A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Santos / SP Teoria da Contabilidade Prof. Ronaldo Valente.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Santos / SP Teoria da Contabilidade Prof. Ronaldo Valente."— Transcrição da apresentação:

1 Santos / SP Teoria da Contabilidade Prof. Ronaldo Valente

2 Universidade Santa Cecília – Santos / SP Teoria da Contabilidade 1) História do pensamento Contábil 1.1) A Contabilidade - Como tudo começou

3 Universidade Santa Cecília – Santos / SP Teoria da Contabilidade Desde os primórdios o homem praticava atos de comércio através da troca de bens e mercadorias. Porem percebe-se que já existia a preocupação em se organizar para controlar seus pertences, ou seja, seu patrimônio

4 Universidade Santa Cecília – Santos / SP Exemplos deste controle ou registros contábeis na história da Humanidade: Código de Manu, na Índia, com citações sobre renda, negócios e hierarquia organizacional Historiadores também acharam registros contábeis na China, Egito, Caldéia, Assíria, Fenícia, Israel e Pérsia, de a.C até a era Cristã. Teoria da Contabilidade

5 Universidade Santa Cecília – Santos / SP 1. Contabilidade do mundo antigo: Período que se inicia com as primeiras civilizações e vai até da era cristã, quando apareceu o livro Liber Abaci, da autoria Leonardo Fibonaci, o Pisano, que retratava na época técnicas matemáticas, pesos e medidas, cambio, tornando o homem mais evoluído em conhecimentos comerciais e financeiros. Teoria da Contabilidade

6 Universidade Santa Cecília – Santos / SP Teoria da Contabilidade Então a história da Contabilidade está ligada as primeiras manifestações humanas da necessidade social de se mensurar, quantificar e proteger seus pertences materiais. Mas como começou a necessidade deste controle?

7 Universidade Santa Cecília – Santos / SP Teoria da Contabilidade Surgiu anos a.C. dos povos Sumero-Babilônicos, Fenícios, Egípcios, Gregos, Cretenses, Romanos, etc. A contabilidade passou por uma época chamada "Época Empírica" (6.000 a 1202 a.C.) que se caracterizou pela ausência da sistematização dos registros e pela ausência dos estudos de natureza científica e metodológica.

8 Universidade Santa Cecília – Santos / SP Este tipo de contabilidade, a Contabilidade Empírica, Já tinha como objeto o Patrimônio, representado pelos rebanhos e outros bens nos seus aspectos quantitativos. Mas como se fazia o controle deste registros naquela época? Teoria da Contabilidade

9 Universidade Santa Cecília – Santos / SP Como eram as formas de processar os registros na antiguidade? Teoria da Contabilidade

10 Universidade Santa Cecília – Santos / SP Teoria da Contabilidade Historiadores remontam os primeiros sinais da existência de contas aproximadamente a anos a.C. Entretanto, talvez antes disto o homem primitivo, ao inventariar o número de instrumentos de caça e pesca disponíveis, ao contar seus rebanhos, ao contar seus estoques de bebidas, já estava praticando uma forma rudimentar de contabilidade.

11 Universidade Santa Cecília – Santos / SP Mesmo sem escrita a Contabilidade era utilizada pelo homem como um instrumento de controle do crescimento patrimonial através de pedras e fichas de barro de vários formatos. A contabilidade surgiu da necessidade do homem acompanhar e controlar a evolução de seu patrimônio. Teoria da Contabilidade

12 Universidade Santa Cecília – Santos / SP Teoria da Contabilidade Os vestígios de contabilidade dos Incas se davam através de nós dados em cordas penduradas, que registravam os seus bens.

13 Universidade Santa Cecília – Santos / SP Na cidade de Ur, na Caldéia, onde viveu Abraão, personagem Bíblico, encontram-se, em escavações, importantes documentos contábeis, como tabelas de escrita cuneiforme, onde estão registradas contas referentes à mão-de-obra e materiais, ou seja, custos diretos, onde podemos entender que a 5000 anos antes de cristo, o homem considerava fundamental apurar seus custos. Teoria da Contabilidade

14 Universidade Santa Cecília – Santos / SP Os Sumérios, Babilônios e também os Assírios, faziam os seus registros em peças de argila retangulares ou ovais, ficando famosas as pequenas tabuas de Uruk, que mediam aproximadamente 2,5 a 4,5 centímetros, tendo faces ligeiramente convexas. Este registros combinavam o figurativo com o numérico. Gravava-se a cara do animal cuja existência se queria controlar e o numero correspondente `a cabeças existentes, ou o quantitativo dos sacos de cereal. Teoria da Contabilidade

15 Universidade Santa Cecília – Santos / SP URUK

16 Universidade Santa Cecília – Santos / SP Na Babilônia: - as escriturações eram feita nestas tábuas de argila retangulares ou ovais bem rudimentares. - As mais famosas são URUK, JENDET-NASR e UR ARCAICA. - os templos possuíam escriturários próprios, denominados DUB-SAR e o chefe de escrituração era chamado DUB-SARMAG ou PA-DUB- SAR. - as prestações ou contribuições devidas aos Templos, eram feitas em várias vias do mesmo documento, ficando uma cópia em forma de recibo, no Templo, para controle. Teoria da Contabilidade

17 Universidade Santa Cecília – Santos / SP A contabilidade na história somente evolui no formato de sociedade, governo e não no contexto do indivíduo? Teoria da Contabilidade

18 Universidade Santa Cecília – Santos / SP O homem primitivo deixou de caçar e voltou-se à organização da agricultura e do pastoreio - nenhum vinculo de comunidade, cada pessoa criava sua própria riqueza individualmente. Ao morrer, o legado deixado pela pessoa não era dissolvido - mas passado aos parentes (filhos ou parentes próximos). Esta herança recebida dos pais, chamada de pater ou patris, denominou-se patrimônio. Teoria da Contabilidade

19 Universidade Santa Cecília – Santos / SP Logo podemos concluir que o desenvolvimento da Contabilidade é o resultado da evolução da civilização, resultado do desenvolvimento intelectual e cultural do homem e da sociedade. Teoria da Contabilidade

20 Universidade Santa Cecília – Santos / SP A origem da contabilidade está relacionada à necessidade de registros do comércio, pois à medida que o homem começava a possuir maior quantidade de seus bens e valores, precisava saber quanto isso poderia render e quais as formas para aumentar a sua situação patrimonial. Teoria da Contabilidade

21 Universidade Santa Cecília – Santos / SP A atividade de troca e venda dos comerciantes semíticos requeria o acompanhamento das variações de seus bens quando cada transação fosse efetuada. As cobranças de impostos na Babilônia já se faziam por escritas, embora rudimentares. Os indícios levam a crer que as primeiras cidades comerciais eram dos Fenícios e a pratica do comercio porem não era exclusiva destes, sendo exercidas nas principais cidades da Antiguidade. Teoria da Contabilidade

22 Universidade Santa Cecília – Santos / SP No Egito por volta do ano a.c já havia a obrigatoriedade dos livros e documentos comerciais, sendo a escrituração das contas baseada no valor da moeda egípcia da época o shat de ouro ou prata. Então no Egito se fazia registro mercantil? Teoria da Contabilidade

23 Universidade Santa Cecília – Santos / SP No antigo Egito os registros eram mais abrangentes e específicos: Controle da medição e o transporte do trigo. Entre hieroglíficos se encontra a figura de um pastor registrando as suas ovelhas, através de pedrinhas. Armazéns (chamado casa das contas e tesourarias) - trabalhavam vários escriturários. O Inventário tinha grande influência na vida do povo, pois servia para registrar os bens móveis e imóveis. Pelos achados nota-se que a contabilidade consistia em simples anotações a fim de evitar lapsos de memória, como em relatórios de trocas de bens e serviços. Teoria da Contabilidade

24 Universidade Santa Cecília – Santos / SP 2. Contabilidade do Mundo Medieval: Período que vai de 1202 da era crista ate 1494, quando apareceu o Tratactus de Computis et Scripturis (Contabilidade por Partidas Dobradas) de Frei Luca Paciolo, publicado em 1494, enfatizando à Teoria contabil do Débito e do Crédito corresponde à Teoria dos números positivos e negativos, obra que contribui para inserir a contabilidade entre os ramos do conhecimento humano. Teoria da Contabilidade

25 Universidade Santa Cecília – Santos / SP No império Médio,encontramos um livro escriturário, onde era feito o registro diário da entrada de bens. Esse registro era feito pelo secretário da Corte. Teoria da Contabilidade

26 Universidade Santa Cecília – Santos / SP Como tais informações eram cada vez mais numerosas e de difícil memorização, surgiu a necessidade dos registros, gerando os primeiros esboços para os estudos voltados para a contabilidade. Teoria da Contabilidade

27 Universidade Santa Cecília – Santos / SP Sistemas de escritas contábeis foram bastante utilizados nas Ilhas Britânicas. Empregavam-se ramos de árvores assinalados com talhos como provas de dívida ou de quitação. As escritas governamentais da república romana (200 a.C.) já traziam as receitas de caixa classificadas em rendas e lucros, e as despesas compreendidas nos itens salários, perdas e divisões. Os gestores, funcionários do Estado tinham como atribuição examinar as contas dos governos provinciais. O imperador Augusto foi talvez, o primeiro governante da história a estabelecer um orçamento público. Teoria da Contabilidade

28 Universidade Santa Cecília – Santos / SP No período medieval, diversas inovações na técnica da contabilidade foram introduzidas por governos locais e pela Igreja. O imperador Carlos Magno determinou, por volta do ano 800, na Capitulare de Villis, na realização de um inventário anual de propriedade, em livros especiais as receitas e despesas. Porem somente na Itália que surge o termo Contabilitá. Em 831, um "contador" assinou a escritura de uma propriedade transferida por santo Ambrósio a um nobre italiano. Exames de livros de contabilidade foram efetuados na Inglaterra, durante o reinado de Henrique I, no século XII. A introdução da técnica contábil nos negócios privados foi, porém, uma contribuição de comerciantes italianos dos séculos XIII Teoria da Contabilidade

29 Universidade Santa Cecília – Santos / SP Teoria da Contabilidade Logo com as primeiras administrações, surge a necessidade de controle, que seria totalmente impossível sem a aplicação dos registros

30 Universidade Santa Cecília – Santos / SP Teoria da Contabilidade A Contabilidade surgiu das necessidades que as pessoas tinham de controlar aquilo que possuíam, gastavam ou deviam. Sempre procurando encontrar numa maneira simples de aumentar suas posses.

31 Universidade Santa Cecília – Santos / SP 1.Contabilidade do mundo antigo - período que se inicia com as primeiras civilizações e vai até 1202 da era cristã, quando apareceu o livro Liber Abaci, da autoria Leonardo Fibonaci, o Pisano, que retratava na época técnicas matemáticas, pesos e medidas, cambio, tornando o homem mais evoluído em conhecimentos comerciais e financeiros. 2.Contabilidade do Mundo Medieval – período que vai de 1202 da era crista ate 1494, quando apareceu o Tratactus de Computis et Scripturis (Contabilidade por Partidas Dobradas) de Frei Luca Paciolo, publicado em 1494, enfatizando à Teoria contabil do Débito e do Crédito corresponde à Teoria dos números positivos e negativos, obra que contribui para inserir a contabilidade entre os ramos do conhecimento humano. 3.Contabilidade do mundo moderno – período que vai de 1494 ate 1840 com o aparecimento da obra de La Contabilitá Applicatta alle Amministrazioni Private e Pubbliche, da autoria de Francesco Villa, premiada pelo Governo da Áustria. Obra marcante na historia da Contabilidade. RESUMO


Carregar ppt "Santos / SP Teoria da Contabilidade Prof. Ronaldo Valente."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google