A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A IMPORTÂNCIA DOS SISTEMAS LOCAIS DE INOVAÇÃO Brasília, 09de novembro de 2011.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A IMPORTÂNCIA DOS SISTEMAS LOCAIS DE INOVAÇÃO Brasília, 09de novembro de 2011."— Transcrição da apresentação:

1 A IMPORTÂNCIA DOS SISTEMAS LOCAIS DE INOVAÇÃO Brasília, 09de novembro de 2011

2 DESAFIOS PARA A INDÚSTRIA BRASILEIRA A economia contemporânea tem se caracterizado por: Mudanças contínuas na estrutura produtiva e organizacional de setores e países Redistribuição geográfica de empresas e cadeias produtivas Crescimento da interdependência comercial e econômica Deslocamento da produção para mercados emergentes Aumento da variedade e complexidade de produtos e de serviços Fusão de empresas Aumento da formação de cadeias produtivas globais

3 SALDO DOS GRUPOS1º TRIMESTRE 2011 Setores de alta tecnologia-6.898,88 Setores de média-alta tecnologia ,91 Setores de média-baixa tecnologia 268,22 Setores de baixa tecnologia8.641,63 Produtos não industriais12.031,09 Serviços Tecnológicos-5.247,85 Déficit Tecnológico 1º Trimestre ,64 NECESSIDADE DE INOVAÇÃO PELA INDÚSTRIA Necessidade de aumentar o conteúdo tecnológico à pauta de exportações brasileiras: Fonte: Protec (2011)

4 A INOVAÇÃO NAS EMPRESAS BRASILEIRAS TEM CRESCIDO... De acordo com a PINTEC 2008, o percentual de indústrias brasileiras inovadoras cresceu 21% nos últimos oito anos, saltando de 31,5% em 2000 para 38,1% em 2008 Do total de indústrias participantes do levantamento, ao todo, implementaram um produto e/ou processo novo ou substancialmente aprimorado no período de 2006 a 2008 Ainda segundo a pesquisa, do total de indústrias eminentemente inovadoras brasileiras, 70,7% declararam na pesquisa que investiram no período de 2006 a 2008 em atividades internas de P&D de forma contínua

5 PORÉM... Desse total, apenas desenvolveram produtos ou serviços inovadores para o mercado nacional e somente 267 criaram inovações para o mercado mundial Os gastos das empresas em atividades inovativas caíram de 2,8% em 2005 para 2,5% em 2008, e foram direcionados, principalmente, para:  Aquisição de máquinas e equipamentos (78,1%)  Treinamento (59,4%)  Projeto industrial (37%)

6 QUE FAZER PARA AUMENTAR OS ÍNDICES DE INOVAÇÃO? Melhorar a infraestrutura e disseminar a cultura de propriedade intelectual Enfatizar a formação de recursos humanos qualificados Aprimorar o marco legal de apoio à inovação Atrair centros de pesquisa e desenvolvimento (P&D) de empresas estrangeiras Apoiar à internacionalização das empresas brasileiras e de P&D no exterior Fonte: Mobilização Empresarial pela Inovação

7 Aumentar a articulação entre a política de inovação e a política de comércio exterior Apoiar a inovação e P&D para PMEs Apoiar projetos estruturantes e P&D em grande escala Apoiar programas setoriais de inovação Apoiar projetos de P&D pré-competitivo Fonte: Mobilização Empresarial pela Inovação QUE FAZER PARA AUMENTAR OS ÍNDICES DE INOVAÇÃO?

8 A IMPORTÂNCIA DOS APLS NO PROCESSO DE INOVAÇÃO APLs Inovativos Permitem possíveis transbordamentos (spillovers) de conhecimento e tecnologia Necessitam de mão de obra altamente qualificada Possibilitam uma competição interfirmas determinada pela inovação Permitem o estabelecimento de diversos sistemas de aprendizagem, formais e informais, que favorecem o processo inovativo, por exemplo:  Learning by doing  Learning by using  Learning by interacting  Learning by searching  Learning from inter-industry spillover

9 A IMPORTÂNCIA DOS APLS NO PROCESSO DE INOVAÇÃO APLs Inovativos Intensificam os processos de inovação em produtos, caso integrados a cadeias globais de valor Facilitam a agregação de novas funções pelas empresas (inovação organizacional) Facilitam o processo de inovação pela possibilidade de ofertarem a seus integrantes (Rosalem,Silva e Santos):  Alta especificidade locacional devido à proximidade geográfica  Especificidade dos ativos físicos  Maior presença de ativos dedicados pela busca da eficiência coletiva  Maior grau de interação, permitindo o desenvolvimento de inovações mais efetivas e em um menor tempo

10 POLÍTICAS PÚBLICAS PARA Principais Fatores Estimulo à formação de APLs inovativos Estimular a geração, difusão e uso de conhecimentos - aprendizado e inovação Estimular a cooperação entre atores do APL para desenvolvimento de novos produtos (open innovation) PROMOÇÃO DE APLS Incentivar a formulação de estratégias de posicionamento de produto Estimular a inserção dos APLs existentes em cadeias globais de valor

11 Mobilizar a direção das empresas para inovação Capacitar profissionais e instituições para prestar serviços de apoio à inovação Auxiliar as empresas a incorporarem a inovação em seu planejamento com foco em resultados Situação atual: 22 núcleos já instalados e 5 em fase de instalação ALGUMAS AÇÕES DO SISTEMA INDÚSTRIA PARA INCENTIVAR A INOVAÇÃO LOCAL Criação de Núcleos Estaduais de Inovação

12 Aumento do atendimento às demandas dos APLs por Serviços Tecnológicos Contribuir para o fortalecimento dos sistemas regionais de inovação dos Estados, criando de um ambiente de cooperação voltada para a competitividade empresarial de suas regiões. ALGUMAS AÇÕES DO SISTEMA INDÚSTRIA PARA INCENTIVAR A INOVAÇÃO LOCAL Projeto Fortalecimento dos Sistemas Regionais de Inovação Para tal, o SENAI potencializou a sua atuação nacional por meio da atuação da Rede SENAI de Serviços Técnicos e Tecnológicos

13 APL DE CERÂMICA VERMELHA: ESCOPO: EFICIÊNCIA ENERGÉTICA N° de empresas: 16 Municípios: Baixo Guandu Colatina Nova Venécia Linhares João Neiva Marilândia São Roque do Cannaã Realização: SEBRAE – ES SENAI – ES SENAI – SP Sindicer Meio Ambiente Eficiência Energética Processo Produtivo Área Tecnológica :

14 APL DE CERÂMICA VERMELHA: ESCOPO: EFICIÊNCIA ENERGÉTICA ANTES : Fornalhas super dimensionadas DEPOIS : Redução das fornalhas ANTES : Sem o sistema de oxigenação DEPOIS : Com o sistema de oxigenação

15 APL DE CERÂMICA VERMELHA: ESCOPO: EFICIÊNCIA ENERGÉTICA RESULTADOS Diagrama de queima 850ºC Curva sem oxigenação Curva após oxigenação Consumo de Combustível 4 3,5 3 2,5 2 1,5 1 0,5 0 Lubiana antesdepois Massa Fereguetti Arco Íris SafiraElite Sta Maria Cinco Estrelas Imperial Mundial Boapaba Marilândia Telhafort Kill AcioliArgil

16 APL DE CERÂMICA VERMELHA: ESCOPO: EFICIÊNCIA ENERGÉTICA RESULTADOS Tempo de queima Custo mensal de combustível (16 empresas) 90 horas 50 a 60 horas anterior ao projeto após projeto série1 Custo anterior Custo atual Economia mensal , , ,00 Média de R$ 18,00 o metro cúbico de serragem. *Dados fornecidos pelos participantes.

17 ATENDIMENTO COLETIVO PARA AGROINDÚSTRIA: ESCOPO: BOAS PRÁTICAS FABRICAÇÃO – BPF N° de empresas: 23 Municípios: Santa Teresa São Roque do Cannaã Área Tecnológica: Alimentos e Bebidas Processo Produtivo Realização: SEBRAE – ES SENAI – ES

18 ATENDIMENTO COLETIVO PARA AGROINDÚSTRIA: ESCOPO: BOAS PRÁTICAS FABRICAÇÃO – BPF RESULTADOS Empresas com Boas Práticas de Fabricação Implantadas Antes Depois Manual de boas práticas de fabricação Participação em cursos de boas práticas Layout adequado Rotulagem adequada Alvará sanitário

19 ATENDIMENTO COLETIVO PARA AGROINDÚSTRIA: ESCOPO: BOAS PRÁTICAS FABRICAÇÃO – BPF ANTES : Produção e armazenamento DEPOIS : Adequação da produção e armazenamento

20 MUITO OBRIGADO!


Carregar ppt "A IMPORTÂNCIA DOS SISTEMAS LOCAIS DE INOVAÇÃO Brasília, 09de novembro de 2011."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google