A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

PERSONALIDADE PSICOPÁTICA Crístofer Diego Beraldi Martins Médico Legista – IML/DF Professor Medicina Legal - CESUBRA.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "PERSONALIDADE PSICOPÁTICA Crístofer Diego Beraldi Martins Médico Legista – IML/DF Professor Medicina Legal - CESUBRA."— Transcrição da apresentação:

1 PERSONALIDADE PSICOPÁTICA Crístofer Diego Beraldi Martins Médico Legista – IML/DF Professor Medicina Legal - CESUBRA

2 PERSONALIDADE PSICOPÁTICA §A psiquiatria forense têm dedicado, há tempo, uma enorme preocupação com o quadro conhecido por Psicopatia (ou Sociopatia, Transtorno Dissocial, Transtorno Sociopático).

3 PERSONALIDADE PSICOPÁTICA Conceitos: §Faculdade moral: atributo da mente humana capaz de distinguir e eleger entre o bem e o mal. §Consciência: censura, arrependimento.

4 PERSONALIDADE PSICOPÁTICA Psicopatas: §Pessoas cujo tipo de conduta chama fortemente a atenção e que não se podem qualificar de loucos nem de débeis; elas estão num campo intermediário. São indivíduos que se separam do grosso da população em termos de comportamento, conduta moral e ética.

5 PERSONALIDADE PSICOPÁTICA Histórico: §Girolano Cardamo ( ): Falava em "improbidade", quadro que não alcançava a insanidade total porque as pessoas que disso padeciam mantinham a aptidão para dirigir sua vontade.

6 PERSONALIDADE PSICOPÁTICA §Em 1801, Philippe Pinel publica seu Tratado médico filosófico sobre a alienação mental e fala de pessoas que têm todas as características da mania, mas que carecem do delírio.

7 PERSONALIDADE PSICOPÁTICA §Dizia, no tratado, que se admirava de ver muitos loucos que, em nenhum momento, apresentavam prejuízo algum do entendimento, e que estavam sempre dominados por uma espécie de furor instintivo, como se o único dano fosse em suas faculdades instintivas. A falta de educação, uma educação mal dirigida ou traços perversos e indômitos naturais, podem ser as causas desta espécie de alteração.

8 PERSONALIDADE PSICOPÁTICA §Em 1923, Schneider elabora uma conceituação e classificação do que é, para ele, a Personalidade Psicopática. §descarta no conjunto classificatório da personalidade atributos tais como, a inteligência, os instintos e sentimentos corporais e valoriza como elementos distintivos o conjunto dos sentimentos e valores, das tendências e vontades.

9 PERSONALIDADE PSICOPÁTICA §O psicopata não tem uma psicopatia, no sentido de quem tem uma tuberculose, ou algo transitório, mas ele É um psicopata. Psicopata é uma maneira de ser no mundo, é uma maneira de ser estável. (Schineider).

10 PERSONALIDADE PSICOPÁTICA §Mas a conduta do psicopata nem sempre é toda psicopática, existindo momentos, fases e circunstâncias de condutas adaptadas, as quais permitem que ele passe desapercebido em muitas áreas do desempenho social. Essa dissimulação garante sua sobrevivência social. (Schineider)

11 PERSONALIDADE PSICOPÁTICA §Simulação §Supersimulação §Metasimulação §Dissimulação

12 PERSONALIDADE PSICOPÁTICA §Cleckley, estabeleceu, em "A máscara da saúde", alguns critérios para o diagnóstico do psicopata, em 1976, Hare, Hart e Harpur, completaram esses critérios. Somando-se as duas listas podemos relacionar as seguintes características:

13 PERSONALIDADE PSICOPÁTICA §1. Problemas de conduta na infância. §2. Inexistência de alucinações e delírio. §3. Ausência de manifestações neuróticas. §4. Impulsividade e ausência de autocontrole. §5. Irresponsabilidade §6. Encanto superficial, notável inteligência e loquacidade.

14 PERSONALIDADE PSICOPÁTICA §7. Egocentrismo patológico, autovalorização e arrogância. §8. Incapacidade de amar. §9. Grande pobreza de reações afetivas básicas. §10. Vida sexual impessoal, trivial e pouco integrada. §11. Falta de sentimentos de culpa e de vergonha.

15 PERSONALIDADE PSICOPÁTICA §12. Indigno de confiança, falta de empatia nas relações pessoais. §13. Manipulação do outro com recursos enganosos. §14. Mentiras e insinceridade. §15. Perda específica da intuição. §16. Incapacidade para seguir qualquer plano de vida.

16 PERSONALIDADE PSICOPÁTICA §17. Conduta anti-social sem aparente arrependimento. §18. Ameaças de suicídio raramente cumpridas. §19. Falta de capacidade para aprender com a experiência vivida.

17 PERSONALIDADE PSICOPÁTICA §O prof. Eunofre Marques adota a denominação de Personalidade Psicopática Amoral (ou, simplesmente, PP). Diz ele: §" O PP amoral é um indivíduo incapaz de incorporar valores. Ele funciona sempre na relação prazer- desprazer imediato.

18 PERSONALIDADE PSICOPÁTICA §São indivíduos incapazes de se integrar a qualquer grupo, devido ao seu egoísmo absoluto e a não aceitarem qualquer tipo de regras. Só o que eles querem é o que interessa. No início, eles até fazem amizades com facilidade mas, diante dos primeiros conflitos, a sua amoralidade aparece em todo o seu potencial.

19 PERSONALIDADE PSICOPÁTICA §Terminam por ser rejeitados pelos grupos em pouco tempo. São, por isso, em geral indivíduos solitários, que migram de grupo em grupo até que não restem mais grupos para os aceitarem"

20 PERSONALIDADE PSICOPÁTICA §"Ainda crianças já aparece o seu componente amoral, por não aceitarem regras jamais, não respeitarem qualquer limite e terem um comportamento absolutamente inadequado na escola, de onde são freqüentemente expulsos.

21 PERSONALIDADE PSICOPÁTICA §Já na adolescência tendem francamente para a marginalidade e tentam integrar-se aos grupos marginais mas mesmo esses, com a sua ética marginal rígida, logo o rejeitam.

22 PERSONALIDADE PSICOPÁTICA §Quando pressionado pelo ambiente, especialmente em ambientes fechados, como numa penitenciária, eles atual de modo primoroso, como que absorvendo os valores rígidos do meio. No entanto, é só surgir uma pequena brecha nas regras para que a sua amoralidade venha plenamente à tona.

23 PERSONALIDADE PSICOPÁTICA §Boa parte deles não chega à idade adulta porque, misturados com os marginais, acabam sendo mortos por estes. Mesmo assim, chegando à idade adulta, terminam por serem recolhidos a alguma penitenciária, onde eles são encontrados com freqüência. Mesmo dentro da penitenciária a sua existência está sendo constantemente ameaçada, porque não se integram a nenhum dos grupos que lá se formam.

24 PERSONALIDADE PSICOPÁTICA §Aqueles que têm um nível de inteligência superior conseguem parcialmente, utilizando-se dos recursos cognitivos, manterem-se relativamente integrados no meio até a idade adulta mas, mesmo estes, acabam por serem expulsos do seu meio e também vão parar nos presídios.

25 PERSONALIDADE PSICOPÁTICA §O PP amoral é o exemplo do fracasso do ser humano" Eunofre Marques

26 PERSONALIDADE PSICOPÁTICA Tipos ou Classificações de Personalidades Psicopáticas segundo Mira y López: 1.Personalidade Astênica: Rápido esgotamento da atividade psíquica. Predomina a conduta do mínimo esforço.

27 PERSONALIDADE PSICOPÁTICA 2. Personalidade Compulsiva: Precisas, detalhistas, bom gosto, boa habilidade manual, onipotentes, teimosas, tiranas. 3. Personalidade Explosiva: Ações bruscas, irritabilidade emocional, acessos de raiva, criminalidade aumentada, perda total ou quase total do autodomínio.

28 PERSONALIDADE PSICOPÁTICA 4. Personalidade Instável: Agitação constante, instabilidade do pensamento, gosto, intenções, sem disciplina, mudanças excessivas dos propósitos e da conduta.

29 PERSONALIDADE PSICOPÁTICA 5. Personalidade Histérica: Mais freqüente no sexo feminino e entre os intersexuais, labilidade dos reflexos vegetativos, confusão dos dois planos da realidade (objetivo e subjetivo), exagero da realização imaginária do desejo levando ao sonho e e confabulação, personalidade dissociativa.

30 PERSONALIDADE PSICOPÁTICA 6. Personalidade Ciclóide: Passam por períodos de agitação e depois por períodos de tristeza. Instabilidade afetiva, riem, choram ou se encolerizam de acordo com o meio. Regular adaptatividade à vida social, pessimistas e angustiosos podem ser levados ao suicídio.

31 PERSONALIDADE PSICOPÁTICA 7. Personalidade sensitivo-paranóide: Ego hipertrofiado amor próprio exagerado, muito racionais, inteligentes, falta de serenidade, diminuição da autoconfiança, predisposição a idéias delirantes, desconfia de todos, criminalidade elevada.

32 PERSONALIDADE PSICOPÁTICA 8. Personalidade Perversa (anormal): Ignoram normas éticas, falta de compreensão das obrigações morais, tendências anti-sociais intensas, ausência de sentimentos, periculosidade na razão direta da inteligência.

33 PERSONALIDADE PSICOPÁTICA 9. Personalidade Esquizóide: Predominância autista, vivem o seu próprio mundo, divorciado das outras pessoas, reações violentas, apresentam sensibilidade ou irritabilidade furiosa. São freqüentes entre os anarquistas, revolucionários e fanáticos.

34 PERSONALIDADE PSICOPÁTICA 10. Personalidade Hipocondríaca: Tem medo de todos os perigos, preocupação com a integridade física ou a saúde.

35 PERSONALIDADE PSICOPÁTICA 11. Personalidade Homossexual: Anomalia com relação ao objeto da libido e ao comportamento sexual dele decorrente, tendência narcisista, desejo incontido de êxito, o que deprecia o seu próprio julgamento, imagina-se um fracassado, adota comportamento do sexo oposto, o que não lhe tira a tensão intrapsíquica.

36 PERSONALIDADE PSICOPÁTICA Valorização Jurídica: É possível ser um doente mental e ser responsável. Mira y Lopez Para emitir parecer acerca da imputabilidade penal ou periculosidade, faz-se necessário amplo estudo de todos os aspectos da vida psíquica, além de todas as condições ambientais.


Carregar ppt "PERSONALIDADE PSICOPÁTICA Crístofer Diego Beraldi Martins Médico Legista – IML/DF Professor Medicina Legal - CESUBRA."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google