional. Clima organizando é a desejabilidade pelo trabalho e o resultado do ambiente social dentro da organização.

10 Escola Comportamentalista Os 4 tipos de estilos de liderança de Likert: Sistema 1 (autoritário coercitivo): Consiste num ambiente de desconfiança nos subordinados, decisões centralizadas no topo da organização, pouca comunicação e ênfase nas punições com poucas recompensas materiais. Sistema 2 (autoritário benevolente): baseado num clima de confiança condescendente, poucas comunicações, algumas decisões descentralizadas, pouca interação pessoal e castigos potenciais.

11 Escola Comportamentalista Os 4 tipos de estilos de liderança de Likert: Sistema 3 (consultivo): Constituído num clima de confiança não completo, mas com alguma recompensa e um pequeno envolvimento pessoal. Sistema 4 (participativo): tem um ambiente de completa confiança, onde os subordinados se sentem livres para agir, com idéias de uso construtivo, com participação e envolvimento grupal, e responsabilidade pessoal de todos os níveis. As recompensas são sociais e poucas as punições aplicadas.


Carregar ppt "Teoria da Burocracia Duas formas de influência segundo Weber: Poder: Poder não é autoridade. Poder é a probabilidade de o indivíduo executar sua vontade."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google