A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Empreendedorismo – Unidade 2. Educação a Distância – EaD Professor: Flávio Brustoloni Empreendedorismo.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Empreendedorismo – Unidade 2. Educação a Distância – EaD Professor: Flávio Brustoloni Empreendedorismo."— Transcrição da apresentação:

1 Empreendedorismo – Unidade 2

2 Educação a Distância – EaD Professor: Flávio Brustoloni Empreendedorismo

3 Cronograma: Turma EMD0168 Empreendedorismo DataAtividade 05/06 ATIVIDADES ACADÊMICAS 22/05 1º Encontro 12/06 3º Encontro 2ª Avaliação Disciplina 26/06 4º Encontro 3ª Avaliação Disciplina (FINAL) 29/05 2º Encontro 1ª Avaliação Disciplina

4 Unidade 2 PLANEJAMENTO DO NEGÓCIO

5 Objetivos da Unidade: Conhecer o Plano de Negócio; Entender a importância do Plano de Negócio; Identificar o Plano de Negócio como importante ferramenta; Conhecer as partes que compõem o Plano de Negócio; Redigir um Plano de Negócio; Utilizar e colocar um Plano de Negócio em prática;

6 TUTORIAL 2/45 Tópico 1 03 Indicação do Tópico Página da apostila Numeração do slide Unidade 1

7 TÓPICO 1 1/66 Plano de Negócios

8 2 O Plano de Negócios É um documento usado para descrever um empreendimento e o modelo de negócios que sustenta a empresa. Sua elaboração envolve um processo de aprendizagem e autoconhecimento e, ainda, permite ao empreendedor situar-se no seu ambiente de negócios. 2/66 Tópico 1 69 Unidade 2

9 2 O Plano de Negócios * Início da década de 90: programa Softex (setor software); * : popularização da internet e o Programa Brasil Empreendedor do Governo Federal. 3/66 Tópico 1 70 Unidade 2

10 3 A Importância do Planejamento O empreendedor que acredita não precisar de um planejamento para atingir seus objetivos, provavelmente fará parte da triste estatística: quase 70% das micro e pequenas empresas (MPE) brasileiras que fecham no primeiro ano de existência. O motivo? Falta de planejamento. 4/66 Tópico 1 71 Unidade 2

11 4 A Importância do Plano de Negócios * Entender e estabelecer diretrizes para o seu negócio; * Gerenciar de maneira mais eficaz a empresa e tomar decisões acertadas; * Monitorar o dia a dia da empresa e transformá-las em diferencial competitivo para a empresa; 5/66 Tópico 1 71 Unidade 2

12 4 A Importância do Plano de Negócios * Estabelecer uma comunicação interna eficaz e também com o público externo; * Conseguir FINANCIAMENTOS e recursos junto a bancos, governo, SEBRAE, investidores, etc. 6/66 Tópico 1 71 Unidade 2

13 4 A Importância do Plano de Negócios O Plano de Negócios aumenta em 60% a probabilidade de sucesso dos negócios. (Harvard Business School) 7/66 Tópico 1 71 Unidade 2

14 5 Estrutura do Plano de Negócios (PN) Não existe uma estrutura rígida específica para se escrever um Plano de Negócios, pois cada um tem suas particularidades e semelhanças. 8/66 Tópico 1 72 Unidade 2

15 5 Estrutura do Plano de Negócios (PN) 1. Capa 2. Sumário 3. Sumário Executivo 4. Descrição da Empresa 5. Produtos e Serviços 6. Mercado e Competidores 7. Marketing e Vendas 8. Análise Estratégica 9. Plano Financeiro 9/66 Tópico 1 73 Unidade 2

16 6 O Tamanho do Plano de Negócios e o Uso de Software para sua elaboração * Plano de Negócios Completo: utilizado quando se pleiteia grande montante ou quando se necessita apresentar visão completa do negócio. Pode variar entre 15 a 40 páginas mais, material anexo. 10/66 Tópico 1 74 Unidade 2

17 6 O Tamanho do Plano de Negócios e o Uso de Software para sua elaboração * Plano de Negócios Resumido: utilizado quando se precisa apresentar informações resumidas ao investidor, e, se houver interesse pelo negócio, solicitará um plano completo. Deve conter objetivos macro do negócio, investimentos, mercado e retorno. Varia de 10 a 15 páginas. 11/66 Tópico 1 74 Unidade 2

18 6 O Tamanho do Plano de Negócios e o Uso de Software para sua elaboração * Plano de Negócios Operacional: Muito importante para ser utilizado internamente na empresa pelos diretores, gerentes e funcionários. Ótima ferramenta para alinhar objetivos estratégicos da organização. Seu tamanho é variável dependendo das necessidades da empresa. 12/66 Tópico 1 74 Unidade 2

19 6 O Tamanho do Plano de Negócios e o Uso de Software para sua elaboração Alguns softwares que auxiliam na elaboração do Plano de Negócios: 1. Easyplan 2. Profit-PN 3. Business Plan Pro 13/66 Tópico 1 74 Unidade 2

20 6 O Tamanho do Plano de Negócios e o Uso de Software para sua elaboração 6.1 Alguns Cuidados na Elaboração do Plano de Negócios * Deve ser organizado e preparado com o formato comercial adequado; * Deve ser sucinto; * Deve ser persuasivo; * Precisa conter todas as seções necessárias; * Precisa ter uma apresentação com os pontos mais relevantes. 14/66 Tópico 1 75 Unidade 2

21 7 O Plano de Negócios como Ferramenta de Venda * Passo 1: Descreva a oportunidade que deseja perseguir; * Passo 2: Defina a abordagem que será dada à oportunidade; * Passo 3: Os benefícios; * Passo 4: Que recursos serão necessários? * Passo 5: O negócio já tem algum apoio, pessoas ou empresas que darão suporte? * Passo 6: Quais os riscos e como serão gerenciados? 15/66 Tópico 1 76 Unidade 2

22 8 O Plano de Negócios como Ferramenta de Gerenciamento O Plano de Negócios é uma excelente ferramenta de gerenciamento, desde que as informações sejam repassadas internamente, e todos na empresa, tenham acesso às informações contidas no plano. 16/66 Tópico 1 77 Unidade 2

23 TÓPICO 2 17/66 Criando um Plano de Negócios Eficiente

24 2 Estrutura Geral de um Plano de Negócios 2.1 Capa A página título deve conter: nome da empresa; endereço; telefone; site e de contato; logotipo (se houver); identificação dos proprietários da empresa; mês e ano em que o plano foi feito; nome do autor do plano. 18/66 Tópico 2 83 Unidade 2

25 2 Estrutura Geral de um Plano de Negócios 2.2 Sumário Assim como em um livro, o sumário serve para auxiliar o leitor a encontrar a seção de seu interesse. Por isso deve conter o título de todas as seções do plano, subseções e as respectivas páginas. 19/66 Tópico 2 84 Unidade 2

26 2 Estrutura Geral de um Plano de Negócios 2.3 Sumário Executivo O Sumário Executivo é a principal seção do PN e deve expressar uma síntese do que será apresentado na sequência, preparando o leitor e o atraindo para uma leitura com mais atenção e interesse. 20/66 Tópico 2 85 Unidade 2

27 2 Estrutura Geral de um Plano de Negócios 2.3 Sumário Executivo Informações que devem conter no Sumário Executivo: 1. Declaração da Visão 2. Declaração da Missão 3. Propósitos Gerais e Específicos do Negócio, Objetivos e Metas 21/66 Tópico 2 85 Unidade 2

28 2 Estrutura Geral de um Plano de Negócios 2.3 Sumário Executivo 4. Estratégia de Marketing 5. Processo de produção 6. Equipe gerencial 7. Investimentos e retornos financeiros 22/66 Tópico 2 85 Unidade 2

29 2 Estrutura Geral de um Plano de Negócios 2.3 Sumário Executivo O Sumário Executivo deve responder às seguintes questões: O que? Onde? Por que? Como? Quanto? Quando? 23/66 Tópico 2 85 Unidade 2

30 4 Descrição da Empresa Nessa seção, o empreendedor deve fazer um resumo do tipo de empreendimento que pretende implementar, identificando também a finalidade do plano de negócios: abertura, expansão ou a manutenção de um negócio. 24/66 Tópico 2 87 Unidade 2

31 4 Descrição da Empresa 4.1 Equipe Gerencial Conhecer quem está na linha de frente da gestão da empresa é muito importante, tanto que muitos investidores, após ler o sumário executivo, vão direto para essa seção. 25/66 Tópico 2 89 Unidade 2

32 4 Descrição da Empresa 4.1 Equipe Gerencial Saber que a empresa está sob a direção de pessoas bem conceituadas no mercado, aumenta as chances de conseguir investimento pois diminui os riscos do negócio. 26/66 Tópico 2 89 Unidade 2

33 4 Descrição da Empresa 4.2 Estrutura Legal Para definir a estrutura legal da empresa é preciso enquadrá-la quanto ao setor de atividade em que está inserida ou pretende se inserir, quanto ao tamanho e à sua contribuição jurídica. 27/66 Tópico 2 90 Unidade 2

34 4 Descrição da Empresa 4.3 Localização e Infraestrutura Nessa parte é importante fazer uma análise dos diversos pontos potenciais do negócio para se decidir acerca do local onde será instalada a empresa. O quadro 4 nos mostra um direcionamento mais claro destes pontos. 28/66 Tópico 2 91 Unidade 2

35 4 Descrição da Empresa 4.3 Localização e Infraestrutura Outras informações que devem constar nesta seção: * Manutenção de Registros * Seguro * Segurança * Terceiros * Parceiros Estratégicos 29/66 Tópico 2 92 Unidade 2

36 5 Produtos e Serviços Listar nesta seção as vantagens do produto em relação aos concorrentes, tais como patente, registro de marca, exclusividade, etc. Se no final chegar à conclusão de que a vantagem está do outro lado, registre modificações que serão feitas para reverter este quadro. 30/66 Tópico 2 92 Unidade 2

37 5 Produtos e Serviços 5.1 Ciclo de Vida do Produto * Introdução * Crescimento * Maturidade * Declínio 31/66 Tópico 2 93 Unidade 2

38 5 Produtos e Serviços 5.2 Estratégia do Produto Defina uma estratégia competitiva com base nas variáveis: liderança no custo e diferenciação. Definir uma estratégia é fundamental para traçar um direcionamento no negócio. Essa estratégia pode ser alcançada por um controle efetivo dos custos ou até mesmo buscar um diferencial no que se refere à qualidade do produto, tecnologia, marketing, etc. 32/66 Tópico 2 94 Unidade 2

39 6 Mercado e Competidores 1. Identificar as tendências ambientais ao redor do negócio (oportunidades e ameaças); 2. Descrever a indústria onde seu negócio está inserido; 3. Análise dos principais competidores; 4. A análise do ambiente de negócios (oportunidades e ameaças). 33/66 Tópico 2 95 Unidade 2

40 6 Mercado e Competidores 6.1 Análise da Indústria/Setor Um breve histórico do mercado em que se pretende ingressar e a análise das tendências do setor para os próximos anos. 34/66 Tópico 2 95 Unidade 2

41 6 Mercado e Competidores 6.2 Definição do Nicho de Mercado Analisar o mercado onde a empresa está inserida e suas segmentações, tendências de consumo, novos ingressantes, substitutos, fornecedores entre outros. 35/66 Tópico 2 95 Unidade 2

42 6 Mercado e Competidores 6.3 Análise da Concorrência O conhecimento sobre a concorrência é importante para que a empresa esteja atenta a todos os acontecimentos que estão em torno de seu mercado. Pode também auxiliar o empreendedor na definição de estratégias de atuação com os concorrentes. A figura 10 nos mostra um exemplo desta análise. 36/66 Tópico 2 96 Unidade 2

43 7 Plano de Marketing O Plano de Marketing deve responder à pergunta: Quais as estratégias de Marketing que a empresa utilizará para atingir seus objetivos? Importante lembrar que essas estratégias devem sempre estar relacionadas aos 4Ps: Produto, Preço, Praça e Promoção. 37/66 Tópico 2 97 Unidade 2

44 7 Plano de Marketing 7.1 Estratégia de Marketing Além de pensar nas estratégias para os 4Ps, o empreendedor deve pensar também na definição da marca. 38/66 Tópico 2 97 Unidade 2

45 7 Plano de Marketing 7.2 Canais de Venda e Distribuição Aqui se define a forma que vai levar o produto/serviço ao seu mercado e influenciará no alcance do seu cliente potencial, na sua capacidade de atingir novos mercados e no seu dimensionamento. Diversos são os canais que as empresas podem adotar para esse objetivo: vendedores internos e externos, representantes, franquias, internet, etc. 39/66 Tópico 2 97 Unidade 2

46 7 Plano de Marketing 7.3 Projeção de Vendas A projeção de vendas deve ser feita com base na análise de mercado, a capacidade produtiva e a estratégia de marketing da empresa. Importante lembrar se o mercado possui algum período de sazonalidade para poder considerar na projeção (vide gráfico 1 – página 98). 40/66 Tópico 2 97 Unidade 2

47 8 Análise Estratégica Nessa análise se medem os riscos inerentes ao negócio, às oportunidades de mercado identificadas, os pontos fortes e os pontos fracos da empresa. Somente após esta análise criteriosa a empresa poderá estabelecer seus objetivos e metas, assim como as estratégias que utilizará para atingí-los. 41/66 Tópico 2 99 Unidade 2

48 8 Análise Estratégica 8.1 Análise SWOT Análise do ambiente externo é a análise de oportunidades e ameaças da organização, isto é, das forças macroambientais (econômico- demográficas, tecnológicas, políticos-legais e socioculturais) e do ambiente interno, (...) 42/66 Tópico Unidade 2

49 8 Análise Estratégica 8.1 Análise SWOT (..), identificando as forças e fraquezas através da análise dos agentes microambientais (clientes, concorrentes, distribuidores, fornecedores) que afetam a capacidade da organização a cada tendência ou mudança. 43/66 Tópico Unidade 2

50 8 Análise Estratégica 8.1 Análise SWOT Forças 44/66 Tópico Unidade 2 * Boa imagem * Qualidade do produto * Baixo custo * Parcerias * Distribuição * Liderança de mercado * Competência * Tecnologia própria Fraquezas * Falta de direção e estratégia * Pouco Investimento em inovação * Linha de produtos reduzida * Distribuição limitada * Custos altos * Problemas operacionais internos * Falta de experiência na administração * Falta de formação dos funcionários FIGURA 11 – Exemplo de Análise SWOT FONTE: Adaptado de Dornelas (2008)

51 8 Análise Estratégica 8.1 Análise SWOT Oportunidades 45/66 Tópico Unidade 2 * Rápido crescimento do mercado * Abertura estrangeira * Dificuldade no concorrente * Novos usos do produto * Novas tecnologias * Mudanças demográficas * Novos métodos de distribuição * Diminuição da regulamentação Ameaças * Recessão * Nova tecnologia * Mudança demográfica * Novas estratégias concorrentes * Barreiras internacionais * Desempenhos negativos parceiros * Aumento da regulamentação FIGURA 11 – Exemplo de Análise SWOT FONTE: Adaptado de Dornelas (2008)

52 9 Plano Financeiro O Plano Financeiro deve traduzir tudo o que foi escrito no plano de negócios em números, incluindo investimentos, gastos com marketing, despesas com vendas, gastos com pessoal, custos fixos e variáveis, projeção de vendas, rentabilidade do negócio, etc. É recomendável que o empreendedor peça ajuda a um profissional da área contábil ou financeira para elaborar essa parte do Plano de Negócio. 46/66 Tópico Unidade 2

53 9 Plano Financeiro 9.1 Balanço Patrimonial O Balanço Patrimonial é um reflexo da posição financeira da empresa em um determinado momento. É formado por duas colunas: Ativo e Passivo. 47/66 Tópico Unidade 2

54 9 Plano Financeiro 9.2 Demonstrativo de Resultados A demonstração de resultados (DRE) traz uma síntese financeira dos resultados operacionais e não operacionais da empresa em determinado período. 48/66 Tópico Unidade 2

55 9 Plano Financeiro 9.3 Fluxo de Caixa Essa é a principal ferramenta de planejamento financeiro da empresa. O fluxo de caixa é um mapa onde se registram as estimativas de entrada (receitas) e saídas (custos) de recursos financeiros. 49/66 Tópico Unidade 2

56 9 Plano Financeiro 9.3 Fluxo de Caixa A estrutura de um fluxo de caixa é composta por: receitas (valor das vendas recebidas), vendas (volume monetário do faturamento), custos e despesas variáveis (custos que variam em função da produção) e custos e despesas fixos (custos e despesas que se mantêm inalterados independente da produção). 50/66 Tópico Unidade 2

57 10 Anexos Como o próprio nome já diz, nessa seção deve estar todo e qualquer documento que possa ser útil para consulta ou para complementar a análise do Plano de Negócios. 51/66 Tópico Unidade 2

58 TÓPICO 3 52/66 Colocando o Plano de Negócios em Prática

59 2 A Busca de Financiamento O empreendedor deve se valer de sua rede de contatos para verificar qual a melhor opção para o financiamento ou a captação de recursos para o seu negócio. 53/66 Tópico Unidade 2

60 2 A Busca de Financiamento 2.1 Economia Pessoal, Família, Amigos A busca por suporte financeiro deve começar perto de casa. O empreendedor iniciante geralmente dispõe de três fontes de financiamento inicial: economias pessoais, amigos e parentes e investidores privados na comunidade. 54/66 Tópico Unidade 2

61 2 A Busca de Financiamento 2.2 Investidores Anjos O anjo, ou investidor pessoa física é um capitalista de risco que possui dinheiro e busca alternativas para obter uma melhor rentabilidade para esse dinheiro. Geralmente, é ele que coloca o dinheiro inicial necessário para a criação de muitos negócios. 55/66 Tópico Unidade 2

62 2 A Busca de Financiamento 2.3 Outras Fontes de Investimentos Pode até parecer estranho, mas muitas pequenas empresas encontram parceiros financeiros entre os fornecedores, clientes e até funcionários. No entanto, a pequena empresa deve utilizar toda e qualquer alternativa possível para manter o capital de giro e o fluxo de caixa positivo. 56/66 Tópico Unidade 2

63 2 A Busca de Financiamento 2.4 Capital de Risco Qualquer capital investido em um empreendimento novo é um capitalista de risco. Entretanto, o termo capitalista de risco, geralmente é associado com aquelas corporações ou sociedades que operam como grupos de investimento. A cada ano, mais grupos de capital de risco estão sendo organizados. 57/66 Tópico Unidade 2

64 3 Programas do Governo Brasileiro 3.1 FINEP (Financiadora de Estudos e Projetos) * FINEP * BNDES * Microcrédito * SEBRAE 58/66 Tópico Unidade 2

65 4 Buscando Assessoria para o Negócio O empreendedor não é uma ilha isolada no oceano. Por meio de sua rede de contatos, ele deve identificar os melhores profissionais e entidades para assessorá-lo. (DORNELAS, 2008). 59/66 Tópico Unidade 2

66 5 Incubadoras de Empresas Uma incubadora de empresas é uma forma bastante interessante de estímulo ao empreendedorismo, pois fortalece e prepara pequenas empresas para sobreviver no mercado. Uma incubadora de empresas busca oferecer apoio estratégico para as pequenas empresas durante os primeiros anos de vida. 60/66 Tópico Unidade 2

67 6 SEBRAE O SEBRAE presta todo e qualquer tipo de consultoria aos empresários: desde que tipo de negócio abrir, forma de abertura da empresa, cursos de gestão, fluxo de caixa, marketing, finanças e muitos outros. 61/66 Tópico Unidade 2

68 7 Assessoria Jurídica e Contábil O empreendedor deve recorrer a profissionais – advogados e contadores de sua confiança e, principalmente, que conheçam e tenham experiência no ramo de atuação da empresa, e ainda possam auxiliar o empreendedor na gestão do empreendimento. 62/66 Tópico Unidade 2

69 8 Universidades e Institutos de Pesquisa O Programa Disque Tecnologia da Universidade de São Paulo, por focar as empresas de pequeno porte acabou se transformando em uma forma simples e eficaz de resolver problemas que não necessitam de muita tecnologia do ponto de vista acadêmico, mas que ajudam muito os produtos e processos de pequenas empresas que não sabem como fazer. 63/66 Tópico Unidade 2

70 8 Universidades e Institutos de Pesquisa Um dos fatores que contribuiu para o sucesso do modelo foi a participação de diversas empresas juniores da USP no projeto, atuando como elo de ligação, entre o meio acadêmico e as pequenas empresas. 64/66 Tópico Unidade 2

71 9 Instituto Empreender Endeavor O Instituto Empreender Endeavor foi criado a partir de uma parceria com a Endeavor Initiative Inc., uma organização internacional sem fins lucrativos que promove o empreendedorismo em países em desenvolvimento (www.endeavor.org.br).www.endeavor.org.br 65/66 Tópico Unidade 2

72 10 Franchising Franquia ou Franchising é um modelo de negócio utilizado em administração que tem como propósito um sistema de venda de licença, onde o franqueador (detentor da marca) cede ao franqueado (autorizado a explorar a marca) o direito de uso da sua marca ou patente, infraestrutura, conhecimento do negócio e direito de distribuição exclusiva ou semiexclusiva de seus produtos ou serviços. 66/66 Tópico Unidade 2

73 Parabéns!!! Terminamos a Unidade.

74 PRÓXIMA AULA: Empreendedorismo 3º Encontro da Disciplina 2ª Avaliação da Disciplina (Dez questões sem consulta)


Carregar ppt "Empreendedorismo – Unidade 2. Educação a Distância – EaD Professor: Flávio Brustoloni Empreendedorismo."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google