A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ABAQUS – Interface explícita e implícita Julia carolina Feltrin Boell.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ABAQUS – Interface explícita e implícita Julia carolina Feltrin Boell."— Transcrição da apresentação:

1 ABAQUS – Interface explícita e implícita Julia carolina Feltrin Boell

2 Capacidade de transformar uma malha deformada Explícito para Implícito: – Obter configuração final estática após evento dinâmico – Simular springback – Simular flambagem

3

4 Implícito para Explícito: – Simular uma fase de pré-carga onde o modo explícito não é necessário – Simular passos de conformação posteriores a uma fase de springback – Simular um evento transiente depois de um evento permanente

5 Podem ser importadas: – Estado do material – Posição dos nós – Elementos – Temperaturas

6 Devem ser redefinidas: – Condições de contorno – Carregamentos – Definições de contato – Restrições cinemáticas – Transformações nos nós – Definições de amplitude

7 Não podem ser importadas: – Superfícies rígidas analíticas – Aceleradores independentes na malha – Elementos conectores – Elementos de retorno – Elementos de massa e inércia rotacional – Elementos infinitos – Elementos fluidos

8 IMPORTAÇÃO DO EXPLÍCITO PARA O IMPLÍCITO

9 Exemplo – Puncionamento 1.Conformação – Explícito 2.Malha deformada e estado associado – Importação para o implícito 3.Cálculo do springback - Implícito

10 1.Realizar o processo 2.Dados da simulação 3.Copiar modelo

11 4. Reposicionar e renomear o passo como estático

12 5. Deletar interações, ferramentas rígidas, condições de contorno, etc. – Manter essas definições para a chapa

13 6.Definir um campo de estado inicial

14 7.Importar esse campo do final do explícito 8.Fazer um uptade das configurações de referência

15 9. Definir as condições de contorno (prevenir movimento de corpos rígidos)

16 O modelo, porém, ainda não está em equilíbrio estático por causa de: – Forças dinâmicas Inércia e amortecimento – Forças de interação de contorno: A retiradas das condições contribuem para a falta de equilíbrio.

17 Para retirar o efeito: – Tensões internas artificiais (retiradas gradativamente) – Chapa se deforma conforme as tensões são retiradas em resultado à redistribuição de forças – Configuração final (tensões artificiais totalmente retiradas)

18 IMPORTAÇÃO DO IMPLÍCITO PARA O EXPLÍCITO

19 Exemplo – Ventoinha – Inicialmente em repouso – Standard obtém o estado associado de tensões somente com o carregamento – O explícito considera a rotação do modelo.

20 Procedimento A análise pelo método implícito irá gerar alguns arquivos 1.Importar esses resultados para o modelo explícito 2.Definir o elemento externo à ventoinha que não estava presente no modelo estático 3.No modelo implícito estava presente somente um carregamento centrífugo. Agora temos também uma velocidade rotacional inicial.

21 Problemas no modelamento – Uso de contato geral – Uso de precisão dupla – Especificar um tempo de incremento máximo estável (garantir que cada elemento seja analisado ao menos em 10 revoluções)

22 LIMITAÇÕES

23 Devem ser utilizadas versões compatíveis do ABAQUS/Explícito e ABAQUS/Implícito Não pode ser utilizado em massa, inercia rotacional, conectores, fluidos e elementos infinitos Algumas definições não podem ser transformadas (Superfície e Contato) Carregamentos, condições de contorno, restrições cinemáticas e transformações nos nós não são iportados

24 O estado do material é importado somente para: – Elasticidade linear – Plasticidade de Mises – Hiperelasticidade – Efeito de Mullins O estado de tensões é completamente importado


Carregar ppt "ABAQUS – Interface explícita e implícita Julia carolina Feltrin Boell."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google