A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Incentivos para a Agricultura Lurdes Gonçalves Contamais – Projectos de Investimento Cesar – 01/02/2013.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Incentivos para a Agricultura Lurdes Gonçalves Contamais – Projectos de Investimento Cesar – 01/02/2013."— Transcrição da apresentação:

1 Incentivos para a Agricultura Lurdes Gonçalves Contamais – Projectos de Investimento Cesar – 01/02/2013

2 Região Norte Sede: Urbanização das Fontainhas, Praça da Galiza, 33 4980-639 - Ponte da Barca Tlf: 25848834 |Tlm: 96827 17 30 Região Centro Rua da Estrada, Avanca (Estarreja). Tlm: 914 280 347

3 INCENTIVOS PEQUENOS FRUTOS – SESSÃO DE ESCLARECIMENTOS" - CESAR – 01/02/2013 3

4 MODERNIZAÇÃO E CAPACITAÇÃO DAS EMPRESAS ACÇÃO N.º 1.1.1 INVESTIMENTOS DE PEQUENA DIMENSÃO ACÇÃO 1.1.2 INSTALAÇÃO DE JOVENS AGRICULTORES ACÇÃO 1.1.3 4 4

5 INVESTIMENTOS DE PEQUENA DIMENSÃO ACÇÃO 112 Beneficiários: pessoas singulares ou colectivas que exerçam a actividade agrícola. 5 5

6 INVESTIMENTOS DE PEQUENA DIMENSÃO ACÇÃO 112 O investimento deve ser de montante igual ou superior a 5000 e inferior a 25 000 em: equipamentos para melhoramento ambiental e da eficiência energética das explorações equipamento e máquinas agrícolas pequenas construções e melhoramentos fundiários pequenas plantações plurianuais 6 6

7 INVESTIMENTOS DE PEQUENA DIMENSÃO ACÇÃO 112 Forma e nível dos apoios 50% quando a exploração se situe em zona desfavorecida; 40% no caso de a exploração se situar em zona não desfavorecida. 7 7

8 INSTALAÇÃO DE JOVENS AGRICULTORES ACÇÃO 113 Beneficiários Os jovens agricultores que se instalem, pela primeira vez, numa exploração agrícola; As pessoas colectivas que revistam a forma de sociedade por quotas com a actividade agrícola como objecto social, desde que os sócios gerentes que sejam detentores da maioria do capital social tenham mais de 18 e menos de 40 anos à data de apresentação do pedido e se instalem pela primeira vez como tal. 8 8

9 INSTALAÇÃO DE JOVENS AGRICULTORES ACÇÃO 113 Despesas elegíveis: Edifícios Plantações plurianuais Instalação de pastagens biodiversas Máquinas e equipamentos novos Investimentos associados ao cumprimento de normas ambientais, de higiene e de bem-estar animal. Aquisição de prédios rústicos até ao montante de 10 % das despesas elegíveis Programas informáticos aquisição. Processos de certificação reconhecidos. Honorários técnicos até 5 % do custo total das restantes despesas elegíveis 9 9

10 INSTALAÇÃO DE JOVENS AGRICULTORES ACÇÃO 113 Apoios: O prémio à primeira instalação é de 40% do valor do investimento até aos seguintes limites: 10 Produtor individualPessoa colectiva 3000040000 10

11 INSTALAÇÃO DE JOVENS AGRICULTORES ACÇÃO 113 Apoios: Apoio ao investimento: A acrescer ao prémio de primeira instalação, o promotor pode beneficiar ainda de APOIO AO INVESTIMENTO. 11 Produção Primária Transformação e comercialização Zona Desfavorecida 60%40% Restantes zonas50%40% 11

12 INSTALAÇÃO DE JOVENS AGRICULTORES ACÇÃO 113 Exemplo: Para um investimento com despesas elegíveis de 75000 12 Fonte Financiamento Percentagem Valor Prémio à primeira instalação 40% x 7500030000 Apoio ao investimento 60% x 7500045000 Capital Próprio 0% x 75000 0 Total 75000 12

13 MODERNIZAÇÃO E CAPACITAÇÃO DAS EMPRESAS - ACÇÃO N.º 1.1.1 13 Beneficiários Pessoas singulares ou colectivas que exerçam actividade agrícola ou as que se dediquem à transformação ou comercialização de produtos agrícolas desde que sejam PME ou tenham menos de 750 empregados ou um volume de negócios inferior a 200 milhões de euros Agrupamentos complementares de empresas Outras pessoas colectivas que, não exercendo actividade agrícola, sejam constituídas exclusivamente por pessoas que exerçam essa actividade e tenham por fim exclusivo a realização de operações para os seus membros. 13

14 MODERNIZAÇÃO E CAPACITAÇÃO DAS EMPRESAS - ACÇÃO N.º 1.1.1 14 Tipologia das intervenções a apoiar: Componente 1: Investimentos em explorações agrícolas para a produção primária de produtos agrícolas Componente 2: Investimentos na transformação e comercialização de produtos agrícolas 14

15 MODERNIZAÇÃO E CAPACITAÇÃO DAS EMPRESAS - ACÇÃO N.º 1.1.1 15 Apoios (Componente 1): Majorações cumuláveis Nível Base do apoio Zona Desfavorecida Jovem Agricultor Associado OP 30%10% 5% 15

16 MODERNIZAÇÃO E CAPACITAÇÃO DAS EMPRESAS - ACÇÃO N.º 1.1.1 16 Apoios (Componente 2): Nível Base do apoioMajorações cumuláveis Região de Convergência Org. Produtores PME 25%10%5% Não PME 12,5%10%2,5% 16

17 VIABILIDADE FINANCEIRA 17

18 MIRTILO "Saiba com tirar partido a sua exploração de pequenos frutos" - Barcelos - 22/11/2012 18 Estimativa de Custos de uma plantação base de Mirtilo (1 hectare e 4.000 plantas de densidade).

19 MIRTILO 19 NOTA IMPORTANTE: Os investimentos atrás descritos tem como pressuposto que o hectare ideal não inclui itens como: captação de água, casa de máquinas, estufa, sistemas de aproveitamento de energias renováveis, electrificação, socalcos, movimentação de terras, rede anti- pássaro, etc.

20 PRODUÇÃO POR PLANTA Produção/PlantaAnoKg/ha/ano 0,00010,00 0,00020,00 0,69732788 1,36445455 1,69756788 2,36469455 2,727710909 2,727810909 2,727910909 2,7271010909 2,7271110909 2,7271210909 2,7271310909 2,364149455 2,364159455 2,030168121 2,030178121 2,030188121 1,697196788 1,697206788 20

21 21 Pressuposto 10.000 kg/ha/ano Preço venda fresco, médio, 3,5/kg Perdas na apanha: 5% Demonstração de Resultados Previsional Euros ANO 20132014201520162017201820192020202120222023202420252026202720282029203020312032 Vendas 00927018136225703143636273 31436 27003 22570 Custos de Produção 2400 4120 Gastos com o pessoal 00844410978122441477816160 14778 13511 12244 (Resultado antes de depreciações) -2400 -3295303962051253915993 12539 9372 6205 Gastos de depreciação e amortização 1702 851 Resultado Antes de Impostos -4102 -4997133745031083714291 15143 11688 8521 5355

22 Custos da exploração 22 Honorários Retanchas Mirtilo Fertilizante Mirtilo Manutenção sistema rega Ferramentas Material de escritório Electricidade Comunicação Seguros GLOBALGAP Mão de Obra do promotor Mão de Obra da apanha e poda Os custos considerados são os seguintes: Nota 1 : Os custos de transporte, os custo embalamento já foram deduzidos no preço por razões de simplicidade de demonstração Nota 2 : Os valores considerados são líquidos de IVA. O imposto sobre o rendimento não foi considerado porque este é variável. Na esfera de IRS os rendimentos agrícolas, em conjunto com o somatório dos rendimentos que não ultrapassem o limite 26410, não estão sujeitos a tributação

23 "Saiba com tirar partido a sua exploração de pequenos frutos" - Barcelos - 22/11/2012 23 Cenário 1 Produção média no pico de 10.000 kg/ha Preços por kg: 3,5 Sem considerar ajudas PRODER Cenário de elevado interesse quer para agricultura empresarial (investimento) quer para agricultura familiar. Oportunidades: 1 - Aumentar produção 2 – Melhores preços/época 1º anos balanço (-) explicado pela amortização do investimento inicial (não é perceptível em caso de apoio PRODER) 2º A mão-de-obra do empresário agrícola imputado como custo mão de obra.

24 24 Cenário 2 Produção média no pico de 5.000 kg/ha Preços por kg: 3,5 Sem considerar ajudas PRODER Cenário em que a cultura é feita no vermelho, Apenas de interesse para Agricultura Familiar. Há que aumentar produtividade!

25 FRAMBOESA Bem/Serviço Quantidade (unid.; kg; m2) Prc unitário () Realização de análises elementares ao solo224 Correcção pH do solo (calcário, sacos 40 kg)126600 Fertilizantes químicos (10-26-26) saco 40kg371200 Adubo orgânico8932500 Preparação do terreno1700 Plantas framboesa (0,5x1,5)1000012000 Tuturamento Postes de madeira e arames (com montagem)19100 Sistema de Rega16000 Tela para controlo de infestantes e aplicação80002100 Cinturões, baldes de apanha, tesouras 30 420 Total 34644 25

26 FRAMBOESA 26 NOTA IMPORTANTE: Os investimentos atrás descritos tem como pressuposto que o hectare ideal não inclui itens como: captação de água, casa de máquinas, estufa, sistemas de aproveitamento de energias renováveis, electrificação, socalcos, movimentação de terras, rede anti- pássaro, etc.

27 27 Demonstração de Resultados Previsional Euros ANO2013201420152016201720182019202020212022 Vendas15000275004500050000 4500040000 Custos de Produção6440 Gastos com o pessoal11046141711854619796 1854617296 (Resultado antes de depreciações)-248668892001423764 2001416264 Gastos de depreciação e amortização3464 Resultado Antes de Impostos-595034251655020300 1655012800 Pressuposto 10.000 kg/ha/ano Preço venda fresco, médio, 5/kg

28 Custos da exploração 28 Honorários Retanchas Fertilizantes Produtos Fitossanitários Manutenção sistema rega Ferramentas Material de escritório Electricidade Comunicação Seguros GLOBALGAP Mão de Obra do promotor Mão de Obra da apanha e poda Os custos considerados são os seguintes: Nota 1 : Os custos de transporte, os custo embalamento já foram deduzidos no preço por razões de simplicidade de demonstração Nota 2 : Os valores considerados são líquidos de IVA. O imposto sobre o rendimento não foi considerado porque este é variável. Na esfera de IRS os rendimentos agrícolas, em conjunto com o somatório dos rendimentos que não ultrapassem o limite 26410, não estão sujeitos a tributação

29 29 Cenário 1 – Produção ao ar livre (variedade não remontante) Produção média no pico de 10.000 kg/ha Preços por kg: 5 Sem considerar ajudas PRODER Cenário de elevado interesse quer para agricultura empresarial (investimento) quer para agricultura familiar. Oportunidades: 1 - Aumentar produção 2 – Melhores preços/época 1º anos balanço (-) explicado pela amortização do investimento inicial (não é perceptível em caso de apoio PRODER) 2º A mão-de-obra do empresário agrícola imputado como custo mão de obra.

30 30 Cenário 2 – Produção de framboesa em estufa (variedade não remontante) Produção média no pico de 12.000 kg/ha Preço médio por kg: 6 Sem considerar ajudas PRODER Vantagens da utilização de estufa: A estufa é mais vantajosa para variedades remontantes, pois diminui muito o risco de perda do 2.º ciclo de produção; Possibilidade de antecipação ou postecipação da produção e obtenção de melhores preços; Maiores produtividades por planta. 1º anos balanço (-) explicado pela amortização do investimento inicial (não é perceptível em caso de apoio PRODER) 2º A mão-de-obra do empresário agrícola imputado como custo mão de obra.

31 31 Ano2013201420152016201720182019202020212022 Cash Flow Operação -480094502940035100 2940023700 Cash Flow Actualizado -480090832770432427317913116730556299572460019442 Cash Flow Acum. -80444 -71362-43658-11231205605172782283112240136841156283 Valor Actual Líquido (VAL): 156283 Payback: 4 anos Ano2013201420152016201720182019202020212022 Cash Flow Operação -595034251655020300 1655012800 Cash Flow Actualizado -595034251655020300 1655012800 Cash Flow Acum. -40594 -37170-20620-3211997940279605788087897427110227 Valor Actual Líquido (VAL): 110227 Payback: 4 anos Investimento: -75644 Taxa de actualização: 2% Investimento: -34644 Taxa de actualização: 2% Avaliação Financeira Produção de Framboesa em estufa Produção de Framboesa ao ar livre

32 32 Ano20132014201520162017201820192020202120222023202420252026202720282029203020312032 Cash Flow Operação -4102 -4997133745031083714291 15143 11688 8521 5355 Cash Flow Actualizado -4102-3943-47091235407996231244112197119581172412179119401170611476868485146086596658493604 Cash Flow Act. -29622 Acum. -33565-38273-37039-32960-23337-108961301132592498337162491026080772283809688948295568 10153 4 10738 3 11098 7 VAL: 110987 Payback: 7 anos Produção de Mirtilo Avaliação Financeira Investimento: 25520 Taxa de actualização: 2% Nota: Semelhança das rentabilidades das produções de mirtilo e framboesa (produções ao ar livre).

33 OBRIGADA PELA VOSSA ATENÇÃO!! http://contamaisconsultoria.wordpress.com/ contamais@gmail.com 258 488 341 / 968 271 730 33


Carregar ppt "Incentivos para a Agricultura Lurdes Gonçalves Contamais – Projectos de Investimento Cesar – 01/02/2013."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google